História The Daughter Of My Boss - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Kendall Jenner, Ryan Butler
Personagens Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Kendall Jenner, Ryan Butler
Tags Justin Bieber, Kendall Jenner
Exibições 104
Palavras 2.126
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


~ OLHA QUEM VOLTOU! Gente, sei que demorei muitooooo pra atualizar, mas, eu realmente estou sem tempo! Fiquei com nota baixa na maioria das matérias(todas) e to tentando, TENTANDO, focar mais nos estudos.

~ Capítulo ta SUPER, HIPER, MEGA chato, mas postei só pra vocês não ficarem sem capítulo por um tempo maior.

~ POR FAVOR comentem o que acharam, isso é muito importante! Leiam as notas finais, É PRA LER, e ignorem os erros.

Boa Leitura ❤

Capítulo 4 - Preparations


Fanfic / Fanfiction The Daughter Of My Boss - Capítulo 4 - Preparations

P.O.V Justin Bieber

- Hoje? ta louco? Bruce não iria gostar... - Falou Chris, o Certinho da turma.

- A casa também é nossa. Qual o problema de darmos uma festa em comemoração ao roubo que foi bem sucedido? - Falei enquanto me jogava no sofá da sala.

- Kendall. - Falou Ryan.

- O que tem ela? - O olhei e arqueei uma sobrancelha

- Ela é o problema. Até parece que ela vai gostar de ver putas praticamente nuas em sua casa. - Ryan estava certo, falei pra ela que não traria mais putas pra cá.

- Não Ryan, o problema não são as putas! O problema é que elas ficam em cima do Justin, Claro que a Kendall vai ficar com raiva né?! - Falou Chaz e cuspi o suco que eu acabara de dar um gole.

- que? - Perguntei indignado com o que ele acabou de falar.

- Vai dizer que não percebeu? Cara, ela ta doidinha por você. - Falou Chris.

- E você tá doidinho por ela. - Falou Ryan e balancei minha cabeça negativamente.

- Isso que vocês estão falando não tem nenhum cabimento. - falei e coloquei meu copo com suco sobre a mesa de centro que havia na sala.

- Ah não? Faça um teste que você vai ver. - Falou Ryan

- Como assim um teste?

- Chega nela e começa a falar sobre as putas que você ta afim de pegar e veja a expressão do rosto dela mudar. - Falou Chris.

- Gostei! Vai ou não Dude? - Perguntou Chaz.

- Vou, e vou mostrar que estão errados.

- Você só vai mostrar o quão idiota é de nunca ter percebido, isso sim. - Falou Chris e os outros dois panacas riram.

Bom, iremos dar uma festa hoje, por que? Porque iremos comemorar sobre o roubo bem sucedido que fizemos ontem. Já havia se passado três dias depois que Kendall me ameaçou de contar pro seu pai que eu trazia putas aqui, então estou a exatamente três dias sem fazer sexo. Cara, vocês não tem noção do que é ficar três dias sem foder! Voltando ao assunto da festa. Quero que a cidade inteira esteja aqui, as putas mais gostosas, e claro, a Kendall. Mas pra isso vou ter que arrumar um jeito, Kendall não me parece o tipo de menina que gosta de estar em locais muito tumultuosos, mas, como eu sou foda, vou dar um jeito.

Bruce viajou ontem cedo, então não pode e nem deve ficar sabendo sobre essa festa! O que acho meio impossível já que será uma das maiores e irá sair em tudo que é noticiário.

Como ainda está de manhã e é sábado, da tempo de organizar tudo até a noite.

- Justin? Iiih ta pensando na Kendall! - Sai de meus devaneios ao ouvir a voz do Ryan e a dos outros dois me zoando de sei lá o que.

- Ah, que mané kendall! - Falei pegando meu copo de suco novamente e bebendo um gole.

- Ouvi meu nome? - engoli o suco de uma só vez quase me engasgando ao ouvir a voz da Kendall.

- Sim, ouviu. Justin tava aqui falando que as putas que ele come são dez vezes melhor que você. - Arregalei os olhos e olhei pra Ryan não acreditando no que ele acabara de falar.

- Falou? - Olhei pra Kendall e neguei com a cabeça querendo desfazer a cagada que Ryan fez. - Pois fiquem sabendo que, as putas que o Justin come são melhores que eu porquê ele NUNCA tocou um dedo em mim dessa maneira. - Suspirei fundo e senti o braço de Chris me cuticando.

- Viu como ela fica? - Cochichou ele em meu ouvido mas mantive meu olhar em kendall.

- Eu... Não falei isso! Enfim, temos que conversar.

