História The Estrange Girl - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Beatrix, Carla Tsukinami, Christa, Cordelia, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Diabolik Lovers
Visualizações 108
Palavras 1.423
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


GNT,valeu por todo o apoio. Vão no cap onde vcs comentam perguntas e desafios pro cap especial.
Já vi que tem gente Shipando Reiji x Homura, falem ai se vcs apoiam. E sem mais delongas a Fic.

Capítulo 10 - Hurt


Fanfic / Fanfiction The Estrange Girl - Capítulo 10 - Hurt


Cara! Eu tava acabada.

Dava vontade e gritar.

CHUPA BRASIL, PUTINHAS LA DA ESCOLA QUE DUVIDARAM DE MIM, EU SOBREVIVI. CLARO PORQUE EU UMA SURIVOLDORA(palavra criada por mim).

Mas eu tava com sono. Já que ontem era lua cheia, estava me concentrando em não fazer coisas irresponsáveis, e isso gasta energia mental, e é chato, e eu nem tinha me curado porque eu estava toda dolorida, e com um pouco de sangue na roupa.

Parei na porta após os ouvir conversar.

- Reiji eu não achei a Homura. Tinha sangue dela na minha roupa e na de vocês, eu não sei oque eu fiz com ela, talvez ela tenha..- falou o Laito desesperado

- Não! Não Vamos pensar no pior!- Reiji falou quase gritando, nunca vi ele fora do sério, se ele soubesse quanta merda ele fez ontem.... E Laito então, e o Shuu, aquele desgraçado. Todo mundo fez merda ontem! Pronto!

Depois de alguns conflitos mentais, e de ouvir o Subaru e o Reiji irritados, pela primeira vez o Shu sentado no sofá, o Kanato não falando com o Teddy, o Ayato não se achando, e o Laito duvidando da própria existência, eu quase dormi ali mesmo. Mano!!! Lua cheia é pior que ressaca.

(...)

Andei até a porta, eles ainda brigavam^pra variar^.

- Oi Gente- disse meio que cagando pra quela briguinha ridícula deles ja que eu tava puta da vida com todo mundo ali. Principalmente Shu e Ayato, eles vão levar um lindo gelo, que vão congelar e seus dedos vão endurecer até eu quebra-los. (Autora-Chan:Muahahahah*risada malefica*)

-Homura-Chan, você não morreu!- Kanato falou feliz e meio preocupado, parecia que eu tinha capotado de carro e voado pela janela.

- Estou- nãoooo Kanato, esse é o meu espirito em busca de vingança, por que esfaqueou minha barriga, sim eu ainda estou com raiva daquela maldita faquinha do Kanato, o dorzinha da Poha(Erro proposital).

Todos me olharam tipo: "Caralho é o Demônio", eu odeio ser o centro das atenções, então subi pro quarto. Queria dormir mas eu tinha que tinar banho antes, porque eu estava cheia e sangue, e limpar minha cama seria trabalhoso, e eu estava cheirando a mato, eu acho...

Tirei minha roupa e entrei na banheira, doeu pra entrar lá Fio do céu! Reiji ,que macumba da poha, que tu fez mas minhas costas? Ta doendo pra caralho!

Aí eu escuto o som de uma alma viva, mas não estava você ou tinha alma. Era o Shu!

Eu já ia gritar, "MERDA DO CARALHO SAI DAQUI POHAAAA".

Porque eu achei que ele ia ficar me olhando, ai eu me encolhi, segurando na borda. Ele se ajoelhou e ficou com o rosto da altura do meu, sem olhar pro meu corpo.

- Você está bem?- ele falou, ainda com sono, mas sua feição era de preocupado.

Eu pensei na merda de falar "Shu como você é lindo de perto", ai eu pensei em falar " você me deixou puta de raiva, me mordeu, me bateu e me esfaqueou com uma árvore, no caso galho" eu exagerei, mas optei por falar- Estou.- bem fria.

