História The Curse - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dance with Devils, Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azuna Kuzuha, Azusa Mukami, Carla Tsukinami, Cordelia, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Lindo Tachibana, Mage Nanashiro, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Rem Kaginuki, Ritsuka Tachibana, Ruki Mukami, Seiji Komori, Shiki Natsumezaka, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Urie Sogami, Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Anjos, Demonios, Sangue, Sobrenatural, Vampiros
Exibições 36
Palavras 1.326
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção Científica, Fluffy, Harem, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Sadomasoquismo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yo~

Bem, primeiramente eu queria dizer que esses dias eu estava lendo "A Seleção" e me inspirei, aliás, é um livro que eu recomendo, por isso, a fanfic terá algumas semelhanças. Como eu gosto muito de Diabolik Lovers, e eu já tinha parte dessa ideia maluca na cabeça, e dias atrás eu estava vendo Dance with Devils e como os dois animes são sobrenaturais, resolvi fazer um crossover. Vai ter algumas coisas nessa fanfic que eu recriei, não seguindo a história original -novamente, foi uma ideia maluca da minha cabeça-.

Sobre a outra fanfic que eu postei, eu estou sem ideia para continuá-la e talvez eu até reescreva ela, pois não estou gostando muito do rumo que a fanfic está tomando, então ela entrará em hiatus até que eu termine essa aqui -ou quando minha inspiração voltar-.

Sem mais avisos, boa leitura.

Capítulo 1 - Capítulo I. Conto de fadas nem tão perfeito.


Fanfic / Fanfiction The Curse - Capítulo 1 - Capítulo I. Conto de fadas nem tão perfeito.

"Yuna, escute-me bem", a mulher finalmente se pronunciara, o que chamou a atenção de uma pequena que brincava com as bonecas. "Você, quando completar seu décimo sexto aniversário, será enviada para o castelo Sakamaki, no outro lado do reino, com o objetivo de manter a linhagem nobre pura. Deverá escolher um de seus irmãos príncipes para se casar e se tornar uma grandiosa rainha. Sendo totalmente submissa e obedecer ao seu rei. Entendeu?"

"H-Hai!", disse firme a pequena, determinada à cumprir seu objetivo, mesmo não entendendo a penúltima frase.

 

Yuna achava tão engraçado o quão sua vida se parecia com uma dos livros de Contos de Fadas. A seu ver chegava a ser cômico, mas no seu conto não havia um final feliz, ou um viveram felizes para sempre.

Mas nem tudo parecia ser tão perfeito assim.

Yuna nunca quis ser uma princesa, não desejava essa vida de luxo, objetos caros e adoração; queria viver livre, correr pelos campos verdes, junto aos pássaros no céu.

A garota viveu presa dentro dos muros do castelo, sua mãe, a Rainha, proibia a garota de passar pelos mesmos, nunca teve contato com o mundo lá fora, mas podia ver o reino através da sua janela.

Tentou fugir algumas vezes, mas todas eram tentativas falhas, pois havia mais guardas nos portões e, como castigo, ficava trancada dentro de seu quarto com soldados a vigiando, para garantir que a princesa não fugisse novamente. Nunca teve a liberdade que quis.

E além do mais, estava cansada daquilo tudo, de regras, leis, etiquetas e responsabilidades, de como deveria ser, mas nem ao menos a garota sabia quem ela era. Não queria se tornar uma Rainha, muito menos casar com um de seus irmãos. Foi como uma obrigação, nem ao menos pediram a opinião dela sobre o casamento, como se não tivesse importância, como se fosse um mero objeto.

Mas essa era a oportunidade única de sua liberdade, e não iria desistir tão facilmente da ideia, mesmo que achasse errada a ideia de casar com um de seus irmãos, pois foi criada junto com a Igreja e esse plano era uma abominação a seu ver, ia contra seus votos e se fizesse isso, nunca mais seria capaz de olhar para uma Igreja novamente.

Suspirou pesadamente, olhando-se em frente ao espelho. Seus olhos dourados e hipnotizantes transmitiam tristeza, sua mãe lhe falara que eram os mesmos de seu pai. Yuna não sabia se isso era um elogio ou ofensa, pois ela não se lembrava mais dele e sua mãe quase nunca falava sobre o mesmo.

Usava um vestido branco com azul que iam até os pés. Seu cabelo estava muito bem penteado e preso a alguns enfeites. Isso tudo era falso, não era sua verdadeira eu, mas sim alguém que ela nunca quis ser.

Assustou-se com o barulho da porta branca de seu quarto abrir. Era seu irmão.

"Onii-chan!", não deixou de sorrir quando o viu e correu para abraçá-lo.

O rapaz perdeu o equilíbrio e os dois quase caíram, se não fosse por suas costas baterem na parede, protegendo a menor. Ele não se importou com a dor, estava ansioso para reencontrá-la depois de muitos anos.

