História The End - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Apocalipse, Death Fic, Fim Do Mundo, Gore, Mortes, Sobrevivencia, Zumbi
Visualizações 10
Palavras 875
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Nada como escrever para fantasmas...Sim eu sei que esta uma merda, mas isso e a tentativa de um REBOOT de uma historia antiga.

Capítulo 2 - Capitulo 2


Manha de 03 de agosto de 2016 9h45min.

Sala De Artes 2º Andar

Leony corre para a sala de aula desesperado e derruba o armário contra a porta impedindo de ser aberta.

Andy- Para que colocar o armário? Estas portas só abrem pelo lado de dentro das salas.

Leony- Melhor prevenir. Não se sabe se estas coisas conseguem abrir portas ou quebra-las.

Andy- Tem razão, mas o que são estas coisas? Elas apareceram do nada e invadiram a escola.

Leony- Acho que eles já estão mortos Andy... Então acho que vou chamar de mortos-vivos, pois de certa forma ainda continuam vivas.

Andy- Mortos-vivos? Serio... Isso parece nome de filme dos anos 50... Mas pelo menos temos um nome,  porem como elas se espalharam tão rápido? Sera que a Lindsey estava certa?

Leony fica pensativo por alguns segundos enquanto socos eram direcionados contra a porta.

Leony- Não faço ideia, mas se for verdade... E uma contaminação extremamente rápida, e pelo visto são resistentes para caralho. O Crish foi um exemplo.

Andy solta um suspiro.

Andy- De qual quer forma vamos mirar na cabeça. Mas Leony... Acho que nos esquecemos de uma coisa.

Leony- O que?

Andy caminha ate o centro da sala, estende os braços e solta uma risada nervosa.

Andy- Estamos no segundo andar e deve ter cerca de 20 “Mortos-Vivos” atrás da porta....

Leony se joga na cadeira enquanto coça sua cabeça.

Leony- Essa não foi uma das nossas melhores ideias... E precisamos de outro nome, pois esse esta uma merda.

Ambos sentam-se nas carteiras, o silencio toma conta na sala de aula, mas gritos de dor e desespero ainda podem ser ouvidos por traz da porta.

Leony olha para Andy e o vê se segurando para não entrar em pânico.

Leony- Sei que não e hora para isso, mas... O que você achava da Charlie? Seja sincero, pois podemos estar a minutos da morte.

Andy olha surpreso para Leony que o encara com um olhar frio e serio.

Andy- Você não parece estar brincando... Sei la, ela era legal, bonita, quieta, inteligente e desligada do mundo. Vocês pareciam se conhecer a anos... Ate combinavam.

Leony- Então por que você e Lindsey a zoavam e faziam Bully com ela todos os dias?

Andy morde a parte inferior de seus lábios e fica em silencio por alguns minutos

Andy- Desde quando você sabia?

Leony- Eu descobri no dia em que ela morreu... Vocês três eram meus únicos amigos e você foi o primeiro que falou comigo quando a sala inteira me tratava como monstro, eu nunca deixaria de ser seu amigo e a Charlie ficava feliz em saber que tinha amigos, mesmo que ela não gostasse de vocês.

Andy olha para Leony e vê uma lagrima escorrer em seu rosto enquanto tomava algumas pílulas de remédio a seco.

Andy- Eu nunca quis fazer isso... Eu juro, mas Lindsey meio que me obrigava, ela era a popular e mandava na escola, podia ser metida, mas era legal com nós dois... Já com a Charlie... Ela a odiava desde que se conheceram, ela dizia que Charlie era estranha por se isolar do mundo, não gostava das pessoas, sempre ficava sozinha, nunca tinha namorado entre outras coisas. E quando ela... Morreu. Lindsey chegou a gargalhar... Desculpe-me Leony.

Leony levanta-se e abraça Andy que desaba em lágrimas.

Leony- Sei que isto e meio gay, mas não me importo, pois sei que esta falando a verdade eu te desculpo. Pois você se culpou pela morte da Charlie eu conseguia ver em seus olhos. E quando Lindsey se jogou do telhado você gritou fazendo seus olhos ficarem exatamente igual aqueles...

Andy- E estranho ver você demonstrando sentimentos Leony. Você sempre foi vazio.

Leony solta Andy e sorri.

Leony- E melhor não se acostumar.

Os mortos começar a quebrar parte da porta.

Leony- Droga e o fim. A porta não vai suportar muito tempo.

Andy começa a olhar em volta e vê uma das janelas abertas.

Andy- Não. Este e o meu fim! Rápido me ajuda aqui.

Andy e Leony começam a arrancar as cortinas e a amarrar uma nas outras.

Leony- O que faremos com isso? E como assim este e seu fim?

Andy amarra a parte da cortina no trinco do armário e joga a cortina pela janela.

Andy- Esta e sua saída. Eu vou atrasar esses desgraçados.

Os mortos quebram a porta e começam a invadir a sala de aula.

Leony puxa o braço de Andy tentando impedi-lo.

Leony- Ficou maluco? Não vou te deixar para traz.

Andy- Va logo porra! Não temos muito tempo... E você merece viver mais do que eu. Vou me desculpar com a Charlie pessoalmente. Agora VÁ!

Andy pega o cano das mãos de Leony, o empurra para o canto da sala e corre em direção aos mortos.

Leony- Droga Andy...

Leony segura a cortina, olha para traz por alguns segundos e pula pela janela.

Andy solta o cano ao ver Leony descendo pelas janela e é cercado pelos mortos.

Andy- Espero que você me perdoe Charlie...

Um ultimo grito de dor ecoa por toda escola.

Leony chega aos fundos da escola, olha para cima e vê Andy escorado na janela sangrando, se vira e correm em direção ao buraco na parede.

Leony- Idiota...


Notas Finais


O que achou? O que precisa melhorar? Vamos comente isso ajuda bastante sabia.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...