História The Devil Annihilators (Interativa) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Ação, Demonios, Luta
Visualizações 38
Palavras 1.124
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Luta, Magia, Mistério, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Canibalismo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - The Devil Annihilators (Interativa) - 01: A Escola


Autor: Aviso, essa história se passa num universo paralelo, e eu não quero rebaixar ou distorcer nenhum tipo de religião, eu estou colocando meu conhecimento sobre demônios e passando a vocês que estarão lendo esta fanfic, eu desejo uma ótima leitura.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Num dia chuvoso, havia uma menina na chuva, ela estava de capuz, seus cabelos eram negros e seus olhos eram vermelhos, sua expressão dizia que sofreu demais durante a infância, haviam também cortes em seus braços, mas só estavam as cicatrizes, Amon então se aproximou de Akari, quando ele se aproximou a garota olhou para ele com seus olhos que pareciam querer apenas a morte.
 

Amon: Akari, Akari Nishimiya, estou certo?

Akari: ......

Akari permanecia quieta sem falar nada, Amon então deu um sorriso psicopata, Akari olhou para Amon melhor, ela analisou seu corpo inteiro, no momento ela viu uma cicatriz grande no braço de Amon, ele contou como conseguiu essas cicatrizes para Akari.
 

Amon: Então, vamos?

Akari: Tudo bem, para onde vamos?

Amon: Para a escola.

Akari então vai junto de Amon até a uma escola, ela era pequena e confortava apenas uma certa quantia de pessoas, Akari então entrou na primeira sala que viu, e se sentou na ultima carteira, ela ficou esperando ali a um bom tempo, enquanto Amon estava a procura de mais jovens, ele então encontrou um rapaz, o rapaz parecia olhar para Amon, Amon não sabia quem era mas estava confiante de ser alguém que ele precisasse, ele então se aproximou.
 

Amon: Garoto, apresente-se

Hiroki: Me apresentar...é?

Hiroki estava com uma capa, suas mãos e cabeça estava cobertas apenas revelando o seu cabelo que no escuro não se via direito, mas dava para saber que era um tom vermelho, Hiroki então estava armado, com uma faca ele então perfurou Amon.
 

Hiroki: Prazer, sou Hiroki, o assassino.

Amon: Me desculpe rapaz, mas...é isso que tem?

Hiroki se assustou com Amon, pois enquanto ele falava ele estava rindo, ele não estava ligando nem um pouco para a dor, Amon então pegou Hiroki pela cabeça, e o jogou no chão, Amon então fez um círculo no chão, em seguida um pentagrama dentro dele, ele pegou seu sangue e o colocou no círculo, sendo assim se emergiu um tipo de demônio, tinha forma e corpo de mulher.
 

Succubus: O que deseja, mestre?

Amon: Me cure por favor...

Hiroki: Ei! está de brincadeira!? Succubus não curam!

Amon: E quem disse isso?

A Succubus então começou a beijar a parte que estava perfurada em Amon (Era a direita do pescoço) a Succubus lambia o sangue, o sangue então parou de sair, Amon então tira uma faca de seu bolso e mata a Succubus.
 

Hiroki: Você matou algo que te salvou.

Amon: Essas coisas enganam, quanto antes acabar com elas melhor. Creio que você já saiba então...

Amon deu um papel para Hiroki onde se localizava a escola, Hiroki não queria ir, mas ele sabia que algo haveria naquela escola e foi, ele mesmo chegou na sala e fingiu que não conhecesse Akari, ele também se sentou na ultima carteira e inclinou a cadeira e colocou seus pés na mesa e ficou ali. Amon estava a procura de muitos jovens, ele viu um jovem um tanto normal, Amon então se aproxima, o rapaz estava de costa, ele então se vira rapidamente.
 

Genjiro: Genjiro

Amon: Quem?

Genjiro: Eu, meu nome é Genjiro, está escrito aí, não é?

Amon: O que?

Amon estava com um papel de todos os nomes que ele estava procurando, também tinha a descrição de cada um, Genjiro parecia ter menos idade que Amon, mas...não era bem assim, Genjiro tinha 23 anos, um ano mais velho que Amon.
 

