História The daughter of the delegate 2 - Capítulo 36


Escrita por: ~

Postado
Categorias Anahí, David Beckham, Justin Bieber
Personagens Jeremy Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette
Tags Anahi, Drama, Justin, Violencia
Visualizações 33
Palavras 3.190
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


boa leitura!

Capítulo 36 - Sorveteria


Fanfic / Fanfiction The daughter of the delegate 2 - Capítulo 36 - Sorveteria

Chaz P.O.V

 

 

Eu estava ansioso com o que estava prestes a acontecer nos próximos dias. O Alex tinha ficado de passar por aqui assim que tudo estivesse combinado com o Justin. Ja tinham se passado mais de uma hora desde o momento em que ele havia me ligado falando que a ex madrasta do Justin iria entrar em contato com ele. Assim que ouvir tres batidas na porta corri ate a mesma.

 

- E então? – perguntei afobado, assim que ele entrou com um sorriso largo

- Ele topou. – suspirei aliviado

- Ele não desconfiou de nada, não foi? – negou e foi na direcao do sofa

- Voce acha que eu não sei fazer as coisas direito, Chaz? Por favor, o Justin vai cair nessa e dessa vez ele vai se foder, assim como o delegado. – fechei a porta

- Como assim, você … – não completei ainda não aceitando muito bem aquela ideia do Alex querer dar uma surra no delegado.

- Mudei meus planos – ele encarou a televisao – vou fazer algo muito melhor. – engoli seco não gostando muito da maneira como ele falou

- E então, como vai ser as coisas agora? – mudei de assunto – O que ela vai fazer?

- Falar a verdade. Eu gostaria que ela aumentasse e falasse que … sei la… o Jeremy no inicio tentor forcar ela a alguma coisa, mas pode dar merda mais pra frente.

- E quando sera esse encontro?

- Amanha.

 

 

Melany P.O.V

 

- … e você não ouviu nada do que eu falei,Melany! – Julia chamou a minha atencao, e eu balancei a cabeca saindo do transe – Deixa eu adivinhar… Justin!

- Nao, eu só … estava pensando em outras coisas. – suspirei e olhei pra ela sem graca – Sobre o que voce falava?

- Voce tá assim desde aquela ligacao. – mordi os lábios – Ficou com uma pulguinha atras da orelha, não foi?

- Uma mulher a essa altura do campeonato, Ju, você acha normal? – ela franziu a testa

- O que você tá pensando?

- Ele disse que não conhecia ela e o numero era desconhecido talvez ela soubesse que ele estaria aqui.

- Melany, o que você tá pensando?

- Eu vou ser traida! – levantei do sofa – Eu… Eu já vi isso em vários filmes, ele vai ficar com ela! – ela riu revirando os olhos

- Para de paranoia, Mel.

- Eu vou parar se ela for muito feia.

- Antes de você chegar aqui ele já namorava, depois que vocês conversaram ele quis ficar com você. O Justin te ama!

- Existe uma coisa chamada atracao. Quem me garante que ele não pode ficar com outra? – perguntei e ela negou ainda rindo

- Nao sabia que você era ciumenta, amiga – arregalei os olhos

- Eu não estou com ciumes, eu só… – engoli seco

- Se ele realmente estivesse interessado por essa mulher você nem se quer teria visto a ligacao, Melany.

- Pensando por esse lado… – suspirei e sentei novamente no sofa colocando as duas maos no rosto – Eu só queria entender o porque dessa mulher aparecer agora no momento em que eu estou gravida.

- Seria melhor você esperar um pouco e ver o que ele vai te falar, só não tira conclusao precipitada.

- Voce estar certa. – tirei a mao do rosto e dei um leve sorriso – E melhor eu esperar. – ela assentiu e levantou

- Vou fazer pipoca pra gente comer enquanto vemos um filme – olhei pra ela – trouxe alguns.

