História The Deal - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Jimin, Jungkook
Tags Abo, Alfa, Baekyoel, Bangtan Boys, Beta, Chanbaek, Exo, Hunhan, Jikook, Kaisoo, Kookmin, Namjin, Ômega, Sulay, Taeyoonseok, Taoris, Xiuchen
Exibições 2.222
Palavras 1.938
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oii :>

Assistiram o MAMA? Ainda não tô bem não

Obrigada pelos favoritos e irei responder todos os comentários do capítulo anterior e me desculpem a demora para responde-los.

Boa Leitura :3

Capítulo 24 - Chapter Twenty Four


Jungkook teve a calça e a cueca retirada em uma velocidade que nem o alfa percebeu, suas mãos estavam firmes na cintura do ômega que comandava rebolando no seu falo ereto. Tirou o ômega – que relutou – de seu colo e o ordenou com sua voz de alfa para que ele ficasse de quatro na cama.

Jeon olhava descaradamente a bunda empinadinha de seu ômega a sua espera, mordeu o lábios se deliciando da vista perfeita que era. Nem ao menos imaginava que um dia estaria com Jimin na sua cama, totalmente entregue a si, quando o conheceu havia declarado que faria da vida do pobre ômega um inferno e agora tinha o pecado em pessoa na sua cama pronto para satisfazer-lo.

“Jeon” – ouviu a voz manhosa de Jimin e viu seu rostinho corado – “P-Por f-favor...”

“Desculpe baby mas a vista que tenho aqui é maravilhosa.” – Sorriu quando viu o ômega desviar o olhar, totalmente envergonhado.

Jungkook se perguntava se Jimin tinha duas personalidade pois uma hora ele era apenas um ômega inocente e frágil e outra era ousado e destemido, e porra, Jungkook amava ambas personalidade.

Seu olhar queimava o corpo do ômega, levou suas mãos no bumbum empinado e alisou as nádegas um pouco vermelhas pelo aperto de suas mãos, não tardou para palmear e apertar aquele local até que ficasse ainda mais as marcas da suas mãos. O menor gemia baixinho, até mesmo da dor quando o alfa ousava bater mais forte. O alfa abaixou-se levando seu rosto com a língua para fora até o buraquinho do ômega, que gritou ao sentir a sua língua brincar no local.

“J-Jeon... M-Mais..” – o ômega pedia gemendo alto empinando mais seu bumbum a procura de mais contato – “Isso é tão g-gosto J-Jungkookie.”

“Você gosta assim baby?” – Perguntou ao força a língua mais no buraquinho e ouviu o ômega gritar, levou uma de suas mãos ao pênis duro do menor, o masturbando.

“Meu deus!” – Jimin gritou. Estava perto de desfazer-se e as sensações aumentava cada vez mais com a velocidade das mãos de Jungkook no seu falo – “M-Mais... Mais... Eu.. Porquê parou Jungkook?” – Jimin perguntou irritado, estava preste a se chegar ao seu ápice quando o alfa parou bruscamente.

“Não bebê, eu disse que iria puni-lo por fazer aquilo comigo. Você foi um baby mal.” – Jungkook se afastou do ômega e o viu vira-se com um bico nos lábios – “Eu quero que me chupe daquele jeito, Minnie. Vem cá!”

Jungkook sentou-se na cama vendo o ômega engatinhar e se abaixar, segurou seu pênis duro e melado de pré gozo, sorriso safado antes se abocanhar o mesmo. Os movimentos de Jimin era lentos e torturantes, brincava com seus falo como se fosse um pirulito. O alaranjado colocou a pontinha da língua na glande do alfa enquanto lhe olhava despudorado, e lá estava a personalidade ousado e destemido do seu ômega. Jungkook sentiu seu corpo estremecer quando o menor aumentou a felação, suas mãos foram ao encontro dos fios macios ditando a velocidade. Não demorou para que o alfa se desfizesse na boca carnuda do menor.

“Deita aqui amor” – Chamou o menor que ficou novamente de quatro no cama.

“Vai logo, Kook-ah.” – Jungkook riu enquanto lambuzava seu pênis de lubrificação e logo voltou para cama.

“Afasta mais um pouco as pernas, Minnie.” – Jimin assentiu e fez o ato – “Bom garoto.”

Jimin sentiu o alfa beijar suas nádegas antes de adentrar um dedo na sua entrada, gemeu um pouco incomodado quando o mesmo passou a mover-se. Não tardou para que ele colocasse o segundo e passasse a alarga-lo, não doía por causa da lubrificação natural; Jimin rebolava contra os dedos de Jungkook, enquanto gemia querendo mais.

“Pronto amor ?”– O alfa tirou os dedos do interior do ômega e segurou seu falo pincelando na entrada do menor.

