História The Demigods - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Mitologia
Exibições 10
Palavras 3.451
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Fantasia, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


PORRA
FINALMENTE
KCT

Capítulo 6 - Something


Fanfic / Fanfiction The Demigods - Capítulo 6 - Something


Tudo ficou preto bem naquele  momento, é, eu realmente apaguei.
Acordei sendo cutucada, abri meus olhos lentamente, eu estava deitada em uma cama macia, eu... Acho q era a enfermaria, estava frio, eu estava coberta por um lençol e minha garganta estava ardendo

-Akira? Finalmente você acordou-era a mesma voz da pessoa que gritou meu nome naquela hora

-......?-eu não conseguia responder,  eu olhei para seu rosto e adivinha? Sim, era o filhinho de Poseidon :D

-Você deveria pelo menos agradecer- ele sentou na cama perto de mim, não consegui me mover para socar a cara dele ;_;

-.....-Continuei sem conseguir responder

-Tch, um "obrigado" não iria doer-ele cruzou os braços

-Cala a boca seu filho da puta do caralho-finalmente consegui responder :D

-Nossa, que linguagem inapropriada-ele aproximou seu rosto do meu me encarando

-se você fizer alguma merda eu vou bater em você,vou chutar suas bolas, idiota!-eu o encarei, mesmo conseguindo falar eu ainda não conseguia me mover, vou ser estuprada, help ;_;

-Eu sei q lá no fundo do seu coração congelado, você me ama-ele se aproximou mais

-eu amaria é dar um tapa na sua cara, fdp-respondi

-Então me explica pq ce ta corada?-ele sorriu

-.....-eu realmente não conseguia responder aquilo então fiquei calada

-Eu sei q eu sou o garoto dos seus pôsteres-ele puxou minha bochecha

-HELP, PULIÇA, HELP-Gritei, ele estava quase me beijando

escutei o barulho da porta abrindo

-AKI--......Errr....desculpa atrapalhar....-Alyce falou coçando a nuca meio corada

-XIPAY BEM DLÇ-era a voz do Allan

-EXTUPLO-Allen gritou

-Err...-ele se afastou de mim bastante corado

-OBRIGADA, ESSE MALUCO IA ME ESTUPRAR-gritei

-Ei, eu não sou maluco >:v-ele se levantou olhando pra mim

-É SIM,FDP-respondi

-Hm...Ok ne-Alyce parecia meio confusa

-Mas enfim, oq aconteceu ctg muier?-Allan entrou no quarto e perguntou andando até mim

-Eu..eu...-eu me lembrei que Zeus disse- e-eu não lembro!-respondi

Zeus e uma enfermeira entraram no quarto

-Já acordou?-Zeus perguntou me encarando

-Parece que sim-respondi o encarando

-Ainda bem que você está bem-Zeus cruzou os braços

-PAI? O QUE VOCÊ FEZ?-era uma voz masculina que ficava cada vez mais forte, aquele tal Adrian entrou na enfermeira correndo, Zeus olhou pra ele surpreso

-E-eu? Eu não fiz nada-Zeus respondeu

-EU VI TUDO! NÃO ADIANTA MENTIR!-Adrian respondeu irritado

-CALADO, VOCÊ DEVERIA ESTAR ALUCINANDO

-Oh, tem razão, desculpa pai-Adrian colocou a mão na nuca meio constrangido

-Tch, vou para meus aposentos-Zeus saiu do quarto

A enfermeira pegou umas daquelas maletas brancas de plástico que tem uma cruz vermelha no meio
Ela pegou uma cartela com comprimidos pequenos e bem branquinhas

-Isso é pra mim?-pergungei

-Uhum,você vai ter que tomar dois por dia-ela respondeu indo até o bebedouro que ficava na parte esquerda encostado na parede

-Ela vai ter que ficar de repouso?-Alyce perguntou

-Sim-a enfermeira trouxe um copo com água gelada e colocou o comprimido na minha boca, logo após ela deu o copo de água para Alyce, Alyce andou ate mim e colocou o copo em minha boca

