História The end of the world - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Walking Dead
Personagens Aaron, Abraham Ford, Carl Grimes, Carol Peletier, Daryl Dixon, Eugene Porter, Glenn Rhee, Lori Grimes, Maggie Greene, Michonne, Morgan Jones, Personagens Originais, Rick Grimes, Rosita Espinosa, Sasha, Sophia Peletier
Tags The Wlaking Dead
Exibições 7
Palavras 936
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drabble, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Estupro, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oie bombons <3 Curtem ai <3

Capítulo 2 - Death bed


Pov´s Rick Grimes

Quando ouvi os gritos de Michonne vindo do lado de fora do quarto, abri mesu olhos rapidamente, acendo a luz e destrnco a porta a vendo em minha frente um pouco aflita.

- O que está acontecendo? - pergunto colocando minha calça já que estava de cueca, mais senti seus olhos por meu corpo.

- Ataque de zumbis, estão por toda a Alexandria! - ela disse, arregalo meus olhos e assinto me virando para trás e colocando minha camiseta.

Chamo pelo Carl e o vejo despertar um pouco assustado.

- Se troque e ajude a proteger sua mãe e sua irmã! - falo rápido enquanto pegava meu machado e coloca meu revólver pela cintura.

- O que está acontecendo pai? - ele perguntou colocando seu sapatos ás pressas.

- Ataque de zumbis, não saia daqui, só se algo der errado tudo bem? Cuide delas pra mim - digo colocando minha mão em seu ombro.

- Pode deixar pai - ele assenti colocando seu chapéu.

Assinto e olho para Judith que dormia na cama, suspiro e saiu dali, desço as escadas o mais rápido possível e abro a porta já tendo em vista os andantes vindo em minha direção como se eu fosse um doce e eles as formigas. Retiro meu machado da cintura e acerto o primeiro zumbi em minha frente já sentindo os respingos de sangue em meu rosto, sem parar para pensar comecei a acertar o crânio deles ali e ao mesmo tempo terntar observar onde o resto do pessoal estava.

Começo a caminhar até eles, estavam em uma formação o que me ajudou muito, pois não precisaria formar uma, Daryl me avistou e me fez sinal para ser rápido, corri desviando daqueles nojentos que tentavam me comer.

- Como isso aconteceu? - perguntei entrando na formação e acertando a cabeça de mais um.

- Um dos moradores bateu o caminhão no muro do lado esquerdo - Duryl acertou outro - Agora como atraiu tanto zumbis assim, já não sei.

- Rick precisamos tirar os idosos e crianças daqui,olha estão quebrando as poras! - Carol aponta para uma das casas que um bando havia invadido.

- Droga! - resmungo baixo, passo a mão sobre meu rosto pensativo e ao mesmo tempo nervoso sentido o sangue se espalhar por ele.

Acerto mais três de uma vez, nesse meio tempo pensando em uma solução construtiva.

- O ônibus... Vamos levá-lo até o ônibus e pedir para se afastarem - digo enquanto acertava mais uma cabeça.

- È uma boa ideia! - Glenn diz - Eu e Maggie podemos falar para eles - sugeriu e eu assenti.

Ambos sairam da formação e sairam correndo em direção as casas, só espero que tudo ocorra bem, Alexandria não pode acabar.

Pov´s Lori Grimes

Quando Carl entrou dentro do quarto com Judith no colo e falando o que estava acontecendo me senti uma inútil por não poder ajudar e não poder proteger meus filhos e sim, meu filho me proteger.

Carl estava com máscara em frente a porta com o revólver apontado para ela, Judith estava na poltrona com máscara também.

- Vocês não podem ficar aqui dentro por muito tempo - digo rouca e sinto minha garganta secar.

- Não vou deixar você sozinha aqui, papai mandou eu tomar conta de você - ele disse sem me encarar apenas encarava a porta em sua frente.

- Você pode pegar a doença - digo um pouco mais alto e tuço em seguida sentindo o gosto de sangue em minha boca, Carl me olha.

- Estamos previnidos mãe - ele diz sorrindo de lado - Nada vai acontecer com a gente.

O silêncio tomou conta do lugar, olho para Judith que ria de alguma coisa, sorrio, queria tanto que a mesma não estivesse neste mundo.

- Carl? Carl? - ouvimos a voz de Glenn soar do outro lado, Carl se apressa em abrir a porta - Você, Lori e Judith vão para o ônibus e por favor fique previenido mais pessoas doentes irão para lá!

- O ônibus atrás de Alexandria? - ele assentiu - Preciso de ajuda, não vou conseguir levar minha mãe e Judith sozinho - Carl diz rápido.

- Eu consigo andar - digo me levantando e logo sinto um peso me levando para o chão.

- Não, você não consegue - Carl disse vindo em minha direção junto ao Glenn para me levantar.

Glenn me levantou e eu me apoiei em seu pescoço me dando mais confiaça para caminhar, Judith foi pega por Carl e assim saímos pelas portas do fundo. Ambos iam eliminando os zumbis em nossa frente enquanto eu suava frio e sentia o gosto amargo em minha boca.

Adentramos no ônibus e me senti no banco relaxando meu corpo todo ali, eu estava muito pior do que horas antes, meu Deus, não me leve agora.

- Quando terminarmo por lá voltaremos - Glenn disse saindo dali jogando a máscara no chão.

- Tudo bem mãe? - Carl perguntou.

- Filho - suspirei - Se acontecer algo comigo... - ele me interrompeu.

- Não vai acontecer! - ele diz rápido.

- Se acontecer algo - repeti - por favor não me deixe virar... Quero que você me mate, por favor, que não seja seu pai okay? - vejo seus olhos se enxerem de lágrimas, me fazendo chorar - me prometa?

- E-e-eu prometo - ele diz chorando um pouco mais - Mamãe está fraca, cuida da sua irmã e de seu pai pra mim por favor?

- Eu vou cuidar - ele diz me abraçando.

Sinto meu coração doer e tudo escurecer.

 


Notas Finais


Comentem e favoritem por favor <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...