História The Deal - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Jimin, Jungkook
Tags Abo, Alfa, Baekyoel, Bangtan Boys, Beta, Chanbaek, Exo, Hunhan, Jikook, Kaisoo, Kookmin, Namjin, Ômega, Sulay, Taeyoonseok, Taoris, Xiuchen
Exibições 2.882
Palavras 1.732
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oe Babes^^

Ainda não apaguei o poster anterior pois ainda quero responder e agradecer as pessoas que me apoiaram, que mandaram alguns textos para mim.. E me desculpem se ainda não respondi todas as mensagens, estou fazendo isso ao poucos. Espero que gostem do capítulo, postei antes do dia pois iria postar amanhã mais passarei o sábado e domingo com alguns amigos em casa, assistindo séries (Teen wolf, nem que eu tenha que força-los) e Animes.

Estou passando por alguns problemas pessoais sérios e até tive que mudar meu turno escolar, agora estudo a noite. Os capítulos demoraram um poucos por causa das queimaduras, se eu não postar em um dia na semana provavelmente só no final da semana ou Sexta-feira.

Boa leitura*

Capítulo não revisado~~

Capítulo 19 - Chapter Nineteen


Jungkook precisou coçar os olhos pelo menos umas três vezes, não sabia se era real ou sonho mais sabia que tinha gostado, e muito. Olhava Jimin de cima a baixo enquanto mordia os lábios, porra ele estava tão gostoso com aquela minissaia fazia até seu membro pulsar.

“C-Claro q-que está valendo!”o – Gagueja tentando se segurar para não avançar sobre ele – “P-Porque está com essa roupa?”

“Sabe” – Se aproximou do alfa – “A gente até que podia começar a jogar, não acha Jungkookie?” – Ah! Ele não estava fazendo isso consigo, não desse jeito manhoso.

“É. Que mal tem, não é?” – Disse e o ômega assentiu.

Jungkook puxou Jimin para um beijo cheio de luxuria, sem cessar o beijos foram desajeitadamente até a cama. Deitaram-se na cama quentinha, aos beijos insaciáveis e estalados, as mãos passeavam pelos corpos alheios entre apertos em alguns lugares. Jungkook tirou a blusa do ômega enquanto o mesmo sentava em seu colo, rebolava abraçando os ombros do moreno e gemia em seu ouvido. Jungkook apertava firmemente as nádegas durinha do menor, marcava seu pescoço sem pudor, tudo estava perfeito até a porta ser aberta por um Baekhyun ofegante.

Sem se importar se tinha interrompido algo, o ômega intruso olhava o irmão tirar o cunhado de seu colo, de uma expressão despudorada o cunhado se transformou em um ômega fofo e corado em questão de minutos. Jeon, que estava sem camisa também como seu ômega, nem sabia como estava sem ela ou se tinha ido dormir sem a mesma, fora até seu irmão com o semblante preocupado.

“Baek o que aconteceu?” – Perguntou. O ômega suava e se abanava para acabar ou amenizar aquele fogo que sentia.

“Eu não sei, Jungkook.” – Respondeu rapidamente – “É normal se sentir quente como se estivesse no cio?”

“Como?” – Jungkook já sabia a resposta, então pegou uma e a chave do carro que seu pai lhe deu antes de ir embora do jantar.

“Eu me sinto quente mais não estou no cio” – O ômega falava seguindo Jungkook e atrás seu cunhado fazia o mesmo – “E também ouço o Chanyeol me chamar e minha marca coç” – Jungkook o interrompeu abrindo a porta do carro e entrando no mesmo com Jimin.

“O Chanyeol entrou no cio Baek.” – Disse quando o irmão já estava dentro do carro e já dava partida no mesmo – “O corpo dele chama pelo seu e é normal se sentir assim. Sabe que ele não vai ser carinhoso como da primeira vez, não sabe?” – Viu o irmão assenti – “Então não opor-se a contrariar seu alfa, pois alí não vai ser o Chanyeol e sim seu lobo sedento para se saciar.”

Baekhyun apenas o ouvia enquanto se abanava, seu corpo parecia que ia pegar fogo. Depois do que o irmão disse era tão notório que o medo e um pouco de receio assumiu seu corpo. Olhou para o mesmo que estava com uma de suas mão na coxa de Jimin, sorriu por ver Jimin alisando a mesma e até a batia fracamente quando o moreno ousava apertar.

