História The dream of my life. - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki
Tags Dark, Hentai, Naruto, Romance
Exibições 330
Palavras 4.702
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shounen, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 26 - Monstro.


Naruto estava com doze anos agora, seu clã havia crescido muito e ultrapassado todos de konoha, havia mais de mil ninjas sobre seu comando, esses foram treinados e ainda são treinados por Naruto diariamente, eram Shinobis competentes e extremamente fortes, capazes de executarem missões rank s sem problemas, seus comércios no clã ganharam potencia na exportação e importação de produtos assim vendia muito gerando grande renda a todos do clã e a ele mesmo é claro, as centenas de missões apenas aumentavam e os negócios cresciam a cada dia, seu hitayate negro era temido, diziam que quando o viam o furacão negro varreria a todos os matando, não era mentira, seus Shinobis eram selvagens em missões e lutavam de forma assombrosa, Naruto os treinou para serem seus braços e pernas e eles executavam as missões com perfeição, mesmo os gennins de seu clã lutavam com fúria, sua casa recebera o símbolo do furacão nos portões de entrada, Naruto a aumentara, assim como aumentou a todo o clã, montou a guarda com Shinobis, uma Anbu própria, mednins no hospital, Jounnins com time de gennins e professores na academia, havia Shinobis em todas as funções disponíveis na vila, agora deixava apenas alguns poucos clones com mais chacra para ajuda ló no escritório com o serviço burocrático e no treinamento de Shinobis que nunca parava, oito deles ficavam espalhados pela vila na ausência de Naruto, ficavam alertas com todo o clã, hoje ele estava ausente do mesmo, Hatori Hanzo solicitou sua presença, fez muitas missões em nome de Hanzo, crescera muito media um metro e sessenta, sua musculatura acompanhou o crescimento do corpo, sua mente havia evoluído exponencialmente e agora possuía noção de tudo, havia perdido a inocência em certos assuntos, isso o fez ser um ninja melhor, um assassino melhor, com sentidos aguçados e inteligência superior, agora no presente estava sentado de frente ao homem nobre, conversando serio enquanto as princesas no palácio suspiravam com a imagem de Naruto.

- tem certeza que já vai voltar Kuroshi. (perguntou Hanzo pela terceira vez, ele não chamava mais pelo nome quando estavam de mascara, suas missões Anbus se tornaram totalmente sigilosas, a descrição foi tanta que conta se nos dedos quantos sabiam de seu cargo na Anbu, ele se tornara o mais forte Anbu registrado, possuía centenas de missões de classe s e ss feitas, sim ss eram as missões que classificavam como risco extremo a um pais, não se movia mais com um esquadrão em missões de konoha, seu time fora integrada na Anbu do clã e ele fazia suas missões sozinhas com Byakko, esse mudava a aparência quando Naruto colocava a mascara, a cor do seu corpo, as formas da listra e olhos mudavam, ele se tornava negro rajado de branco e com olhos azuis, os ninjas pensaram ser o animal do líder do clã Namikaze, mas eram diferentes, assim acreditaram que por ser um tigre existiam dois diferentes, fora que o ninja que era Anbu era diferente do líder do clã Namikaze, ele possuía olhos vermelhos intensos e cabelos negros e não azuis e cabelos loiros, não era henge eles sabiam e por isso acreditavam serem pessoas diferentes com o mesmo tipo de animal).

- acabei as missões Hanzo sân. (seus olhos sérios, ao seu lado a mascara vermelha que cobria da boca ao nariz deixando somente seus olhos a mostra).

- fez tanto por mim meu amigo e nada pedira em troca. (suspirando).

- mesmo não pedindo nada, depositou fortunas na minha conta. (sorrindo para o homem, havia se tornado amigo leal de Hanzo e o mesmo retribuiu sua confiança).

- dinheiro não é nada, ouro também não... (pegando na mão de Naruto o olhando serio)... Fique com um de meus palácios Kuroshi, escolha algumas princesas para se casar, você têm admiradoras à vontade, torne se um nobre ao meu lado. (esperançoso).

- admiro sua amizade e as princesas são lindas... (olhando além três jovens de quatorze anos, essas o secavam)... Mas realmente não penso em me tornar um nobre.