“S-Sim, Jungkookie.” – Jimin assentiu empinado-se mais.

Jungkook forçou lentamente seu pênis dolorido e ereto novamente apara dentro do interior do ômega, o ouvindo gemer de dor. Preocupado, parou ouvindo um resmungo do outro pedindo para que continuasse, então o fez. O alfa observava seu membro sumir e acolher-se perfeitamente dentro de Jimin, segurou seu lobo para que não fizesse besteira, quando estava completamente dentro de Jimin, seu gemido e o do ômega se sincronizaram, em uma sintonia perfeita.

“Ó céus.” – Jimin gemeu arrastado. Seu corpo parceria que partiria ao meio mais uma sensação gostosa de tero membro do alfa dentro de si, fazia esquecer de qualquer dor.

“Quente... Apertado... Porra Jimin” – Jungkook murmurava entorpecido pelo prazer do seu membro acolhido.

Jimin rebolou indicando para que ele pudesse movimentar-se, entendendo o pedido, Jungkook estocou lentamente fazendo Jimin revirar os olhos. As estocadas começaram a ganhar velocidade assim como os gemidos altos e manhosos de Jimin. O ômega choramingava pedindo por mais, sua garganta chegava a doer, enquanto Jeon se deleitava com seus gemidos e choramingos.

“Mais Jeon. M-Mais.. Mais... P-Por... F-Favor” – Pedia enquanto apertando os lençóis.

“Oh, Minnie! Está dentro de você é como está nos céus.” – Jimin debruçou-se sobre o menor beijando suas costas causando arrepios no mesmo – “Amo quando você se arrepia com meus toques, quando você geme ou grita meu nome pedindo por mais... Você vai me deixar louco.”

Jungkook afastou segurando a cintura do ômega estocando forte, fundo e rápido, fazendo a cama ranger e o corpo do ômega ir para frente pelas estocada brutas e gostosa. Viu o que o menor se masturbava na mesma velocidade e não demorou para que os dois se desfizesse, Jimin nos lençóis e Jeon dentro do outro. Seus caninos começava aparecer e não tardou para colar seu corpo no do ômega e cravar os mesmo no ombro alheio.

Aumentando o prazer dos dois, o nó se fez e Jungkook estava dominado pelo seu lobo; Segurava o corpo mole de Jimin enquanto não largava seu ombro. Quando o nó fora desfeito, Jungkook jogou os lençóis sujos no chão e deitou o ômega delicadamente na cama, levantou-se pegando cobertores limpos e cobriu o ômega quase adormecido. Deitou-se ao lado dele o puxando para seu peito, acariciava seus fios molhado ouvindo um ronronar do menor.

“Meu ômega.” – Sussurrou em dominância pelo lobo.

“Seu meu alfa.” – Jimin sorriu enterrando o rosto no peito do maior.

E essa foi a deixa onde, Jungkook, viu que seu lobo foi aceito pelo ômega de Jimin e que agora era apenas um.

                                                                                                              *

Baekhyun e Chanyeol estavam na casa do lago, a noite o alfa havia sentido o cheiro do irmão, Jimin estava no cio. Arrumaram as coisas e partiram para casa do lago, e desistiram de ir na casa de LuHan.

O ômega, agora, se encontra na cozinha fazendo a janta, trajando um pijama curto e apertado. Chanyeol estava na sala lendo alguns documento do trabalho quando ouviu um barulho na cozinha um grito de mais novo; Levantou-se rapidamente em alerta, correu vendo o ômega caido no chão.

“Meu deus, Baekhyun! Está tudo bem? O que aconteceu?” – Chanyeol falava rapidamente verificando o corpo do menor.

“Estou sim, Chan, calma.” – riu levantando-se com a ajuda do alfa – “Foi só um susto amor, relaxa.” – falava tentando despreocupar o alfa.

“Desculpe amor, mais é da minha natureza ficar atento a qualquer coisa que acontecer com meu ômega, ainda por cima estando grávido.” – Disse pegando o ômega no colo.

“Não, Park Chanyeol! Me coloca no chão, quero terminar de fazer nosso jantar.” – resmungou com um bico nos lábios.

“Só se você me prometer que vai ter cuidado.” – Selou os lábios do ômega que riu baixinho.

“Prometo, Channie.” – O alfa o colocou no chão e voltou para sala enquanto o menor voltou a cozinhar.

Chanyeol lia novamente os documentos quando ouviu um barulho lá fora, levantou e olhou pela janelinha da porta; Viu algo sem mexer e pode ter certeza que havia alguém alí quando a pessoa correu ao notar Chanyeol. Ouviu pela sua audição de alfa lúpus um deles sussurrar.

– Vocês só podem está loucos, ele tem um ômega grávido e isso piora nossa situação.

