História The Coyote - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Chris Argent, Hayden Romero, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malia Tate, Melissa McCall, Personagens Originais, Scott McCall, Stiles Stilinski, Theo Raeken
Tags Scott Mccall, Stalia, Teen Wolf
Exibições 135
Palavras 1.660
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Luta, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Spoilers, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OLÁ AMORES <3

Mais de um mês sem postar, eu sei, é uma puta cara de pau não?

Mas novamente tive meus motivos.. Provas de final de semestre, e bem, os professores da faculdade não pegaram leve no que tinha que estudar viu?

Eu devo ter enfiado tanta fórmula dentro da meu pobre cérebro que não se preocupem caso apareça algum módulo matemático, só to bem loca mesmo.

Mas com a glória do bom Scott McCall aka Deus, consegui sobreviver ao primeiro ano de faculdade nessa porra.

A TIA PASSO DE ANO UUUUU

E EU SOU UMA DESOCUPADA NAS FÉRIAS ENTÃO VAI VIR UMA PORRADA DE CAPÍTULO

Falando nisso, a fanfic vai ter provavelmente mais uns seis, sete capítulos e vai acabar *chorando*

Coloquei um paralelo com ScallisonQUEOIEUNÃODISSENADA
Boa leitura <33

Capítulo 20 - Twenty


Fanfic / Fanfiction The Coyote - Capítulo 20 - Twenty

''Estou caindo, então vou aproveitar minha descida

Estou caindo, então vou aproveitar minha descida

Vou aproveitar minha descida

Eu morreria por você, é fácil dizer isto

Temos uma lista de pessoas por quem levaríamos

Uma bala por eles, uma bala por você

Uma bala por cada pessoa neste lugar

Mas eu não vejo bala nenhuma entrando aqui.''  (Ride - Twenty One Pilots)

 

 

- Ah qual é, porque vocês sempre interrompem no melhor momento? - Scott reclamou, arrancando uma risada fraca de Tris

- A gente continua isso depois. - A loira ficou nas pontas dos pés e se apoiou no ombro de Scott - Enquanto isso, pense em mim, nua.

Disse, vendo um sorriso nada bobo sorrir no rosto de seu alfa. Aproveitou a deixa para correr até Malia, que a puxou rapidamente pelo braço, fechando a porta atrás de si.

- Aquilo foi ridículo. - Reclamou, fazendo a mais velha bufar

- O que, vai me dizer que não sente falta do Stiles de todas as maneiras? - Perguntou, provocativa

Mais a frente havia Braeden, havia camuflado todos os cheiros para que ninguém sentisse nada, mas mesmo assim era óbvio que Corinne saberia que elas estavam chegando.

Tris quase deu um salto de susto ao ver Theo ali também. Por instantes seu sangue ferveu. A camiseta branca do mesmo ainda era mesma, e continuava no mesmo estado: rasgada por três garras e ensanguentada, uma lembrança dolorosa de que nunca se deve atacar Beatrice Hale com acônito.

- O que diabos você vai fazer? - Perguntou finalmente

- Achar minha mãe, matá-la e em seguida salvar Deaton. - Malia disse como se fosse a coisa mais simples do mundo

- E Jeremy. - Tris completou, suspirando cansada em seguida

- Sim esse aí também.

Após aquilo apenas entraram no carro e começaram sua viagem até o depósito onde Corinne estava supostamente escondida. Malia estava decidida, enquanto o resto das pessoas ali presentes temiam onde tudo aquilo iria acabar.

Pararam na frente do depósito. Braeden carregou sua escopeta. Tris parou, sentindo o aroma que exalava dali.

- E então? - Theo lhe perguntou, cruzando os braços

- Ela está aqui, tenho toda a certeza. - A loira vacilou, o cheiro da mãe não lhe trazia boas lembranças

- O.k., então vamos. - Malia anunciou, começando a andar

- Você tem certeza que não quer esperar? - Braeden perguntou pela última vez

- Sim, eu tenho. - Depois daquelas palavras, a morena apenas andou mais rápido, abrindo a porta do depósito

Tris apertou o passo, ficando extremamente próxima à irmã. Sentiu o cheiro mudar para algo como arrependimento, mas nem se importou, apenas o fato de que Jeremy estava ali em algum lugar já lhe alegrava.