Ao chegar na casa do lago, Baekhyun adentrou na casa sem ao menos olhar para trás e ao passar pela porta fora imprensado contra parede, sentia a respiração de Chanyeol no seu pescoço e logo em seguida lamber a marca. As mãos do moreno apertava sua cintura fina enquanto sussurrava em seu ouvido com a voz mais rouca que o normal. Assustou-se mais não falou nada.

“Me desculpe se eu for bruto com você, Baek.” – Chanyeol disse. A febre já estava tomando conta de si.

“Tudo bem amor.” – Baekhyun tentava passar firmeza em sua voz. Estava claro que ele estava assustado e um pouco receoso, não seria como foi na primeira vez, ele não iria ligar se estivesse sentindo dor.

“Eu te amo.” – O moreno disso cheirando o pescoço do menor – “Me desculpe se eu lhe machucar.”

Chanyeol puxou o corpo magro com rapidez e o levou para o quarto onde dormiram alí dias antes, tirou rapidamente sua roupa e a do ômega entes de joga-lo naquela cama macia de casal. Baekhyun assistiu o alfa caminhar até onde estava deitado, ele enterrou o rosto no seu pescoço passando a lhe dar mordidas e chupadas fortes que chegava até doer.

“Chanyeol” – O chamou mais o outro apenas rosnou como resposta e mordeu sua marca – “Chanyeol!”

O alfa rosnou novamente descendo os lábios pelo corpo desnudo, apertava as coxas sem pudor ao mesmo tempo que abriu as pernas, sorriu ao ver aquele buraquinho rosado se contrair de ansiedade, e o membro duro como pedra. Ele estava tão molhado por causa da sua lubrificação natural que expelia naquele momento, que o fez grunhir. Sem aviso adentrou dois dedos na entrada rosada o que fez o menor gemer de dor e assusta-se. Movimentava os dedos lentamente enquando via o ômega revirar os olhos tanto de dor como de prazer. Se deleitava com os gemidos do menor quando passou a rebolar e esmagar seus dedos, começou a morder as coxas fartas enquanto trabalhava com seus dedos.

“Chan” – Gemeu de dor quando sentiu as mordidas mais fortes – “Chanyeol está doendo, porra” – O alfa apenas rosnou raivoso, retirou os dedos e afastou-se um pouco.

“Vira” – Sua voz de alfa se fez presente e como um inútil submisso, Baekhyun levantou-se e se virou – “De quatro, agora!”

A foz com autoridade fez o corpo pequeno estremecer, ficou de quatro na cama e agarrou o lençol quando sentiu o pênis do marido pincelar a sua entrada e sem aviso prévio adentrar na mesma fundo e forte, fazendo Baekhyun tentar afasta-se, o grito de dor fora ouvido pelo quarto e sem esperar o menor se acostumar, estocou novamente forte e fundo. As lágrimas escorria por sua bochecha enquando seus dedos estavam quase brancos de tanto apertar o lençol. A ardência e a dor era um grande incomodo mais o alfa não parecia se importar.

“C-Chan d-dói” – Choramingou ao sentir mais uma estocada – “P-Por favor C-Channie, espere eu me acostumar.” – Pediu chorando e a alfa pareceu entender seu pedido, pois não parecia está mais alí o lobo faminto para satisfazer suas necessidades e sim Chanyeol.

O alfa debruçou-se sobre o corpo pequeno sem se mover dentro dele, marcava sua costa com beijos e mordidas fracas, levou uma de suas mãos até o membro alheio para masturba-lo rapidamente. Baekhyun sentia o pênis do marido pulsar dentro de sí, rabolou involuntariamente ao sentir que a dor e a ardência não se fazia tão presente. Chanyeol tirou seu membro quase por completo e estocou fundo, tocando a próstata do ômega que gemeu alto.

“Ah! Channie!” – Baekhyun gemia despudoradamente empinado seu bumbum – “De novo” – Pediu quando sua próstata foi surrada.


