História The Dear Boss - Capítulo 26


Escrita por: ~ e ~Justiane

Postado
Categorias Justin Bieber, Megan Fox
Personagens Alfredo Flores, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Megan Fox, Pattie Mallette
Tags Chaz Somers, Christian Beadles, Ryan Butler
Exibições 294
Palavras 2.234
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Fantasia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Amores, desculpa a demora não estava em casa esses dias e a internet vocês já sabem né

Capítulo 26 - Abstinência


Fanfic / Fanfiction The Dear Boss - Capítulo 26 - Abstinência

 

Antes 



— QUE PENA JUSTIN! POR QUE VOCÊ VAI SE CASAR COMIGO, VOCÊ QUERENDO OU NÃO. EU VOU SER A SENHORA BIEBER E NÃO AQUELA VADIAZINHA QUE VOCÊ JURA SENTIR ALGO!!

A Jéssica gritou fazendo com que meu sangue fervesse mais ainda, dei a volta na mesa me aproximando da Jéssica pegando pelo seus ombros.

— Nunca mais fale na Charlotte, você não tem nenhum direito de falar algo sobre ela.


— Que pena, doce Bieber. Enquanto tá assim com ela, ela tá com o Ian, fodendo se duvidar. Vadia do jeito que ela é.

— Ela pode está com quem quiser Jéssica, mas sabemos que eu sempre só vou amar a Charlotte. E outr a, — dou um tapa em sua cara — Nunca mais se dirija a Charlotte como uma vadia.




Agora


Point Of View Narradora'²


Meses haviam se passado, tanta coisa mudou. Se eu ficasse aqui dizendo coisa por coisa. Juro que se causariam.

O casamento de Justin Bieber estava cada vez mais perto. Ele pensava seriamente em fugir para o Brasil puxando sua amada dos braços de Ian. Mas, como ficaria sua empresa? Jeremy iria ficar muito chateado e teria desgosto de seu filho, por perder a empresa que custou crescer, para simplesmente perder ela.

Charlotte Moore, oh doce Lotte. Ela havia ficado tão arrasada ao receber a notícia do casamento de Bieber com a Viena. Sim, Jéssica havia enviado um convite convidando-os.

Flashback online

Point Of View Charlotte Moore

O dia estava uma bosta. Reuniões, velhos baboes, cantadas baratas, pau que nem duro fica.

Vou explicar melhor, havia ficado o dia inteiro na empresa ajudando Ian, acompanhando ele em reuniões e escutando os japoneses do caralho dando em cima de minha pessoa. Por várias vezes Ian se segurava para não levantar e quebrar a cara deles, isso era fofo.

Depois do dia turbulento estava em casa, deitada no meu maravilhoso sofá com os pés em cima da mesinha que ficava em frente o mesmo, comendo os maravilhosos Doritos.

Escuto o barulho da campainha e viro os olhos ao levantar para atender. Vejo que é o carteiro e pego o pequeno papel. Entrando em casa. Volto me jogando no sofá abrindo a carta, que estava escrito no seguinte modelo.

"Convidamos você senhorita Moore e família para a união de Justin Bieber com sua doce e amada noiva Jéssica Schneider

Esperamos por seu comparecimento.

Xoxo: Feliz casal "

Após ler essas simples palavras sinto meus olhos lacrimejarem. Amasso o papel que está em minha mão jogando ele no chão. Dou meia volta indo para meu quarto e então me jogo na cama deixando que as lágrimas caíssem pelo meu rosto.

"Por que tá chorando? Você está com o Ian, seu coração deveria ser dele "

Eu repetia isso em minha cabeça, porém, só o que vinha de lembrança era meus momentos com o Justin.

Ouvi a porta se abrir e então, Ian entrou no quarto claro, sua feição mudou ao me ver daquele estado e antes mesmo que ele perguntasse algo, olhei para ele e estendi os braços pedindo simplesmente colo e foi o que ele fez.

É, dessa vez não foi como os contos de fadas, dessa vez tivemos um final e nao foi com os dois juntos



Flashback offline

Apos a notícia do casamento, Charlotte se dedicou de corpo e alma à Ian. Ele a merecia, Justin não. Somehalder nunca a fez chorar, já Bieber sempre a faz.

Point Of View Charlotte Moore


Três meses haviam passado, o Justin estava praticamente ao altar com a Jéssica e o Ian cada vez mais romântico e fofo comigo, confesso, estou me apaixonando.

O Ian essa manhã tinha me ligado e falado sobre uma ótima surpresa, mandou eu ir à um salão e mesmo eu não gostando da ideia fui, nisso, acabei cortando meus cabelos ate os ombros e fazendo uma leve franja.

Aproveitei também para fazer a minha maravilhosa depilação, mesmo não transando com meu namorado, porque eu teria uma floresta negra entre minhas pernas?!

