História The Demons;; yoonjin - Capítulo 17


Escrita por: ~ e ~AmyHowllet

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jin, Jungkook, Personagens Originais, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Seokjin, Yaoi, Yoongi, Yoonjin
Exibições 236
Palavras 972
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ecchi, Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


ME DESCULPEM PELA DEMORA, SÉRIO!!!!!!
Mas enfim, boa leitura, e leiam as notas finais, são importantes!

Capítulo 17 - Bye bye, YoonGie


Fanfic / Fanfiction The Demons;; yoonjin - Capítulo 17 - Bye bye, YoonGie

Acordei um pouco desnorteado. 

Havia um cheiro horrível pairando no ar. YoonGi continuara dormindo e céus, que noite. As sensações que eu pude sentir eram inexplicáveis, pude ter certeza que Yoongi era uma pessoa maravilhosa.

«»

Joguei o corpo de Jisoo — coberto por plástico preto — numa caçamba que ficava na região. Fora fácil, já que ela nem pesava muito.

Voltei para a casa e me deparei com YoonGi sentado no sofá, com as costas curvadas e com ambas as mãos na cabeça. Parecia pensativo.

Me aproximei de si e fiquei a sua frente.

Eu o encarei por longos segundos. Depois desviei o olhar para seu abdômen. O curativo ainda estava ali, mas o estranho era que eu não o havia visto na hora em que nos agarramos, ele se tornou invisível.

Estiquei minha mão para tocar ali, mas ele pegou-a e me impediu. Em seguida disse: — Não toque. Eu já estou bem.

Já esperava por isso, porém achei que levaria mais tempo, até que ele se recuperasse melhor.

— Certo... — Falei, me levantando. — Vou ao banco e pego seu dinheiro ao meio-dia.

Nós voltamos para o apartamento. YoonGi parecia estranho, mas não o incomodei com as minhas recentes paranóias.

Após chegarmos, ele parecia com uma expressão melancólica. 

Ele finalmente sorriu e então foi em direção às nossas malas, e entre elas pegou uma mochila de couro preto, e colocou bem no fundo, a arma que estava guardada no criado mudo. Ele abriu o guarda roupas, pegou  aleatoriamente várias roupas de lá e começou a joga-las dentro da bolsa, então entrei no banheiro e fechei a porta.

Parei em frente ao espelho, me apoiando na pia e suspirei devagar.

“Agora acabou tudo, toda a incerteza acabou, YoonGi vai embora, e daqui pra frente terei uma nova vida, eu espero. Oh céus, mas será tão difícil ficar longe de si.” — Pensava comigo mesmo.

Coloquei meus cabelos rosa desbotado para trás, retirei o tapa olho e molhei o rosto várias vezes seguidas, esfregando bem eles, estão ergui a cabeça e olhei no espelho meu rosto um pouco avermelhado e molhado.

Não pude evitar dar dois passos para trás, e quase caí quando bati com a perna na ponta da banheira. Soltei um grito baixo de susto, e quase saltei até a pia novamente, chegando muito perto do espelho. Meu olho direito... Está negro, exatamente da cor natural de meu outro olho. Não pode ser!

YoonGi bateu duas vezes na porta e entrou devagar.

— O que aconteceu, Jinnie? — Ele me olhou calmo, e não pude evitar de sorrir.

— Muito obrigado, YoonGie! — Eu saltei e o abracei, mas rapidamente já o soltei, ainda sorrindo para ele.

— Seu olho... — Ele chegou mais perto, observado-o.

Nossa proximidade estava ao limite. Pude sentir meu rosto esquentar.

— Ele voltou ao normal, não enxergo mais nada do mundo espiritual!

YoonGi sorriu, e colocou sua mão sobre minha cabeça. Nem parecia que estava me fodendo ontem à noite. Preciso afastar esse tipo de pensamento.

— Chega de monstros, Jinnie. 

Eu concordei com a cabeça, sem conseguir tirar o sorriso do rosto.

— Agora você poderá ter uma vida normal. Aproveite muito ela. — YoonGi ainda parecia tranquilo, mas algo nas palavras “vida normal” pareceu abalar-lo.

— Queria que você ficasse. — Soltei, sem ao menos pensar.

Ele apenas gargalhou e sorriu novamente.

Antes que eu pudesse perguntar se ele gostaria de realmente ficar, alguém bateu na porta do apartamento.

Eu corri para abri-la e quem estava lá era um dos funcionários que arrumava nosso quarto.

— Desculpe incomodar o senhor, mas um homem da polícia está lá em baixo querendo falar com um tal de YugYeom. — O rapaz falou.

YugYeom era o nome falso que YoonGi usou para entrar no hotel. Não sei o que ele poderia querer com ele, mas disse ao rapaz que YugYeom havia saído ontem à noite para uma festa e que não retornara até agora, que eu mesmo iria falar com o policial, que só iria trocar de roupa para descer.

Fechei a porta e quando me virei YoonGi estava na janela.

— Não tem mais nenhum policial lá fora, posso sair por aqui.

— Sair? — Indaguei, confuso.

— Alguém deve ter meu visto saindo da casa de Jisoo, com testemunhas eles podem me prender, e seria pior após descobrissem que sou eu. — YoonGi suspirou. — Eu iria direto para o corredor da morte.

Eu o fitei, assustado, enquanto ele pegava novamente a arma do fundo da mochila e a guardava em sua cintura.

— Vou distrair ele enquanto você sai. — Eu respondi e então peguei das minhas coisas uma sacola de papel, e entreguei a ele. — Tem menos de dois mil aí, mas acho que vai dar.

Ele sorriu e pegou o dinheiro.

Pus um casaco de inverno azul pastel, e tentava juntar forças para descer até a recepção e encarar a polícia.

YoonGi arrumou o cabelo para trás e vestiu o seu negro sobretudo, prendendo a faca no cinto da calça.

Ele colocou a mochila sobre as costas e parou em minha frente, estendendo a mão. 

— Adeus, SeokJin.

Eu apertei sua mão devagar e agradeci novamente.

Doeu meu coração. Mas assim que senti algo macio sobre meus lábios, pude sentir um choque de realidade percorrendo cada canto do meu corpo. YoonGi estava me beijando, era tão calmo e quente. Porém não poderíamos prolongar.

Se afastou e grudou nossas testas.

— Vamos nos ver novamente, eu tenho certeza, pequeno. — YoonGi disse, e sorriu. 

Ele saiu de perto de mim, apertando minha mão pela décima vez.

— Tenta ficar longe de monstros!

Soltei um sorriso fraco e sussurrei: — Pode deixar.

Então YoonGi abriu a janela, inspecionou o local abaixo, e saltou em uma árvore, um tanto longe da janela, mas ele conseguiu se segurar.

Ele acenou para mim e eu fiz o mesmo.

— Espero que a gente se encontre por aí, meu amor. — Sussurrei para mim mesmo.

Agora nada será como antes.


Notas Finais


ACABOOUUU :((
Fico agradecida à todos que acompanharam a fanfic! De coração, todos vocês tem um cantinho especial lá. Espero que tenham gostado, e minhas sinceras desculpas por qualquer erro que passou despercebido por mim. Eu fiquei sem postar porque estava arrumando esse capítulo, mas ainda assim imagino que não ficou do jeito que eu esperava. Por fim, nós (eu e a segunda autora) estamos pensando em mais alguma coisa, porque ficou meio triste esse final. Por isso, talvez tenha mais uma temporada! \0/
Até a próxima, bolinhos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...