- eu entendo Anbu Kuroshi... (suspirando derrotado)... Sabe que poderá contar comigo totalmente mesmo não estando sobre meu teto, o que fez durante esses anos não tem valor.

- agradeço mais uma vez pela confiança em mim depositada e estarei sempre à disposição para ajudar um amigo. (se curvando brevemente).

- tem livre acesso a minha casa, todos aqui prezam por você e minha oferta valera para sempre, se mudar de ideia me fale meu amigo. (se levantando).

- todos me trataram muito bem... (acenou um tchau para as princesas e essas suspiraram triste, Naruto acenou um tchau e sorriu para elas e essas suspirarão)... Sentirei falta de todos.

- você serviu a muitos dos nobres que conheço, todos são extremamente gratos pelo que fez não nos hesite em pedir o que quiser. (acompanhando Naruto para o portão enorme do palácio).

- sou um ninja e meus serviços foram pagos além do valor merecido. (todos pagavam fortunas pelos serviços que Naruto prestou ao longo dos anos).

- dinheiro não e nada para nenhum de nos... (chegando ao exterior)... Se cuide, estaremos aqui, todos que você ajudou, iremos ajuda ló em tudo que quiser.

- agradeço... (colocando a mascara e checando para ver se nada esquecera)... Estarei alerta, se descobrir mais alguma coisa que envolva você, sua família ou os outros nobres, entrarei em contato imediatamente para informar e ajuda lós.

- chamaremos o se precisarmos... (Naruto apertou sua mão e se virou)... Ate Kuroshi kun. (Naruto gargalhou e Hanzo fez o mesmo, logo pulou e sumiu pelo caminho). Na fronteira dos pais do fogo com a vila da montanha se encontrava três ninjas machucados e a frente deles três ninjas em pé e cinco aparentemente mortos, um embate havia sido travado depois da emboscada sofrida, os feridos deram cabo de cinco deles, mas machucados foram derrotados pelos três restantes, estavam um perto do outro e esperavam somente a morte.

- deram trabalho. (comentou o ninja friamente).

- são de konoha afinal. (seus olhos brilhavam para mata lós).

- perdemos cinco dos nossos. (dando de ombros).

- falam demais. (comentou o ninja de olhos perolados). Os três à frente sorriram sinistros, os ninjas de konoha pensaram em suas vidas e esperaram, mas algo caiu e ficou ao lado daqueles três ninjas, os de konoha o olharam o avaliando, o homem de cabelos negros de mascara carmesim e luvas com protetores de aço com gravuras, seus dedos a mostra, o colete preto com o símbolo shi em um único kanji pequeno do lado direito, a camisa branca por baixo, a calca negra com redemoinhos brancos ao lado e sandálias preta, companheiros daqueles três pensaram, o ninja estava do lado dos três e não estava em guarda os olhando;

- quem é você maldito. (passou o susto inicial, então não era companheiros dele pensaram o ninja, mas ainda assim aquele homem passava intimidação, seus olhos vermelhos estreitos e sérios, sua mascara que mais lembrava sangue e suas roupas e tamanho, seu corpo era enorme pensaram os ninjas de konoha, suas mãos grandes ao lado do corpo enquanto os analisavam o intimidavam).

- me conhecem talvez por Kuroshi... (ignorando o espanto dos três ninjas)... Vão mata lós. (aqueles são ninjas de konoha e aqueles olhos, aquele hyuuga.).

- morte negra... (se afastou)... O que faz aqui. (o soar do nome o fez tremer).

- não interessa quem ele seja. (avançou e atacou, o mesmo levantou a mão e laminas de vento saiu dela cortando o ninja o retalhando, o corpo caiu sem vida).

- porque esta os defendendo. (perguntou o segundo em guarda, Naruto se virou e os olhou).

- tenho perguntas... (caminhando em direção aos dois restantes)... Eles irão me responder. (o segundo ninja juntou as mãos e fez selos, mas quando ia soltar o jutsu Kuroshi o segurou e o prensou no solo pelo pescoço, o ninja se debateu e desmaiou, Kuroshi se levantou e seguiu para o terceiro sorrindo sinistro, esse tremeu e avançou dando socos, Kuroshi desviou e revidou, a rajada de punho fechado ultrapassou o estomago do ninja e esse cambaleou, Kuroshi ficou olhando o sem ar e com olhos arregalados, o ninja se se encostou a ele e deslizou desmaiando).

