História The Destiny (Longfic Park Jimin) - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~taeco_

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Hentai, J-hope, Jimim, Jin, Junkook, Orange, Rap Monster, Shoujo, Suga, Yaoi
Visualizações 15
Palavras 2.641
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Hentai, Lemon, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oii, mais um pra vocês e nos desculpem pelo horário.
<3

Capítulo 3 - Senti sua falta


Fanfic / Fanfiction The Destiny (Longfic Park Jimin) - Capítulo 3 - Senti sua falta

“Às vezes as pessoas vão

sair da sua vida, mas não

 do seu coração”

 

Seul, Coréia do Sul. No fansing.

Ele está mudado. Seu cabelo, que antes era preto, agora está em um tom de vermelho vibrante. Seu corpo, de uma mera criança, denuncia a vida de treinos de um Idol e agora mostra-se musculoso. E apesar de não estar tão alto, conseguiu ficar maior que eu.

MinHee me mostrou fotos, passamos por outdoors e eu sempre sentia algo diferente nele, mas não o reconheci. Diferente dele, que no momento me encarava e não tirava o sorriso bobo do rosto. Senti minhas bochechas arderem e desviei o olhar.

- Minah? – Min percebeu o que tinha acontecido e perguntou-me preocupada.

- Oi? – a encarei.

- O que você vai fazer agora?

- Eu não sei Min, eu não sei. – disse recostando minhas costas na cadeira e bufei.

Olhei para a mesa em minha frente e Jimin tinha sumido. Quando ia protestar algo percebi que Min já estava entretida com os rapazes a nossa frente. Sinto alguém pigarrear atrás de mim enquanto pegava em meu ombro e me deparo com uma mulher um pouco mais baixa que eu e parecia ser bem mais velha.

- Moça, com licença, seu nome é Minah?

- Sim. – a encarei confusa. Ela simplesmente me entregou um papel dobrado e saiu.

- O que é isso? – Min pergunta tão confusa quanto eu.

O único jeito de sabermos é se eu abrir o papel. Assim o fiz.

“Venha atrás do palco. Estou aqui. :)

Eu estava certa, ele sabia quem eu era. Não contive o sorriso e olhei para Min e mostrei o bilhete.

- O que tu ta fazendo aqui ainda? Vai logo pra lá. – me empurrou até o corredor de cadeiras e sorria me encorajando.

A cada passo que eu dava em direção aquele lugar eu me perdia em pensamentos. A maioria com Jimin. Ainda escutavam-se gritos vindos das fãs a cada pergunta respondida pelos meninos.

Continuei e enquanto passava pelo palco, vi que dois deles sussurrava e logo em seguida apontaram para onde eu devia seguir. Agradeci e apressei meus passos.

Assim que virei para onde me apontaram ouvi batidas frenéticas vindas do pé do rapaz com cabelos chamativos a minha frente e que fitava o chão. Ele estava tão lindo!

- O-Oi? – Gaguejei, mesmo sem querer. Ele para de fitar o chão e levanta o olhar a mim.

Jimin continuou me encarando e eu comecei a ficar desconfortável e sentir meu rosto arder. Pigarreei e o vi balançar a cabeça como se quisesse afastar algum pensamento.

Senti meu corpo ser levado pra frente e percebi que Jimin tinha me puxado subitamente para um abraço. Retribui deixando um suspiro, que eu não sabia que tava guardando, escapar.

- Minah, você voltou! – disse me olhando, mas ainda mantendo suas mãos em minha cintura.

 - Cheguei aqui ontem. – sorri.

- Pensei que estivesse aqui há mais tempo. Pensei também que já não lembrasse mais de mim. – ditou as ultimas palavras em um tom quase inaudível.

- Nunca esqueci você Jiminie. – Imediatamente abriu seu maior sorriso. E tenho quase certeza que vi seus olhos brilharem.

Devolvi o sorriso e ficamos assim por um tempo. Em um meio abraço, um olhando para o outro.

- Jimin, já se passou seus 5 minutos, está na hora de voltar. – ouvi a voz da mesma mulher que me entregou o bilhete.

- Já estou indo. – disse desvencilhando- se do nosso abraço. Por um momento senti falta. Vi que anotava algo em um papel e assim que acabou me entregou. – Esse é meu numero, me liga mais tarde. Nossa conversa não foi o suficiente pra mim por hoje. – selou minha bochecha e corei com o ato.

