História The Contract - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Demi Lovato, Kendall Jenner, Nick Jonas, One Direction, Selena Gomez, Taylor Swift
Personagens Demi Lovato
Tags Darry, Demi Lovato, Harry Styles, One Direction
Exibições 160
Palavras 2.713
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hey pessoal!
Mais uma vez estou aqui com capítulo novo e fico feliz por não ter demorado tanto atualizar e quero agradecer pelos comentários do capítulo passado, erem continuar fazendo uma autora feliz? Continuem comentando, vocês não tem ideia do quão feliz eu ficou
Espero que gostem

Capítulo 10 - Talvez eu apenas confie em você...


Fanfic / Fanfiction The Contract - Capítulo 10 - Talvez eu apenas confie em você...

Eu encontrei-a quando não quis

Mais procurar o meu amor

E o quanto levou foi pra eu merecer

Antes  um mês e eu já não sei

E até quem me vê lendo jornal

Na fila do pão sabe que eu te encontrei...

Último Romance - Los Hermanos

 

 

P.O.V Demi

-Fala comigo Jerry

-Vamos, não pode ficar com raiva pra sempre, seu chato -reclamei enquanto tentava fazer Nick falar comigo

-Nicholas! -insisti

-Okay Demetria, o que exatamente quer que eu diga? -ele parecia sem paciência, algo compreensível já que quando queria irritar alguém eu era muito boa nisso

-Primeiro, não me chame de Demetria, não gosto e segundo para com isso, eu não falei porque eu não sabia o que falar, quando as notícias começaram a sair nada realmente sério estava acontecendo

-Quer dizer que agora está? -ele perguntou

Bebi um gole do meu chá antes de responder

-Pra falar a verdade nem eu sei, as vezes eu sinto como se as coisas estivessem indo rápido demais, mas ao mesmo tempo eu...-não consegui continuar

Havíamos acabado de sair de uma entrevista e eu o convenci a finalmente conversamos, e depois de insistir muito parecia que iriamos nos resolver 

-Sabe que eu normalmente te apoio nas decisões que você toma, mas nesse caso tem certeza? -perguntou preocupado -sabe, a fama dele não é das melhores e sem ofensas você não é muito boa com fins de namoro

Não gostava do fato de que Nick conseguia jogar tantas verdades na sua cara sem precisar mudar o tom de voz ou tentar me criticar, era legal por um lado, afinal quem gosta de alguém que te julgue? mas por outro era irritante

-Mas nada disso tem um real importância se realmente gostar dele, eu não quero atrapalhar sua vida Dems, nunca faria uma coisa assim

-Sendo bem sincera eu não sei, eu me sinto bem quando estou com ele, mas há tanta coisa além disso, tanta coisa

A sensação de saber que podia voltar a conversar com ele e que teria ele para me dar conselhos era reconfortante. Nos últimos shows da turnê a situação estava quase insuportável, dividíamos o mesmo palco, até cantávamos algumas músicas juntos, mas fora do palco ele me ignorava 

-Ai! -ele reclamou quando dei um tapa com força em seu braço

-Isso é pra aprender a nunca mais me ignorar, está me ouvindo? -questionei

-Sim, ouvi e só pra deixar claro, para alguém da sua idade ainda é muito infantil -ele respondeu

-O que quer dizer com isso Jerry? -dei ênfase ao seu nome do meio

-Exatamente o que entendeu Demetria -ele provocou

“Eu tentei fazer minha mãe desistir, mas não consegui, ela quer te conhecer e quer isso na semana que vem, foi mal”

E essa foi a mensagem que recebi dele

Eu definitivamente não sabia o que responder, apesar da nossa situação incerta o namoro era falso e conhecer minha “sogra” era algo sério demais e principalmente se eu teria que enganá-la

“É só me dizer quando ” respondi ainda incerta

-É para isso que os amigos servem, para serem trocados por namorados -ele comentou ironicamente

-E eles chegaram -comentei me referindo aos paparazzi que estavam do lado de fora

-E agora é nossa hora de ir embora -ele falou e eu concordei

-Quer que eu te deixe em casa? -perguntou

-Eu estava pensando em ir pro estúdio, quero começar a trabalhar em uma ideia, pode me ajudar? -pedi

-Sou todo seu até -deu uma pequena pausa para ver que horas eram -as sete e meia

-Posso saber onde o senhor ocupado vai estar depois disso?-perguntei curiosa

-Compromissos -falou 

-Imagino o tipo de compromisso -comentei

“Está livre pra um jantar hoje a noite?”

