História The Devil Angel - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Super Junior
Personagens Cho Kyuhyun, Choi Siwon, Han Geng, Heechul, Henry Lau, Kangin, Kim Kibum, Kim Ryeowook, Lee Donghae, Lee Hyukjae "Eunhyuk", Lee Sungmin, Park Jungsu, Shindong, Yesung, Zhou Mi
Tags Donghae, Eunhyuk, Hangeng, Heechul, Henry, Kangin, Kibum, Kyuhyun, Leeteuk, Ryeowook, Shindong, Siwon, Sungmin, Super Junior, Yehae, Yesung, Zhoumi
Exibições 58
Palavras 2.210
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá!

Voltei, tarde, mas voltei. E não me matem por causa do capítulo, tudo estava fofo demais.

Boa leitura!

Capítulo 28 - Lies


Olá, como você está?

Eu acho que você está indo bem

Acho que estou curioso, garoto. 

 

Olá

Você não sente minha falta?

Mesmo que não seja tanto

 Eu sinto sua falta

Home –  Ailee

 

 

Donghae entrou no apartamento, frustrado, essa era a terceira vez que era rejeitado pelo Yesung.

A primeira vez foi em seu apartamento, outra vez no carro e agora no apartamento do maior. 

Mesmo um pouco inseguro e ansioso, estava tentando, então por que Yesung não queria transar com ele? 

Sua mente formulava mil coisas, uma pior do que a outra. 

Yesung era fofo e carinhoso com ele, mas assim que chegavam num estado mais quente, o mais velho recuava.

"Será que ele só gosta de mim como um irmão e não me acha desejável? Será que agora que estamos juntos, percebeu que não gosta mais de mim? Que eu era apenas um símbolo de sua felicidade na infância? Será que ele não gostou quando me ofereci para ele? Que vergonha!”

Donghae bateu na própria cabeça, tentando afastar esses pensamentos, sempre via como Yesung o olhava com carinho, e muitas vezes até adoração. Então concluiu que o maior gostava dele, logo, se ele estava fugindo, o motivo era outro.

Respirou fundo, tentando se convencer que de que o Yesung teria um motivo muito convincente para o rejeitar.

 

***

- Victoria? Será que o Yesung está na sala dele?_ Donghae tinha tentando não pensar besteira, mas como no final de semana tinha sido rejeitado pela quarta vez, não resistiu. Iria conversar com ele, e dessa quarta-feira não passava.

- Ele foi para um café com os acionistas, irá almoçar com a madrasta, e mais tarde irá ao Japão. 

- Outra reunião no Japão? 

- Parece que sim._ a secretária concordou pensativa._ Tem razão, ele foi pra lá na semana passada também, não é? 

- Sim. Eu vou ao banheiro.

- Tudo bem, e o Sr. Choi pediu que ligasse para ele o quanto antes.

- Eu ligo sim. 

Donghae entrou tremendo no banheiro, o suor frio tinha tomado seu corpo. Lavou o rosto e entrou em uma das cabines, abaixou a tampa e sentou, tentando segurar o choro. 

Essa não era a segunda quarta-feira que Yesung ia para o Japão, era a terceira e sempre na quarta-feira. Nas duas outras vezes tinha lhe dito que era para uma reunião, e nessa semana, nem havia lhe comunicado. 

Se fosse uma reunião em um país diferente, ou num dia diferente, não se importaria, mas já tinha virado uma rotina, um padrão. 

Estava sendo traído. Essa foi sua conclusão. E o amante era fixo. Sentiu as lágrimas descerem quando percebeu que não era o único na vida dele, e tapou a boca, para não chorar alto. Podia chegar alguém a qualquer momento e não queria que soubessem que andava chorando pelos cantos. 

Alguns minutos depois, Donghae decidiu sair do banheiro, iria ligar para Siwon, ver o que ele queria e então pedir desculpas á Vic e ir para casa, não aguentaria ficar na empresa naquele estado. 

Foi então que ouviu a porta abrir. Ficou calado tentando nem respirar, não podia sair com o rosto inchado daquele jeito. 

O homem fez xixi e quando estava lavando as mãos, seu celular tocou.

- Oi?_ Donghae reconheceu na hora aquela voz. Era o Zhoumi._ Não, ainda não disse nada pra Vic. Ela não estava na mesa dela e nem o Donghae na sala. Devem ter ido tomar café. Eu sei Yesung, não vou comentar nada com ele que você foi ao Japão. Mas acho que devia parar de mentir para ele. Nenhum relacionamento sobrevive na base da mentira. 

Donghae, em choque, respirando com dificuldade, segurou um soluço e torceu para que Zhoumi saísse logo de lá. 

Escutou o secretário se despedindo e finalmente deixando o banheiro. Mesmo sozinho, foi incapaz de se mover. Perdeu a noção do tempo que ficou ali parado. 

Quando finalmente saiu do banheiro e se arrastou para sua sala, Vic se colocou de pé, aliviada. 