Genjiro: E aí, o que quer?

Amon: Venha comigo.

Genjiro: Beleza.

Amon: Mas assim do nada? Eu poderia ser um estuprador ou algo do tipo.

Genjiro: Melhor ainda! poderia me ensinar como vocês pegam as crianças rapidamente?

Amon então foi andando até a escola, Genjiro não parava de falar nem um pouco, no caminho Amon encontrou o resto do pessoal, Alexia, Kyoka, Lana e Ijepa, todos então chegaram na sala. Amon se sentou, ele para Genjiro ficar quieto, Genjiro até ficou mas...ele voltou a falar depois de um tempo, Amon não ligou muito para isso pois Genjiro estava falando baixo. Todos olhavam para Genjiro com olhares do tipo "que louco", "ele está falando com a parede"
 

Genjiro: Ah claro, como você está?

Hiroki então desinclinou a cadeira da parede e foi até a direção de Genjiro que estava na segunda carteira da direita (perto da parede), Hiroki então chega perto de Genjiro, ele coloca a mão de uma maneira forte no ombro de Genjiro.
 

Hiroki: Ei, cala essa boca, otário louco.

Genjiro: Otário? Seu pai vai bem?

Hiroki entendeu que Genjiro estava zombando com o pai de Hiroki, Genjiro não sabia que os pais de Hiroki haviam morrido, Hiroki então pegou Genjiro pelo pescoço, Amon só estava observando com um sorriso, todos estavam olhando para os dois, parecia que Genjiro estava numa enrascada. Lana então se levanta com muita raiva.
 

Lana: Chega vocês!

Amon: Ah, isso! Chega!

Hiroki então soltou Genjiro que estava sorrindo, Alexia então estava ouvindo musica em seu fone de ouvido, Amon então a chamou, porém ela não escutou. Amon se levanta da cadeira e vai até a mesa de Alexia, e fez um gesto com os dedos mandando-a tirar os fones, ela então tirou, e Amon voltou a sua mesa que estava a frente de todos.
 

Amon: Devem estar se perguntando por que trouxe vocês. Aqui vocês terão uma vida digna, irão morar aqui...creio que todos tiveram um passado horrível, por isso eu digo a vocês, está tudo bem, aqui...vocês irão dar o passo para matar todos os demônios!

Alexia então começou a rir, sua gargalhada estava alta demais. Alexia não acreditou em nenhuma palavra do que Amon disse, ela não parava de Gargalhar, até que ela parou mas era para dizer algo.
 

Alexia: Demônios? Aniquila-los? Para mim você só um louco e feio maltratado em algum lugar.

Amon: Sim, Alexia, Alexia Zandry certo? Seus pais eram exorcistas, você sempre foi briguenta, não confia em ninguém, por que iria ouvir uma resposta sua?

Alexia então ficou quieta, ela abaixou sua cabeça, pois Amon teria falado de seus pais adotivos, Alexia não confiava em ninguém, Amon então explicou tudo para eles, ele disse que a vida deles iriam ser arriscadas.
 

Pensamento de Alexia: Arriscadas? Sempre foi...

Amon: Agora iremos a um lugar especial...claro que não fica nessa escola, mas o lugar é um pouco maior que essa desgraça. Iremos para um tipo de lugar onde iremos testar suas vidas!  (Disse Amon rindo, que nem um psicopata) 

Genjiro: Ei, professor novinho! Vou conhecer a dona morte de novo?

Hiroki: Que babaca.


Notas Finais


Essa foi a apresentação do capitulo, me desculpem por não ter colocado todos os personagens (Estava sem tempo), eu já irei dizer a vocês, estou em semana de provas bimestrais (As mensais acabaram agora kkk), eu também ainda continuo estudando demonologia e indo a igreja as vezes, então provavelmente um capitulo irá vir entre 2 dias, qualquer critica, só postarem nos comentários (Eu acho que o cap ficou curto) PESSOAL, EU MUDEI O TITULO, EU ME CONFUNDI KKK


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...