A enfermeira pediu para que eles saíssem pois eu precisava descansar
Eles saíram do quatro de vagar
Fechei meus olhos para que pudesse dormir, acho que a enfermeira tinha saído junto com eles, então eu posso peidar a vontade :D

????: Você é realmente é muito idiota, Akira-escutei uma voz falando, como sempre, era uma voz masculina, não tive corajem de abrir o olho para ver quem era, eu realmente não conheço ninguém com aquela voz, uma voz grave e séria

???: Não fale assim dela! Bastardo!-Senti alguém se deitar por trás de mim e me abraçar por trás colocando seu braços por cima de minha cintura e fazendo cafuné na minha cabeça com a outra mão, novamente era uma voz masculina, uma voz que chega a ser kawaii

????:SILÊNCIO, IDIOTA!-era a voz grave

???: você vai acabar acordando ela desse jeito!-bem, ao falar isso, eu percebi que o dono da voz kawaii era quem estava me abraçando por trás, eu estava me segurando pra não abrir os olhos, eu tinha que escutar toda a conversa antes de fazer alguma merda

????: Ei, oque pensa que está fazendo?!não abrace ela desse jeito, ela vai acordar!-eu vou ser estuprada, pqp ,_,

???:Me deixa e vai fazer o seu trabalho, vou ficar aqui com a Akira-chan-o cara da voz kawaii me abraçou um pouco mais forte

????: Tch, cuidado para não acontecer um acidente-escutei barulhos de passos e depois escutei a porta abrindo

???: finalmente a sós, Akira-chan? Não precisa mais fingir que está dormindo, você vai acabar me deixando excitado e se isso acontecer irá ter um outro tipo de acidente-ele esfregou o rosto nas minhas costas ronronando, é, ele realmente e fofo

-...uatafoki  

    -Algum problema, Akira-Chan?-ele perguntou com uma voz triste mas ainda kawaii

-....Eu te conheço?-perguntei

-Provavelmente não-ele respondeu ronronando

-....Dá pra me soltar?

-Nope-ele aproximou mais seu corpo do meu

-porra, quem é você afinal?-perguntei

-sua voz me deixa mais excitado ainda, por favor, pare de falar-ele falou em um tom de voz como se estivesse chorando

-U-uh, ok-eu queria sair de lá mas não podia, eu conseguia sentir seu coração batendo  forte

-Você não vai se incomodar se eu dormir, né?-ele perguntou baixinho

-Ahh...claro que não....-respondi

Acho que ele dormiu, estava um silêncio tão calmo, ele parecia estar com frio, eu tentei colocar o lençol nele mas não sei se consehgui  
Eu continuei em silêncio mesmo morrendo de medo, aquilo realmente estava acontecendo?

Vi a porta se abrindo e nesse estante eu fichei meus olhos fingindo que estava dormindo

????: -Inresponsável!-era o homem da voz grossa, abri um pouco meus olhos para poder ver quem era

Era o professor Thoth, ele retirou seus óculos e limpou a tela dele com a ponta de sua capa longa e azul, andou ate mim e cutucou o carinha que estava dormindo atrás de mim

???:-Pare com isso, estou tentando dormir!

Anúbis, saia daí agora-Thoth falou baixinho

Então ele é.... Anúbis?!
Deus egípcio?
C-como assim?! Ele é um aluno? Um professor? Ou sla

-Nyeeeeeen, que chato-....Anúbis falou me soltando e levantando 

-Temos que sair logo daqui, seu demente

-Por que você não demora mais? Eu quero ficar com a Akira-Chan!

-Não, você já passou tempo demais aqui, vamos!-Thoth puxou o braço de Anúbis indo ate a porta

-Nnnnnnnãããããããooo

Eles saíram do quarto e fecharam a porta, MAS QUE PORRA TINHA ACONTECIDO? eu comecei a tremer, cadê a enfermeira? Cadê a Alyce? O Allan e o Allen? Cadê aqueles merdas quando se precisa deles?

Pelo menos eu consegui dormir quando Anúbis e Thoth, eu estava com preguiça de mais para pensar no que eles estavam fazendo.

