História The darkness and light - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens August Wayne Booth (Pinóquio), Capitão Killian "Gancho" Jones, David Nolan (Príncipe Encantado), Dr. Whale (Dr. Victor Frankenstein), Emma Swan, Lacey (Belle), Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Neal Cassidy (Baelfire), Peter Pan, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Sr. Gold (Rumplestiltskin), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Emmaswan, Kansaswolf, Killianjones, Once Upon A Time, Ouat, Peterpan, Romance, Rumbelle, Snowing, Swanfire
Exibições 48
Palavras 1.201
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Mistério, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Acho que essa segunda parte de capitulo foi o mais difícil que já escrevi. Eu quis mostrar um sexo bom, e com amor, e isso achei difícil. Espero que eu consiga envolver alguém e mostrar o que eu queria mostrar.

Capítulo 10 - A primeira noite - Parte ll


A noite era fria e sombria, os empregados já haviam se recolhido, e se ouvia apenas o barulho dos grilos que beiravam as árvores do jardim da mansão. Aquele pequeno quarto de hóspedes parecia grande demais para os dois.

Naquele momento, ela desligou seu botão do pensamento, havia apenas uma coisa que ela conseguia pensar. Em como aquele momento, a fazia feliz. Mesmo que nunca voltasse a acontecer, ou mesmo que ela tivesse que deixa-lo, ela queria viver aquilo, ela fez uma escolha, e naquela noite. Ela se entregou pra ele.

*

Enquanto Rumple tirava suas meias de algodão brancas, e alisava seus pequenos pés, ela se preocupou em curvar as costas e prender o cabelo com um alto nó. Ao notar a ação dela, Rumple a olhou no fundo de seus olhos claros, e foi alisando seu corpo despido até tocar seu cabelo. Entrelaçou seus dedos nos poucos fios soltos que haviam, e sentiu o cheiro doce de seus fios dourados e macios. O olhar de Belle estava completamente fixado nos lábios dele, que ainda usava sua baixa calça preta, e seus ombros nus e largos chamaram atenção dela. Belle usou as mãos, e tocou os ombros dele com intensidade, sentiu cada textura de seu peito nu, e seus poucos pelos entre o abdômen. Alisou os médios fios de cabelos acinzentados dele, e quando entrelaçou seus finos dedos, Belle fincou suas unhas por trás da nuca dele. Rumple sentiu seu corpo todo pegar fogo, sentiu sua garganta ficar molhada, e a excitação que antes já era forte, se tornou incontrolável. Com suas grandes mãos ásperas, apertou por trás do seu pescoço, e sussurrou em seu ouvido:

- Você é minha mulher!

Essas palavras serviram para ela desligar o ultimo nibido que faltava para se entregar para ele. Pelo sussusso, Belle gemeu, e com suas próprias mãos acariciando seus seios, ela apenas respondeu:

- Eu sou sua, completamente sua!

Ele colocou uma de suas mãos em seu queixo e a beijou intensamente, através desse longo beijo, Belle se pôs a ficar sentada, e entrelaçou suas duas pernas abertas no colo dele. Ela ofegava e o beijava, enquanto ele apertava os redondos e pequenos seios. Ela abriu o botão das calças dele, e tirou rapidamente, e enquanto ele era despido pelas mãos dela, ela observava o corpo daquele homem que tanto a atraia. Os dois se puderam de pé, e ela pulou em seu colo, entrelaçando suas pernas na cintura dele. Segurando firmemente as pernas dela, caminhou até o pequeno banheiro do quarto, e Belle sentiu a água quente cair sob seu corpo excitado, enquanto ele posicionava ela encostada curvadamente na parede fria.

Ele se pôs de joelhos e Belle sentiu os lábios dele a tocando, e quando tudo parecia perfeito demais, ele mudou os momentos de sua língua de sucção para leves momentos circulares, e posicionou os dedos dentro dela. Belle gemia e gritava, não se importava com a casa, ou com a mãe dele, ela só conseguia dizer repetidamente pra ele não parar! Rapidamente se colocou novamente de pé, e pressionou as costas dela inteiramente na parede, e segurando abaixo das suas coxas, ele foi explorando por dentro dela, e o que começou devagar, conforme ele via as reações dela, foi aumentando a intensidade. Ele sentia a água cair sobre ele, e isso o excitava mais, sentia que aquela mulher o pertencia, e que ele precisava fazer de tudo, para te-la. Todos os dias.