- Tudo bem senhor Park, tomara que tenha tempo para me atender já que agora é um idol. – falei em tom de brincadeira enquanto guardava mais um de seus bilhetes em meu bolso. – Tchau Jiminie.

- Tchau pequena. – piscou e saiu. Bufei com seu apelido e lembrei que eu era mais alta que ele.

Voltei para meu lugar e antes de me sentar vi que Min me encarava esperando respostas.

- E então? Beijou? – falava animada.

- MinHee! – bati em seu braço. – Claro que não. – ri de sua expressão contrariada. – mas consegui algo. – mostrei o papel com seu numero e rapidamente guardei, não queria correr o risco de perdê-lo.

- Meu Deus! Aish, Minah. Queria o numero do Kook também. – rimos.

Os meninos começaram a receber as armys na bancada e enquanto não chegava nossa vez salvei o numero de Jimin no meu celular. Eu realmente estava com medo de que o fato de eu ser atrapalhada acabasse fazendo com que eu perdesse o numero dele.

Chegou nossa vez e Min foi na frente. Na minha vez o primeiro foi um de cabelos platinados e lembrei que Min havia me dito que seu nome era Suga. Conversamos por um tempo e contei que eu não era army e estava ali pra acompanhar Min. Yoongi – descobri que seu nome é esse e que ele também é Min, assim como Min Hee – me ajudou falando um pouco da personalidade de cada um. Sorri ao ver que Jimin continuava o mesmo, irritante, porém fofo.

Deixou um recado em meu caderno e me chamou antes que eu saísse da sua frente.

- O Jimin tinha razão quando dizia que você é muito legal. – Desferiu mostrando um lindo sorriso gengival. Assustei-me com o fato de o Jimin ter falado de mim para os garotos. Retribui o sorriso, e corei.

- Obrigada Suga! – acenei e saí.

O próximo era Jin, ele era o mais velho e bem mais alto que o Jimin. Eu realmente estava gostando de conversar com eles. Em seguida foram o líder, J-Hope, V e quando estava chegando em frente ao Jungkook ele recostou na cadeira e sorriu para Jimin que me olhou e sorriu envergonhado e murmurou algo inaudível para Jungkook, mas desviou o olhar para Min Hee.

- Ora se não é a garota Park. – ri e eu o acompanho totalmente envergonhada pelo seu comentário. Jimin o olha de relance. Continuei conversar com ele e quando ele estava escrevendo algo no caderno, me chama. – Minah, pode me fazer um favor? – me entregou o caderno e eu assenti para que prosseguisse. – Gostei da sua amiga. – lembrei que ele era bias dela e anotei o numero dela em um papel e o entreguei. Tinha que fazer algo.

- Faça o que achar melhor. – vi seus olhos brilharem e então virei para onde Min estava e vi que ainda falava com Jimin. Aproximei-me e Min sorriu para nós.

- Meu casal! – falou e saiu. Revirei os olhos enquanto Jimin ria.

- Oi de novo! – abriu seu sorriso exibindo seu famoso eye smile. O que me fez lembra o porquê de ter me apaixonado por ele.

- Oi Jiminie. – devolvi o sorriso que se transformou em uma expressão assustada quando Jimin quase se debruçou na bancada para se aproximar de mim. Capturou minhas mãos e se acomodou novamente.

- Adoro quando você me chama assim, pequena. – falou e riu.

- Eu era mais alta há alguns anos atrás. – mantive uma expressão emburrada e Jimin gargalhou. Eu o acompanhei. Era maravilhosa a sensação das nossas risadas juntas.

- Era. Mas mesmo assim, eu sou o mais baixo do Bangtan. – parecia frustrado. Foi minha vez de rir. – Não esquece de me ligar. – beijou o dorso de minha mão. – precisamos colocar 10 anos em dia. – riu, mas percebi frustração em sua voz.

- Não esquecerei. – sorri e deixei um selar em sua mão antes de solta-la. – Até mais Jiminie.

Fui ao meu lugar indo em direção a Min que estava eufórica com algo. A mesma estava lendo os recados deixados em seu caderno e me mostrou de um por um.