A L Y C E  O N :

Eu estava sentada no chão do pátio juntamente com Allen e Allan, eles estavam suspirando sem parar entediados, eu estou com medo de que aconteça algo com a Akira, não conheço ela muito bem mas já a considero uma irmã!
Eu estava roendo as unhas de tão nervosa, Allan disse para que eu me acalmasse pois ela estava sobre cuidados médicos e não tinha nada com o que se preocupar, mesmo assim eu continuava nervosa

O filho de Zeus err... Eu acho que ele se chama Adrian, ele estava sentado no outro lado do pátio todo encolhido olhando pros pés, ele estava bem pensativo, eu resolvi ir falar com ele, afinal não tinha mais nada pra fazer, me levantei e andei ate ele sentando do seu lado

-err....Você está bem?-perguntei meio tímida

-...Acho que sim-ele respondeu

-....

-....Você viu não viu? Eu não sou louco, eu sei que foi ele, sei que foi meu pai!-ele abraçou os joelhos olhando pra mim

-....E-eu...

-Você não acredita....né?-ele abaixou a cabeça desanimado

-N-não, claro que eu acredito!-respondi tentando animar aquele rostinho triste.

-....-ele ficou calado olhando pra mim

-....Ei, quer fazer alguma coisa?-perguntei

-....Depende-ele respondeu suspirando

-Depende doq?

-.....Sla.....

-Hm...Gosta de café?-perguntei sorrindo

-...um pouco

-Quer ir comer alguma coisa?

-Mas...meu pai não iria deixar que saìssemos daqui

-Huhu, venha comigo-me levantei estendendo a mão para ele, ele segurou minha mão e eu o puxei para que pudesse levantar

-XIIIIIPPPPPPAAAAAAAAAYYYYY-Allan e Allen gritaram ao mesmo tempo e depois saíram correndo

Não dei muita atenção, sabe?
Não ligo muito para esse tipo de coisa.
Continuamos andando ate o meu dormitório , peguei a chave prateada que estava em meu bolso esquerdo e abri a porta sorrindo, eu o puxei para dentro do quarto, em um momento como esse se eu fosse ele eu iria pensar besteira...

-É-é-é..... O-o que nos vamos fazer...a-aqui?-ele estava tremendo corado

-Você vai ver-eu sorri

Andei até minha cama e peguei um colar debaixo do colchão, a corrente era dourada e o pingente tinha formato de coração,ele era  pequeno, ele tinha um tom meio avermelhado, um vermelho meio escuro e tal

-Precisamos de alguma bicicleta-falei

-Uma bicicleta? Eu acho que tem algumas no campo de treinamento-ele respondeu meio confuso

-Só precisamos de uma, vai lá buscar e me espere perto da grade que envolve a escola -respondi sorrindo

-O-ok!-ele saiu do quarto correndo

Coloquei o colar em meu pescoço e sai do quarto, já que ele iria demorar eu resolvi ir ver a Akira, eu realmente estava triste por ela.
Andei ate a enfermaria depressa e bati na porta abrindo-a

-Akira-sama?-olhei para ela que parecia estar bem tranquila, ela estava dormindo

Eu não queria incomoda-la então sai do quarto deixando-a lá.

Fui ate o lugar que eu disse que ele deveria estar me esperando, ele estava lá apoiado na bicicleta prateada e enferrujada, andei ate ele saltitando

-Pronto?-eu sorri

-hm... Acho que sim!-ele respondeu sorrindo

-Ok, agora sobe ae-eu apontei para a bicicleta

Ele subiu e segurou no guidão da bicicleta

-pera...e vc?-ele perguntou

-Ue, eu vou ai com você, vai mais pra trás e senta naquele bagageiro-apontei para o bagageiro da bicicleta

-Uh, ok-ele foi pra trás sentando no bagageiro

Sentei-me no selim suspirando

-E agr?-ele perguntou

-Calma, calma respondi tirando o colar e prendendo ele no guidão

-Leve-nos pata fora daqui, por favor-assim que eu falei isso meu colar começou a brilhar, fechei os olhos por causa da luz e assim que eu os abri estávamos no mundo humano, em uma rua que estava coberta de neve, eu tinha esquecido de levar meu casaco e estava frio pra caramba

-...-Adrian ficou em silêncio perplexo

-E então? Oq achou?-perguntei rindo

-...como você fez isso?!-ele olhava pros lados observando as lojas e as pessoas que passavam

-Isso não importa , vamos, tem uma cafeteria ali perto-falei apontando para uma cafeteria que estava de frente pra nós

-Ok, vamos!

