História The Cure - Capítulo 43


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Dr. Bruce Banner (Hulk), Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), James Rupert "Rhodey" Rhodes, Laura Barton, Maria Hill, Mulher-Hulk Vermelha (Betty Ross-Banner), Natasha Romanoff, Nick Fury, Pepper Potts, Pietro Maximoff (Mercúrio), Sam Wilson (Falcão), Scott Lang, Steve Rogers, Thor, Visão
Tags Bruce Banner, Brucenat, Brutasha, Clint Barton, Gavião Arqueiro, Homem De Ferro, Hulk, Natasha Romanoff, Tony Stark, Vingadores, Viuva Negra
Visualizações 26
Palavras 930
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Poesias, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olarrrrrrr, meus nenéns!
Bem-vindos a mais um capítulo cheio de amor <3

Boa leitura!

Capítulo 43 - Assim como um menino...


Fanfic / Fanfiction The Cure - Capítulo 43 - Assim como um menino...

“Eu sei que você me faz tão bem. Perco toda a razão, enlouquecido e entregue em suas mãos”.

Bruce Banner:

Acordei mais cedo e vi Nat dormindo com Luna. Aquela cena me deixava com lágrimas nos olhos! Luna é uma menina saudável, Ross não chegou a fazer nada. Ela é o nosso ponto de luz. Enche os nossos dias de alegria! Todos na Torre estão apaixonados e dizendo que ela logo será namoradinha do Nathaniel, o que me fazia parecer um pai ciumento.

Sentei no canto da cama e fiquei admirando aquela cena. Natasha me faz tão bem! Me faz perder a razão e a noção. Fico enlouquecido e totalmente entregue a ela.

...

- Olha se não é o mais novo paizão do ano! – Tony e Hank me cumprimentaram e fiquei feliz ao ver que eles estavam felizes por mim.

- Muito obrigado, amigos! – sorri sem graça – No que tanto vocês trabalham aí?

- Eu disse que ele estava com ciúme, Hank – Tony alfinetou – Infelizmente, verdão, o trabalho ainda é confidencial.

- Eu não vou discutir – respondi sério – Vou tomar café com o pessoal.

- Infelizmente, não tem ninguém na Torre – Hank respondeu.

- Onde estão? – perguntei

- É confidencial também – Tony respondeu rindo.

- Vão pra merda, vocês dois!

“Assim como um menino que não sabe esperar. Vivo cada segundo só pra te encontrar!”.

Tomei café sozinho mesmo. Fiquei surpreso ao ver que realmente não tinha ninguém na Torre. O silêncio chegava a incomodar! Mas eu estava feliz demais para focar nisso. Pensei em levar café na cama pra Nat, mas não queria acordá-la. Deveria estar exausta. Luna acorda muito durante a noite.

Terminei de tomar café e fui procurar o que fazer naquela Torre que estava tediosa demais hoje! Como queria que Natasha acordasse logo! Estava igualzinho a um menino que não sabe esperar. Vivendo cada segundo só para encontrá-la.

- Banner?!

- Oi! – me virei e vi que era Wanda – Você não saiu com os outros?

- Não ando com a cabeça muito boa para essas coisas – ela sorriu sem graça – Você parece ótimo! – ela me abraçou – Fico feliz que esteja feliz.

Continuei abraçado com a bruxinha e mentalmente agradecia por tudo que ele fez por mim e pela Nat.

- Bom dia, amiguinhos! – Jan apareceu com Luna no colo – Luna vai fazer compras com a titia Jan no shopping!

Sorri e peguei Luna no colo.

- E a Nat? – perguntei.

- Nat foi respirar um pouco de ar fresco – Jan respondeu sorrindo – Foi um sacrifício convencê-la a me deixar passear com a minha sobrinha!

- E quando pretende ter os seus, Jan? – Wanda perguntou enquanto eu ainda brincava com Luna.

- Eu não sei. Quero muito, mas não sei. Se juntar o DNA de uma vespa com uma formiga, o que poderia sair?

- Que tal uma barata? – Tony apareceu rindo – Desculpe, não pude deixar de ouvir a conversa. Vocês falam alto demais! Imagina só, Jan, você cuidando de uma baratinha!

“Eu sei que juntos sonhamos igual. O mundo é de nós dois e tudo mais fica pra depois!”.

Após a conversa bem-humorada que tive com meus amigos, fui procurar Nat. Acreditem ou não, mas eu já estava com saudades! Estou mesmo como um menino que não sabe esperar!

Encontrei-a dançando lindamente! Meus olhos brilhavam ao ver que a dança ainda vivia intensamente dentro dela. Aquela dança me fazia sonhar acordado.

- Doutor! – ela gritou e me tirou dos meus pensamentos – Me assustou! Há quanto tempo está aí?

- Tempo suficiente pra ver essa cena tão linda – nos beijamos – Fiquei sonhando acordado. Sabe com que eu estava sonhando?

- Sei – ela colocou os braços em volta do meu pescoço – Sei porque juntos sonhamos igual.

Eu a girei e dançamos juntos enquanto cantávamos também.

- O mundo é de nós dois, Romanoff! – gritei e voltei a gira-la – E tudo mais fica pra depois!

“Não existe dor e o teu jeito de sorrir faz com que eu ame só você!”.

Voltamos a Torre e encontramos Jan e Hank brincando com a pequena Luna.

- Ela chorou muito? – Nat perguntou enquanto a pegava no colo.

- Que nada! Ela adorou a tia Vespa – Jan respondeu rindo – Até voei um pouco com ela no colo.

- Jan, eu disse pra ter cuidado! – Nat falou preocupada.

- Eu tomei cuidado! Inclusive, comprei o enxoval dela todinho! Não precisam me agradecer – Jan pegou Luna novamente no colo – Ela é tão lindinha!

- Você será uma ótima mãe, Jan – falei sorrindo – É só ter cuidado quando for voar.

- Concordo – Hank respondeu sorrindo e beijou a testa de Jan – Logo mais nossa baratinha estará vindo.

- Baratinha? Nunca mais chame nossa filha assim, Henry Pym! – Jan gritou – Vocês têm que parar de levar as piadas do Tony tão a sério!

...

- Será que Jan e Hank estão cuidando bem da nossa menina, Banner? – Nat respondeu enquanto deitava no meu peito – Fico tão preocupada!

- Fica tranquila, meu amor – beijei a cabeça dela – Os deixa treinar pra começarem a trabalhar em trazer a baratinha logo.

- Até você, Doutor? – ela perguntou rindo – Sabe, mudando de assunto, ficar com a Luna é uma sensação nova. É como se não houvesse dor...

- E não existe mais dor, minha ruivinha – nos beijamos – Nossos sonhos voltaram a se realizar...

Voltamos a nos beijar e nossos corpos estavam cada vez mais colados.

- Vingadores – Sexta-feira falava em todos os cômodos da Torre – O Senhor Stark pediu que colocassem sua melhor roupa e o encontrem em vinte minutos.

- Um dia a gente consegue, Nat – falei rindo.


Notas Finais


MANO DO CÉU, COMO ELES SÃO LINDOS <3

Esse capítulo foi feito com uma música que marcou minha infância! É muito gostosa de ouvir, recomendo!
https://www.letras.mus.br/ls-jack/73911/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...