Todos falaram o quanto ela era legal e o quanto amaram o brigadeiro levado por nós duas. Mas dois comentários me fizeram parar.

“Você é linda! ;) - Jungkook”

“Não tente roubar a Minah de mim. Ps.: ela está linda! – Jimin”

- Jeon Jungkook me chamou de linda, Minah – Min gritava e apontava para o caderno.

O fansing chegou ao fim e os meninos se despediram. Antes de sumir, Jimin piscou em minha direção. Direcionamos-nos a saída e pegamos um táxi para a casa da Tici.

XxX

Apertamos a campainha e vi Tici com os cabelos mais longos e... Uma franja?

- Vão ficar encarando minha beleza ou vão entrar? – rimos e a abraçamos.

- O que tu fez no cabelo? Tá muito engraçado. – falou Min rindo.

- Uma franja, ta cega? – falou enquanto passava a mão pelos cabelos cortados. – Entrem logo minhas queridas, eu não tenho o tempo todo.

- Tu não muda nunca. – falei rindo e entrando.

Tici morava sozinha e sua casa não era tão grande, mas era aconchegante. Sentamos no sofá no centro da sala e Tici fora até a cozinha e voltou com alguns lanches.

- E aí, o que fizeram desde que chegaram?

- Nada demais. – falei simplista.

- Nada? – Min riu soprado. – Conhecemos os membros do BTS, Jeon Jungkook me chamou de linda, Minah descobriu que o amor da vida dela é um Idol e ainda pegou o numero dele. – falou empolgada.

- Eu já fui a um fanmeeting deles com uma amiga da faculdade. Eles são lindos. – falou Tici.

- E você o que aprontou em 1 ano e 6 meses longe da gente?

- Entrei na universidade, fiquei mais próxima de Pedro, fiz vários colegas novos, comecei a namorar Pedro, mas terminamos mês passado. Agora estou a um mês solteira. – falou com indiferença, mas vi que ainda não superou o término.

- Por que terminaram? – perguntei incrédula. Pedro era um amigo da Tici. Os dois vieram juntos cursar arquitetura.

- Ele simplesmente desistiu do curso e voltou para o Brasil. Ele até perguntou se eu não queria ir junto, mas eu to amando meu curso e a Coréia tem muito pra me oferecer na área. Então decidimos cada um segui o seu caminho.

Tici nos explicou que não estava tão mal quanto pensou que ia ficar, mas que ainda estava sentida com tudo aquilo. Passamos a tarde conversando sobre assuntos banais até que decidimos voltar ao hotel. Demos o endereço de lá para a Tici e nos despedimos enquanto esperávamos o táxi.

XxX

MinHee’s POV

Desde que cheguei ao Brasil, pensei que não encontraria felicidade em outro lugar. Filha de brasileira e um coreano, com a separação deles tive que vir ao Brasil com minha mãe. Eu tinha pouca idade e não tive problemas com adaptação.

Enquanto estudava, fazia aulas de coreano no contra-turno, pois mamãe não queria que eu passasse a vida no Brasil.

Um dia uma menina que tinha feições asiáticas, assim como eu, sentou ao meu lado e depois de uma semana já éramos inseparáveis. Era a Minah. Fizemos algumas amigas durante a vida, mas a única que se juntou a nós foi Tici, que conhecemos no ensino médio. Juramos uma à outra nunca nos separar.

E por causa dela estou de volta ao mau país. Minha mãe não relutou em momento algum quando eu disse que iria voltar a morar na Coréia. Aqui estou.

No momento estamos voltando pra casa. Muitas coisas aconteceram e conheci os membros da minha banda favorita. Tomara que tudo dê certo de hoje em diante.

Estava com Minah dentro do táxi falando de tudo o que aconteceu naquele dia até que sinto meu celular vibrando e notificando uma nova mensagem e de um número desconhecido.

“Oi linda, estou te incomodando? :) - Jungkook”

 

Só pode ser algum tipo de brincadeira. O motorista freou bruscamente jogando nossos corpos pra frente após eu gritar e enquanto me desculpava mostrei o visor para Minah.

- Por nada! – pisca pra mim. Então foi ela!

- Ai meu Deus, Minah! O que eu faço?

- Responde. – falou como se fosse óbvio. E era.

- Tá, mas... Me ajuda.

- Não esquece de chamá-lo de lindo também.