“Não sei, estou indo pro estúdio com Nick tentar gravar alguma coisa, mas ele vai me abandonar daqui a uma hora” enviei a resposta

“Então é só me mandar o endereço que não ficará mais sozinha”

“Assim que eu chegar faço isso”

“Ok”

-É fofinho te ver toda apaixonada -Nick comentou

-Eu não... você está exagerando -argumentei

-Diz isso porque não viu o quanto sorria só porque estava falando com ele -respondeu

Após alguns minutos chegamos ao local

Ele estacionou o carro e nós entramos já que tínhamos a chave por sermos amigos da dona 

-Então qual é a música? -perguntou

Procurei o caderno em minha bolsa e mostrei pra ele a que queria

Ele começou a ler de modo inexpressivo

-Uou! está realmente apaixonada -revirei os olhos

-Mas a letra é boa, já pensou na melodia? -neguei

-Eu nem sei se realmente ela vai para o CD, eu só queria gravar, entende?

Me sentei no chão enquanto ele pegava um violão, aproveitei isso para mandar a localização para Harry

Eu começava a pensar na possibilidade de que não deveríamos nos ver com tanta frequência assim o que me fazia lembrar do que ele falou ontem a noite 

Eu preciso porque eu estava errado, acho que é mais do que óbvio que quero você na minha vida, se me sinto um idiota por causa disso? com certeza, mas o fato é que eu quero, não só quero como eu acho que estou começando a criar algum tipo de dependência...

Claro que aquilo havia me assustado de certo modo

-Podemos começar? -ele me despertou dos meus devaneios

Decidimos primeiro fazer uma versão a capella, nada além da minha voz para ele ter uma noção de como eu queria que ficasse

I never thought this heart of stone

Deserved a love like yours

I never thought I'd let anyone

Ever get this close, yeah

But since you came into my life

I'm not afraid anymore

And even though I've made mistakes

I'm the one you choose, yeah

And I need you...

(Eu nunca pensei que este coração de pedra

Merecia um amor como o seu

Nunca pensei que eu deixaria ninguém

Chegar tão perto, yeah

Mas desde que você entrou na minha vida

Eu não tenho mais medo

E mesmo que eu tenha cometido erros

Sou eu quem você escolheu, yeah

E eu preciso de você...)

Continuamos concentrados na música até quando Nick precisou ir embora, me despedi do meu amigo e continuei ali musicando a letra

Me sentia mais confortável por ter me livrado dos meus sapatos da jaqueta que usava

Me desconcentrei ao ouvir um barulho no estúdio, me virei e lá estava o Styles

-Idiota! quase jogava esse sapato na sua cara, custava avisar que estava aí, depois eu eu infarto e ninguém sabe porque é -dramatizei assustada

Ele ria de mim

Me levantei e fui até onde o idiota estava

-Há quanto tempo estava aí? -perguntei quando ele finalmente parou de rir

-Há um tempinho -respondeu sem ser nenhum pouco especifico 

-Droga, eu esqueço que preciso estar usando saltos quando estou com você -reclamei

-Eu posso resolver isso -ele respondeu

Antes que eu pudesse responder suas mãos foram até a parte de trás das minhas coxas e com isso ele me ergueu de modo que ficamos da mesma altura, passado o susto inicial com seu ato eu coloquei minhas pernas ao redor de sua cintura

-Pronto, problema resolvido -falou

Nossos rostos estavam extremamente próximos, assim como todo o resto dos nossos corpos e ele me encarava com um sorrisinho nos lábios, ou seja tinha plena consciência do que estava fazendo

-Já falei que é um idiota? -perguntei retoricamente

-Mais de uma vez só essa noite -respondeu

-Foi uma pergunta retórica, caso não tenha percebido -comentei

-Eu sei, só estou estou te ajudando a continuar pensando em diálogos ridículos quando na verdade queria estar usando sua boca para outra coisa

Abri minha boca para dizer alguma coisa, mas nada saiu

Continuei tentando verbalizar uma resposta à altura, mas não consegui concluir porque no instante seguinte ele me beijou, inicialmente de maneira lenta e calma e que aos poucos foi se tornando mais intenso

Só acabei com o beijo quando percebi que minhas mãos trabalhavam em desabotoar sua camisa, porque afinal  o local não era o mais apropriado

-Vamos? Quer dizer, pra onde disse que ia me levar? -perguntei 

-Já pode me colocar no chão -disse meio envergonhada

-Ah...é claro -ele disse e fez o que eu pedi

Aproveitei apenas para calçar meus sapatos, não sentia mais a necessidade da jaqueta

-Ainda não respondeu onde vamos -falei

-Essa parte é surpresa -respondeu

                                                                       ...