-Err... Eu não sei andar de bicicleta-falei baixinho meio constrangida

-Sério?

-Sim...

-sem problemas, você senta no bagageiro e eu fico no seu lugar

-ta bom então-ele saiu da bicicleta e depois eu sai, trocamos de lugar sorrindo

-se segure :v-ele falou segurando o guidão

-O-ok!-envolvi meus braços ao redor de  sua cintura  

Ele começou a pedalar em direção a cafeteria a qual eu tinha apontado.
Saímos da bicicleta e ele a colocou encostada na parede

-Então, quem vai pagar sou eu ou você?-ele perguntou

-Eu, claro-respondi abrindo a porta e o puxando pra dentro da cafeteria

Haviam várias mesas com pessoas sentadas comendo e bebendo, sentamos em uma mesa que estava do lado de uma janela enorme de vidro, as cadeiras eram de madeira, a mesa também, havia um vazo com flores azuis em cada mesa, não sei se aquelas flores eram de plástico ou não.
Depois de alguns minutos uma garçonete veio ate a nossa messa e nos atendendeu, ela era gentil e tinha uma voz fofa e calma , depois de mais alguns minutos ela voltou com dois cappuccinos de chocolate.

-Então... Quer conversar sobre algo? -perguntei tomando um pouco do meu cappuccino

-Acho que não, já estou bem melhor-ele respondeu-me

-Nye... Ok-suspirei

-E você?-ele perguntou

-também não :T-respondi

-...O mundo humano é tão agradável, não é?-ele olhou para a janela sorrindo

-...É...Você não vem muito aqui, ne?-pergunte

-Não...-ele respondeu terminando de tomar o cappuccino

-Não se preocupa, posso trazer você aqui diariamente se você quiser

-Ah, não precisa... É Alyce, né?

-É, e você se chama Adrian, certo?

-Uhum

-hm...

Ficamos lá em silêncio olhando para a janela por um tempo

-...Oq vamos fazer agora?-perguntei

-Eu não sei

-ham...Vamos dar uma volta por aqui então? Eu posso te mostar os lugares-eu sorri me levantando

-Ok-ele se levantou sorrindo

Deixei o dinheiro encima da mesa e sai da cafeteria com ele
Subimos na bicicleta de novo mas dessa vez eu que pedalei tentando não cair

-é sua primeira vez andando de bicicleta?-ele perguntou

-Segunda vez

-Ah...

Eu estava perdendo o equilíbrio, quase caindo

-...É melhor nós irmos andando...-coloquei meus pés no chão parando a bicicleta

-Ok-ele saiu da bicicleta e depois eu sai segurando o gidon e levando-a enquanto andava

Comecei a mostrar os lugares pra ele e e ele parecia estar animado, com aquele frio eu comecei a tremer e ranger os dentes
 
- ...Alyce? Você está com frio?-ele perguntou olhando pra mim

-Só um p-pouco, n-n-não se preocupe-respondi tremendo

-Você pode pegar um resfriado.... Toma-ele tirou o casaco e me deu- Use isto

-Err...Obrigada-vesti o casaco sentindo meu rosto esquentar

-Você está melhor agora?-ele realmente é bem preocupado

-Sim... É bem quentinho...-respondi sorrindo

Continuamos andando em silêncio olhando os lugares

A K I R A  O N :

Acho que eram 3 horas quando eu acordei, eu ainda estava exausta mas conseguia me mexer, eu estava bem melhor do que antes, aproveitei e me levantei da cama, err... Eu estava usando um daqueles vestidos brancos de hospitais, havia uma pequena mesa de madeira perto da porta, andei ate ela e peguei meu celular que estava encima dela junto com meus outros pertences
Liguei meu celular e ò desbloqueei devagar, haviam 3 mensagens, duas de minha mãe e uma de um número que eu não conhecia, cliquei na mensagem para poder ler
  
