História The Empire's Umbrella - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Resident Evil
Personagens Ada Wong, Albert Wesker, Chris Redfield, Claire Redfield, Derek C. Simmons, Excella Gionne, Ingrid Hunnigan, Jake Muller, Jill Valentine, Leon Scott Kennedy, Ozwell E. Spencer, Personagens Originais, Piers Nivans, Sherry Birkin, Steve Burnside
Tags Ada Wong, Leon S Kennedy, Resident Evil, Umbrella
Exibições 33
Palavras 679
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Policial, Romance e Novela, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltei povo :3

Capítulo 3 - Treta, treta e mais treta...


Fanfic / Fanfiction The Empire's Umbrella - Capítulo 3 - Treta, treta e mais treta...

EUA - Nova York       3:00 PM
 
       Apesar da tia Clarie e do tio Steve não serem tios de sangue, são os melhores tios que eu poderia ter, não os troco por nada, nem por Toddynho.
      Após sei lá quanto tempo, tio Steve teve a brilhante ideia de nos treinar.
         - Eu acho que vocês estão muito mortinhos.
         - Eu to ótima, tio. - Eu disse tentando um drift pra sair desse assunto, mas sou péssima de drift.
         - Eu concordo tio, já apoio um treinamento militar e coisa e tals. - James é um bocudo, eu só conseguia pensar em enfiar aquele bife gigante que estava no prato dele, goela a baixo, pra ele parar de falar.
        - James querido, cala a boquinha cala, fica na sua. - Disse isso pra não matar ele.
        - Pai, no que você está pensando? - Ivy perguntou, sempre com seu jeitinho amável porém sério.
       - Nada de mais, minha pequena. Só um treinamento pra vocês três. - Meu tio tá louco, não é possível. Tudo bem que eu sempre quis atirar e ter minha própria arma, mas não creio que meu tio seja o melhor professor pra isso.
       - Tio, você tá louco? - Perguntei usando meu sarcasmo clássico, de novo.
       - Não to louco. To até pensando em chamar seu tio Chris pra me ajudar. Ele sempre quis que vocês fossem mais preparados pra vida e coisa e tal, papo de militar. - Meu tio disse em tom de brincadeira enquanto todos o encaravam sérios.
       - Steve! - Minha tia deu soco de leve no braço dele.
       - O que foi, princesa Clarie? - Meu tio ta mesmo usando esse apelido de 300 anos atrás? Até que é fofinho. Affs, o que eu to falando? Voltando pra treta...
       - Eu topo tio. - James foi o primeiro a se candidatar, é claro.
       - Pai, eu tenho outra opção? - Que esperança é essa Ivy?
       - Não, a senhorita vai fazer esse treinamento. - Eu já sabia que ele ia dizer isso, meu tio é um teimoso de primeiro, meu deos.
       - Eu topo, com uma condição... - Vocês estão preparados pra minha condição? Eu acho que não.
       - Quero ter minha própria arma. - Bang! Na sua cara.
       - Claro!
       - Que não!
     Meu tio e meu pai disseram quase ao mesmo tempo.
       - Pai, eu vou fazer 18 anos, acho muito justo. - To tenta do argumentar aqui.
       - Não! - Meu pai é mais teimoso que meu tio, não é possível!
       - Qual é Leon, ela tá certa. - Obrigada tio, já disse que te amo?
       - Você pode ter sua própria arma se... - Meu falou deixando um suspense no ar.
       - Se... - Eu continuei curiosa.
       - Se você se sair bem nesse "treinamento" e mostrar que tá preparada pra ter sua própria arma, você pode ter a sua, a que você quiser. - Meu pai falou isso mesmo? Sério mesmo?
       - Pode ser uma bazuca? - Fiz a pergunta, mas é só uma piadinha.
       - Já tá abusando Makenzy... - Papai disse cortando meu barato.
       - Eu estava brincando. - Disse, e todos rimos. 
       - Se a Makenzy pode ter uma arma, eu também quero. - Disse James revoltado, como sempre.
       - Você também terá a sua, se provar o mesmo que sua irmã. - Disse meu pai, sendo compreensivo.
       - Então quero todos vocês prontos amanhã, bem cedo. Vou chamar o titio Chris. - Meu tio Steve é o melhor, meu G-Zuis do céu. Tia Clarie não disse nada a treta inteira.
       - Tia? Tá tudo bem? - Perguntei pra aliviar o clima depois dessa história de "treinamento".
       - Está sim, meu amor. Só estou analisando a bosta que vai dar essa história de treinamento. - Tia Clarie me representa sempre. Olhamos um para o outro e caímos na gargalhada.


Notas Finais


Espero tenham gostado, até o próximo Cap. ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...