- agora vocês... (a morena de coques se encolheu)... Kuroshi se abaixou e analisou cada um demorado... (Neji foi puxado pelas pernas e iria se levantar, mas uma mão em sua testa brilhando o impediu)... Fique imóvel, ira doer. (soltou a mão da testa e olhou Neji nos olhos).

- ira me matar e quer que fique quieto. (irritado).

- quem vai matar vocês, acabei de protege lós. (dando de ombros).

- você falou agora vocês. (Lee comentou com dor).

- não no sentido de mata lós... (abrindo o kimono deixando Neji com o peito e barriga a mostra)... Esse corte foi muito fundo, você será o primeiro a morrer se eu não o fechar. (e para a surpresa de Neji encostou a mão no corte o diminuindo, a ardência cessou e Neji relaxou respirando melhor).

- obrigado pela ajuda... (Neji falou com dificuldade pela dor sentida)... Escutamos sobre você.

- muitos escutaram, e não há de que. (se aproximou de Lee e curou um corte profundo na perna, sua calca foi rasgada acima da cocha e Kuroshi estancou o mesmo).

- somos agradecidos, mas porque nos ajudou. (ainda não se movia, mas estava se sentindo melhor).

- senti cheiro de sangue e chacra a alguns quilômetros daqui e vim verificar, eu já estava aqui e não iria deixar vocês morrerem, como já disse tenho perguntas a fazer. (se aproximou de tenten e a mesma arregalou os olhos quando se abaixou).

- não precisa me curar. (com o rosto vermelho, Kuroshi olhou a mesma se abraçando em um gesto de proteção, já sabia onde a garota estava machucada).

- vou levar a garota para mais ao fundo, ela esta machucada em lugares que não deseja mostrar... (Lee e Neji assentiram envergonhados, Naruto pegou tenten no colo com facilidade e andou mesmo sobre protesto a descendo depois de alguns metros escondida)... Não vou forca lá, mas olhe... (apontando a blusa e calca da mesma, estavam ensopadas de sangue)... Você não ira aguentar ate acharmos uma Kunoichi para trata lá, morrera de sangramento antes de acharmos.

- o ninja que matei me acertou em baixo do seio e na parte interna da perna. (de cabeça baixa).

- foi fundo demais, acertou algumas veias e o ferimento esta muito aberto, não acertou a veia do coração, mas esse sangue esta saindo bastante... (paciente)... Você escolhe. (tenten ruborizou e assentiu Kuroshi a deitou e subiu a blusa a deixando com os seios expostos.).

- faca rápido, por favor. (roxa de vergonha).

- seu nome... (Tenten falou)... Olhe-me... (a mesma abriu os olhos e Kuroshi a olhava serio, de modo profissional)... Ira doer ate que eu feche, aguente parada... (tenten assentiu e Naruto pegou em seu seio o levantando, a mão dele cobriu o parcialmente, era grande pensou, mas não deixou demonstrar malicia, a outra mão brilhava em tom verde amenizando o corte, a garota mordeu os lábios de dor e após alguns poucos minutos relaxou)... Eu o fechei... (abaixou a blusa da mesma não olhando diretamente o seio)... Agora da sua perna... (cortou a calca ate a virilha deixando sua perna livre e a roupa intima dela, era rosa e sensual, mas estava com sangue e Naruto franziu o cenho)... Você se moveu muito após ser ferida aqui. (a olhando, a Kunoichi esquecera a vergonha quando respondeu).

- sim, a luta ainda teve alguns golpes. (olhando o nos olhos).

- foi uma foice... (a garota assentiu)... Cortou sua virilha ate em cima e quase a lamina subiu quando foi puxada para fora, cortou um pouco dos lados.

- eu estava no ar, ela pegou de lado, era foice com corrente e antes que eu tirasse ele puxou... Machucou-me lá, esta muito feio. (perguntou preocupada, Naruto a olhou interrogativo e a garota corou de vergonha).

