História The darkest of secrets - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alfredo Flores, Ariana Grande, Ashley Benson, Demi Lovato, Justin Bieber, Lucy Hale, Ryan Butler, Selena Gomez
Personagens Alfredo Flores, Ariana Grande, Demi Lovato, Justin Bieber, Personagens Originais, Ryan Butler, Selena Gomez
Tags Ariana Grande, Demi Lovato, Demi Lvato, Jelena, Justin Bieber, Lukelena, Lukena, Sariana, Selena Gomez, Semi
Visualizações 98
Palavras 1.925
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Gente, eu só tenho que me desculpar por deixar a fic em hiatus por tanto tempo, não vou nem me explicar porque eu sou a errada da história. Enfim, desculpem mesmo! Ah, vejam a nova sinopse e me falem se é melhor que a antiga.

Capítulo 13 - Renascimento


Selena Gomez P.O.V's

Já se passaram um mês desde a nossa viagem a praia. Eu e Justin estávamos nos entendendo, posso dizer. Não nos tornamos namorados, mas temos algo. Precisamos nos apresentar pra professora de teatro na próxima aula, mas toda vez que vamos ensaiar acontece outra coisa. Não transamos ainda, mas não é porque eu não quero. Muito menos ele. Só que é cedo pra fazer isso com ele. Justin ainda é babaca, sei que não mudou, muito menos por mim.

Caminho pra sala de teatro e reviro os olhos, a professora me olha e sorri largo. Ela ama minha companhia, eu sou uma boa aluna. Ela sorri e acena. Devo dizer que sou amiga de Tara Williams.

–Selena. –Ela diz animada, aceno de volta e sento no meu lugar. –Então... eu quero que façam duplas, sendo mais específica, casais, e façam perguntas uns aos outros e respondam com outra pergunta, deu pra entender? Vou pegar meus alunos favoritos, casal do ano, e usá-los como exemplo. –Ela diz olhando diretamente pra mim, bufo. –Selena e Justin, venham. –Ela diz e assinto. Eu e Justin subimos no pequeno palco e ficamos frente a frente. –Façam igual na aula anterior... o espelho. –Diz e então sorrio, coloco minha mão e Justin também, sorrindo.

–Por quê que está rindo?– Pergunto, mais por mim que pela aula.

–Porque você é linda, seria uma resposta boa?–Pergunta, nego em seguida. Fazendo com que ele faça o mesmo.

–Talvez se fosse verdade. Agora pergunto, por quê está mentindo?– Pergunto, curvando meu pescoço e fechando os olhos sabendo que ele repete meus atos.

–Por quê acha que estou mentindo?– Ele pergunta, levanto o braço ainda com as mãos tocando a dele e o olho de relance.

–Dos mentirosos, você ganharia um prêmio. –Digo, esquecendo totalmente o tema da aula e fazendo a professora coçar a garganta.

–Vocês precisam melhorar o diálogo, fazer algo improvisado porém bom. –Diz a professora. Fazendo nós nos afastar e ir até os outros alunos que estão em duplas. –Quero que mudem de duplas cada vez que eu mandar. –Diz e maneio a cabeça, ficando na mesma posição com o Justin. –Comecem com qualquer coisa.

                      [...]

Depois de muita briga da professora, finalmente conseguimos um diálogo descente.

–Por hoje é só. Não se esqueçam da apresentação semana que vem. –Diz ela saindo com sua bolsa. Suspiro e caminho até o bebedouro. Me curvando para beber água. Assim que bebo, levo meu pé até um tipo de mesa e me alongo, fazendo o mesmo com a outra perna. Fecho meus olhos e me seguro em um tipo de ferro, me curvando pra trás suavemente. Abro meus olhos e solto um grito e me solto por puro reflexo, porém Justin me segura.

–Calma, gatinha. –Diz ele, me levantando nos deixando próximos, até demais. Olho em seus olhos e ele nos meus, seus olhos estão com a pupila dilatada. Ele abaixa o olhar junto comigo até a minha boca, e eu pra sua. Sua boca tem um formato perfeito. Ele nos vira levando suas mãos a minha cintura. E as apertando. Fecho meus olhos e sorrio, levo minha mão a seu pescoço puxando alguns fios de seu cabelo. Ele então ataca meus lábios, passando sua língua pelo meu lábio inferior pedindo passagem com a língua, cedo rapidamente intensificando o beijo, logo sentindo algumas coisas em minha barriga, me causando arrepios. Justin põe sua mão em meu quadril e desce a bunda, a apertando. Arfo entre o beijo e sorrio, agora passando minha língua por toda sua boca, sugando a dele em seguida. Justin me senta na mesa e abro minhas pernas, sem parar o beijo, até que a falta de ar vem e paramos ofegante.

