História The Dear Boss - Capítulo 22


Escrita por: ~ e ~Justiane

Postado
Categorias Justin Bieber, Megan Fox
Personagens Alfredo Flores, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Megan Fox, Pattie Mallette
Tags Chaz Somers, Christian Beadles, Ryan Butler
Exibições 606
Palavras 1.091
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Fantasia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem pelo o curto capítulo.

A Thati está com suspeitas de Zika e eu tô em época de torneio no vôlei

Capítulo 22 - O que ninguém sabe, ninguém estraga


Título;

Point Of View Charlotte Moore

Caí na real. Eu estava beijando Justin. Se eu não parasse iria transar com ele. Eu não poderia, nunca mais. Quando percebi o que estava fazendo. Beijando Justin, me arrependo no mesmo momento empurrando o mesmo para longe.

— Não me negue isso. Eu preciso de você. — o Justin murmurou levando seus lábios para meu pescoço dando alguns beijos pelo mesmo.

Fechei meus olhos levando minhas mãos para seus ombros apertando os mesmos empurrando ele devagar.

— Eu preciso para Justin. — minha voz saiu falha então joguei meu pescoço para trás dando um baixo suspiro ao sentir sua leve mordida no mesmo que me deixou toda arrepiada.

Justin abriu o meu hobbie deixando com que meu vestido de seda também preta ficasse exposta. Ele desceu seus beijos por meu pescoço e assim desceu a fina alça do vestido e logo depois fez a mesma coisa do outro lado.

O vestido caiu deixando meus seios expostos então, levei minha mão até seu terno tirando o mesmo sem demora alguma minha mão foi a sua gravata, quando pensei em tirar ouvi a porta do bar ser aberta.

Por total impulso abracei o Justin para que a pessoa que entrou não me visse daquele modo.

— Eu sabia que você viria atrás dessa vagabunda. — um voz fina e completamente ridícula soou alto. Ela bateu a porta então vi a luz de fora sumir.

Desci do piano colocando meu vestido no lugar e então viro para frente e logo meu rosto virou com um tapa estralado. Bingo! Ela tinha me acertado.

Olhei para ela aos poucos sentindo meu rosto formiga, então, antes que eu pudesse lhe devolver ao tapa o Justin segurou meu braço.

— Quem você pensa que é para trocar na minha mulher, Rebecca ? — disse Justin olhando seriamente para Rebecca.

— Sua mulher!? Arrgh! Nos tínhamos algo Bieber. Você me traiu. — Rebecca diz passando as mãos em seus olhos secando falsas lágrimas.

— Eu te trai? — Justin começa a rir — O que único contato que tive com você era sexo. Apenas isso. Eu nunca teria algo com você.

Justin disse e o que eu fiz foi dá uma ótima gargalhada e logo depois pegar na mão do Justin entrelaçando nossos dedos.

— Olha Rebecca, poderia quebrar tua cara agora mesmo. Queria mesmo, mas... agora eu tenho que foder a noite toda com o meu homem. — dou um sínico sorriso e malicioso ajeitando meu Robbie e logo puxando o Justin para fora do bar. Desentrelaço nossas mãos indo em direção ao elevador.

— Quero minha foda agora. — Justin murmurou indo atrás de mim.

— Só sonha Bieber. Você nunca mais terá esse maravilhoso corpinho.

— Porque falou que ia foder comigo, então ? — pergunta o mesmo virando os olhos.

— Era só para fazer sua peguetezinha ficar com ciúmes, bebê. — te vou um selinho vendo o elevador abrir e saio percebendo Bieber caminhando atrás de mim.

— Foda-se que falou por ciúmes. Eu quero você.

Antes que eu pudesse dizer algo. Sinto Justin pressionar meu corpo sobre a parede rossando nossas partes íntimas, me fazendo arfar baixo. Porra, eu estava sem sexo a muito tempo. A última pessoa que eu transei foi Justin, e o mesmo estava me tocando assim. Eu não vou aguentar.

Ele ainda insisti beijando meu pescoço e jogo meus cabelos para um lado dando espaço para o mesmo. Entralaço minhas pernas entre a de Justin ficando mais a vontade.

Quando ele voltou a beijar o meu pescoço dou um alto suspiro. Eu não iria ser tão fraca, não iria ser tão vulnerável. Contei até três e então murmurei baixinho.

— P-para Justin. Eu já te disse, não quero ser somente teu sexo. Não quero ser seu brinquedinho.— tiro minhas pernas que estavam em volta sua cintura me afastando.  — Me conquista novamente ... Se me quer tanto assim, me fazer querer ser sua de verdade, aí sim, poderemos foder em todos os lugares.

— Eu nunca corri atrás de uma mulher. — vejo Justin virar os olhos.

— Se me ama mesmo, prove. Me conquiste, me impressione. — sorrio satisfeita com minhas palavras.

— Okay. Quer que eu te impressione, eu vou fazer isso. Mas, você me beijar ainda pode não é mesmo ?

Ele murmurou voltando a roçar nossos labios então, concordei com a cabeça começando um beijo calmo com ele.

Depois de alguns minutos paramos por pura falta de ar, então, o Justin me puxou até as escadas praticamente me arrastando para o terraço do hotel.

Ao chegar lá, o céu estrelado sem nenhuma nuvem presente, a lua era a única luz do momento.

Fui com o Justin até a beirada então, sentamos na mesma olhando para as lojas e logo depois para o céu estrelado.

Deitei a minha cabeça em seu ombro e logo depois entrelaço nossos dedos.

— Eu te quero como minha mulher, eu não conseguiria viver sem voce Charlotte... Pois eu preciso de seu corpo, seu cheiro, seu toque e seus beijos! — Justin falou olhando para um ponto fixo. — mas eu preciso saber que eu continuo te esperando ou eu posso ir embora Charlotte, por que o que me disse ontem me destruiu e eu preciso saber ... Se eu posso mudar por você ou se eu posso tentar com outra pessoa !

— Bom! — respirei fundo olhando para ele — eu demorei muito tempo para ficar sem você Bieber, você é meu homem... Mesmo eu sem querer continuo sendo sua mulher mesmo longe... E eu sou egoísta de mais para te deixar ir. Poderíamos recomeçar... Sem apagar nossa história, por que toda vez que vejo seu corpo quero voar encima dele, você me deixa completamente louca Bieber... Meus amigos já mandaram eu me afastar mais eu que estive aqui o dia todo, você me deixou de pernas bambas várias vezes e eu sou a única que te conheço... Todos podem achar que somos solteiros pois o que importa é você saber que eu sou sua e você saber que é meu... Oh céus eu acho que tô fazendo um pacto com o demônio...— O Justin me calou colocando o dedo sobre meus labios.

Justin se aproximou de mim e logo me deu um leve beijo sem malícia, mão boba ou algo parecido. Eu precisava daquilo.

Depois de uns minutos o Justin parou o beijo e murmurou contra meus lábios

O que ninguém sabe, ninguém estraga baby !— disse juntando nossos labios


Notas Finais


Amores, eu tô com outra fanfic (Thay)

I loved her
https://spiritfanfics.com/historia/i-loved-her-6723794


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...