- Sobre? - Perguntou arqueando uma sobrancelha.

- Eu e os garotos estamos querendo dar uma festa hoje... e seu pai não sabe...e queremos saber se você topa. - mantive meu olhar fixo em seu rosto, procurando por alguma expressão.

- Vai ter só putas?

- Sim...

- Não! - Cortei Chaz que ia falar merda.

- Vai ter homens sarados? Gostosos? Solteiros? - Perguntou Kendall.

- Vai, eu vou estar lá. - Falei e ouvi a risada de Ryan.

- Ela perguntou se homens SARADOS, GOSTOSOS e SOLTEIROS vão estar na festa Justin. Desses três, a única coisa que você é, é solteiro, porquê sarado e gostoso aqui só tem eu. - Arqueei uma sobrancelha e comecei a gargalhar junto com os garotos e Kendall.

- Posso até participar, mas antes quero saber o porquê da festa.

- Porquê vamos comemorar o ro... - Joguei meu suco na cara do Chris o repreendendo por tal ato.

- É... tinha uma mosca aqui dentro - mostrei o copo pra Kendall que estava com uma expressão confusa. Com certeza não entendendo o porquê de eu ter feito aquilo.

- Uhum... mas ainda não me disseram o porquê da festa! - Cruzou os braços e olhei pros garotos mordendo o canto da minha bochecha.

- Am... você chegou e não demos uma festa pra te conhecer melhor, então vamos comemorar sua chegada... - Falei e dei sinal com o olhar para que os garotos concordassem.

- Depois de dias, ou semanas, nem sei a quanto tempo estou aqui nesse inferno. Voltando, depois de dias vocês querem comemorar minha chegada? - Falou ela se aproximando de mim. - Justin, eu não nasci ontem! Agora fala logo o que vocês vão comemorar, se não a festa de vocês oh - Ela fez sinal de bombas explodindo com as mãos. - já era.

- A gente fez um roubo ontem a um dos maiores bancos daqui de Toronto, então como tudo saiu como o planejado, vamos dar uma festa aqui, comemorar em boates já enjoou, queremos fazer uma festa nossa aqui, hoje, e agora... pera, agora não, apartir das 00:00 AM. - Falou Chaz e joguei meu copo nele não me importando se iria o machucar.

- Caralho Charles! Enfia essa sua língua no cu o viado. - Me levantei furioso do sofá e fui pro meu escritório, entrei e bati a porta com força.

P.O.V Kendall Jenner

Nunca vi ele ficar com tanta raiva como ficou agora, qual foi? Ele acha que não sei que eles fazem parte de uma gangue de merda? Faça-me favor né galera.

- Acho que não era pra você ter falado. - Ouvi a voz de Chris falando com Chaz. Caminhei até o escritório do Justin e bati na porta.

- Justin? Sou eu... Kendall.

- O que você quer? - Perguntou ele com a porta ainda trancada.

- Conversar com você.

- Sobre?

- Minha bunda! - Falei sendo irônica e vi a porta sendo aberta.

- Tira o short pra eu ver o que ela tem. - Bati em seu Braço, o empurrei e entrei em seu escritório.

- Não era pra ele contar pra mim sobre o roubo né? - Me encostei em sua mesa e cruzei meus braços.

- Não... mas é porquê...

- Justin, não tem um "Porquê", eu agora faço parte da família que vocês são, ou pelo menos tento fazer parte disso aqui... mas vocês só sabem mentir e mentir pra mim, cara, você acha que é bom ser estuprada pelo padrasto, ignorada pela mãe e abandonada pelo pai? Porra, eu não tenho ninguém, e quando tento me aproximar de você e dos garotos, vocês me afastam com mentiras. O problema é não poder confiar em mim? É medo de eu ir correndo contar pra polícia que foram vocês que assaltaram o tal banco? Se o problema é esse, podem ficar tranquilos, minha boca é um túmulo, o que acontece aqui, fica aqui. Mas vocês não sabem disso né? Acham que sou uma garota sendo abrigada pelo pai que não está nem ai pra mim porquê um cara mais velho teve prazer tocando em mim. - Senti meus olhos marejarem. - Querem fazer a festa? Que façam! Não vou estar em casa mesmo, podem ficar tranquilos, não vão precisar me contar mais nada da vida de vocês, cansei de fazer a menina moça que quer amigos e a atenção dos pais. Cansei de você! - Sai do escritório com algumas lágrimas descendo por minhas bochechas mas fui impedida de subir a escada ao sentir as mãos do Justin segurar minha cintura.

