História The Distance Over - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias João Guilherme Ávila, Thomaz Costa
Personagens João Guilherme Ávila, Thomaz Costa
Tags Amor Virtual, Camren, Drama, João Guilherme Ávila, Jomaz, Musical, Romance, Thomaz Costa, Yaio
Exibições 40
Palavras 1.403
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiie Amores!! Olha quem chegou....
Sei que sumi, mas foi pq estava muito ocupado e também sem criatividade. MASS VOLTEI ESTOU AQUI...
Esse cap ta demais, espero que vocês gostem... A trilha sonora é "Hello" da banda Evanescence!!


LEIAM AS NOTAS FINAIS!! Boa leitura.

Capítulo 8 - Olhos Esmeralda


Fanfic / Fanfiction The Distance Over - Capítulo 8 - Olhos Esmeralda

Acordei ofegante, e muito suado. Enquanto tentava acalmar minha respiração senti um braço passando pela minha cintura e me abraçando por trás.
-Ta tudo bem amor ?? - Thomaz sussurrou no meu ouvido me arrepiando.
-Tudo sim meu anjo - respondi virando de frente para ele e dando um selinho nele.
-Você estava bem agitado - Ele começou um cafune, enquanto eu me encaixava no peito dele - Pesadelo??
- Sim - me mantive quieto aproveitando o cafuné até cair no sono de novo.

