História The essence - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Orphan Black
Personagens Cosima Niehaus, Detetive Arthur "Art" Bell, Dra. Delphine Cormier, Kira Manning, Paul Dierden, Personagens Originais, Rachel Duncan, Siobhan Sadler "Sra. S"
Tags Cophine, Cosima, Delphine, Lesbianismo, Orphan Black
Visualizações 279
Palavras 886
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Salut terraqueos!!!
Boa leitura :)
Espero que gostem dessa fic bjins <3

Capítulo 1 - Capitulo I


Fanfic / Fanfiction The essence - Capítulo 1 - Capitulo I

 ~ P.O.V Cossima ~

É estranho como estamos condenados a viver tudo aquilo que nós mesmos escolhemos quando éramos jovens, nossas escolhas inocentes e precipitadas podem nos levar a caminhos que não queremos de verdade. Não que eu não ame ser professora de quimica, não que eu me arrependa das escolhas que eu fiz, mas penso como seria a minha vida agora, se eu tivesse escolhido algo diferente. 

Meu telefone finalmente tocou, ainda era 5:00 da manhã e eu tinha que me levantar por que havia marcado com alguns alunos de rever seus relatórios antes de chegar o dia da feira. 

Maldita feira.

[ ...]

 -Senhorita Niehaus, a senhora tem certeza de que está tudo correto? Não seria melhor fazer experimentos com substâncias orgânicas para que a nova diretora nos permitisse levar o projeto adiante? _ katherine, uma das melhores alunas do bloco de quimica sempre me impressionava com seus argumentos e com as tentativas de fazer um bom projeto,mas as vezes era tão cansativo que eu me permitia dizer que estava otimo.                                                       - katherine,está perfeito! Não mude nada, tenho certeza que será aprovado para a proxima fase. 

- Obrigada senhorita Niehaus. Eu realmente me esforcei muito para que tudo desse certo!

- E realmente está. Se me der licença agora, preciso ir para a minha sala agora. 

- Tudo bem. Obrigada pela ajuda!

- Foi um prazer katherine. Até mais.

O dia mal tinha começado e eu já estava atolada de trabalho. Havia me esquecido da chegada da nova diretora do instituto que iria chegar.

Deve ser mais uma velha carrancuda que vai querer mandar em tudo e emtodos. Mas no meu laboratório, apenas eu mando. 

Alison havia me chamado para receber a nova diretora e mostrar cada detalhe do institudo, já que ela viera da França e não conhecia o instituto. Eu realmente não queria ser a responsavel por essa tarefa, mas infelizmente eu era a única disponivel. 

Após uma tarde inteira analisando  relatórios, corrigindo provas, elaborando aulas me dei conta de que a nova diretora já estava chegando e  fui para a frente do institudo.

Quando um carro preto estacionou na frente do instituto eu me obriguei mentalmente a respirar fundo e ser uma pessoa agradavel. Uma mulher loira e alta saiu do carro, ela era tão elegante e linda, meu Deus, aquela era a nova diretora? Me perguntei mentalmente, analisando cada detalhe daquela mulher.

- Olá. Eu sou Delphine Cormier. E você deve ser... uhmmm _ ela fazia uma cara pensativa como se estivesse tentando se lembrar do meu nome. Mas como?  Ela não me conhecia _ Cosima Niahus? _ ela finalmente falou e eu não consegui esconder minha cara de surpresa por ela já saber meu nome. 

- sim, mas se pronuncia Nieahus. 

- certo. 

Meu Deus, o que eu estava fazendo? Já estava dando tiradas na nova diretora! Se continuasse assim não iria demorar muito para que eu fosse demitida.

- É um prazer te conhecer sra. Cormier, seja bem vinda ao Instituto de Quimica do Texas. 

Ela deu um sorriso e eu entendi que era pra começar a mostrar o local. 

Fomos em cada sala, cada auditorio e a sra. Cormier continuava calada apenas escrevendo coisas em um caderno pequeno e assentindo com a cabeça as vezes. 

Eu estava realmente nervosa, e ansiosa, sera que estava fazendo besteira?

 - E esta aqui é a minha sala. _ falei por fim, era o ultimo lugar que faltava mostrar para ela. 

Fiquei um pouco incomodada da maneira que ela observava os quadros e os livros  em minha sala. Era realmente diferente das outras salas, um ar mais descontraido, e isso era permitido.

Cada professor podia fazer de sua sala sua nova casa.  O que permitia deixar o lugar da maneira que bem entendesse, mas não sei por que me incomodei um pouco de como o lugar estava. Não deveria deixar as ervas que usava tão expostas. 

-É aconchegante né?_ ela disse finalmente olhando pra mim.

- Sim, gosto de trabalhar em meio a bagunça. _ dei um sorriso pra ela que infelizmente não foi correspondido. 

-  Isso é perceptivel sra. Niehaus. 

Meu Deus! Como assim? Queria enfiar minha cara embaixo do tapete naquela hora. Como assim perceptivel? Não estava tão bagunçado assim! Uma raiva começou a  subir pelo meu corpo e eu me contive pra não dizer aquela mulher que ela deveria cuidar de sua propria sala. 

- Bom. Esse é o instituto sra Comier. Se me der licença agora, preciso ir  embora. 

- Ah. Claro sra. Niehaus. Obrigada por se dispor a me apresentar o local. Que bom que a senhorita foi a responsavel por me mostrar o local. Foi realmente muito agradavel.

-Disponha. 

Como assim foi agradavel? Ela nem havia olhado pra mim direito durante aquele tour, e havia achado agradavel?  Sem contar que criticou minha sala . Aquela mulher era diferente,mas não,  eu prometi pra mim mesma que não iria me interessar por ninguem do trabalho desde que layce havia ido embora. Então não existiria nada que passasse do profissional coma sra. Cormier. 

- Como sabia meu nome sra. Cormier? _ perguntei sem pensar muito. Eu realmente queria saber, afinal era seu primeiro dia aqui. Ela me olhou com um sorriso nos labios. Era tão encantadora.

- Eu sei das coisas sra. Niehaus. _ela me disse dando as costas pra mim e saindo da sala me deixando sozinha com meus pensamentos.



Notas Finais


Espero que tenham gostado :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...