Agora eu estava jogada na cama com uma lingerie vermelha que se destacava em meu corpo e olhando para o teto até que ouço a porta ser aberta.

— Amor você ... — ouvi a voz do Ian e então olho para o mesmo que me encarava. — Coloca uma roupa Charlotte, eu não quero perder o controle!

— Eu quero te sentir dentro de mim, Ian. Eu preciso que você me faça sua. Não aguento mais esperar, me faz sua.

— Amor... Por favor. Veste sua roupa! — Ian joga seu palito me cobrindo.

— Ian!!! — exclamei indignada.

— Vou te esperar na sala. — ele caminha até mim e me dá um selinho.

Ian saiu do quarto balançando a cabeça e eu então reviro os olhos levantando e indo até o closet.Pego um vestido vermelho e então um salto alto preto coloco o mesmo. Como eu já estava completamente maquiada e com cabelo feito só fiz passar o perfume e então sai do closet.

Vou até a cama pegando o palito de Ian e com ele em meus braços vou até a sala vendo-o apertando seu membro me fazendo sorrir maliciosa.

— Se quiser uma ajudinha com ele... E só me dizer que ficamos aqui invés se ir jantar. — jogo o palito de Ian para ele.

— Larga de ser safada, amor. Se eu consigo aguentar um pouco, você também consegue. — ele se levanta indo até a porta e o sigo até o elevador.

— Difícil com um homem gostoso desse ao meu lado. — digo mordendo os lábios e entramos no elevador.

— Digo de suas palavras a minha, amor. — ele me dá um selinho.

— Amor, sabe, podíamos está fazendo várias brincadeiras ...— passei a língua entre meus lábios e então levei minha mão até seu membro por cima da sua calça.

— Charlotte — Ian murmura tirando minha mão dali — se comporta amor... — ele murmura me puxando para fora do elevador.

Ian me puxa até seu carro que estava do lado de fora do prédio e então abre a porta para que eu entrasse, entrei no mesmo e então ele deu a volta entrando no carro dando partida para o tal restaurante.

Porém, a cada minuto que passava o caminho ficava longo e o Ian não parava, então, vi que depois de mais ou menos 40 minutos estávamos no aeroporto, então, apertei meus olhos sem saber o que estava acontecendo.

— Sem perguntas querida ! — ele para o carro perto do helicóptero e então, desce do carro vindo abrir a porta para mim.

Desci do carro e então peguei em sua mão e ele me levou até o helicóptero, cumprimento o piloto e então coloco os fones, Ian faz o mesmo e então começamos a decolar sem demora alguma.

Durante o passeio de helicóptero, ambos ficaram olhando a passagem em silêncio. Não era um silêncio ruim, era bom na final. Sentia os carinhos de Ian em meus cabelos enquanto eu estava escorada no peito no mesmo.

Não demorou muito o helicóptero pousou, descemos em uma das casas que o Ian tinha e entao olhei ao redor percebendo que estávamos na praia. A marísia tomou conta do local e o aroma do mar entrou por minhas narinas.

— Vem. — sinto suas mãos tocarem minhas costas me guiando até sua casa.

— Aqui e muito bonito!

— Não tanto como você e bonita! — ele sorri galanteador abrindo a porta de sua casa na dando passagem para entrar.

Entrei na casa olhando ao redor de tudo e então Ian encosta a porta indo até mim me empurrando levemente até uma sala aonde simplesmente se encontrava a luz de vela e com pétalas ao chão.

Observei as pétalas seguindo ela ate a direção de onde imagino ser a cozinha ignorando o outro caminho pelas escadas. Chegando na cozinha vejo uma mesa com pratos já sobre a mesa, um ar confortável e romântico em um jantar para dois.

— Amor... Que... Que lindo ! — murmuro olhando ao redor logo vendo uma cama no canto, repleta de rosas vermelhas.

Dou um sorriso me aproximando dele e lhe dando um leve e demorado selinho.

— Vamos sentar — ele me puxa até a mesa me colocando sentada na cadeira e logo ele senta em seu lugar.

A comida que estava no prato eram ostras e a bebida na taça era um vinho branco.

...

Depois de alguns minutos comemos tudo e então levantamos, o Ian pôs uma música logo me puxando para dançar. Ele colou seu corpo no meu passando a mão por meu rosto logo me deu um leve beijo que foi retribuído. Então o mesmo intensificou o beijo me pegando em seu colo, não ia negar, estava adorando tudo.

Bato meus pés fazendo os saltos saírem e então o Ian me leva ate a cama me jogando com certa brutalidade na mesma.

Ian então começa a se despir deixando com que meus olhos ficassem fixos naquele deus grego. Então dá um leve sorriso ao ficar somente de cueca e desce até mim abrindo minhas pernas ficando no meio das mesmas.