- Enquanto isso eu vou ligar para a casa do meu pai e…

- Mel…

- Eu quero saber como a Safira tá, ela não deixou de ser a minha filha. Mesmo o meu pai não permitindo que ela viesse junto comigo.

- Ok, Melany, ok

 

(…)

 

- Pode ficar tranquila, Melany, ela tá otima. – Mara disse do outro lado da linha

- Mesmo sem mim? – ela riu e eu suspirei – Como o meu pai tá?

- Trabalhando muito, ele não tem parado muito em casa ultimamente.

- E a Alicia?

- Dormindo. Ela saiu ontem e voltou hoje.

- Ah, sim… como sempre – rimos

- Agora eu preciso desligar que já já a sua irma acorda e vai querer algo pra comer

- Tudo bem, Mara. Da um beijo na Safira por mim.

- Pode deixar, tchau – ela encerrou a ligacao e eu encarei o celular por alguns segundos ate joga-lo no sofa

 

- Pipoca pronta, filme escolhido e agora e só ser feliz – Julia disse com um sorriso largo

 

Narrador

 

 

- Deseja algo, senhor? – o garcom perguntou e ele negou alisando o queixo

- Caso eu precise de alguma coisa pedirei, agora por favor suma daqui. – o garcom apenas encolheu os ombros e assentiu indo na direcao de outra mesa, onde haviam outros clientes.

 

Alex apenas observava de longe a moca loira, que conversava com o loiro, que tinha o seu odio naquele momento. A única coisa que ele pensava era em como a Charllort era uma otima isca. Ela só precisaria fazer tudo da maneira certa e as coisas sairiam do jeito que ele planejava dessa vez.

Ja do outro lado, o Justin apenas prestava atencao em todas as coisas que a moca falava, ainda perdido com o que ela tinha acabado de dizer.

 

- Entao… – ele umedeceu os lábios ainda confuso – você e a mae dos meus irmaos, e isso?! – ela assentiu sorrindo de leve.

- Sim. – ele engoliu seco e bebeu toda a agua na taca

- Cade eles?

- Ficaram no hotel. O Al… um amigo meu contratou uma baba e eles acabaram ficando, mas se você quiser ve-los eu…

- EU QUERO! – ele disse rapidamente e ela sorriu assentindo

- Vamos marcar e você pode conhece-los.

- Tudo bem, quando?

- Pode ser essa semana, mas tem uma coisa que eu gostaria que você fizesse, melhor… que você não fizesse – ele franziu a testa não entendendo o que ela tinha acabado de dizer

- O que? – Justin perguntou encarando ela que suspirou

- Bem, eu sei que você tem uma namorada e que… – ele a interrompeu sem ao menos deixa-la terminar

- Como assim! Você sabe que eu tenho uma namorada? Quem te falou? – ela pegou a taca de vinho e desviou o olhar dele tentando voltar atras

- Quer dizer… eu acho que você tem uma namorada, foi um chute! – sorriu nervosa

- Por que você incluiu a minha namorada no meio disso? Eu não sei como você teve conhecimento disso, mas já vou falando que não quero que você envolva a Melany na nossa conversa. Primeiro que você não a conhece e depois porque tanto eu quanto ela não tem nada a ver com o rolo que você teve com o meu pai no passado.

- Eu sei, Justin. E justamente por isso, eu não quero que os meus filhos corram risco de vida, entende? – ele franziu o cenho e desencostou as costas da cadeira

- E desde quando a minha namorada pode causar riscos aos meus irmaos? – ela passou a mao no rosto

- Eu não quis dizer isso. – ele riu debochado

- Olha, eu não te conheco e mesmo que te conhecesse não te daria o direito de falar da Melany dessa maneira. Falando nisso, por que você incluiu nessa conversa mesmo? – ele perguntou desconfiado e cocando o queixo

- Justin, eu tive conhecimento do que aconteceu com vocês na época em que o Jeremy estava '' morto''. – fez aspas com os dedos

- E..?

