História The Deal - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Jimin, Jungkook
Tags Abo, Alfa, Baekhyun!bottom, Baekyeol, Bangtan Boys, Beta, Chanbaek, Exo, Hunhan, Jikook, Jimin!bottom, Kaisoo, Kookmin, Namjin, Ômega, Sra_jimin2, Sulay, Taeyoonseok, Taoris, Universo A/b/o, Xiuchen
Visualizações 5.325
Palavras 1.490
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oe Oe Babes^^

Para quem ler minha outra fanfic "My Obsession" ( Jikook Abo), Já att e para quem não conhece deixarei o link dela nas notas finais^^

Boa leitura**

Capítulo 16 - Chapter Sixteen


Fanfic / Fanfiction The Deal - Capítulo 16 - Chapter Sixteen


Baekhyun encarava a ômega dos pés a cabeça, a mesma entregou o celular ao loiro com ainda com um sorriso malicioso. Ele estava com tanta raiva que por pouco não jogou o celular na cara dela. A ômega começou a caminhar para ir embora, porém virou para Baekhyun para proferir suas palavras como veneno.



“Ah! Eu ia me esquecendo, diga ao Chan que eu adoraria repetir a dose de ontem, foi maravilhoso.” – Sorriu e acenou balançando as mãos, tudo o que ela ouvira foi a porta ser fechada com força. Era isso que ela queria, separá-los, até que veio na sua cabeça que ele já tinha marcado o pequeno Baek então o que só lhe restava a fazer era implantar inseguranças na cabeça oca dele.




Chanyeol acordou afobado sentido pela ligação que agora tinha com o seu ômega, que ele estava triste mas continha um pouco de raiva. Ele não estava mais na cama, sem entender o que estava acontecendo, o moreno levantou-se rapidamente indo pegar uma calça moletom para ir procurá-lo. Ao passar no corredor ouviu um gemido baixo que virá do quarto do seu irmão mais novo, gritou um “isso não é hora de transar”, ouviu a risada alta do irmão e logo a voz rouca de Jungkook, “vai se foder”, ele riu, mas logo voltou a sua expressão séria ao sentir seu peito doer de tristeza que o menor sentia. Procurou o loiro por toda casa até encontrá-lo encolhido e chorando baixo apertando seu celular. O loiro estava sentado no chão atrás da casa, ainda estava estava desnudo porém tinha um lençol cobrindo boa parte de seu corpo esculpido, o que fez o moreno suspirar. Caminhou calmamente até seu ômega sentando ao lado dele e o puxando para seu colo.



“O que aconteceu meu amor?” – Perguntou fazendo em sua costa enquanto o ouvia soluçar de cabeça baixa.



“Nada” – Mentiu e é claro que o moreno não caiu nisso.



“Não é isso que eu sinto vindo daqui.” – Apontou para marca – “Vamos me diga o que aconteceu, não gosto quando mente pra mim.”



“Então e-era por i-isso que não q-queria fazer a-amor comigo?” – O menor gaguejava em meio ao choro. Sentia seu peito doer, como ele pode fazer isso? E o pior era que agora estava marcado, não podia fugir para sempre dele.



“Do que você estava falando?” – O encarou confuso – “E-Eu te machuquei ontem? E se for isso me desculp-”



“Não, você não me machucou.” – Continuava a falar de cabeça baixa – “Como pode ficar com ela e depois fazer amor comigo? Hum?” – Perguntava mais para si do que para ele – “Era por isso que estava tão receoso?”



“Mais de que porra você está falando Baekhyun?” – Levantou o rosto do ômega, que vermelho pelo choro – Ela quem?



“A sobrinha do Michael.” – Gritou fechando os olhos tentando controlar sua raiva – “Ela disse que você estavam juntos ontem, por isso você estava com um cheiro diferente.”



“Ontem encontramos com ela e” – Baekhyun lhe olhou com os olhos tristonho antes de tentar se levantar, porém o moreno não deixou.



“Me solta Chanyeol!” – Tentava soltar-se mas o aperto começou a ficar mais forte – “Chanyeol!”



“Desculpe Baek” – Afrouxou o aperto e levou sua mão para bochecha rosada, mas Baekhyun virou o rosto – “Me deixe terminar de falar.” – Voltou levar sua mão para bochecha rosada fazendo carinho na mesmo ao ver que ele não viraria o rosto novamente – “Ontem quando fomos procurar por Michael acabamos encontrando ela, que nos deu algumas informações e é só isso.”



“Como assim “Fomos”?” – Perguntou confuso. Ele não estava só?



“Sim, os meninos foram comigo. Eu não sei que ela inventou para você mas pode ter certeza que é mentira.” – Sentia pela marca que o que ele falava era verdade, estava se sentindo estúpido por fazer essa ceninha.



“E seu celular como foi parar com ela? E aquelas marcas no corpo dela?” – Insistia no assunto – “Ela disse que queria repetir a dose.”



“Essa garota é louca Baek, eu não sei como meu celu”- Parou ao lembrar do abraço da garota – “Aish! Ela deve ter pegado quando me abraçou” – Coçou a cabeça de modo engraçado.



“Desculpa Chan” – Murmurou baixo. Estava arrependido de ter desconfiado de seu alfa e mais ainda por ter feito essa cena. Jurou para si mesmo que quando a visse novamente iria fazer ela pagar por mentir e o fazer brigar com o moreno.



“Tudo bem meu amor.” – Sorriu ao sentir a cabeça dele encostar em seu ombro. Abaixou o lençol que ele usava até sua cintura, olhou para marca inchadinha no pescoço marcado por si, o que aumentou seu sorriso. – “Espero que não duvide de mim, Baek, eu já lhe disse que quero só você.” – Lambeu a sua marca e o menor estremeceu – “Meu ômega.” – Sussurrou contra o pescoço arrepiado logo voltando a lamber sua marca.