–Uau... –Digo, ainda sentindo algumas coisas na barriga enquanto olho pra ele. Será se... não! Sem chances.

–Estão nos esperando. –Digo, ele assente e me puxa pela mão. Assim que passo pelo banheiro, sinto uma vontade enorme de fazer xixi. –Depois eu vou, preciso ir ao banheiro. –Digo, ele assente e sai andando, enquanto eu entro no banheiro e corro para uma cabine. Ouço então a risada de Chantel.

–Eu quero tanto ver a cara da Gomez quando descobrir que para o meu Justin ela é apenas uma diversão, um desafio. –Diz ela, com sua voz enjoada. Ergo minha sobrancelha confusa e saio da Cabine.

–Do quê você está falando?– Pergunto, ela me olha pelo espelho e mostra um sorriso debochado.

–Olha quem está aqui... queria mesmo falar com você –Diz soltando uma risada fina. –Sabia que Justin disse que conseguiria pegar Lucy e você, as novatinhas gostosas. –Diz ela soltando uma gargalhada em seguida. A olho com ar de confusão.

–Pare de mentir, vadia. –Digo, revirando os olhos, ela continua rindo, parece realmente falar sério.

–Não estou mentindo. Ele realmente aceitou este desafio, sabe? Pergunte ao Chaz, ele te odeia, vai te responder. Ou melhor, pergunte ao Justin. Ele vai acabar com você. –Diz sorrindo, a garota idiota que está com ela a segue pra fora do banheiro e eu só sinto vontade de vomitar, porém seguro e saio do banheiro igual um foguete indo até meus amigos, e o melhor é que o grupinho de Justin também está.

–É verdade!? Você realmente aceitou um desafio de ficar comigo e Lucy, as novatas?–Pergunto, com desdém, ele me olha assustado e arregala os olhos, se levantando e se aproximando tentando me tocar. Lucy me olha boquiaberta.

–Olha, quem te falou...–Ele começa nervoso, solto uma risada irônica e prendo meus lábios um no outro.

–Vai negar? Tudo bem. –Digo, porém me lembro das palavras de Chantel "Pergunte ao Chaz, ele te odeia, vai te responder." me viro para Chaz e ponho minhas mãos sobre a mesa, ficando bem próxima dele. –É verdade?– Pergunto, ele sorri cínico e já sei sua resposta

–Lamento. Mas não foi dessa vez, procure outro cara talvez. –Diz ele, sinto meus olhos arderem e me viro pra Justin.

–Eu sempre achei que você fosse babaca, mas a esse nível!? Parabéns, Justin. –Digo, sentindo minhas voz começar a ficar embargada e saio correndo pro meu quarto. Ouço vozes gritando meu nome. Me tranco em meu quarto e deslizo na porta chorando. Preciso beber. Ouço batidas na porta.

–Justin, sai daqui, você já magoou ela.– Diz Ariana, pela voz, furiosa.

–Você não entende. –Ele diz quase gritando.

VOCÊ FEZ MAL A MINHA AMIGA. NÃO PODIA SER OUTRA PESSOA? PRECISAVA SER SELENA? –Grita Demi, ouço passos e batidas.

–Eu quero ficar sozinha. –Digo, limpando minhas lágrimas. Ouço paços, eles foram embora. –Que sorte você tem, Sel. –Digo irônica e pego meu álbum de foto vendo várias fotos minha com Hannah. Passo meu dedo pelo rosto dela e suspirando, sentindo algumas lágrimas descerem pelo meu rosto. –Você nunca me deixaria ficar com Justin. Você era meu anjo da guarda. –Eu digo, fechando o álbum e indo até meu violão já que a guitarra está destruída. Passo meus dedos pelas cordas e sinto como se tivesse que cantar, cantar me deixava próxima de Hannah. –Damn, damn, damn. What I'd do to have you here, here, here. –canto, então sinto uma dor de cabeça horrível. Me deito e fecho meus olhos, lembrando de Hannah, meu pai. A família que tinha quando eu era uma criança.

[...]

Hannah me olha sorrindo e põe uma roupa igual a minha, me fazendo a encarar boquiaberta.

–Você se parece tanto comigo. –digo confusa, ela sorri e então nos olhamos no espelho e sorrimos.

–Sim. Por isso somos gêmeas, boba. –Diz rindo.