- E que pra vocês terem voltado e sinal de que se gostam, porem ela e filha de um delegado que quer pegar o seu pai. Que por sinal não gosta dela e nem do pai.

- Voce não sabem nem o que tá falando – ele deu de ombros e encostou as costas na cadeira

- Eu quero os meus filhos fora de toda essa confusao, eu não quero que ela fique sabendo que você e irmao deles. Eu tenho direito de pedir. – ele avaliou ela por alguns instantes – E pela seguranca dela e dos meninos. – ele tirou a carteira do bolso, tirou duzentos dolares de la e jogou na mesa

- Amanha. Quero ve-los, amanha. – ela assentiu e ele levantou saindo dali ainda desconfiado

 

3 minutos depois…

 

- E então? – Alex sentou no lugar onde o Justin estava, minutos antes e a Charllot o olhou

- Ele quer ver os irmao. – Alex sorriu mais tranquilo – Mas… eu acho que essa coisa da namorada dele não poder ver as criancas… ele não gostou muito.

- Eu estou fazendo isso pela seguranca das criancas, Charllot. Ela não e ajuizada e …. para o seu bem e o deles e bom que você os mantenha longe dela, ok?

- Mas… – ele a interrompeu

- Voce e a mae. Tem a palavra final. – ele sorriu tranquilizando-a e a mesma assentiu confusa

 

 

Justin P.O.V

 

 

- Chegou! – Chris disse levantando o copo e eu revirei os olhos me encostando no balcao – Deu merda? – neguei – Qual foi dessa cara?

- Cara, ela veio com um papo muito estranho. Eu acho que tem dedo do meu pai nessa historia. – ele bateu o copo no balcao

- Como assim? O que rolou por la?

- Pra comecar, ela e nova, só e alguns anos mais velha que eu. – Chris ergueu as sobrancelhas – Do lance da morte do meu … do Jeremy, ela tambem não sabia que ele estava vivo. Ela falou que teve que trabalhar dobrado por causa dos gastos dos moleques e essas paradas.

- Ate ai tudo bem, certo?

- Do nada ela falou que eu tinha uma namorada, ela confirmou e depois quis voltar atras. Voce não acha muito estranho ate aqui? – ele pegou o copo com a bebida

- Ainda tem mais?

- Ela não quer que a Melany saiba dos meninos para que eles não correrem risco. – finalizei batendo no balcao e ele me olhou com cara de interrogacao – Tambem não entendi essa porra.

- Realmente isso tá muito estranho.

- A Melany tem conhecimento de que tenho irmaos, mas ela nunca viu eles, assim como eu.

- Ao que tudo indica tem dedo do Jeremy nessa historia. – ele suspirou – Talvez seja ate melhor mesmo a Melany não saber disso – olhei pra ele surpreso – pelo menos agora, Justin. Ela tá gravida e se o Jeremy tiver mesmo nessa historia pode tentar alguma coisa contra ela. – pedi algo para beber e voltei a dar atencao para o Chris – Talvez isso seja um aviso ou sei la…

- Eu não quero ter que mentir pra Melany, eu notei que ela ficou puta quando atendi essa ligacao. – a vodca chegou e eu virei com tudo pedindo mais uma dose

- Ela tá gravida, cara, se essa mulher citou a Melany sem a conhece-la e porque provavelmente ouviu falar dela em algum lugar. E a única pessoa que vocês conhecem em comum e o Jeremy. Ela pode te odiar, mas você tem que fazer isso pela crianca e pela seguranca dela. Pensa só, e se o Jeremy fizer alguma… – interrompi ele

- Eu mato ele! – disse serio

- Nao coloca ela no meio disso, pelo menos ate essa crianca nascer – suspirei, mas assenti, o Chris estava certo talvez aquilo pudesse ser uma isca para pegar a Melany.

- Mas e claro! – travei o maxilar e encarei o meu copo

- Qual foi? – perguntou

- A minha mae deve ter falado da gravidez da Melany pra ele. – soquei o balcao

- Entao acho que já sabemos quem estar por tras disso.

