História The cry baby - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Melanie Martinez
Personagens Personagens Originais
Tags Automutilação, Colegial, Família, Festa, Hentai, Lollapalloza, Melanie Martinez
Visualizações 14
Palavras 834
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Primeira de muitas \o/
Fic relacionada a queen Melanie.
Espero que gostem ✨
Boa leitura!

Capítulo 1 - Hello , it's me !


Fanfic / Fanfiction The cry baby - Capítulo 1 - Hello , it's me !

Hello, it's me !


E aqui estou  mais uma uma vez, dentro do meu quarto , meu pequeno mundo , minhas lâminas , meus fones e meus estranhos pensamentos.

Não aguento mais essas brigas por motivos fúteis, essa desconfiança e essas agressões ... Estou a uma semana sem me cortar , e esse curto tempo é uma vitória para mim, as lâminas me chamam, as vezes, sinto que estou refém delas, e que a melhor escolha é se render, mas não , com todos os problemas relacionados a minha mãe ,  as brigas no colégio, e o julgamento das pessoas ... Tento ser forte.

Vários pensamentos me veem a cabeça e as lâminas clamam por meu sangue, mas não irei me render, não  agora...

Decido ir tomar uma ducha bem quente para espairecer, e tentar esquecer do mundo.

Entro no banheiro e logo percebo que esqueci meu celular , volto até a cama e o pego , colocando-o em cima da pia , tiro a minha roupa lentamente , e me pego meu celular , procuro pela voz que me acalma e me entende , e em movimentos rápidos a música "Dollhouse" já está sendo reproduzida.

"Hey girl, open the walls, play with your dolls
We'll be a perfect family
When you walk away, it's when we really play
You don't hear me when I say,
Mom, please wake up
Dad's with a slut, and your son is smoking cannabis ... [...] "

Vou em direção a ducha e ligo a mesma , sinto a água quente caindo sobre o meu corpo e um leve ardor em minhas cicatrizes, aquela sensação era maravilhosa , me acalmava e trazia minha paz interior de volta . Depois de um longo banho, saio do banheiro atravessando aquela imensa onde de vapor causada pela água quente e chego no meu quarto novamente . Vou até o closet e procuro algo agradável para vestir, acabo pegando uma  camisa cinza básica  e logo em seguida , visto um shorts jeans. Agora, era só voltar para meu mundo interior de volta ... Sim, voltaria , mas não se batidas na porta me interrompessem...

- Amih ! Desça para jantar, preciso conversar com você .

- Já estou descendo mãe!  

Eu não queria jantar , ainda mais com o discurso que eu teria que ouvir...

Desço as escadas lentamente e chego na sala de jantar, minha mãe estava lá e meu pai ainda não tinha chegado , estranhei o motivo da janta sem o meu pai , mas fui em direção a mesa . 

- Sente-se querida , temos que conversar , e não espere seu pai chegar , pode ser pior...

Apenas assenti com a cabeça e me sentei a frente da minha mãe , eu conhecia ela , e sabia que a melhor coisa a se fazer nesse momento era obedecer. Me sentei calada esperando o discurso que teria que escutar...

- Amih, eu já conversei com você sobre isso , será que eu terei que te internar em um hospício garota! Você não tem motivos para se cortar e ferir o seu próprio corpo!

- E-e-eu tenho motivos.

- Eu não posso estar escutando isso , eu e seu pai trabalhamos feito loucos pra te colocar em um do melhores colégios da cidade , você tem as melhores influências ... E você me retribui assim , apenas com desgosto!

- Se você tivesse sentimentos poderia me entender , minha dor e meus cortes são simplesmente causados por você , sua pressão em cima de mim , e seu geito frio , estão me matando cada dia mais ... 

Ao escutar isso minha mãe não se conteve, e um tapa sobre o meu rosto foi lançado . Meus olhos encheram-se de lágrimas e eu não me contive , não tive reação , apenas levantei da cadeira e subi as escadas rapidamente, entro no meu quarto as pressas e bato a porta , trancando a mesma , me lanço na cama sem controlar os soluços , enfim , pego no sono.

02:45 (madrugada)

Acordo desajeitada na cama e com a luz do quarto acesa, vou no banheiro e sem querer fixo meu olhar no lugar onde guardo minha lâminas , não penso duas vezes e quando me deparo , já estou encostada na pia com os braços sangrando , aquela sensação , por incrível que pareça me alivia , e minha dor vai sumindo aos poucos . Com um dos braços praticamente cobertos por sangue , decido parar , o sono era tão forte que eu já estava enxergando 3 lâminas em minha mão, ligo a pia e coloco o braço na água , com a falha tentativa de parar o sangramento , depois de alguns minutos o sangramento é contido e eu vou me deitar. Mas antes disso mando uma mensagem para uma de minhas amigas ...

"Mais uma vez ela me agrediu ,e eu não fui forte , recai."

Amanhã é um novo dia , e só me basta a esperança de recomeçar.

Amih Potter

Cry Baby, 16 anos, pais bem sucedidos , brasileira , perdida no mundo da automutilação , ignorada pelo o crush.







Notas Finais


Bom gente , esse foi um cap que descreve um pouco como é a vida de Amih, Melanie já tá ai , mas vai vim com mais força.
Pra quem leu, obrigada , que Deus te abençoe.
Xoxo ✨ até o próximo cap


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...