– Porque? – um deles perguntou.

– Porque ele irá defender seu ômega custe o que custar e só por ele está grávido o lobo lúpus dele entrará em ação, matará qualquer um sem pudor dependendo de quem for.

– Mas eles estão sozinho! – Um gritou.

– Ele pode está sozinho mais vale mais do que cinco alfas, ele é o alfa lúpus de olhos vermelhos que ouvimos falar, é preciso bem mais do que cinco alfas para acabar com ele.

– Tudo bem, mais vamos ficar de olho nele e no ômega, e quanto ao irmão dele?

– O irmão dele provavelmente já tem um alfa já que está passando o cio com um, e se formos agora o alfa dele estará afoito para nos pegar, pois ele acabou de marca-lo e se ousamos a tocar seu ômega será nosso fim. Temos que fazer isso com calma, vamos.

Chanyeol viu com seus olhos vermelhos e repleto de ódio, os alfas correm para dentro da mata. Agora mais do que nunca se afastaria de Jimin, mesmo ele tendo um alfa. E muito menos de Baekhyun, seu ômega grávido.


“Baek! Baekhyun!” – Gritou com a voz de alfa e logo viu o ômega aparecer na sala afobado pela corridinha e viu o mesmo paralisar com medo – “O que foi?” – sua voz de alfa ainda estava lá, assustando o ômega.

“S-Seus olhos, Chan.” – Apontou para o mais alto que suspirou.

“Venha cá.” – Chamou e o ômega sem pensar duas vezes correu para si,o abraçando – “Sabe que não vou machuca-lo, não sabe?” – Baekhyun assentiu arrepiando-se quando o alfa enterrou o rosto no seu pescoço roçando o nariz na sua marca – “Então porque você ficou com medo? Tem medo de mim assim, Baek?”

“Não, Channie! E-Eu só fiquei assustado, você ficou assim de repente e o sou a voz de alfa comigo.” – Contou apertando o alfa em seu abraço.

“Desculpe amor.” – a voz de Chanyeol havia voltado ao normal e seus olhos também – “Seu cheiro é tão bom, me acalma.” – Comentou – “Não quero você longe de mim, pequeno, nem por um segundo sequer.”

“Porque isso agora, Chan? Não vão me tirar de você.” – Baekhyun riu baixinho quando Chanyeol lambeu sua marca – “C-Chan...”

“Mas vão tentar, e eu matarei qualquer um que tentar isso.” – Chanyeol falou e a risada de Baekhyun cessou-se.

“Que tal irmos comer no quarto? Uh?” – Tentou mudar a conversa – “Quero carinho Channie e nosso bebê também.” – Falou manhoso atiçando o lobo do marido.

“Acho uma ótima ideia.” – Sorriu malicioso enquanto viu o ômega ir buscar a comida – “Você tem que parar de vestir esses pijamas curto, fico atordoado tendo que ver você pra e pra cá com isso que você chama de “pijama.”

“Por isso eu uso eles.” – Falou rindo com dois pratos na mão – “Vamos?”

“Você ainda vai me deixar louco.” – Sorriu ajudando o ômega manhoso porém seus pensamentos pairavam sobre a conversar que ouvirá, decidiu deixar isso de lado antes que seu ômega sentisse e ficasse desconfortável – “O que vamos assistir?”

“Dorama!” – Baekhyun deitou na cama todo feliz enquanto Chanyeol ligava o Netbook.

“De novo não! Não vou assistir isso.” – murmurou irritado.

Duas horas de pois Chanyeol viu o ômega dormindo desajeitadamente na cama, desligou o netbook onde passava um dorama qualquer que o menor tinha escolhido e lhe forçado a ver. Desligou o abajur puxando o ômega para dormir colado a si.

“Ninguém vai te tirar de mim, Baek... Ninguém.” – Chanyeol murmurou apertando o pequeno ômega desfalecido nos seus braços, alisou a barriga inchadinha, acariciando – “Muito menos você.”

 

Chanyeol estava desposto a tudo para que não tirasse seu ômega de si e muito menos seu filhote, ele o protegeria a todos custo nem que tivesse que matar alguém.


Notas Finais


Como falei nas outras fic direi aqui também, lembra que eu falei que só postaria no final de dezembro ou em janeiro? Pois é voltei antes.. Terei mais duas ou três semanas antes de fazer a cirurgia pois a tia aqui teve um ataque de pânico na hora da cirurgia, e agora terei mais exames para fazer..

Então foi isso, espero que tenham gostado
Me desculpem pelos erros..
Obrigada pelos comentários do capítulo anterior, ainda vou responde-los mais li alguns e posso falar? Não vou mentir... Adoreii

Até próximo capítulo
kisses ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...