 

 

Melany P.O.V

 

 

Dia seguinte…

 

 

Aproveitei que a Julia estava dormindo e preparei o nosso café da manha. Ela tinha feito bastante coisa desde o momento em que chegou aqui, o minimo que poderia fazer era preparar o nosso café da manha. Depois de colocar todas as coisas na mesa ouvi a campainha e estranhei. A Julia não tinha combinado com ninguém e nem o Justin tinha me avisado que viria pra ca.

Fui na direcao da porta e arregalei os olhos ao ver que o Max estava la segurando a Safira, enquanto a Alicia segurava algumas sacolas.

- Cheguei! – ela disse entrando, mas antes me deu um beijo na bochecha – Entrega essa crianca a ela Max, e pode descer

- Mas… – sorri ao ver a Safira dormindo nos bracos do Max

- Mel. – ele sorriu e eu fiz o mesmo pegando a Safira

- Oi! Entre por favor – ele negou

- Eu vou ficar la embaixo com … quer dizer, esperando a sua irma.

- Voce pode ficar aqui, Max, sem nenhum problema.

- Obrigada mesmo – ele agradeceu, mas acabou indo na direcao do elevador e eu fechei a porta

- O papai tá la embaixo – Alicia disse revirando os olhos

- O QUE? – praticamente gritei, mas depois me toquei que estava segurando a Safira – Por que ele não entrou? – ela foi ate a cozinha

- Hum… estava morrendo de fome mesmo. – ela arrastou a cadeira e eu revirei os olhos indo colocar a Safira na minha cama. Mas antes depositei um beijo na bochechinha fofa dela.

- Por que o papai não entrou? – sentei na cadeira e eu colocou o mamao no prato

- Drama. – revirou os olhos – E ele mandou aquelas coisas pra você. – ela disse se referindo as sacolas – Ele tá com raiva de tudo que aconteceu, Mel, mas a gente sabe que o papai nunca te deixaria na mao. E mais facil ele me deixar na mao do que deixar você. – sorri de leve

- E por que ele não entrou?

- Ele nem queria que você soubesse que ele tinha comprado aquelas coisas ,ele ainda tá chateado.

- Eu sei. – olhei para os meus dedos – Voce acha que se eu fosse falar com ele….

- Da um tempo pra ele, ele ainda tá chateado. – assenti

- Tudo bem, mas fala pra ele que eu o amo muito e que ele e o meu único pai. – ela negou

- Quem vai falar isso e você. Agora me diz como você tá? Notei que emagreceu um pouco

- Eu vou voltar a me alimentar direito – ela assentiu

- Ate porque você tá gravida. – olhei pra ele e franzi a testa – Eu nunca quis ser mae, Melany, só isso. Voce e o papai são as únicas pessoas que eu consigo amar de verdade, sua saude me importa.

- Voce ama a Safira tambem. – disse e ela deu de ombros

- Ela não foi planejada

- Vai culpa-la agora por voce ter transado com o pai dela e não ter usado camisinha? – ela me encarou – Nem me olha assim

- E vim na paz. Ah, e vou passar o dia aqui com você. Nao vou sair e la em casa tá muito chato sem você – ela disse e eu sorri

 

James P.O.V

 

 

- E então? – perguntei assim que o Max apareceu ele assentiu afirmando que estava tudo bem

- Ela tá bem, pelo menos foi o que me pareceu. – suspirei aliviado

- A Alicia entregou as coisas a ela direito? Voce viu se ela estava com algum hematoma? – ele negou

- Nao, a Melany estava bem. E sobre o cara, ele não estava la.

- Otimo – disse mais aliviado

 

Nesses dias eu fiquei pensando nas coisas que tinham acontecido e parte de mim queria levar a minha filha pra casa, mas a outra parte… Eu sabia que a Melany não iria desistir de ficar com o Justin, que só engravidou ela para me atingir. Mas ate eu provar isso ela ficara sozinha nesse apartamento.

