História The Cursed Twins - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Aberforth Dumbledore, Alastor Moody, Alecto Carrow, Alvo Dumbledore, Alvo Potter, Amycus Carrow, Andromeda Tonks, Angelina Johnson, Antonin Dolohov, Arabella Figg, Argo Filch, Arthur Weasley, Astoria Greengrass, Augustus Rookwood, Barão Sangrento, Bellatrix Lestrange, Blásio Zabini, Carlinhos Weasley, Cedrico Diggory, Cho Chang, Colin Creevey, Córmaco Mclaggen, Cornélio Fudge, Daphne Greengrass, Dênis Creevey, Dino Thomas, Dobby, Dolores Umbridge, Draco Malfoy, Duda Dursley, Ernesto Macmillan, Evan Rosier, Fenrir Greyback, Fílio Flitwick, Fleur Delacour, Fred Weasley, Gilderoy Lockhart, Gina Weasley, Grope, Gui Weasley, Harry Potter, Helena Ravenclaw, Hermione Granger, Hestia Carrow, Horácio Slughorn, Jorge Weasley, Katie Bell, Lilá Brown, Lílian Evans, Lord Voldemort, Lucius Malfoy, Luna Lovegood, Marcus Flint, Mila Bulstrode, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Mundungo Fletcher, Murta Que Geme, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Nymphadora Tonks, Olívio Wood, Pansy Parkinson, Parvati Patil, Pedro Pettigrew, Penélope Clearwater, Percy Weasley, Personagens Originais, Petunia Dursley, Poppy Pomfrey (Madame Pomfrey), Quirinus Quirrell, Remo Lupin, Rita Skeeter, Rodolfo Lestrange, Ronald Weasley, Rúbeo Hagrid, Severo Snape, Sibila Trelawney, Simas Finnigan, Sirius Black, Theodore Nott, Tiago Potter, Tom Riddle Jr., Valter Dursley, Viktor Krum, Vincent Crabbe, Walden Macnair, Wilhelmina Grubbly-Plank, Yaxley, Zacharias Smith
Tags Draco Malfoy, Fred, Fred Weasley, Grifinória, Harry Potter, Jorge, Jorge Weasley, Livros, Personagens Originais, Sonserina
Exibições 96
Palavras 855
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Vai esse gif aí mesmo! Dá vontade de apertar ❤
O capítulo tá meio "curtinho" comparado aos outros, mas esoero que não se importem 💙
Muito obrigada pelos 9 comentários 😍

Capítulo 17 - A pequena Alfreda


Fanfic / Fanfiction The Cursed Twins - Capítulo 17 - A pequena Alfreda

Sirius Black fugira de Azkaban. A comunidade bruxa inteira estava apavorada. Mas ninguém estava como Ericka, ela não andava apavorada, ela andava paranóica, fria e... estranha. É claro que mantinha seu humor, bem raramente, mas estava, de alguma forma, afetada.

- Nós entendemos que ele traiu seus amigos, mas...- falou Annabelle.

- Não é por esse motivo que estou assim.- Ericka disse friamente.

- Então por que é?- perguntara Katerina.- Eu digo, ele não virá atrás de nós, virá?

Ericka hesitara e desviara o olhar.

- Não.- dissera. Esse era o tipo de resposta que andava dando. "Sim", "Não" e "Talvez".

Durante as férias, mantiveram contato com Fred e Jorge, que estavam no Egito.

~...~

O dia de comprar os materias finalmente chegou e, novamente, elas marcaram de se encontrarem com os Weasley, com Hermione (contra a vontade de Katerina) e com Harry.

Após terem comprado seus livros, isso incluía o Livro Monstruoso dos Monstros, que quase fizera o vendedor chorar, quando as duas pediram dois, elas encontraram Harry, Rony e Hermione.

- Estamos indo à uma loja de animais, querem vir?- chamou Harry, após os cinco se cumprimentarem.

- Claro.- as duas responderam.

Então, chegaram na loja lotada de bichos muito barulhentos. O cheiro do local não era agradável.

- É o meu rato.- disse Rony à uma das duas bruxas que tomavam conta do lugar.- Ele tem andado meio indisposto desde que voltamos do Egito.

- Põe ele aqui no balcão.- pediu a bruxa.

Rony colocou o rato raquítico em cima do lugar.

- Meu Deus, esse rato não come há o que? Dois meses?- exclamou Katerina.