    2 semanas depois


-Caralhoo Lauren, já tem 3 dias que você sumiu - gritei pro telefone - por favor quando você ouvir isso me liga!
    Deliguei e fiquei pensando em um modo de falar com ela, o sumiço dela não fazia sentido até porque ela não deixava o celular dela por mais de 5 minutos. De inicio eu só queria contar as novidades para ela e saber sobre ela, afinal nos sempre ficamos um do lado do outro para tudo. Quando eu me assumi, quando ela se assumiu, todas as frustrações, todas as decepções amorosas e até nossos atuais namoros NÃO PERA!! É ISSO.
    Peguei meu celular e liguei para a Camila.
-Alô - ouvi uma voz de sono e eu até sabia que já estava tarde, mas isso era necessário.
-Oii Camila - falei muito eufórico - Você sabe da Lauren?? - esperei um tempo e nada dela me responder - Por Favor Camila fala logo!
-Eu não sei de nada - dava para perceber que ela estava mentindo.
-HAAA QUE PORRA - comecei a gritar do nada - OKAY SE ELA NÃO QUER FALAR COMIGO TUDO BEM.
-João não é isso
-ENTÃO O QUE É??ELA SOME E SÓ VOCÊ SABE ONDE ELA ESTA? - continuei gritando - VOCÊ ACHA ISSO CERTO?? EU AQUI PREOCUPADO COM ELA E ELA ME IGNORANDO
       O Thomaz entrou no quarto e só isso para que eu percebesse que realmente estava falando alto.
-Que gritaria é essa João? - não pude deixar de perceber o quão lindo ele estava com aquela cara de sono - Com quem você está gritando?
-RESPONDE CAMILA!! ONDE A LAUREN SE ENFIOU - o Thomaz tomou o celular da minha mão e colocou no viva-voz - EU AINDA ESTOU ESPERANDO.
-Calma amor, caraca - ele me segurou e fez com que eu sentasse na cama.
-João a culpa não é minha - ela se mantinha calma - Ela pediu e eu estou obedecendo só isso.
-Okay então você fala pra vadia da Lauren...
-Amoor menos.
-Menos nada - olhei serio pro Thomaz - Se ela não quer falar comigo, ela que se exploda - o Thomaz começou a passar a mãe na minha cabeça tentando me acabar.
-Okay eu falo sim, mas você vai se arrepender de falar isso - ela desligou o telefone e só conseguia chorar.
-Calma bb - ele me puxou e eu deitei nas pernas dele - Ela deve estar com problemas serios.
-Esse é problema - ele começou um cafuné - Por que ela não está confiando em mim?
-Ela deve ter os motivos dela agora se acalma, Okay?
-Okay!
     Fiquei ali por horas sentindo o cafuné dele até nos deitarmos. Ficamos um de frente pro outro e eu me aconcheguei nele ate adormecer. 
      No dia seguinte durante o café da manhã tudo parecia correr bem, graças a Deus eu durmo no porão e ninguém ouviu meus gritos de madrugada. 
-Quando o Adão volta? - Thomaz perguntou
-Hoje mesmo Tom - era bonito ver a amizade entre minha mãe e o Thomaz - Pra falar a verdade ele já deve estar chegando.
-Eu achei estranho essa viagem dele de ultima hora - eu resmunguei e recebi olhares sérios - O que foi é só minha opinião, o Adão sempre foi transparente e do nada vem cheio de mistérios.
-Cala a boca João - minha irmã falou me assustando - Você é muito idiota.
-Pode parar - minha mãe alertou - Nem comecem.
-Okay né - falei levantando e indo pro jardim, o Thomaz me acompanhou e ficamos lá deitados na grama.
    Passamos horas lá no jardim, como de costume, apenas jogando conversa fora ou as vezes só olhando um pro outro. Sempre que podíamos aproveitávamos um tempo assim apenas trocando olhares.
-João corre tem uma surpresa pra você lá na sala - minha irmã gritava eufórica - E Thomaz o Adão chegou.
       Como assim o Adão chegou e trouxe uma surpresa pra mim?? Levantei e foi até a sala e quando cheguei meu coração gelou, eu não sabia se gritava, se corria e abraçava ela, se apenas ignorava por ainda está com raiva dela. Eu não acredito que era a Lauren mesmo na minha frente, a Lauren minha melhor amiga desde de que eu me entendo por gente, a pessoa que eu imaginei que só fosse ver daqui a alguns anos. Mas ela não parecia ser ela, os seus olhos esmeraldas pareciam perdido no mundo, eu via uma Lauren deprimida com direito a olheiras e alguns cortes no braço, ela me olhou e sem pensar duas vezes eu corri para abraçar ela. Foi tão confortante está de novo abraçado com ela, estar ali com a Lauren era um sonho que sinceramente eu ainda não acredito que esta se realizando.
-Meu amor eu senti tanto a sua falta - falei no ouvido dela - Não acredito que você está aqui comigo - e nessa hora ela apenas desabou, com a cabeça encostada no meu ombro ela começou a chorar e isso me causou um desespero enorme - O que houve Lauren? Por que você sumiu? - o choro dela estava partindo meu coração.
    Depois de muito tempo chorando no meu ombro ela simplesmente me olhou nos olhos e eu fui invadido pelo olhar dela, eu não pude acreditar que ela estava tão mal assim eu nunca tinha visto ela assim. Meu coração se partiu em mil pedaços só de ver a tristeza estampada no rosto da minha princesa.
-Vamos conversar em algum lugar - ela disse com a voz tremula e eu apenas sai arrastando ela pro jardim.
    Chegamos la e sentamos em um banco lado a lado, sem nem nos olharmos eu só sabia que ela precisava de mim.
-Okay agora me conta. O que aconteceu?? Por que você não me atendeu?? - virei para encara-lá - O que a Camila sabe que eu não sei??
-Aquieta o facho - ela disse emburrando minha cabeça.
-Senti falta disso, senti falta de você meu amor - eu segurei a mão dela e fixei meus olhos naquelas esmeraldas - Eu te amo tanto.
-Eu também te amo muito meu príncipe.
-Me conta o que ta acontecendo - ela respirou devagar e então começou.
-Depois que você foi embora eu meio que me afastei de tudo e de todos, nada lá fazia sentido sem você. Mesmo nos falando frequentemente eu sentia que nunca mais seria como antes e você estava tão feliz que eu preferi não incomodar.
-Owwwn meu amor - segurei o choro - Me desculpa por...
-Não tem que pedir desculpa meu amor, agora eu estou aqui com você - ele me olhou e sorriu.
-Falando nisso, como você veio pra cá??
-De avião né - nos rimos muito alto e só então eu percebi como era bom estar do lado dela - O Adão é meu pai e eu vim morar com ele.
     Juro que eu tive que me segurar para não cair, eu estava feliz por ter ela aqui e ao mesmo tempo tudo fez sentido. Eu finalmente conseguia compreender por que os olhos do Adão me lembrava alguém, e parando para pensar ele são muito parecidos.
-Aii meu Deus eu não acredito, vamos morar juntos - eu estava tão feliz, mas Lauren abaixou a cabeça e começou a chorar.
-Minha mãe morreu João.
     E foi nesse momento que eu senti meu mundo desabar mais uma vez, como assim morta?? Isso não pode ser real. Abracei a Lauren e fiquei lá por horas alisando a cabeça dela, sem poder no crer no que estava acontecendo.
   A Tia Marta, como eu gostava de chamar ela, era como uma mãe pra mim, desde que eu conheci a Lauren e comecei a frequentar a casa dela, eu conheci melhor a mãe dela que era uma mulher muito guerreira, brincalhona, que sempre fez questão de me chamar de filho e agora do nada ele se foi.


Notas Finais


Aeeee Gente eu estou tão feliz de enfim conseguir postar Cap novo.Espero que vocês tenham gostado cap e vou tentar postar o próximo o mais rápido possivel...
Sobre essa fanfic só posso dizer: ME AGUARDEM!! Essa historia vai ficar melhor que novela mexicana.


Gente eu estou querendo escrever outra Fanfic, dessa vez o casal vai ser o Justin Bieber com o Shawn Mendes...Comentem ai embaixo se vocês leriam, se gostaram do casal e se não gostaram me deem sugestões!! A opinião de vocês é muito impostante pra mim.

Já falei de mais então Tchau e até o próximo cap!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...