Meu celular vibrou e era uma mensagem da Alicia, avisando que iria passar o dia com a Melany.

 

- Vamos – disse entrando no carro

- Voce não vai entrar? – neguei e ele apenas deu a volta e entrou no carro

- Eu só preciso achar um jeito de fazer com que a Melany enxergue o Justin de verdade.

- O que disse?

- Nada, só pensei alto – passei a mao no rosto

 

Melany P.O.V

 

- Eu vou comprar sorvete – disse levantando do sofa

- Mas tem ai? – Julia disse e eu ri negando

- Acabou.

- Eu vou junto. – Alicia disse já levantando

- Mas você precisa ficar para olhar a Safira

- A Julia olha, não e, Julia? E a garota tá dormindo tambem – deu de ombros

- Olho sim, Mel, vai tranquila – ela riu e eu assenti indo ate o quarto para pega a minha bolsa

- Vamos! – disse e vi a Alicia já na porta mexendo no celular

 

(…)

 

 

- Quase quinze minutos caminhando, Melany – Alicia resmungou e fomos na direcao da sorveteria

- Eu gosto do sorvete daqui, e otimo – sorri e ela suspirou – quando você ficou gravida era bem pior que eu, não reclama

- Fiquei pior?! – Perguntou fingindo estar ofendida e eu ri assentindo

- Ficou muito. – disse – Vai querer sorvete de que?

- Morango – ela disse e sentou em uma mesa enquanto eu fazia os nossos pedidos

- E então… nem perguntei, e o Justin? – ela perguntou assim que sentei na cadeira

- Ele tem me visitado. – disse simples – Vamos mudar de assunto?

- Eu quero que você saiba que… eu apoio vocês. – olhei pra ela incredula – O que?

- Nada.

- Quando ficamos juntos eu só estava interessada no que ele tinha, Mel, eu nunca quis ele de verdade. E…

- E…?

- E vocês combinam muito mais. Fora que ele tambem e louco por você. Eu notei isso quando a gente… – ela parou de falar e arregalou os olhos – Quer dizer… chegou! – ela sorriu nevosa e apontou para o sorveteria

- O que você ia dizer, Alicia? – afastei o sorvete e ela encarou o mesmo

- Nos conversamos e ele me parecia muito apaixonado por você.

- Quando isso aconteceu? – perguntei, não era ciumes, mas eu gostaria de saber quando eles tinham se encontrado. Ate porque o Justin não tinha me contado nada.

- Foi por acaso. – ela finalizou e eu suspirei

- Voce não precisa me esconder nada, Alicia

- Eu não estou escondendo, ok? – ela disse

- Tudo bem, eu acredito em você. – sorri de leve e ela não me olhou mais depois depois disso

- Qual sabor você quer? – uma voz muito conhecida por mim disse ''nas minhas costas''

- Chocolate!

- Justin?! – Alicia disse e eu franzi a testa virando o corpo e o rosto para ver se realmente era ele.

- Tudo bem, chocolate. – ele sorriu para o garotinho que estava nos seus bracos e ao seu lado estava uma garotinha que deveria ter a idade da Giulia e uma mulher. Uma mulher muito bonita.

- Quem e aquela mulher? – Alicia perguntou ainda olhando para eles que tinha escolhido uma mesa do lado de fora. Assim que ele virou o rosto acabou me vendo e naquele olhar tinha muita culpa.

- Essa e uma boa pergunta – virei pra ela e o ignorei.

- Melany, por que…

- Alicia, por favor! – disse e ele entrou, ele passou por mim, ele…. Ele fingiu não me conhecer foi isso?

- Por que aquele aquele menino parece com o Justin? – arregalei os olhos

- Como assim parece com o… – virei o corpo para olhar para o tal garotinho – com o Justin! – sussurrei


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...