-Como sabia que eu queria vir no show delas? -perguntei ao chegarmos no show das meninas do fifth harmony

-Eu tenho minhas fontes -disse de maneira convencida

Eu sorria como uma boba e não sei especificar com exatidão o porquê, poderia ser apenas por ele ter me trazido até aqui? por estar com ele? a segunda opção me preocupava um pouco então preferi acreditar que era todo um conjunto sem que uma única coisa fase responsável

O show ainda não havia começado, mas pelo horário devia estar próximo de começar

-Ainda estou preocupada com essa história de conhecer sua mãe, e se ela não gostar de mim? -perguntei

-Por que ela não gostaria? -respondeu minha pergunta com outra

-Não faz esse negócio de responder minhas perguntas com outra, é irritante -reclamei e cruzei os braços

-Não vou mais fazer isso, agora podemo voltar para a parte em que sorria, não que esse bico que sta fazendo não seja fofo, mas ainda prefiro o sorriso -respondeu enquanto me puxava para ele o que fez com e eu fosse obrigada a descruzar os braços

-E quanto a minha mãe não tem porque se preocupar ela vai te adorar -finalmente respondeu a pergunta que eu fiz

Pouco tempo depois o show começou, os gritos da platéia eram altos, mas não era nada que realmente conseguisse atrapalhar, não que eu achasse que existisse algo que pudesse atrapalhar aquele momento

Durante algumas músicas até nos arriscamos a dançar, mas na maior parte ficamos naquela típica pose de casalzinho com Harry atrás de mim e os braços sobre meus ombros e vez ou outra me roubava um beijo

-Desculpem parar o show pessoal -a voz de Lauren pôde ser ouvida

-Mas é que ficamos sabendo  que temos um casal aqui hoje -depois dela falar isso nossa imagem apareceu no telão -Então queremos dedicar esse show a eles

-Eu também gostaria de pedir que não fiquem com raiva de mim se eu errar alguma letra ou passo, minha cantora favorita no mundo está aqui, vocês tem noção da pressão? -disse Camila

Aproveitei que ainda estava no telão para fazer um coraçãozinho com a mão para ela

Após isso elas voltaram a cantar

                                                                  ...

-Vocês formam um casal fofo -Lauren comentou

-Não mais que um certo casal que eu conheço -respondi jogando a indireta no ar

-Mas que não se assume -continuei

Ela suspirou antes de me responder

-Sabe que é complicado, seria pressão demais pra aguentar -confessou

-Se é realmente amor, vocês podem aguentar 

-Será que dá pra parar de tentar roubá-la de nós -Ally veio junto com as outras fingindo estar irritada 

-Sinto muito se ela prefere a mim -a morena rebateu

-Meninas não briguem, eu amo todas igual -respondi em tom bem humorado

                                                                    ...

P.O.V  Harry

Talvez eu estivesse começando a criar algum tipo de dependência e eu sei que isso não era saudável, óbvio queu sabia e sabia também que no fim haviam grandes chances de que eu fosse a pessos que sairia machucada, mas por enquanto nada disso importava, pensar ns consequências era algo racional demais para o estado em que me encontrava

Não, ainda não sou capaz de esquecer o que ela fez, e nem sei se algum dia serei, eu estava realmente disposto a tornar aquilo mais que uma noite, não mentia quando falei que ela poderia ser a única, bastava ela querer, claro que havia Niall no meio de tudo isso, mas era só uma questão dela querer, se ela quisesse nem ele seria um problema, ninguém nem nada seria

Pode parecer meio exagerado considerando que só passamos realmente uma noite juntos, mas não se tratava apenas daquela noite, envolvia muito mais coas que isso, eram todas as conversas antes disso, sua personalidade, sua beleza, não se tratava apenas do seu corpo

Mas a questão era: Isso naquele momento não me importava, as cicatrizes estavam ali, com certeza estavam, mas não eram mais relevantes. Eu estava disposto a apenas viver o quer que fosse o que estávamos tendo