- Aish, não quero parecer tão fácil.

- Você quem sabe. – riu do meu desespero. Queria ver se fosse com o Jimin. Por falar nele quando chegarmos ao hotel tenho que fazer o que eu prometi. O que eu não faço por esses dois.

“Oii! Não está incomodando, relaxa.”

Enviei e bloqueei a tela, não por estar ansiosa pela resposta, mas sim por que chegamos ao hotel.

Enquanto estávamos no elevador lembrei-me da minha promessa com Jimin.

- Minah? Você vai ligar para o Jimin?

- Ai meu Deus. – quase gritou enquanto deu um tapa fraco em sua própria testa. – Eu estava pensando nele e me esqueci dele.

Abri um sorriso com sua confissão. Minah estava sempre absorta em seus pensamentos e em partes eu sabia que era culpa do Jimin. O mesmo até pedira para que eu lembrasse Minah de ligar para ele. Assim o fiz.

Eu ia tomar banho, mas antes de entrar no box resolvi checar minhas mensagens e tinha várias vindas do Jungkook.Conversamos bastante sobre como tinha sido nosso dia e ele falou que queria me conhecer melhor. O que me surpreendeu bastante, então gritei para Minah vir até o banheiro e deixei a porta destrancada para que entrasse.

- O que houve?

- Kookie ta me chamando pra ir à BigHit amanhã. O que eu faço?

Ela simplesmente sorriu de lado e voltou a falar com alguém no telefone que suspeitei ser Jimin, mas não dei atenção, pois estava pensando em uma forma de aceitar sem parecer muito oferecida. Ouvi algo como “irei amanhã” e pensei que Jimin teve a mesma idéia que Jungkook.

“Oh! Irei sim. Pode deixar. :)

Minah’s POV

Eu não sabia como começar uma conversa com o garoto que eu sempre amei. Mas meus pensamentos foram interrompidos por uma voz sonolenta.

- Alô? – por um momento esqueci que já tinha clicado em “chamar” no meu celular.

- Anh... Jimin? É a Minah. – praguejei por minha voz ter vacilado.

- Minah! Pensei que já tinha me esquecido. – deu uma risada curta. Era maravilhoso ouvi-lo.

- Nunca Jiminie! – sorri. – Você parece estar cansado. Estou atrapalhando algo?

- E eu estou. Mas aqui está bom. – devo ter ficado que nem um pimentão e fiquei estática digerindo o que acabou de acontecer e não percebi o deixei esperar por longos segundos de silêncio. – Minah?

- O-Oi Jimin, o que dizia?

- Eu perguntei se você não queria vir até aqui amanhã.

- Até ai? – perguntei confusa.

- Sim, até a BigHit. Nossos dormitórios são aqui e, infelizmente ou felizmente, temos muitas fãs que causariam um alvoroço indesejado se fossemos para outro lugar.

- Ah ta bom então. Talvez MinHee fique chateada. – falei, mas fui interrompida por gritos de uma MinHee eufórica dentro do banheiro. – Só um minuto, já volto.

- Ok pequena.

Quando cheguei até a porta Min tinha cessado a euforia.

- O que houve?

- Kookie ta me chamando pra ir à BigHit amanhã. O que eu faço?

Pelo menos não vou só – pensei.

- Park Jimin? Você terá uma visita amanhã.

- Você vem mesmo? Parecia surpreso, mas feliz.

- Sim. E pelo visto Jungkook teve a mesma idéia que você e chamou MinHee.

- Vamos aproveitar que temos folga amanhã. – riu. – Mas Yoongi hyung estará aqui conosco.

- Ele parece ser legal.

- Só parece mesmo. – o ouvi resmungar por algo. – E ele acabou de acertar um travesseiro em mim. – rimos.

- Jiminie, eu queria muito continuar conversando, mas preciso ir agora. – falei relutante. Não queria ir, mas alem de estar com fome, estava cansada.

- Tudo bem. Nos vemos amanhã então. – falou com um tom ansioso.

- An... Jimmie? Que horas eu irei? E eu nem sei onde é.

- Não se preocupe. Estejam prontas às 10 horas. – desligou após mandar um beijo.

Estou ansiosa para amanhã.


Notas Finais


nos perdoem pela demora e não desistam de nós. <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...