- Onde estava? Mandei você falar com o Sr. Choi, ele não aguentou te esperar e veio até aqui e você o deixou plantado esperando. Eu te liguei várias vezes. 

- Vic._ disse com os olhos vidrados._ Me desculpe, eu esqueci celular na sala. Quem você disse que está aqui mesmo? 

- O dono da Coreia, Choi Siwon. 

- Meu Deus!_ falou se consertando, tentando parecer menos abatido._ Ele está me esperando há muito tempo? 

- Só por uma hora inteira._ respondeu alterada. 

"Eu fiquei esse tempo todo no banheiro? Jesus!"

- Além do Sr. Choi, Yesung ligou de 10  em 10 minutos dizendo que queria falar com você. Então após a reunião com o dono da Coreia, ligue para seu namorado. 

- Desde quando estou namorando?_ perguntou irritado com a pessoa errada. 

- Nossa... Tá nervosinho? 

- Desculpa. Eu já vou entrar, deixei o Siwon esperando demais. 

- Bom dia._ o arquiteto cumprimentou o homem que estava sentado tranquilo no sofá, que sorriu ao vê-lo, se colocando de pé para apertar sua mão. 

- Bom dia Donghae. 

- Sente._ disse apontando o sofá, sentando ao lado dele._ Me desculpe, por favor. Eu não sabia que viria, precisei sair e na pressa acabei deixando o celular aqui. 

- Está tudo bem, na verdade hoje eu não estou muito ocupado, e passei aqui apenas para informar que seu projeto já está com a construtora local, eles irão começar a obra na segunda-feira, mas hoje e amanhã estarão lá para vistoriar o lugar.

- Ótimo. Eu pesquisei muito aquela empresa e o engenheiro deles já foi muito premiado, é o melhor do Caribe, a reforma da mansão está em boas mãos.

- Sim. Eu confio no seu julgamento.

- Que bom. Mas, sinceramente, queria estar lá nesses primeiros dias para acompanhar a avaliação deles.

- Então vamos, na verdade vim lhe avisar que estou viajando para lá hoje às 15 horas.

- Sério? Mas é tão repentino, não sei se devo._ reconsiderou. 

- Olha, podemos ir hoje, amanhã à noite eu volto, pois na sexta-feira tenho reunião, mas você pode ficar lá mais alguns dias, para acompanhar de perto o início da reforma. Você pode ficar na mansão por esses dias. 

- E-eu não sei. 

- Vamos Donghae, acredito que esteja acompanhando apenas alguns projetos, e tenho quase certeza que ainda estão na fase de planejamento, e isso você pode fazer de lá mesmo.

- Tem razão. Eu só tenho que avisar..._ Yesung._ Minha secretária. 

- Ótimo, então já vou indo. Esteja no Aeroporto de Icheon até às 14 horas. 

- Estarei. 

- Nos vemos mais tarde.

 

 

- Oi! Já ia levar seu chá._ Vic já estava chegando próxima a sala do Donghae quando Siwon saiu da sala. 

- Tudo bem, você já me serviu muito bem hoje._ disse educado. A secretária foi de 10 em 10 minutos na sala, preocupada, tentando explicar o sumiço do Donghae e a todo o momento levando algo para ele. 

- Que bom._ Vic deixou a bandeja na própria mesa, e sentou para atender uma ligação.

Enquanto Siwon esperava o elevador, viu o magnata pegar o celular, e ligar para alguém.

- Prepare um vôo para mim? Para hoje. Isso mesmo, hoje. Para o Caribe. Eu sei que é um pedido difícil, por isso lhe pago tão bem, para fazer quase o impossível. Ok. Sim, eu sei que você dará um jeito. 

 

*** 

- Nossa! Esse cara é muito rico!_ Vic exclamou ao entrar sala do arquiteto, com a bandeja de chá. 

- Rico demais._ Donghae respondeu sem tirar os olhos da tela, estava salvando alguns documentos na nuvem. Antes da viagem. 

- Está muito ocupado? 

- Muito. 

- OK, vou deixar seu chá aqui._ disse sorrindo, Donghae a olhou colocar o chá na mesa e lhe sorriu também.

- Obrigado. 

- Vamos almoçar juntos? Porque o Zhoumi está com o Yesung em reunião, nem o telefone está atendendo.

- Desculpa Vic, mas hoje não vou poder almoçar com você, só estou acabando de salvar esses arquivos para partir. 

- Partir? 

- Na verdade, viajar. 

- O que? Pra onde? 

- Para o Caribe. 

 

 

***

Donghae desembarcou com Siwon no país caloroso, muitas horas depois. Os dois tinham ido no jatinho particular do empresário, ao chegarem no aeroporto, um carro importado já os esperava.

Donghae, deprimido, nem havia dado atenção ao anfitrião, pois dormiu a viagem inteira, e alguns minutos dentro do carro, adormeceu de novo. 

Acordou quando Siwon sacudiu seu ombro com gentileza, dormiu no ombro do empresário, mesmo envergonhado, agradeceu aos céus por não ter babado. 