- não, tomarei cuidado e você não ficara com marcas... (rasgando a calcinha)... Sua... (pensou melhor e encostou a mão com chacra fechando o corte, tenten gemeu de dor e apertou seu braço e logo relaxou suada)... Tem uma calca reserva. (tentou se levantar e gemeu de dor).

- não se mexa por enquanto, onde esta... (tenten tirou um pergaminho e passou sangue retirando a calca, Kuroshi cortou o restante da roupa e a vestiu e logo a ajudou a se levantar apoiada nele)... Você ficara bem logo.

- estou morrendo de vergonha, você me viu totalmente nua. (vermelha).

- esqueça isso, sua vida estava em risco e nunca irei falar sobre o que vi a ninguém. (tenten agradeceu e Naruto a carregou ate Neji e Lee, esses estavam sentados apoiados com as costas).

- ela esta bem Kuroshi sân. (Lee perguntou preocupado, Neji aguardava a resposta também).

- agora esta, ela estava com um corte grande na coxa direita então rasguei a calca dela para curar, ela se vestiu depois de curada. (respondeu serio, Neji e Lee assentiram sem desconfiar, tenten balançou a cabeça e Kuroshi permaneceu serio por trás da mascara).

- como vamos voltar para konoha. (perguntou tenten se encostando).

- a missão de vocês esta completa. (olhando os três desmaiados).

- sim, fomos emboscados na volta. (Neji respondeu com o pergaminho na mão).

- entendo... (olhando duas correntes de ferro, as pegou e passou chacra jogou as em cima dos dois ninjas e as mesmas se enrolaram os prendendo, Naruto esticou um pergaminho e selaram os dois vivos e os seis mortos)... Levarei os. (Byakko pulou da arvore que estava causando um estrondo, ele estava na forma grande).

- esse tigre... (eles estavam surpresos)... Você é o Anbu que todos falam.

- é mesmo... (a bandana de konoha estava no bolso, esqueci-me de coloca lá, amarrei a no braço direito)... Isso deve amenizar suas duvidas.

- quase ninguém o vê. (a morena de coques me falou).

- hum... (o Lee, tudo bem, mas esse dois, acho que não posso deixa lós morrer, são de konoha afinal)... Muitos me veem, mas mato a maioria... (Byakko deitou e peguei tenten no colo, ela ficara vermelha e tentou tocar na minha mascara porem ela fumaçou ao toque a assustando, sentei ha em Byakko)... Não pode tocar na mascara. (ela se desculpara envergonhada, parecem ter mudado).

- você é de konoha... (ele não perguntara)... A outro tigre em konoha, um branco. (Lee falou olhando Byakko ajudei o a se levantar e subir).

- o do líder do clã Namikaze... (ajudei neji)... Sou de konoha, claro que saberia haver outro.

- não são os mesmos Kuroshi sân. (neji perguntou desconfiado).

- o meu é mais forte... (falei confiante, ele me analisara)... E muito mais veloz. (Byakko ativou as proteções e os amarrou, logo disparara forte).

- você é assustador... (tenten foi quem falara)... E esse tigre é veloz demais. (Byakko rugiu forte).

- não são os mesmos, não vejo resquícios de henge. (neji estava com o byakugan ativo).

- tigres são animais de kuchyose também, não existem apenas dois no mundo ninja... (falei serio)... Não vê henge porque não estou usando. (ele suspirou e afirmou).

- mas quem ia imaginar que você também era de konoha. (Lee falou).

- sou um Anbu, se todos me vissem toda hora iria significar que não sou um bom ninja. (eles pensaram e vi em seus rostos que o que falei fazia total sentido a eles, permaneci quieto, Byakko chegaria a konoha em minutos). No escritório Hokage estava uma mulher loira de olhos cor de mel e seios fartos e uma morena de cabelos castanhos e olhos escuros, essa segurava uma porquinha nos braços, além delas estavam à guarda pessoal e o Hokage sentado em sua mesa, conversava de forma animada até que Byakko pousou fazendo o prédio tremer, vi os abrirem a porta para o terraço indo verificar o que acontecia.