Chanyeol virou bruscamente o ômega, abrindo suas pernas e forçando seu membro para o buraquinho quente e apertado. Estocava fundo e forte enquanto se deleitava com os gemidos dengosos no seu ouvido, as unhas curtas do ômega parecia rasgar sua pele de sua costa ou até mesmo arrancar seus fios, quando ele ousava puxa-lo. O masturbava na mesma intensidade das estocadas, o barulhos dos corpos se chocando era músicas para os ouvidos de ambos. Com uma estocada funda e demorada, Baekhyun se desfez na mão do alfa, este que ao sentir o ômega se contrair e querer expulsar seu membro se desfez dentro dele rosnando alto, ouvindo o ômega gemer manhoso quando o nó ligou seus corpos. Enterrou o rosto no pescoço do ômega lambendo sua marca até o nó se desfazer, quando o mesmo se desfez saiu de dentro do ômega e deitou ao seu lado, o puxou para sí colando seus corpos, sentindo Baekhyun deitar a cabeça no seu peito.

“Você acabou comigo Yollie” – Murmurou e o alfa rosnou – “Espero que esteja preparado pois meu cio é menos de dois dias” – Suspirou fechando os olhinhos – “Eu te amo Yoel.”

                                                                                    *

Jungkook e Jimin voltavam para casa quando o alfa teve uma ideia, olhou para o ômega ao seu lado que observava a estrada pela janela.

“Que tal darmos uma volta?” – Sugeriu chamando a atenção do ômega.

“Você prometeu me levar no parque.” – Jimin o lembrou e fez um bico. O alfa riu vendo a manha que o menor fazia.

“Não quero ir no parque com você vestido desse jeito.” – Disse. Jimin havia saido de casa com as roupas que Baek lhe deu, claro que Jungkook estava com ciúmes por todos o ver daquela maneira.

“Qual o problema? Estou tão feio assim?” – Jimin nem esperou a resposta e virou o rosto e nem mesmo notou que já estava na rua do parquinho só notou quando o moreno parou o carro.

“Não! Você não está feio, Jimin” – Jungkook apróximo-se dele e virou seu rosto – “Está fodidamente gostoso/fofo com essa roupa” – Levou os lábios até o ouvido do ômega para sussurrar a tal frase que fez o menor estremecer por inteiro – Eu poderia foder você aqui mesmo.

Desajeitadamente o ômega se afastou do alfa com seu rostinho corado, saiu do carro e ficou esperando Jungkook. Olhava ao redor até ver algo se mexendo atrás de um dos carro alí estacionado, os cabelos era longos e pode perceber isso pois quando o ser virou rapidamente o rosto o vendo balançou seus longos cabelos, podia jurar que tinha visto a sobrinha fugitiva de Michael. Esqueceu-se disso quando sentiu os braços musculosos de Jungkook rodear sua cintura e um beijo no seu pescoço sensível.

“J-Jungkookie!” – O alfa riu gostosamente em seu ouvido, o que o fez sorrir.

“O que foi? Porque está olhando tanto para alí?” – Apontou para onde o menor olhava.

Jimin não sabia se o que tinha visto era verdade e também não queria estragar o momento entre eles, então preferiu mentir. Eles não tinha muitos momentos felizes pois sempre havia algo para lhes interromper por isso preferiu ficar calado e investigar isso sozinho depois.

“Nada! Vamos entrar?” – Jungkook assentiu segurando sua mão. Não queria que alfa nenhum olhasse para ele ou pelo menos com olhares maliciosos.

“Sinto que vou matar alguém hoje.” – O moreno disse assim que entraram atraindo olhares principalmente para Jimin está vestido daquele jeito. O ômega riu colando seus corpos e lhe dando um beijo no bico emburrado que o maior fez.

“Sou seu meu amor.” – Falou firme e o alfa sorriu.

“Eu sei. Mais não quero ninguém te olhando.” – Jungkook iria beijar Jimin porém foram interrompidos por uma voz desconhecida. Pelo menos por Jungkook.

“Jiminnie” – Jimin sorriu para o garoto – “Que saudade pequeno.”


Notas Finais


Quem quiser falar comigo, esse é meu Twitter: @Sra_jimin2 e esse é meu Whatsapp: 81 9 85744198
Então foi isso, espero que tenham gostado
Me desculpem pelos erros..

kisses Babes, até o próximo capítulo ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...