Acordo assustada, e ofegante. Murmuro algum xingamento e tomo um banho rápido. Vestindo uma calça moletom da Calvin Klein e um moletom preto escrito "normal people scare me". Saio do quarto e vejo Justin sentado no chão, dormindo. Reviro os olhos e saio andando, ignorando-o.

Caminho pro jardim já que todos estão jantando e me sento encostada no tronco de uma árvore. Abraço meus joelhos e deixo minha cabeça em cima deles.

Fico assim por horas, até ouvir a voz de Niall perto de mim. Levanto minha cabeça e olho para o garoto parado a minha frente.

–Você está bem?–Pergunta, sentando a minha frente. Acho que olhar nos olhos dele me acalma.

–Não. –Murmuro, sentindo meu olho arder. –Por quê as pessoas sempre me magoam?– Pergunto, vendo eles suspirar.

–Porque sempre vai haver alguém pra nos ferir. Não é só você que é magoada. –Diz ele, com sua voz doce me causando arrepios.

–Me dá um abraço?–Digo, ele me olha e sorri. Me aproximo e encosto minha cabeça em seu peito e o abraço forte, ele me aperta também. –É tão bom... –Murmuro, ele sorri.

–Abraçar as pessoas ajuda bastante, Sel. –Ele diz docemente.

–Por quê eu não me apaixonei por você invés do babaca do Justin?–Pergunto, entre soluços. O olho e ele ri.

–Porque nunca escolhemos a pessoa certa para nós mesmos. –Ele comenta, me fazendo o olhar e sorrir fraco.

–Mas eu posso escolher agora?–Pergunto, curiosa. Ele ri

–Não quando você já está apaixonado pelo Justin. –Ele diz, olho para trás dele e vejo Justin com um olhar triste caminhando até nós. Viro pro Niall e o encaro.

–Então agora eu posso me apaixonar por você. –Digo, segurando em sua nuca e aproximando nossos rostos e passando meus lábios no seu. Início um beijo, não de língua, mas um beijo suave e calmo. Seus lábios são macios, acho que me superestimei. Ficamos assim por segundos e logo sorrio com os lábios encostado no dele. Olho pra trás dele e vejo Justin nos olhar triste atrás da gente, ele parece decepcionado. Ele simplesmente sai. Olho para Niall, ele está com um sorriso bobo nos lábios.

–Acho que posso pensar. –Ele diz, me causando uma risada. –Vamos, esta não é você. Se arrume, e vamos sair pra algum lugar. –Ele diz, sorrio.

–Vamos, quero esquecer meu problema. –Digo e caminho com ele pro quarto e ao chegar o empurro no quarto pra ninguém ver que há menino na ala feminina. –Oi meninas. –Digo olhando pra elas.–Espera Niall. –Digo caminhando até o closet. Pego uma blusa cinza  cropped e uma saia rodada preta, visto e escolho uma pequena bota preta. Pego uma jaqueta de couro e visto. Passo qualquer perfume e bagunço um pouco o cabelo e caminho até as maquiagens, passo um corretivo e um pó compacto, um batom vermelho mate e algumas outras coisas. Me olho no espelho. Quem me vê, não percebe que estou destruída por dentro. Caminho pro quarto os encarando

–Selena, que renascimento foi este? –Pergunta Ashley, que estava deitada sobre a perna de Ariana. Solto uma risada fraca.

–Você tem certeza que quer sair hoje?– Pergunta Ariana, assinto.

–Nós iremos te apoiar.– Garante Demi, assinto revirando os olhos.

–Eu imagino que esteja sendo difícil. –Murmura Lucy, bufo e solto um grunhido.

–Ele não é a minha prioridade. Eu vou sair com Niall, me divertir e quando perceber vou me perguntar "quem é Justin?".– Falo confiante, Niall sorri e me olha de cima a baixo.

–Você está linda. –Comenta ele, sorrio e caminho até o canto onde deixo minhas bolsas. Pego meu cartão, celular e documentos jogando na bolsinha.

–Obrigada. –Digo sorrindo e saio com ele do quarto. –Pra onde vamos? Espero que esteja vestida adequadamente. –Digo, o olhando nos olhos, os olhos dele parece o mar, é viciante devo dizer.

–Ainda não pensei nesse detalhe. Escolhemos no caminho. –Diz ele, assinto e sorrio.

–Já sei.

"Transando e brigando, é nosso paraíso e nossa zona de guerra."- PILLOWTALK, Zayn Malik


Notas Finais


Não tá lá essas coisas, mas o próximo estará maravilhoso. Eu tenho outras duas fanfics, então não liguem se eu demorar pra postar, prometo não deixar em hiatus mais.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...