História The Dectetives - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 10
Palavras 822
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Nesse episódio haverá o protagonismo dos três.

Capítulo 9 - Um dia bem confuso.


                         Gabriel

Era 22 De Julho de 2016, De repente acordo em um hospital. Lembro-me de quando o Chefe de Tony morreu. Lembro de Iago ter sido descoberto por Tony. Lembro de Ed salvar muitas vidas no hospital. Lembro de Kate. Na hora que eu acordei, me levantei. Meu consultório tinha um vidro para que as pessoas me vêssem pelo lado de fora do consultório. Andei em direção a porta, meu ferimento havia se sarado, achei que veria minha esposa, mas ela não estava lá. Aquilo me entristeceu, eu amo demais a minha esposa, e gostaria de ter acordado, e dizer para ela: "Eu te amo." 

Anônimo: Achem ele!

" " " " " " " : Ele deve estar por aqui!

Quando ouvi essas vozes, tentei me esconder. Mas a partir do momento que dei um passo para trás, esbarrei em alguém. Era o Ed.

                             Ed

Ed: Shh... Venha, rápido!

Corri com o Gabriel para longe das vozes que se aproximavam.

Gabriel: Ed? O que está havendo?

Ed: Era tudo um plano tá legal.... Aquilo não passava de um plano.

Gabriel: O que?

Ed: Iago não é o único traidor.

Gabriel: O que?  De quem você está falando?

                         Gabriel 

Flashback da cena de Iago batendo no polícia.

Gabriel: O policial!

Ed: O policial! Exato!

Na hora, foi inacreditável, conseguirmos descobrir algo assim, foi uma surpresa, até para mim que era policial.

Ed: Rápido! O Tony descobriu isso! Agora devemos ir até ele!

Gabriel: Tony?

                           Tony

Nathalie: Tony, o que está acontecendo?

Tony: Quando saímos do hospital, Iago bateu em um policial. Nada aconteceu com ele, o policial apenas se a jogou em cima de Iago e o apreendeu.  Até aí tudo bem, mas como Iago saberia o hospital que Gabriel estava?

                      Flashback  

Estava no hospital, triste, observando Gabriel. O policial que apreendeu Iago apareceu.

Policial: Gabriel é um ótimo policial, e é alguém forte. Ele vai sair dessa.

Tony: Eu fui tão rude com ele....

Policial: Você apenas estava nervoso, além do mais, quase havia morrido.

Tony: É mas....

Policial: Não se sinta mal Tony!

Ele se virou para ir embora, mas antes de sair disse.

Policial: Ah, e a princípio, é um cara cheio de surpresas Tony. Meu nome é Scott.

                Fim do flashback 

Tony: O nome dele é Scott. E ele estava com Iago o tempo todo! Eu deduzo que quando Ed interrogava o Iago, Scott esperava a hora certa para libertar Iago. E quando eu liguei para Ed. Ele viu uma oportunidade.

De repente, Iago começa a acordar após a pancada,  mas ele tinha escutado o que eu falei.

Iago: Hahahaha..... Então você descobriu.... Sabe, vocês são bons em resolver casos... É  uma pena que ainda saibam pouco...

Tony: O que você quer afinal?!

Iago: Dinheiro!

Tony: Você ainda tá nessa?! Se manca cara!

Iago: Se manca você, com vocês de refém, eu posso conseguir dinheiro do banco em troca a vida de vocês, e caso não consiga, eu implantei uma bomba na em três lugares da cidade. Uma explodirá, uma envenenará, e a outra incendiará! 

Tony: Você é um desgraçado!

Iago: Deixe elogios para depois! Bem.... Se eu deixar vocês vi.... 

De repente Iago leva um tiro, quando eu olhei para a pessoa que eu atirei, vi Nathalie com uma pistola. Olho para ela de olho arregalado, e ela olha para mim com ar sério, que logo se torna de desespero, e  ela começa a derramar lágrimas.

                            Ed

Gabriel: Onde está minha esposa?

Ed: Ela foi para a casa de uma amiga. Quando cheguei no hospital a encontrei fugindo de alguns caras, eu matei eles sem pensar duas vezes e depois mandei ela ir embora, e ela disse que iria para casa de uma amiga.

Gabriel: Para a casa de Emm, eu imagino..... Obrigado irmão....

Ed: Agradeça também  ao Tony,  ele descobriu do policial.

Gabriel: E você? 

Ed: Que aquilo era uma distração para que nos despreocupassemos de você.

Gabriel: O que eles querem de mim?

Ed: Eu não sei... Mas agora, você consegue acreditar que eles foram capazes de tirar a vida de um homem para seguir com o plano deles.

                          Gabriel  

Flashback do pai da Interna levando um tiro

Gabriel: Droga.....

                       Tony

Tony: Nathalie.... O que?...... O que você fez? Tem idéia do que acabou de acontecer?! Ele era o único que sabia em que lugares estavam a bomba!

Nathalie entra em desespero.

Nathalie: Me desculpe! Eu não sei o que deu em mim!....

Tony: Agora.... Como saberemos onde..... e se algo acontecer.... Nathalie!

João: Não grita com a minha mãe!

Tony quando eu olho para Nathalie, sinto remorso, pois lá no fundo entendia a reação dela, já que quando atirei em Iago,  não tive a intenção de acertar no ombro.

Tony: Nathalie, é....

De repente escuto alguns passos. Mando Nathalie e João irem embora, ela não quis me deixar, mas lembrei a ela a promessa que eu fiz para Ed, e então ela sai da oficina, e vai embora. Quando os passos se aproximavam eu peguei a pistola usada para matar Iago, e me preparei. Porém quando o indivíduo abriu a porta, o susto me fez derrubar a arma no chão.

Tony: Não pode ser.....

"Sim, sou eu". Diz o chefe, pai da Interna....




Notas Finais


Obrigado pela atenção!


Outra história: http://socialspir.it/7019209


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...