-Posso saber o que tanto se passa nessa cabecinha? -sua voz me despertou dos meus devaneios

-Nada demais -menti

-Para aqui! -fiz o que ela pediu

-Tem um lugar que eu quero te mostrar -explicou

A rua em que estávamos tinha uma iluminação ruim e estava vazia

Ela parou em um prédio que estava em reforma, continuei sem entender

-Parece estranho, não é? -perguntou

Ao entrarmos o local não aparentava precisar de reformas e também parecia que ninguém pisava ali há muito tempo

-Pode parecer meio absurdo, mas é até uma história um pouco engraçada -ela pareceu refletir sobre o que falou e então se corrigiu -talvez engraçada não seja bem a palavra, mas é interessante, enfim um dia eu e alguns amigos estávamos bêbados e tivemos a brilhante ideia de que queríamos um prédio só nosso, não me pergunte como, mas de alguma maneira a gente conseguiu esse na mesma noite e no dia seguinte tínhamos uma bela ressaca e um novo imóvel em nossos nomes -ela me contava a história enquanto o elevador subia

-Bem, eu não queria que ninguém soubesse disso, mas também não queria me livrar dele, então forgei essa coisa de reforma eterna e garanti que ninguém conseguisse arrombar as portas. Só os outros proprietários e agora você sabem da existência desse lugar, por muito tempo eu ignorei isso aqui, mas depois que saí daquele lugar eu muitas vezes precisava sumir e sendo quem sou essa não era uma tarefa exatamente fácil -riu fracamente do próprio comentário -e aqui eu consegui

Procurei palavras que eu pudesse dizer naquele momento porém não encontrei  porque como eu poderia reagir a uma coisa dessas? quer dizer, ela me confiou em mim algo que não havia contado a outras pessoas, ela quis dividir  comigo, isso tinha que significar algo, correto?

O apartamento de alguma forma tinha sua cara, haviam alguns pôster's na parede, Beatles, AC/DC, Arctic Monkeys, The Smiths e até alguns relativamente recentes como The 1975, além de algumas coisas escritas na parede, que iam desde letras de música da Lana del Rey até citações de filósofos da antiguidade

-Eu diria sinta-se a vontade, mas tenho algo mais importante pra pedir -a encarei atentamente incentivando-a a continuar

-Deixe sua marca aqui, ainda há muitos cantos livres nas paredes, vou pegar as tintas -avisou

Depois de muito tempo, ou do que eu considerei muito tempo, ela voltou com alguns potes de tinta e pincéis

-Qualquer coisa tá' valendo

Optei por deixar o símbolo dos Roling Stones

-Agora, eu realmente preciso saber disso, por que eu? por que me trouxe aqui?

-Pra falar a verdade eu não sei, talvez eu apenas confie em você -respondeu

-Sinceramente Styles, já foi melhor nisso, parece que não consegue mais reconhecer quando uma garota te quer -ela disse em meu ouvido

Aproveitei a proximidade para beijá-la de uma vez, enquanto isso ela sentiu-se a vontade para continuar o que havia começado mais cedo, desabotoar minha camisa, algo que não levou muito tempo já que eu não fiz questão aboar todos mais cedo

Logo minha camisa estava no chão e suas mãos encontravam-se em minhas costas, arranhando-as levemente

Então no pior momento possível o celular dela tocou, nas primeiras vezes ela ignorou, mas ao perceber que quem quer que fosse estava insistindo então com certeza era importante

-Estou indo, não demoro -ela disse antes de desligar

-O que foi? -perguntei

-Uma pessoa que aparentemente ressurgiu das cinzas para me incomodar, nada demais, mas preciso ir resolver isso, se quiser pode ir pra sua casa eu pego um táxi -ela disse aparentando estar abalada com o que ouviu

-Eu faço questão de te levar -falei enquanto vestia minh camisa novamente

Não demorou muito e estávamos a caminho de sua casa, depois daquela ligação ela parecia distante e preocupada, eu não gostava de vê-la daquela forma, mas por não saber o que exatamente havia acontecido não sabia como fazer ela se sentir melhor


Notas Finais


Roupa da Demi: http://www.polyvore.com/cgi/set?.locale=pt-br&id=209561337
P.S: a música que Ademir cantou no capítulo se chama Too Much Love é uma faixa provavelmente descartada do Demi (de 2013)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...