Eles estavam em outro aeroporto, porém bem menor. 

- Não consegui licença para pousar o jatinho aqui. Vamos? 

- Er... Vamos._ disse olhando para fora, onde um helicóptero já ligado os aguardava. 

Donghae estava impressionado com a riqueza dele, sabia que ele era milionário, mas de perto esse título parecia ser ainda maior. 

Se manteve acordado pelo menos no aeroporto, afinal o barulho do helicóptero espantou seu sono, então passou o percurso até a ilha ouvindo as explicações apaixonadas do empresário sobre o local. 

- Chegamos no meu paraíso._ os olhos do Siwon brilharam ao apontar em direção à ilha.

Apesar de já ter visto as fotos do local, e ainda estar de noite, Donghae prendeu a respiração, mediante a obra prima da natureza, misturada ao talento dos homens. 

Tudo era perfeito demais, irreal demais. E a casa bem maior do que tinha imaginado. 

 

Donghae ao entrar na mansão, ficou surpreso, ela estava limpa. Sem quadros, móveis, esculturas, Siwon não aproveitou nada. Amém! 

Apenas um sofá estava na sala e uma TV gigante.

- Eu mandei trazer um sofá hoje e a TV, e também duas camas, já que teria visita.

A barriga do Donghae roncou no momento em que se virou para o Siwon, a fim de concordar com o que havia falado. 

- A cozinha esta montada também._ o empresário brincou, o guiando até lá. 

Donghae quase caiu para trás ao ver não uma cozinheira comum, mas uma chef renomada de cozinha, preparando a comida, junto com um sub chef. 

- A especialidade dela é massa, mas se você quiser outra coisa... 

- Massa está ótimo. 

A chef sorriu e disse:

- Quando estiver pronto peço para te chamar.

Sentaram numa mesa no deck da piscina, respirando o ar puro da noite, enquanto tomavam algumas bebidas. 

Até que o jantar finalmente foi servido. Após se fartarem, cada um seguiu para o quarto, e cansados da longa viagem, dormiram rapidamente. 

 

Donghae acordou cedo no dia seguinte, sabia que os funcionários da construtora logo chegariam e não queria ser visto como um arquiteto folgado. 

Tomou um banho, escolheu uma roupa leve, pois estava muito calor, colocou o celular para carregar e desceu. 

Foi em direção à cozinha que cheirava á café e pão assado. 

- Bom dia, Donghae!_ Siwon se levantou da mesa para lhe dar um rápido abraço. O menor, mesmo surpreso, deu leves tapinhas em suas costas. 

- Bom dia. Não pensei que fosse te encontrar acordado a essa hora.

- Nem eu pensei que você acordaria tão cedo. E na verdade, como já vou embora essa tarde, quis aproveitar bem. Vou dar uma corrida na praia, dar um mergulho no mar, enfim. Só para dar uma relaxada. Quer vir? 

- Ah? Ah! Claro. Eu adoraria._ disse começando a engolir o café. 

- Não precisa correr, ainda são 7 horas e o pessoal chega às 10.

E assim, o arquiteto saboreou e café, e depois foi usufruir do paraíso particular do empresário. 

 

***

Donghae estava reunido na sala com o engenheiro civil, um arquiteto e o mestre de obras, já estavam engatados numa conversa que já durava 1 hora, quando Siwon, sem camisa e pingando pela casa, vinha com um celular na mão e um sorriso amarelo. 

- Desculpa atrapalhar a reunião, é que alguém quer falar com você Donghae. É a senhorita Victoria. 

- Ai meu Deus!_ sussurrou apavorado, tinha se distraído e desde a tarde anterior não tinha respondido ninguém._ Será que pode dizer a ela que retorno em 30 minutos? Já estamos acabando aqui. E desculpe atrapalhar seu nado sincronizado._ brincou, fazendo tanto Siwon, quando os outros homens da sala rirem. 

Donghae terminou a reunião, circulou pela casa com a equipe, parando para analisar cada mínimo detalhe, se despediu deles, e por último do Siwon, que cheio de pesar, também precisou partir, e só então, sentado de frente para o mar, ligou para a secretária.

- Vic? Me desculpe, esqueci de te avisar que cheguei bem, e ainda meu celular descarregou, acabei me distraindo, aqui é tão lindo que esqueci de tudo.

- Não é a Vic, é o Yesung. Pare o que está fazendo e volte para casa, agora.

Donghae, assustado, encerrou a ligação e desligou o celular.

Tinha visto mais de 30 chamadas perdidas do Yesung, mas não queria falar com ele, por isso tinha decidido ligar para Vic, e não para ele.

Voltou para a casa, pegou o notebook e sentou na varanda, ainda de frente para mar e começou a desenhar seus projetos, só assim não pensaria na ordem do Yesung.

Também não lembraria que estava sendo trocado, traído. Seria melhor passar esses dias longes, talvez assim  seu coração se esqueceria do Anjo do Demônio.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...