- (vejo que o Hokage estava com visitas). Pensei enquanto Byakko se abaixava para os três descerem, eles se aproximaram calmos, sentia que aquela mulher possuía bastante chacra.

- esse é o famoso Anbu que escutei em minhas viagens. (notei um tom de deboche, mas resolvi ignorar, não conhecia aquela pessoa, mas meu descaso parece ter atingido ela, senti sua intenção assassina e ao me virar vi a acima descendo com o punho carregado de chacra, a forte intenção me fez reagir automático e liberei saki rivalizando ao dela, senti o chacra de Kakashi se aproximar, mas Byakko reagiu quando pensei em pará-lo, os ninjas de konoha caíram quando ele cortou de forma rápida a distancia ate o Anbu, ele disparara com chacra e derrubou todos no caminho quando bateu neles com o corpo, ele o mordera no ombro e descarregou raiton, senti seu chacra diminuir o ritmo e parar, ele desmaiara, minhas pernas já estavam com chacra e não fora difícil ficar de frente ao seu rosto, ela me olhara surpresa).

- (iria testar ele, mas ao liberar intenção assassina e pular vi ele se virar rápido demais e se curvar, Kakashi sabia de algo que eu não avaliara ao tentar testa ló, vi o se mover veloz até o Anbu que chamam de Kuroshi, mas seu tigre que estava atrás dele disparou fazendo as pedras voarem, ele cortara a distancia até Kakashi e no caminho derrubou Anko, o Hokage e Itachi os lançando para trás sem controle, o tigre mordera Kakashi no ombro e o mesmo iluminara, ele foi eletrocutado por aquele monstro enorme, ao olhar Kuroshi o vi próximo demais do meu rosto, não pude segui ló com os olhos, ele atravessara a distancia entre nos rápido demais e agora no ar encarava aqueles olhos vermelhos sangue, sua mascara fumaçava e pude ver a morte que teria, senti um impacto forte no estomago e tive a impressão que ele havia atravessado meu corpo o ar faltara e me senti tonta, logo veio à dor e outro impacto, meu corpo parecia que estava sendo rasgado e eu lutava para buscar ar, eu senti o solo e novamente dor, eu lutava para respirar, mas a dor era sufocante, lembro-me de sentir um gosto metálico e logo vomitei).

- (ela me olhava nos olhos, sua intenção assassina ainda cobria grande parte da área, eu concentrei chacra e soquei uma vez seu estomago, meu punho brilhava por tanto chacra e logo esse a atravessou, ela sentira o golpe, soquei a de novo fortemente e vi seus olhos perderem o foco, ela amolecera e cairá no chão sem controle, ela gemia e tentava recuperar o folego e logo vomitara sangue, avariei alguns órgãos dela, mas ela demoraria alguns minutos para morrer, assim concentrei mais chacra no punho e andei até ela, escutei Itachi gritar).

- ela é ninja de konoha Kuroshi. (virei e olhei o assustado, ele estava tentando levantar, Byakko os atingiu com chacra, não estavam feridos gravemente, mas estavam desnorteados pelo raiton).

- não conheço essa mulher... (a distancia até ela foi cortada em milésimos de segundos, virei a de frente e pude ver o sangue escorrendo e ela com lagrimas nos olhos sem ar, sua boca estava cheia de sangue)... Ela não tem bandana e nunca a senti em konoha... (já havia cortado a blusa ao meio e iniciado o tratamento)... Como ela me ataca com saki... (furei seu pulmão e tirei o sangue que se acumulara, curei o com urgência e pude vê lá respirar)... Não sei quem ela é como puderam deixa lá me atacar desse modo... (eu estava em fúria, ataquei para matar uma mulher e agora estou aqui operando a tentando salva lá, seu chacra estava baixo, ela se esgotara tentando respirar usava as duas mãos recuperando os órgãos, mas ela precisava de chacra para me ajudar)... Alguém sabe doar chacra. (olhei o urgente, aquela mulher iria morrer se não recebesse chacra).

- eu sei... (a morena com a porquinha falou com pavor, ela viera correndo e tocou a testa da mulher loira, logo liberou chacra, ela não doara o suficiente e não tinha forca nenhuma, o chacra não circulava)... É o mais forte que consigo.