“C-Chan” – Gemeu baixo quando o moreno apertou sua cintura fina fazendo com que se move-se sobre seu colo – “N-Não, ainda dói Yeollie” – Falou envergonhado.



“Desculpe por ter te machucado” – Soltou a cintura alheia e logo o puxando para um abraço.



“Já disse que você não me machucou só... Só estou um pouco dolorido” – Sorriu retribuindo o abraço. Estava tão feliz por tê-lo consigo que se permitiu sorrir mais uma vez.


                                                                                                                    ***





“Me solta Jungkookie!” – O ômega pedia ao moreno que lhe agarrava na cama depois de um pausa de cosquinha que o mesmo fazia em sua barriga.



“Não! Você vai fugir de mim.” – Fez voz manhosa para o ômega, que começou a rir e brincar com as madeixas negras.



“Eu nunca fugiria de você Kookie” – Olhava nos olhos dele quando proferia suas palavras – “Eu gosto do seu cheiro.” – Pensou alto.



“Eu também gosto do seu, está ficando cada vez mais doce.” – Selou os lábios carnudos e rosado do alaranjado – “Jimin” – Disse quando sentiu as pernas dele abraçar sua cintura, tentou se levantar porém o ômega o puxou de volta para cima de si – “Não faça isso Minnie ou serei obrigado a fode-lo.” – Brincou.



“Não seria uma má ideia” – Sorriu malicioso para o alfa.



“Não Jimin! Eu só vou fazer isso quando você pedi com jeitinho ou melhor que você implore por mim.” – Riu com a ideia de ter o menor fazendo esse pedido.



“Ah! Você que vai implorar por isso Jungkookie.” – Retrucou com um bico nos lábios.



“Isso é uma aposta?” – Perguntou apertando as coxas fartas.



“Não! Não é exatamente um aposta é apenas um jogo.” – Tentou empurra-lo de cima de si, inútil.



“Que jogo é esse?” – Deixou que ele levanta-se mas logo se arrependeu ao ver ele tirando suas roupas e até mesmo a cueca.



“Seduza ou seja seduzido” – Falou quando já estava nu.



“Ganhe ou perca?” – Perguntou comendo o ômega com os olhos.



“Lute ou desista.” – Virou indo para o banheiro, dando uma visão privilegiada da sua bunda branquinha para o alfa – “Se prepare daddy...”






                                                                                          ***







Todos estavam na sala assistindo um filme de terror, que fora escolhido por Sehun, era dia mais a sala daquela casa se encontrava escura, já que fecharam todas janelas colocando uma cortina. Taehyung voltava para sala com um comprimido e um copo de água, deixando todos confusos. Sentou-se ao lado de Baekhyun para sussurrar em seu ouvido.




“Toma.” – Baekhyun segurou o copo e o comprimido confuso.



“O que é isso?” – Perguntou e o outro ômega sorriu.



“Pílula do dia seguinte.” – Chanyeol sussurrou com sua voz rouca natural fazendo o ômega arrepiasse – “Lembra que não usamos camisinha?” – O menor assentiu envergonhado e logo jogou o comprimido na boca e em seguida tomou um gole da água que o ômega trouxe.



“Obrigada Tae .”– Devolveu o copo e o amigo levantou-se dali e viu Jimin se aproximar



“Quero um sobrinho Baek.” – Riu e deitou no colo do cunhado.



“Em breve Jimin.” – Chanyeol falou pegando a pipoca que estava nas mão de Jungkook.



Ouviram alguém bater na porta repetidamente, Sehun deu pausa no filme mas Chanyeol pegou o controle das mão do loiro colocando o filme para rolar novamente.



“Vai atender a porta Jimin.” – Chanyeol murmurou e o ômega arregalou os olhos.



“E-Eu?” – Apontou para si mesmo.



“Ya! Ele não vai.” – Jungkook disse – “Vai você Sehun.”



“Lu acho melhor você ir.” – Luhan encarou o alfa incrédulo.



“Eu vou” – Tao falou. Ele sabia quem estava ali. Abriu a porta e viu o namorado cheio de sacolas – “Meu amor.” – O abraçou e tratou de ajudá-lo.



“Oi meu pandinha.” – Selou rapidamente os lábios do ômega – “Chanyeol eu quero falar com você, pode vim aqui rapidinho.” – Seu tom era sério o que fez todos da sala olhar para si curioso.



“Pode contar para todos aqui, acho que não temos segredos.” – Riu.



“É que eu vi algo estranho hoje.” – Falou receoso sentando no sofá.



“Estranho como?” – Sentou-se ao lado dele o olhando atentamente.



“Seus pais eles...” – Parou e abaixou a cabeça.



“Eles o quê, Kris?” – Chanyeol perguntou nervoso. O que afinal tinha acontecido com seus pais?



“Acho que eles fizeram um novo acordo...” – Chanyeol arregalou os olhos, como todos que estavam na sala – “Eu os vi assinando um cheque e dizendo que se não conseguisse mais dinheiro com a família Jeon, iria vendê-los.”



“O que?” – Todos gritaram em uníssono.



“M-Mais tinha uma pessoa lá que me deixou curioso.” – Encarou Chanyeol profundamente.



“Quem era?” – Jungkook perguntou abraçando Jimin.



“Michael” – Novamente todos arregalaram os olhos – “Ele disse que quer comprar o Jimin.”


Notas Finais


Link da fic: https://spiritfanfics.com/historia/my-obsession-6640049

Então foi isso, espero que tenham gostado
Me desculpem pelos erros..

kisses Babes, até o próximo capítulo ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...