Quando ele sentiu que a pele dela estava inteiramente gelada, interrompeu, e a colocou novamente dentro do chuveiro. Se posicionou por atrás dela e pegou em seus cabelos sussurrando as palavras:

- EU TE AMO!

Belle não aguentou e se debulhou em lágrimas, enquanto seu homem a fazia se sentir uma mulher. Enquanto o som alto das duas peles se encovam, ela gritava e chorava, e repetia que o amava. Ela conseguia sentir que estava perto de ter seu primeiro orgasmo, mesmo sem nunca ter tido a sensação, quando ela sentiu que estava chegando, ela sentiu seu corpo gritar, e junto com ele, gritou sua voz: - EU QUERO MAIS FORTE!!!

A vontade dele aumentou, e quando ele viu que estava muito perto, ele aumentou a intensidade e quando sentiu que não conseguia fazer mais forte, manteve a intensidade, e sentiu a pele interior dela tremer e pulsar, enquanto ela gritava e suas pernas tremiam, não demorou dois segundos para ele a acompanhar, e sentir o prazer dele através do prazer dela.

Os dois se olharam, e ela abraçou seu corpo molhado, e ele a secou com a fina toalha de algodão, a carregou até a cama, e a pôs nua, sob os lençóis. Rumple a cobriu a se deitou ao lado dela. Enquanto ele ainda limpava as lágrimas de seu rosto, tentava imaginar o que ela poderia estar sentindo.

- Porque está chorando meu amor?

- Rumple, eu estou chorando de felicidade!

Ele a abraçou e colou seu corpo no dela, ainda podia sentir seu corpo pulsar, e o coração dela batia forte ao lado do peito dele.

Quando o sono dela já era intenso e ele a observava descansar, apenas acariciou seu rosto, e sussurrou as palavras:

- Belle...

- Hum...., respondeu de olhos fechados.

- Se case comigo.

Belle adormeceu.

*

Na manhã seguinte Rumple acordou e Belle não estava ao seu lado. No criado mudo tinha um bilhete e ele estava escrito:

- Eu aceito, mas antes, vou fazer nosso café!

Rumple sorriu.

*

ELA:

***O que estou fazendo? Ah sim, estou fazendo café. O preferido dele, ainda bem que os empregados ainda não acordaram. Será que alguém ouviu meus gritos? Claro que ouviu, fiz um escândalo. Já estive com outros homens, mas nunca senti o que senti com ele. Mas e se ele realmente matou a esposa, e se ele não for quem eu penso? Vou continuar a investigação com o David, e se ele for inocente, me caso com ele, se for culpado, eu fujo. Mas se ele for culpado eu nunca mais vou ter uma noite assim com alguém? Ai Belle, deixe de ser tonta! Você está se torturando, se acalme, deixe tudo acontecer...***

O pensamento de Belle foi interrompido.

- Parece que a noite de vocês ontem foi boa.

Belle se pôs de frente a Senhora Gold.

ELE:

***Café, porque ela não ficou aqui comigo, tenho empregados para fazer café. Ela sempre me deixa aqui sozinho, da outra vez dormiu ao meu lado e depois partiu. Será que ela volta? Mas e se ela não gostou? Eu gostaria de ter sido mais carinhoso com ela, não sei se era virgem, parecia ser virgem, nunca vi uma mulher tão apertada. Será que fui bruto demais? E se ela foi embora? Ela disse que não queria se envolver comigo, eu posso não ter respeitado ela. Não posso perde-la de novo. E se um dia ela descobrir as coisas que fiz no passado? Belle é uma mulher inteligente e anda perguntando sobre Bael. Preciso ter certeza de que ela nunca saberá.  Posso viajar com ela pelo mundo e sermos felizes.***

O pensamento de Rumple foi interrompido.

- Meu amor, aqui está seu café como você gosta. Precisamos falar sobre sua mãe.


Notas Finais


Tô achando que alguém vai ter problemas com a mãe da fera que é outra fera. Tudo por culpa de um orgasmo, que coisa!

MUUUUITO OBRIGADA PELOS COMENTÁRIOS, AS VEZES NÃO RESPONDO PORQUE FICO COM VERGONHA, NÃO SEI PORQUE SOU ESCROTA MESMO. Mas leio tudo e motiva mesmo! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...