Quando se aproximaram mais de um local do depósito, cheio de carros militares e uma cadeira, com um homem, iluminada apenas por uma luz fraca de uma lâmpada, Theo colocou seu plano em prática.

Tomou bruscamente a escopeta de Braeden, e antes que a mesma pudesse fazer alguma coisa, ele usou sua força sobrenatural para nocautear a mulher.

- O que diabos você.. - Antes que Tris pudesse falar mais alguma coisa, Theo atirou na barriga de Malia

Tomada pelo impulso, a loira deu um rugido alto, tão potente que foi capaz de tremer o concreto e trincar as janelas de todos os carros dali.

Seus olhos transformaram-se em um vermelho intenso, as garras ficavam cada vez maiores. Provavelmente teria o dilacerado ali mesmo se não tivesse escutado a voz que mais a assombrava.

- Fique calma, coiote, nós ainda temos muito o que conversar, e você não gostaria que seu amado Jeremy fosse morto certo?

E lá estava ela, Corinne, com um típico sorriso cínico no rosto. Sua arma presa no coldre. Abriu uma porta que havia ali, puxou Jeremy com toda a força e deixou-o cair no chão. 

O homem, já machucado demais urrou de dor, caindo de joelhos. Sem que se desse conta a loira voltou ao normal, e Theo já havia sumido de sua vista.

Malia se contorcia no chão, a dor da bala ainda muito recente para que seu corpo começasse a se regenerar.

- Então, Beatrice, quem você vai escolher?

~*~

Enquanto isso Lydia estava presa não só em Eichen House, mas também em seu subconsciente. Meredith tentava em vão fazer a ruiva aprender a controlar seus poderes.

A banshee estava há muito tempo em um cubículo, apenas sairia dali se quebrasse o vidro, mas a mesma não fazia ideia de como faria aquilo.

Ao se virar, pôde ver uma imagem. Era Malia se arrastando, tentando em vão fugir, os olhos da mesma já lacrimejavam com a morte tão próxima.

- Ai meu Deus, ela a achou. - Lydia disse, correndo até a direção da imagem, batendo com força as mãos ali

~*~

Tris continuava perdida, sem saber para onde ir, quem escolher.

- O tempo está se esgotando. - Ironizou Corinne com um sorriso no rosto

A loira encarou a irmã, que apenas assentiu. Ela cuidaria daquilo. Mexeu a cabeça em um 'vai' silencioso. Tris começou a andar para trás.

- Eu sinto muito. - Disse, enquanto corria até Jeremy

Pegou a cabeça do melhor amigo e colocou em seu colo, ele estava extremamente ferido, o sangue escorria por sua boca, parando em seu pescoço.

Claro que estava preocupada, Jeremy não era como ela, ou como Malia, ele era humano, não se curava sozinho, era como Braeden, sabia se cuidar e ganhava dinheiro matando pelos outros.

Uma ótima pessoa, mas ainda assim, um humano.

- Merda Jeremy. - Praguejou, estava nervosa, tirava o máximo de dor do amigo que conseguia

Corinne agora agredia Malia, dando-lhe socos e batendo na mesma com a arma. 

- Você nem ao menos tem um nome, Talia Hale te tirou de mim antes que eu pudesse lhe dar um. - Disse, bateu uma última vez na filha com a arma, antes de jogá-la longe - Mas o que você tem é poder. E sabe de quem herdou isso? Sabe de quem roubou isso Malia? De mim! - Disse, pegando a garota pela gola da camiseta

Jogou-a novamente no chão, em seguida pisou com toda a força no ferimento à bala feito por Theo. À essa altura, Deaton já havia acordado, e se remexia na cadeira desesperadamente, tentando tirar a mordaça de sua boca.