W H A T S A P P  O N :
 
29 DE AGOSTO DE 2016

Manhiê: Akira? Você está bem ai? Fez amigos? Estão te tratando bem? Por favor me responda, eu realmente estou preocupada com você! [12:22]

ONTEM:

Manhiê: Faz um dia que você não fica online, filha? Você está bem? Eu estou te incomodando? [18:50]

HOJE:

MALAKOI (Akira): [Digitando]

MALAKOI (Akira): to na enfermaria de repouso, mazeklaro que eu tô bem, magina [ENVIADO]

Manhiê: O QUE ACONTECEU? VOCÊ ESTÁ BRINCANDO, NÉ?

MALAKOI (Akira): Claro q não :v

Manhiê: POR QUE VOCÊ NÃO ME DISSE ANTES?! 😡😡

MALAKOI (Akira): Porra, não use emojis!!

Manhiê: OLHA A BOCA

MALAKOI (Akira): Mas eu tô escrevendo, e não falando, uer

Manhiê: Aff, ok

MALAKOI (Akira): eu vou sair, tchau

Manhiê: Tchau, e me responda rápido da próxima vez!

MALAKOI (Akira): Ok mãe, ok...

W H A T S A P P   O F F :

Após responder minha mãe eu cliquei na outra mensagem

W H A T S A P P   O N :

Número desconhecido: Hey, como você está, princesinha?

MALAKOI (Akira): filhão, vai tomar no cu porra

W H A T S A P P  O F F:

Eu até pensei que fosse o Anúbis mas o Anúbis me chama de "Akira-Chan" e não "princesinha"
Bloqueei aquela pessoa rapidamente e desligue o celular

Guardei o celular em meu bolso e peguei meus pertences da mesa colocando no meu outro bolso, abri a porta lentamente e sai de lá.
As pessoas passavam de lá pra cá no corredor, estava lotado, aposto que alguém se perderia lá!
Comecei a andar lentamente até o banheiro, quando eu estava quase abrindo a porta eu escutei aquela voz nojenta:

-Hey, é Akira, né? Haha, então você é a filha de Lúcifer? Você não deveria estar aqui,você não é alguém de confiança e sabe disso. Por que você está aqui? Você quer nos matar? Destruir o mundo? O que você pretende fazer? Seu demônio infeliz!-era a voz do irmão daquela puta da Amber, me virei encarando-o séria, Amber estava do seu lado esquerdo sorrindo

-Não vai responder?-Amber colocou as mãos na cintura

-Não preciso humilhar vocês, vocês se humilham sozinhos-Respondi suspirando

-Hã? Quem você pensa que é?!- eles falaram ao mesmo tempo

-Eu respondi essa mesma pergunta naquela apresentação, se vocês tiverem uma boa memória irão lembrar-eu sorri

-Ta se achando, né?- o garoto falou cruzando os braços

-Olha, eu não pedi pra nascer tão fodona assim-respondi

-Aff, para de se achar guria, ce não é nada, filha do cara mais odiado do mundo, você acha que as pessoas preferem Hades do que Zeus? Se atualiza flor-ela respondeu rindo

-Façam um favor pro mundo e voltem pro útero-respondi entrando no banheiro e fechando a porta

Eu realmente vou ter que passar por isso todos os dias? Que saco, perder meu tempo com esse bando de trouxas, mds
Me olhei no espelho por um tempo suspirando

Depois de um tempinho eu comecei a sentir uma forte dor de cabeça, vi chifres em minha cabeça no meu reflexo do espelho
Passei a mão pela parte que eu estava vendo aqueles longos e negros chifres, não tinha nada, ao piscar aquela coisa saiu, porra Lúcifer, pq isso?!
Tirei minhas roupas e entrei debaixo de um dos chuveiros fechando a porta, eu não sei descrever direito aquele lugar, eram vários banheiros separados e tal como un banheiro de um shopping só que envez do vazo sanitário tinha um chuveiro e os vazos ficavam em outra parte do banheiro, aquele banheiro dava duas vezes o meu quarto, ele realmente era enorme.
A água estava tão boa...
Escutei o barulho da porta do banheiro abrindo, não dei muita atenção e continuei com meu banho