- Não é isso... Quanto mais fora disso você ficar, mas segura você vai estar... o que eu quero dizer é que, se você ficar sabendo demais, nossos inimigos vão querer usar você pra nos atingir... Kendall, você passou pouco tempo com seu pai, não sabe pelo o que ele teve e tem que passar, poxa, dá uma chance pro velho, ele te ama, e você não sabe o quanto.

- É... - Me virei pra ele tendo acesso com aqueles pares de olhos castanhos e limpei minhas lágrimas. - Talvez eu não saiba o tamanho do amor dele por mim, porquê ele nunca demonstrou nenhum afeto diante da minha pessoa...

- Beija logo ela Dude! - ouvi a voz de Ryan, o olhei e lá estavam os garotos nos olhando como se estivéssem assistindo algum filme.

- É Bro, beija logo ela. - Falou Chris.

- BEIJA, BEIJA, BEIJA... - Foi a vez de Chaz tagarelar enquanto dava pulinhos e batia palmas.

- Eles que mandam. - Olhei pra Justin, ele me puxou pra mais perto, selou nossos lábios e pediu passagem com a língua. Sem pensar duas vezes, cedi a passagem pra sua língua e envolvi meus braços em volta de seu pescoço.

- VAI LÁ O MOLEQUE PIRANHÃO - Gritou os garotos e parei o beijo com alguns selinhos.

- Cala a boca seus Cuzões - Falou Justin rindo, andou até o sofá, pegou três almofadas e jogou nos garotos.

- Ai... morri - falou chaz pondo a mão no coração assim que uma almofada o acertou e se jogou no chão.

- Morto não come mulheres! - Falou Justin e Chaz rapidamente se levantou do chão.

- Mereço! - Revirei os olhos e caminhei até a cozinha.

- Eai cunhadinha, vai participar da festa ou não? - Bufei ao perceber que os garotos haviam me seguido. Nem pra comer eu tenho paz.

- "Cunhadinha"? - Franzi o cenho e me virei pros garotos.

- Sim, você agora é namorada do nosso irmão... - Falou Ryan e vi Justin dar um tapa em sua cabeça.

- Você sabe que não namoro ninguém e nunca vou namorar! - Falou Justin.

- Foi só um beijo, que não era pra ter acontecido. Agi por impulso na hora, não vai rolar de novo! Eu e Justin não temos nada, ele nem confia em mim pra contar os segredos de vocês. E como ele acabou de dizer, "Sabe que não namoro ninguém", também vale pra mim, porquê vocês sabem que não namoro ninguém, e mesmo se eu namorasse, essa Pessoa não seria o Justin. Quero alguém com carinha de 18 e mentalidade de 30. Diferente do Justin, que tem carinha de 17 e mentalidade de 10. - Me virei pro armário e peguei um pote de biscoito. - E sim, vou participar da festa! Quem sabe essa pessoa que descrevi com a carinha de 18 e mentalidade de 30 não esteja lá né?! - pisquei pros garotos, passei por Justin esbarrando em seu ombro e subi pro quarto.

Se ele acha que vai poder falar e fazer o que quiser quando bem entender, está muito enganado! Ryan não havia dito que Justin falou que as putas dele eram melhores que eu? Então é o que vamos ver hoje a noite! Vou provocar até não poder mais, e mostrar pra ele do que sou capaz. Vou mostrar que não estou aqui pra brincadeira, e que tudo o que já passei na vida, só me fortaleceu mais e mais. Ai quero ver alguém querer vim me comparar com aquelas putas que abrem as pernas a procura de dinheiro. Como eu já havia dito, cansei de querer ser a vítima de tudo. Cansei de querer chamar a atenção da minha mãe enquanto ela tá lá tentando tirar o cara que me estuprou, da cadeia. Cansei de querer me aproximar do meu pai pra saber o porquê de ele ter me abandonado, quando a gangue dele e suas viagens são mais importantes que eu. Cansei de querer fazer amigos e ninguém estar se importando com minha existência. Hoje vou mostrar pra todos que a meninha insegura que chegou aqui a dias atrás, já não existe mais. E como vou fazer isso? Chamando Jeff e as outras duas malucas.


Notas Finais


Gostaram? Espero que sim! Comentem por favor o que tem que melhorar e o que vocês querem no próximo capítulo (No próximo é a festa, então dependendo das idéias, irei coloca-las no cap e marcar o user da pessoa que deu a tal ideia.)

NÃO ESQUEÇAM DE COMENTAR, ISSO É IMPORTANTE.

GENTEEEE super recomendo vocês a lerem Criminal Possession

https://spiritfanfics.com/historia/criminal-possession-5390693

Amo vocês e até o próximo (💋)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...