História The daughter of Tony Stark - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Band Of Brothers, Os Vingadores (The Avengers)
Tags Band Of Brothers
Visualizações 15
Palavras 1.048
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá, pessoas ♥
•A maioria dos personagens aqui citados pertencem aos produtores Steven Spielberg; Tom Hanks; Preston Smith; Erik Jendresen; Stephen E. Ambrose.
•Criticas, sugestões e elogios são bem vindos! Mas sejam delicados, por favor ♥
•Capítulos semanais.
•Essa e minha primeira Fanfic.

Capítulo 1 - A Máquina do Tempo


Eu tenho muito medo, mas é o medo de me arriscar e ter que sofrer, de perder o caminho por onde estava indo sem perceber, de não ser a pessoa que eu era antes, ou de não conseguir alcançar o que eu mais almejava na vida, de perder o foco e me arrepender, tudo é feito de uma certa forma de escolhas, se você escolhe um caminho, a questão será, você para e percorre um diferente ou você continua a seguir o mesmo.

Eu suspirei quando atravessei o aeroporto com as bagagens, eu só tinha deixado New York por dois meses. Não que eu não gostasse de New York porque era, bem, Nova York, era tão grande em comparação a pequena cidade onde ficava meu internato.

Logo sorri vendo Happy me esperando. Ele levantou uma mini plaquinha que dizia "Renata Stark", me fazendo rir.

- Happy! - O cumprimentei, dando um grande abraço no homem.

- Olá Sra. Stark, como foi o voô? - Perguntou educadamente quando nos separamos.

- Quantas vezes eu te disse pra me chamar de Renata - Disse balançando a cabeça - O iria ser voô tranquilo, se não fosse pelo cara ao meu lado que roncou tão auto que acho que me deixou surda - Falei, fazendo ambos rir.

- Tenho certeza que o Sr. ficará feliz em te ver - Falou Happy.

- Isso é como assumir que ele tenha se lembrado que eu venha - Observei, meu sarcasmo tipico de um Stark. Eu é o Tony não tinha o melhor relacionamento, não que eu pudesse culpá-lo. Eu estava interessada mais nos meus estudos, do que ter um tipico relacionamento de pai e filha, principalmente por Tony pagar uma das melhores escolas privadas da América. 

Tudo mudou quando minha mãe morreu quando eu tinha 6 anos. Quando Tony soube que eu era filha dele, ele ofereceu-se e pedir-lhe pra minha tia pra que eu pudesse morar com ele. Eu logo aceitei sua proposta, dizendo que a unica coisa que eu queria era terminar a escola e torna minha mãe orgulhosa. Agora tenho dezessete anos e recém formada no colegial; Eu tinha prometido ao Tony que passaria o verão com ele em New York em quanto ele tava reconstruindo a Torre Stark. Mais eu jamais iria admitir isso a ninguém, mais eu estava ansiosa pra passar o tempo com meu pai.

                                                                                     ///###///

- Rê! - Gritou a mulher de cabelos vermelhos. Eu sorrir envolvendo a mulher em um forte abraço.

- Renata, é adorável revê-lá! Você parece incrível - Pepper jorrou brincando com meus cabelos. Acabei sorrindo Timidamente pra ela, não estava muito acostumada com elogios. 

"Isso é impressionante", fiquei de boquiaberta enquanto olhava pra antiga torre dos vingadores, apesar dela ainda estar sendo submetida a reparos. Era impressionante, o prédio ainda em si continuava moderno e elegante a cara do Tony. 

- Espera até ver o interior - Pepper rir enquanto me conduzia até a torre. Eu a segui distraidamente em quanto olhava tudo.

- Jarvis, em que andar está o Tony? - Perguntei, quando entramos no elevador. 

- O Sr, Stark está atualmente na cozinha, piso 3. 

A primeira coisa que ouvi enquanto sai do elevador era a voz do meu pai.

- Bem, bem, bem, se não é a garotinha rebelde. - Falou ele sorrindo.

- Bem, bem, bem, se não é um cara idoso. - Retruquei.

- Ei você! - Tony riu antes de me envolver em um abraço, logo envolvi meus braços ao redor dele. - Eu pensei que você não viria até quarta-feira? - Tony perguntou enquanto nos separamos. 

- É quarta-feira.

Nova Iorque, 12 de agosto de 2017.

Me espreguiçava vagarosamente pela cama. Já era manhã. Não sabia porquê, mais acordoi com um baque. Logo me sentei na cama preguiçosamente. Me levantei, suspirei e abri a porta do quarto e fui ver que barulho era aquele. 

Andei até o elevador e fui até o último piso. Eu era proibida de entrar. ele me disse milhões de vezes pra eu nunca entrar naquele andar; E esse foi mais um desses milhões de vezes que eu não escutei. Não sei o que tinha de errado eu entrar lá. Era só os trajes do Iron Man estavam lá.

Sai do elevador. Quando me aproximei da porta, tentei me conectar com identificador e então notei que estava trancada.

- Jarvis, abra a porta - Eu comandei enquanto girava o identificador ainda mais.

- Desculpe Srta. Stark.  - Respondeu. Ele está falando sério? - Seu pai me avisou para...

- Vamos ver... - O interrompi. Não gostava do jeito que meu pai me tratava era como se eu fosse uma criança. mais se ele quiser jogar dessa maneira, então eu vou descobri sozinha essa senha.

Havia outras opções que seu código de acesso poderia ser. Aahh, entendi! Rígido. Era simples e fácil de se lembrar. Típico do Tony. Comecei a digitar escrevendo Stark, "78024". Logo a porta abri-se. 

- O que será que o Tony está escondendo? - Murmurei enquanto entrava. 

A sala estava escura então logo tratei de acender as luzes. Acendi as luzes e dei uma olhada. Continuei andando até encontrar um objeto que chamou minha atenção. Era um objeto alto coberto com um pano. Curiosamente, puxei o pano, o pano cai no chão com o meu magnifico grande golpe. Examino o projeto e, pera, pera, pera aí... Isso é uma máquina do Tempo? Tony estava inventando uma máquina do tempo, não é de admirar que ele me queira longe daqui.Eu sorrateiramente ando até os controles e estabeleço para década de 1940, eu estava planejando empurrar o Stark pra lá.

- Diga "Oi" para o meu avô por mim. - Sussurro maliciosamente. Ao olhar em volta na máquina do tempo, eu vejo uma pedra laranja.

- A joia do Tempo. - Sussurro pegando-a com curiosidade. Ao olhar pra máquina, acabo me distraindo, tropeço num fio e caio dentro da máquina, as portas se fecham e começa uma contagem regressiva. 

Definido a contagem regressiva para 1940.

10
.
9
.
8
.
7
.
6
.
Rezo neste ponto que a máquina do tempo pare
5
.
4
.
3
.
2
.
1
A máquina do tempo para eu relaxo.
Tenha uma boa viagem.
Eu me amaldiçoo enquanto Grito.

 

 

 


Notas Finais


Desculpe-me por este capítulo terrível, mas vou me certificar de que seja muito mais emocionante!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...