- Não... Quer dizer, eu tento fazê-lo comer, porém ele come muito pouco.

- Como é que saem de perto de mim?- perguntou Ericka, brava.

- Mas a gente te avisou.- falou Annabelle.

- Você que não prestou atenção.- terminou Katerina.

- Bom, agora sabem que não podem sair de perto de mim, ainda mais com o que está acontecendo.

O rato de Rony soltou um gincho, olhando para as gêmeas e à tia delas.

- Este aqui já sofreu muito na vida.- disse a bruxa.

- Já estava assim quando Percy me deu.- respondeu Rony.

- Não se pode esperar que um rato comum ou rato de jardim como esse viva mais do que uns três anos.- disse a bruxa e começou a oferecef os ratos de sua loja para Rony.- Bem, se o senhor não quiser outro, pode experimentar um tônico para ratos.- apanhou um frasquinho vermelho.

Um gato miou, chamando a atenção de Annabelle. Ela se virou para olhá-lo. Era malhado e peludo, não devia ter mais de dez meses, pois era pequenininho.

- Olá.- disse ao gato, que ronronou quando ela estendeu a mão para acariciá-lo.- Quanto custa esse gato?- perguntou.

- Dois galeões.- a outra bruxa respondeu.- O preço é elevado pois ela possui a habilidade de saber se alguém mente ou não. Se alguém mente, ela sibila e fica com os pelos eriçados ou, em alguns casos, arranha e morde o mentiroso.

- Eu quero!- Annabelle pediu.

- Tá bom.- falou Ericka, pegando o dinheiro em sua bolsinha e pagado a moça, a loira recebeu seu gato em seus braços, ambos pareciam contentes.

Do nada, um gato enorme e laranja saiu voando do teto da gaiola mais alta e aterrissou na cabeça de Rony, e em seguida avançou e bufou com violência para Perebas.

- NÃO BICHENTO, NÃO!- gritou a bruxa que cuidava de Perebas, mas o rato escapuliu de suas mãos.

- Perebas! - berrou Rony, correndo atrás do rato.

Demorou mais de quinze minutos para que Harry e Rony conseguissem recuperar o rato.

- Que foi aquilo?- perguntou Annabelle.

- Ou um gato muito grande ou um tigre muito pequeno.- disse Harry.

- Aonde foi a Mione?- perguntou Rony

- Deve ter sido engolida de volta pelo Inferno.- murmurou Katerina, que levou uma cotovelada leve de Annabelle.- Ai, sua vaca!

- Provavelmente comprando a coruja que queria.- respondeu Harry.

Eles ficaram parados em frente à loja, viram Hermione sair, mas ela não trazia uma coruja. Ela segurava o enorme gato laranja.

- Você comprou aquele monstro?- perguntou Rony, boquiaberto.

- Ele é lindo, não é?- disse Hermione.

- Lindo? Essa coisa parece que vai assassinar um passarinho feliz a qualquer momento!- exclamou Katerina. Rony e Harry riram.

- Mione, essa coisa quase me matou!- reclamou Rony.

- Foi sem querer, não foi, Bichento?- perguntou Hermione, falando com o animal como se fosse um bebê.

- E o que vai ser do Perebas?- disse o menino apontando para o rato no bolso do peito.- Ele precisa de descanso e sossego! Como é que vai ter isso com esse bicho por perto?

- Isto me lembra que você esqueceu o seu tônico para ratos.- disse Hermione, entregando o frasco vermelho na mão de Rony.- E pare de se preocupar, Bichento vai dormir no meu dormitório e Perebas no seu, qual é o problema? Coitado do Bichento, a bruxa disse que ele está na loja há séculos, ninguém quis o gato.

- Por que será?- perguntou Rony com sarcasmo.

- Está na hora de irmos.- Ericka, que mantinha-se calada até aquele momento, disse.

- Mas... a gente ainda nem viu os outros Weasley.- contestou Annabelle.

- Vocês verão eles na hora do embarque.- falou a tia.- Não podemos ficar muito tempo fora de casa.As duas bufaram e se despediram de seus amigos.


Notas Finais


E aí? O que acharam? Odiaram? Gostaram?
Espero que não tenha ficado TÃO curto.
No próximo capítulo de The Cursed Twins: O expresso de Hogwarts recebe uma visita nada amistosa.
Bjs da Rainha da Bad 😚👑♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...