Ele então começou a me beijar com intensidade enquanto sua mão passeava pelo meu corpo até encontrar o zíper do vestido que eu usava.

Como se fosse algo fácil o Ian arrancou o vestido de meu corpo deixando que a lingerie se destacasse em uma pele esbranquiçada, ele então desceu seus beijos para meu pescoço dando uma mordida fazendo com que eu desse um gemido baixo e jogasse minha cabeça para trás.

O moreno desceu os beijos e as mordidas para meus seios que ainda estavam cobertos pelo sutiã que foi uma peça rápida a sair de meu corpo, Ian então começou a chupar meu seio direito enquanto massageava o direito.

Começo a gemer baixinho passando a língua entre meus lábios. A minha calcinha estava completamente úmida e pulsante, Ian não ajudava ja que toda vez que ele se movia um pouco para frente ele batia seu pau contra minha buceta.

Ele então desceu os beijos por minha barriga indo até a calcinha a qual virou trapos e antes que eu reclamasse do tal ato Ian estava dando leves beijos entre minhas pernas e perto da minha intimidade.

Então, Ian logo começou a me chupar com lentidão e completo carinho me fazendo gemer e implorar por mais, então, meus gemidos foram concedidos e o Ian começou a me chupar com rapidez e força.

Meu corpo suava, minha garganta estava seca e minha buceta úmida como nunca mais havia ficado.

Ian subiu me beijando fazendo com que eu sentisse o meu próprio gosto então, virei-me na cama ficando por cima dele.

Separei nossos labios e então me encaixei entre seu pau coberto pela cueca, então, começo a rebolar sobre o mesmo. Somehalder levou suas mãos a minha cintura e logo depois a minha bunda dando dois tapas em cada lado, desci meu tronco começando a dar beijos por seu peitoral, abdómen e logo fui descendo a sua cueca à qual arranquei do seu corpo.

O seu pau saltou da cueca mostrando já o seu pré gozo, peguei no mesmo começando com movimentos de vai e vem lentos logo levando minha boca até ali. Passei a ponta da minha língua por todo membro até chegar a cabecinha a qual passei a língua ao redor da mesma, abocanhei ao seu membro começando a fazer movimentos de vai e vem com a minha boca.

Ian segurou em minha cabeça me apertando contra seu pau fazendo o mesmo vim em minha garganta e logo ele soltou. Ele parecia realmente ter se segurado pois o Ian não estava com paciência para preliminares já que antes mesmo de gozar ele tinha me puxado para cima.

Ian pegou uma camisinha colocando em seu membro e logo depois entrou dentro de mim com rapidez me fazendo da um alto gemido que foi acompanhado pelo baixo gemido dele.

Então,ele começou com rápidos e fortes movimentos de vai e vem fazendo meu corpo subir e descer na cama, levei minhas mãos até suas costas arranhando a mesma.

Logo o Justin tomou o lugar do Ian e os gemidos rouco dele tomou conta do lugar assim se misturando com o meu.

Ele então me colocou no colo e então sentou na cama fazendo com que eu quicasse sobre o mesmo. Vi o rosto de prazer do Justin e então fui mais rápido enquanto gemia.

Fechei meus olhos jogando a cabeça para trás e quando volto o Ian estava no lugar do Justin, passei a língua entre os labios logo sentindo seu líquido invadir a camisinha, minha buceta se contraiu e então gozei encima dele.

Parei aos poucos de quicar e então escondi meu rosto em seu pescoço.

Ian então me deita na cama e vai se livrar da camisinha, virei para o lado me enrolando no lençol e olhei para a a janela vendo a enorme lua, Ian logo apareceu deitando atrás de mim e me aconchegado em seus braços.

E em seus braços fechei meus olhos imaginando Justin aqui. Eu poderia ficar quantas vezes eu quiser com Ian, mas meus pensamentos e meu coração só se lembraria dele. Justin!

Point Of View Justin Drew Bieber

Olhei para o lado e me encontrei com uma morena dormindo ao meu lado, de costas poderia fingir parecer ser a Charlotte mas eu sempre me enganava, não era a minha mulher então simplesmente levantei, coloquei a roupa e fui embora daquele lugar.

Minha mente está nela, meu coração é dela e meu corpo está entrando em abstinência. Pegar qualquer uma morena e fácil, difícil é foder a morena sem imaginar Charlotte lá.


Notas Finais


Sejam boas meninas e lêem nossas outras fanfic's.

Loved Her
https://spiritfanfics.com/historia/i-loved-her-6723794
*-* Thay

The Adultery
https://spiritfanfics.com/historia/the-adultery-4993439

The Chunking
https://spiritfanfics.com/historia/the-chunking-6804505
*&* Thati

Até o próximo capítulo amorecos ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...