História The CryBaby Diaries - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Melanie Martinez
Personagens Personagens Originais
Tags Basic Bitch, Blue Boy, Cry Baby, Melanie Martinez, Pacify Her
Visualizações 6
Palavras 267
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Fluffy, Lírica, Musical (Songfic), Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - One


Fanfic / Fanfiction The CryBaby Diaries - Capítulo 2 - One

Quarta-feira, 27/12/2017

Shitty, se eu tivesse um Blue Boy, o que você diria? Logicamente nada, que você é apenas um caderninho que eu escrevo e não tem controle nenhum sobre minha vida.

Acho que o chato é que sempre que eu estou conversando com ele tem uma Basic Bitch pra atrapalhar. Será que eu sou azarada demais ou ela que é uma recalcada do caralho? Eu definitivamente não gosto nada daquela vagabunda! Por que o Universo tinha que ser tão mal comigo a ponto de me fazer sofrer assim?

Os melhores dias - vulgo menos piores - são quando ela não vai pra escola, ou seja, quase nunca, que é quando eu finalmente posso ter uma conversa decente com ele. Não entendo o que aquela vadia tem que eu não tenho. O corpo dela é idêntico a uma tábua! Se eu trocar vão até achar ela mais gostosa.

Você foi meu presente de Natal, eu te ganhei ontem, então você não estava quando aquela vadia mal comida ficou se atirando no MEU Blue Boy. Foi horrível! Vontade de estrangular e esquartejar aquela vaca não foi o que faltou, mas sim a coragem. E se ele me visse, o que diria de mim?

O pior foi hoje, quando ele veio me dar um presente que não deu no meu aniversário, quando estava doente e não pôde vir. Aquele pedaço de merda em forma de prostituta se fantasiando de menina estava junto com ele...

Mas voltando ao presente... Era um ursinho de pelúcia lindo! Eu gostei muito e não largo ele nunca, até fiz uma tatuagem dele! Quer ver? [mídia]



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...