A garota sentia seus olhos marejarem de saudade, aos poucos suas lágrimas iam transbordando e caíam sobre sua delicada face, vagarosamente sua visão ia ficando turva.

Envolveu sutilmente a irmã com seus braços, como se qualquer movimento brusco ela fosse quebrar ou desaparecer. Apoiou seu queixo em sua cabeça e pôde sentir o aroma doce que seus cabelos exalavam.

"Por que voltou?", a morena perguntou desfazendo o abraço. O mais velho limpou as lágrimas da garota com seus polegares.

Não que ela estivesse triste ao revê-lo, muito pelo contrário, estava feliz, era ele quem a alegrava quando os dois eram crianças, ele foi sua fortaleza, aquele que a apoiou quando ela estava triste e acima de tudo: foi seu único e melhor amigo. Apenas havia estranhado o fato de que ele estava estudando em alguma província do reino desde seus dez anos e retornou para casa sem ao menos avisar ou mandar-lhe uma carta.

Parou para observá-lo por um instante.

Ele havia mudado muito desde que eles se viram pela última vez. Seus cabelos vermelhos desgrenhados haviam crescido, um pouco acima de seus olhos –onde havia uma franja–, como se fizesse um tempo desde que cortara o cabelo. Seus olhos verdes esmeralda estavam mais afiados, eles a transmitiam preocupação. Seu irmão não era mais a criança indefesa e desprotegida de antes, agora ele era um rapaz.

"Eu soube que você teria que partir para as Terras Proibidas...", ele disse preocupado, enquanto segurava as mãos da garota, os olhos dele buscavam os seus. "Não vá, por favor, eu falo isso para o seu bem, sei do que estou falando."

Yuna se surpreendeu; essa era a única chance de sua bendita liberdade e ela não iria simplesmente descartar a opção.

"Lindo... Eu não posso mesmo se não quisesse, eu iria ser obrigada a ir", desviou o olhar para o chão, ela não conseguia olhar por muito tempo nos olhos de alguém, o que a deixava parecer fraca.

"Por quê?", indagou confuso e indignado ao mesmo tempo.

"Você sabe quantos anos eu passei trancada dentro desse castelo?!", esbravejou elevando a voz. "Eu nunca tive contato com o mundo lá fora, enquanto você viajava pelas províncias e conhecia novas pessoas!"

"Então fuja comigo, eu te protegerei", se aproximou da garota, mas ela fez um sinal para que ele parasse.

“Você é tão ignorante que nem ao menos consegue me entender”, disse friamente, inspirando e respirando, um exercício que aprendeu com a Igreja para manter a calma.

"Fique com isso", pegou a mão esquerda da garota, deixando ali um terço de ferro.

Aquilo provavelmente era de Lindo, mas ela não sabia o porquê dele ter aquilo consigo. Olhou para o objeto gelado em suas mãos, se perguntando o que ele estudava, se é que estava estudando mesmo ou apenas vadiando pelas províncias. Suspeitava que ele estivesse mentindo, mas deixou isso de lado, ele nunca mentiria para ela, afinal, era seu irmão e melhor amigo. Pensou que talvez fosse apenas sua paranoia.

Lindo pendeu a cabeça para o lado, aproveitando sua distração da garota com o calar com o colar e a surpreendeu roubando-lhe um beijo. Por um momento, ela se perdeu sua linha de raciocínio e controle, apenas deixou-se levar pelo embalo.

Quando sua consciência voltou e percebeu que o que estava fazendo era errado, por reflexo acabou o empurrando e desferiu um tapa no rosto do mais alto, que com o impacto fez sua face virar para o lado.

Lindo colocou a mão direita sobre a marca vermelha que começara a aparecer em sua bochecha em formato da palma da garota, sua expressão em seu rosto estava estática, seus olhos estavam arregalados, como se tivesse visto um fantasma.

Yuna colocou as mãos na boca, surpreendida consigo mesma, ela jamais imaginara que seria capaz de machucar algum ser, jamais imaginara de onde tirava tanta coragem. Pensou em pedir desculpas, mas o que ele havia feito era errado. Podia ver o fogo dentro dos olhos do ruivo, o que lhe causou um arrepio e percebeu que Lindo cerrou os punhos, como se estivesse querendo descontar a raiva em algo, mas estava se controlando.

Viu uma silhueta entrar no quarto.

“Yuna-sama, as malas estão pront-”, a criada parou de falar quando sentiu o clima pesado que havia ali. “Desculpe, estou sendo um incômodo?”

“De jeito nenhum Azuna-san”, Yuna fulminava Lindo com o olhar, com uma expressão de raiva em seu rosto, o mais velho apenas permanecia na mesma posição, olhando para o chão, com a mão na marca. “Venha, é hora de partir.”

Yuna passou reto pelo rapaz, sem ao menos olhar para trás, sendo seguida por sua criada. A morena ouviu um barulho como se um espelho estivesse quebrando. Fechou os olhos e respirou fundo, tentando esquecer o que acabara de acontecer.

Desculpe.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...