-Akira-Chan? Eu estou sentindo seu cheiro, onde você está? Eu quero um pouco de carinho e atenção sua!-era a doçe voz de Anúbis, eu realmente estava fudida

-E-eu tô tomando um banho... Você poderia esperar lá fora?-respondi passando sabão em meu corpo e enxaguando

-Não, eu não gosto de lá, onde você está?-ele continuou perguntando andando pelo banheiro

-A-A-Anúbis, saia daqui, por favor!-eu me cobri com a toalha

-Você... Não me quer? Você não gosta de mim?- ele estava com uma voz de choro

-N-não é isso, eu abri a porta e ao me ver ele correu em minha direção abraçando fortemente  

-Akira-Chan~ tire essa toalha, eu não gosto dela!-ele realmente falou aquilo? Pqp, mas Ok, eu FINALMENTE pude vê-lo, ele tinha um cabelo amarronzado reto e curto que era mais longo na frente e curto atrás, ele usava uma daquelas camisas com mangas longas
-...Akira-Chan~ você poderia me fazer um favor?-ele perguntou olhando no fundo de meus olhos

-....Acho que sim...-respondi

-Você poderia me beijar?~

-....Q?!

-Ah...desculpa... Eu não queria que você ficasse assim...você está extremamente vermelha, Akira-Chan, você está bem?~

-S-sim-eu conseguia sentir meu rosto esquentar cada vez mais

-...Por favor,eu não quero fazer algo errado~

-N-não sei se...- ele me pressionou contra a parede fazendo com que nós nos beijassemos, eu segurei a toalha para que ela não caísse, eu realmente não sabia o que fazer, apenas fiquei parada enquanto ele me beijava
Eu não acredito que perdi meu BV com aquele cara, eu estava ficando sem ar,ele se afastou um pouco separando nossos lábios enquanto sorria de uma maneira tarada
Minha respiração estava ofegante e eu não sabia como reagir , apenas fiquei encarando-o
Ele me abraçou novamente acariciando minha cabeça 

-....What the fuck?-eu estava em estado de choque

-...Agradeça por eu não ter pedido para você ter dormido comigo~

-Potamerda

-Eu tenho que ir, até alguma hora, Akira-Chan~

Ao falar isso ele simplesmente sumiu, eu suspierei e pensei: "Calma, imagine que nada disso aconteceu."
Eu andei lentamente até o meu dormitório e me vesti ainda em estado de choque
Eu realmente preciso descansar ,_,

Peguei meu celular e comecei a olhar as coisas que me mandaram e minhas notificações, eu sentei na cama suspirando

-Akira-Chan~ abra a porta, eu mudei de ideia, quero ficar o dia todo com você!-era Anúbis batendo na porta

Eu não queria abrir mas ele é a única pessoa que gosta de mim de verdade nessa porra
Me levantei e abri a porta, eu consegui ver ele direito
Anubis tinha um bob reto, muito na frente e mais curto na parte de trás, com tufos que se assemelha ouvidos. Em vez do uniforme escolar normal ele usava um terno skintight expondo o umbigo, e usa um blazer escolar sobre ele. Ele usava também um cinto listrado em torno de suas sandálias da cintura e gladiadores.

Como esperado ele me abraçou.
Eu suspirei e o abracei de volta

-Aliás, meu nome é só Anúbis mesmo

-Eu sei mas pra q ce ta me falando isso hoje?-perguntei

-Pra você saber o que gritar quando estiver gemendo~

-Eitaporra

~Continua :3


Notas Finais


XABLAU KRL
~Se eu tiver escrevido algo errado, desculpem-me, se o nome de algum personagem estiver errado desculpa tbm, eu fiquei fazendo esse ep na pressa já que eu não tenho muito tempo livre.~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...