E Tris, bem ela estancava o sangue do melhor amigo o mais rápido que conseguia, se culpando mais a cada segundo por não estar ajudando a irmã.

- Me avise quando doer, quando doer de verdade. - Corinne disse, mexendo o pé em cima de ferida de Malia, fazendo-a gritar de dor

A mãe dela pegou-a pelo colarinho, deixando suas garras a mostra, pronta para matar Malia em busca de seu poder. Tris naquele momento deu um salto, pronta para atacá-la com todas as forças.

- CORINNE! - Deaton gritou, chamando a atenção de todos ali - Você não vai conseguir os poderes assim, tem que ser em uma lua cheia, se matá-la agora você não ganha nada.

Corinne agora olhou a filha com fúria, hesitando se deveria matá-la ou não. E quando Tris estava prestes a intervir, Jeremy a impediu, segurando sua perna.

- N-não deixe o coiote ganhar de você bravinha. - Disse em um fio de voz, antes de piscar ainda mais lentamente 

- Ah merda! - Bradou, se agachando ao seu lado novamente, começando a fazer massagem cardíaca, enquanto retirava sua dor

~*~

- Você pode ajudá-la! - Meredith gritava para Lydia - LYDIA! - Gritou novamente, fazendo a ruiva a encarar - Quebre o vidro!

Então Lydia se concentrou, não pôde salvar Allison, e não permitiria que o mesmo acontecesse com Malia. Posicionou-se em frente ao vidro, ergueu as mãos e gritou, um grito diferente de todos os outros.

Ao mesmo tempo em que quebrou o vidro, acabou libertando-se de seu estado catatônico, levantou-se da cama numa enorme rapidez e gritou.

O homem que estava ao seu lado caiu para trás, todas as lâmpadas foram quebradas e o grito pôde chegar até Malia, quebrando uma lâmpada que estava ali.

Corinne se distraiu, dando chance para que Malia a chutasse longe. Levantou-se com dificuldade, se apoiando no capô do carro mais próximo. 

A mãe rugiu, assim como a filha. Logo partiram uma para outra, começando uma briga. Mais aliviada Tris começou novamente a cuidar de Jeremy.

- Eu os matei por sua culpa, matei minha própria família! - Malia bradou

- Eu sou sua família querida. - Ironizou, fazendo a morena rugir novamente

A briga parou quando sentiram o chão tremer. A parede atrás de Deaton era quebrada com socos extremamente potentes, assustando todos ali.

Logo, uma criatura enorme, desconhecida, praticamente sem forma, coberta apenas por uma camada de fumaça negra e olhos azuis, apareceu. Puxou a cadeira de Deaton, enquanto o mesmo pedia por socorro. Malia correu até ele, puxando-o.

- A próxima vez você estará no lugar de sua irmã, Beatrice. - Corinne rugiu, antes de sair correndo dali

Malia puxou Deaton, fazendo a tal criatura puxar apenas a cadeira. Um rugido extremamente potente foi ouvido, e quando a criatura estava prestes a atacar novamente, Tris rugiu de volta. O rugido foi ainda mais alto, fazendo a criatura recuar aos poucos.

Então, sem mais ninguém para impedi-los, e com Jeremy quase morto, eles voltaram para a clínica veterinária. Havia sido uma vitória difícil, mas ainda sim uma vitória.

~*~

Scott e Isaac apareceram na clínica, vendo Deaton ali, Malia estava com a mão na faixa que a ajudava com o processo de cura, enquanto Tris estava próxima à Jeremy, que estava desacordado em cima de uma mesa no centro, todo enfaixado mas ao menos vivo.
O alfa estranhou, e Tris apenas fez um sinal com a cabeça dizendo que explicaria tudo depois.

- Bem, e agora? - Isaac perguntou finalmente

Agora a alcateia estava novamente reunida. Scott pensou

- Agora nós vamos atrás da Lydia.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...