- não é o suficiente... (minhas mãos estavam no estomago, não podia parar, abaixei o corpo)... Tirem minha mascara, rápido, vai queimar sua mão... (Itachi correu até mim e puxou a mascara de forma veloz, vi o fechar os olhos com dor, minha mascara queimava quando a seguravam e não era nada indolor, ela evaporara no ar, terminei de baixar meu corpo e encostei minha boca a dela, o chacra vazou e começou a entrar por ela, eles podiam ver o quanto e o quão veloz entrava no corpo dela, com o chacra circulando pela rede e sendo inserido por fora pude remendar todos os órgãos)... Não restam danos, limpe a e coloque outra blusa, ela não gostara de acordar e se ver assim. (olhei a morena que estava com lagrimas).

- ela vai ficar bem Kuroshi. (Itachi me perguntou com urgência).

- sim... (andei até Kakashi e curei os danos da mordida, usei chacra e despertei o)... Você esta bem, as mordidas foram leve, o raiton te desmaiou.

- obrigado. (ele pedira, achei que ele estaria nervoso por Byakko morde ló).

- não precisa realmente pedir... (ele nada falou, fui até Itachi e peguei sua mão a olhando)... Devia ter apenas arrancado e não segura lá. (curando sua mão que estava em carne viva, refazer o tecido demorava alguns minutos e doía).

- não pensei que queimaria tanto. (ele aguentava firme a dor, logo terminei).

- novo em folha... (estávamos perto da mulher, à morena tinha limpado e vestido outra blusa nela)... Agora me expliquem como deixaram uma mulher sem bandana e desconhecida me atacar com saki... (eles olharão para mim)... Sabem quantos ataques desse sofro quando estou em missão, ninguém deveria ser idiota o suficiente para deixar uma kunoichi de konoha atacar alguém assim, ela não viu minha bandana, não viu que estava salvando aqueles três... (apontei os Shinobis que estavam sentados, eles estavam esgotados da luta que tiveram)... Considerei a inimiga, com tantos indícios que sou de konoha, ela não pode ter me confundido com inimigo e me atacado.

- me desculpe Kuroshi... (o Hokage pedira)... Ela é tempestuosa, não imaginávamos que ela tentaria te testar assim, sabemos que não tinha como saber que ela não era inimiga, agradeço por te lá salvado. (ele estava preocupado com ela).

- na próxima grite suas intenções Kakashi, cheguei de missão agora e não sei o que esta havendo, sou atacado e você vem contra mim sem falar nada, pense na situação antes de correr.

- desculpe, agi por impulso, sei que pensou estar sendo atacado. (ele colocara a mão atrás da cabeça sem graça, ele estava arrependido, o Hokage e seus conselheiros se tornaram mais sábios nesses anos, conseguiram fazer tratados e prosperaram em konoha).

- me desculpo também, devia ter tentado incapacita lá... (lembrando)... Não daria certo, ela vinha com bastante chacra concentrado, quem é essa mulher.

- antes disso... (a morena me chamou)... Ela vai ficar bem, ela não acorda. (ela estava angustiada).

- ela não perdeu muito sangue... (me abaixei e liberei chacra, ele a invadira e a mesma despertou respirando fundo, olhava para os lados assustada, me afastei um pouco e fui ate o ninja que estava sentado)... Já aguentam andar. (ajudei os três a se levantarem, eles me entregarão o pergaminho e sairão meio zonzos). O Hokage estava conversando com a mulher loira quando me aproximei.

- te despertou com chacra há pouco. (ele terminara a historia, ela olhava meus olhos vermelhos pensativos, ainda via medo em seus olhos, à sensação que sentiu não fugira ainda).

- acho que a irresponsabilidade foi minha... (ela tocou o estomago)... Você rompeu meus órgãos e pulmão, não conseguia respirar e não pude ativar o byakugou. (ela tocou a testa).

- usa esse chacra concentrada nessa marca para cura. (perguntei serio).

- é ainda mais impressionante do que ouvi... (ela falou surpresa)... Como soube.

