História The danger of love - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, TWICE
Visualizações 4
Palavras 661
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heslou, brotei.

Capítulo 3 - Primeiro cio


Quanto mais o tempo passa, mais Taehyung se apega ao pequeno omega. O Garoto esta menos tímido, todos os dias esta lá, esperando o Alfa.
Uma "colega" de clase ao perceber essa aproximação, espalhou para a clase inteira a presença de um ômega aos cuidados do alfa.


— Ola Jeon - diz o alfa, animado ao ver o garoto.

— Oi hyung - diz de cabeça baixa.

— O que houve? Esta bem?

— Estou sim, é só algumas garotas da minha sala.

— Lisa de novo?

— Sim, ela sempre tenta me atacar de alguma forma.

— Deixe comigo. - diz se indo para outra direção.

— Onde vai?!

— Resolver isso. - o ômega tenta impedi-lo, mas suas tentativas foram em vão.

 

 


— Boa Tarde. - caminha até a mesa onde Lisa e seu grupinho estavam.

— Taehyung! - diz animada, e suas amigas apenas gritam loucamente.

— Fiquei sabendo que você andou atormentado Jeongguk novamente.

— Eu? Claro que não, eu adoro meu colega de classe.

— Acha mesmo que eu sou tão idiota a ponto de acreditar em você? - a voz do Alfa fez ela e as amigas se calarem.

— M-Me desculpe.

— Não é a mim que você precisa dizer isso. - seu olhar era frio, Lisa sabia que não podia desobedecer as ordens de um alfa, então, pediu desculpas a Jeon Jungguk, jurando jamais atormentar o ômega.

[...]

O sinal toca, sem que Taehyung possa conversar mais com o garoto, que parecia mais tranquilo.


~Jeon Jungguk~

 

Durante a aula de geografia tudo ocorreu bem.Alguns ômegas ainda me atormentavam, nada  exagerado como Lisa, que não abriu a boca por nenhum segundo.


— Quem é Jeogguk? - diz a professora, ela sempre esquece meu nome. Eu levanto minha mão, quando escuto alguém do fundo da sala.

— É o ômega do Taehyung! - ao escutar isso, a professora me olha, como se estivesse fazendo um raio x.Ela puxa os óculos para a ponta do nariz, e me encara.

— Então esse é ômega protegido por aquele alfa? - eu coro, sem responder. - Querido, poderíamos conversar, lá fora? - balanço minha cabeça, concordando, me levanto caminhando até a porta. - Quem você pensa que é, para ficar andando pra lá e pra cá com aquele alfa? - diz em um tom de voz alto. - Você acha mesmo que ele iria querer alguém como você? Pare de ficar se oferecendo!

— Eu... - ela pula ao sentir uma mão tocar seus ombros, até mesmo ela ficou excitada apenas ao sentir o cheiro do alfa.

— O garoto fez algo de errado? - caminha até mim, colocando suas mãos em meus ombros.

— N-Não, eu estava apenas, c-conversando sobre...a matéria.

— Eu sei muito bem o que ouvi.Para a sua informação, eu quem me "ofereci" a ajudar Jungguk. Além do mais, ele não é um ômega qualquer, que diferente de você, não fica se oferecendo aos alfas. Trate de tratar o MEU ômega melhor. Entendido? — sem dizer nada, ela balança a cabeça concordando, Tae diz que iria falar comigo, ela apenas concorda e entra na sala.

 

— Obrigado. - aquele "meu omega" me incomodava.

— Não foi nada. - diz sério sem nem olhar para mim.

— Aquele lance de "meu omega" - me arrisco.

— Aquilo foi apenas para ela parar de pegar no seu pé.Esqueça isso ok? - finalmente ele desvia o olhar em minha direção.

— Já esqueci.

— Melhor...Agora eu vou indo. - como sempre ele vai embora sem me deixar responder.


A aula continuou sem interrupções, a professora mostrava um certo desconforto, em relação as palavras de Taehyung, mas nem tocou no meu nome até a hora da saída.

[...]


Após chegar em casa.Tomo um banho, como um lanche e vou me deitar.Eu tento dormir mas as palavras de Taehyung não saíam da minha cabeça, "meu omega". Ele foi tão gentil comigo, eu me senti tão, seguro...


[No dia seguinte]

Eu acordo me sentindo um pouco estranho. Faço minhas higienes, tomo meu café. Quando estou pronto para sair de casa eu que me dou conta...
Droga! Eu entrei no cio...!


Notas Finais


vai
dar
merda
.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...