- seu chacra se move intenso, mas tem propriedades de cura... (olhei ha)... Também sei que usa chacra para parecer mais nova do que é, sinto o espalhado pelo seu corpo fora da rede, o chacra que estava na sua rede se esgotou com os danos que tomou você não iria conseguir acessa ló estando em pânico pela dor que sentia não conseguindo respirar.

- quantos anos você tem. (ela me perguntara).

- tenho doze. (respondi natural).

- o que anda comendo garoto. (ela não acreditara, eu era alto para a idade e meu corpo forte pelo treinamento ninja).

- diariamente ou minha dieta especial você fala... (eles me olharão surpresos)... Estou brincando, tome o pergaminho da missão daqueles Shinobis Hokage... (entreguei ao mesmo e tirei o outro com os mortos e reféns)... Chame os Anbus. (liberei os oito no telhado, os Anbus pegaram os e levaram para o hospital e interrogatórios).

- o que houve na missão deles e como os achou. (Kakashi perguntou).

- senti cheiro de sangue e três chacra fraco, conhecia os levemente e fui olhar o que estava havendo, os três estavam para morrer, mas eles derrotarão os cinco que estão mortos, foram emboscado depois de recuperarem o pergaminho. (falei sem interesse, Byakko estava ao meu lado).

- e sua missão Anbu Kuroshi. (o Hokage perguntara).

- esta completa demorou por fazer algumas a mais junto... (entreguei o relatório para o Hokage e dei um pergaminho para Itachi, toquei sua mão e fixei meu chacra nela)... Aconselho a liberar esse pergaminho no necrotério, depois me devolva o pergaminho Itachi. (ele concordou).

- matou todos os mercenários. (o Hokage lia o relatório que dei a ele).

- foi o que especificava a missão que passou para mim, se queria os vivos devia ter falado.

- a missão era assassinato mesmo... (ele suspirou)... Apenas não queria que matasse todos os cem, mas sei que seguiu a missão, não tínhamos o que fazer. (a loira e a morena ficarão surpresas com os números de morte).

- não mato por prazer Hokage... (ele me olhara)... Matei os cem mesmo, mas eles eram desprezíveis, seus olhos e chacras eram distorcidos, eles não se arrependeram de ter torturado e matado tantos inocentes... (pensei)... Não iria perdoa lós de qualquer modo.

- me sinto melhor sabendo que era o que falava no pedido. (ele falou).

- me chame se houver missões. (ele assentiu e sumi em um criptar de raios).

- fui quase morta e salva por uma criança... (suspirando)... Ele não parece uma, seu corpo possui músculos e é alto, mas aqueles olhos vermelhos e intenção assassina não podem existir uma criança daquele jeito. (a loira falava pensativa, estava de pé ainda no terraço.).

- ele entrou na Anbu com nove tsunade... (ele estreitou os olhos)... Desde então tem feitos missões rank s uma apos a outra, quando fez dez anos já era solicitado para resolver crises de países, missões com altos riscos de morte, centenas de inimigos, eram as ocultas missões ss.

- existem monstros como ele no mundo ninja. (ela suspirou derrotada, foi pega de surpresa pela velocidade e forca, tratou o de modo leviano, mas mesmo em um combate direto seria impossível ganhar dele, não importava quantas vezes podia se regenerar, aquele garoto iria estraçalha lá, agradeceu mentalmente por ele ser de konoha, te ló como inimigo seria terrível).

- você esta bem para andar, preciso leva lá ao clã Namikaze agora. (o Hokage falou).

- irei ao necrotério, encontro os no caminho. (Itachi falara já sumindo em um sunshin).

- odeio admitir, mas ele fez um excelente trabalho... (pôs a mão no estomago)... O chacra dele ainda esta circulando dentro de mim... (ela concentrou chacra no punho e ele estava três vezes mais forte)... Deu-me tanto chacra que ainda não acredito.

- não te contei antes, mas ele passou o chacra para você a beijando na boca. (o Hokage riu da cara surpresa dela).

- não sou uma menininha para ficar envergonhada... (seu rosto ainda assim ficou vermelho)... Vamos logo ao clã Namikaze, fiquei sabendo que é outra criança também. (ela saiu apressada e os dois homens suspiraram, aquela mulher morena a seguia). 


Notas Finais


mais um.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...