- hhhh- ele suspira meio aliviado e sai, eu só fiquei tipo, que bom que ele não tentou nenhuma taradisse aqui, que bom...

Eu sai do banho, pois uma outra blusa, porque aparentemente eu perdi duas blusas em uma noite. Uma o Laito rasgou, e a outra eu joguei fora, porque tava toda rasgada, cheia de sangue, tinha até sangue do Laito de quando eu esfaquiei ele.

Eu me joguei na cama

Homura loading

20%

50%

90%

100%

Quando lembrei que eu tava machucada, senti dor nas minhas costas.

-Urghhhhh- eu resmunguei porque bati as costas na cama.- Que droga Reiji!- falei meio baixo meio auto e dormi.

Reiji On

(...)

Eu estava andando pelo corredor imaginando oque eu fiz. Acordei com a roupa cheia de sangue, o meu e o da Homura, e tinha sangue dela no chão do meu escritório, o meu chicote(Autora-Chan: Porque caralhos ele ainda guarda aquela merda?/ Reiji: Vou saber....? a história é sua )estava cheio do sangue da Honura,sera que eu a machuquei muito? Não, não posso ter feito isso.... não com ela...., seria crueldade demais, eu preciso saber se ela está bem....

Olho pela janela e a vejo no Jardim. Sua feição é calma, e ela observa cada Rosa. O Subaru estava lá, ele também não sabe oque fez, mas acordou com o sangue da Homura nas roupas.

Homura On

Eu estava no jardim, passeando pra acalmar os nervos, depois de uma soneca merecida.

Quando vi o Suruba.

- Ohayo Suruba-Kun!- falei meio empolgada pra cortar o clima ruim.

- Ohayo....-ele fala baixinho, parecia chateado com sigo mesmo. Eu pensei que ele ia ficar bravo por eu ter chamado ele de Suruba mas ele não fez nada.

- Bom.....Eu vou indo....- odeio climas estranhos, que fica um silêncio no meio da conversa, que horror.

- Espera...- ele me segura pelo braço- Ontem, eu machuquei você?- ele fala meio na bad, que pena, que patético.

- Bom....não precisa relembrar ontem, já passou e eu estou viva (porque bem eu nao estou muito), isso que importa.- falei desviando o assunto

- Hhhhhh- olha pra baixo- Sei que não posso pedir perdão, nem sei pelo oque eu estou pedindo perdão....- ele estava mesmo arrependido, é patético mas fofo.- Então me diga....oque eu fiz?- ele me encara preocupado.

Acho melhor passar um filtro no que aconteceu, mas o Subaru não foi o pior de ontem.

- Bom...você e o Kanato estavam fingindo que estavam brigando pra ver se eu aparecia. Depois um de vocês me achou, e você só me mordeu, está tudo bem...-falei, ele pareceu meio triste.

- Foco feliz que foi só isso, mas triste por ter te feito sofrer..- ele me abraça, mano que fofo, o Subaru corou Brasil. Sim eu consigo ser loka até nesses momentos.

- hhh- acenti com a cabeça.

Ai ele some. Caralho faz isso não! Pelo menos carona podia me dar.

Já é quase hora do almoco e...

Que cheiro delicioso é esse? Parece hipnotisante,é....... .....lasanha.

Boa! Eu to faminta.

Fui correndo pra cozinha ainda estava meio cedo, e o Reiji já tinha chegado pra variar.....

Ele me olhou com cara de quem viu uma assombração. Eu fiquei com uma cara tipo" Tudo bom? Kirido".

Me sentei perto dele, pra ver se ele me chamava, pra conversar, cortar o clima ruim, e tals. Mas ele não fala nada, só me olha meio preocupado. Kawai! !!!

- Reiji, você está agindo estranho, está tudo bem?- peeguntei na "inocencia" pra ver se ele respondia.

- Estou bem. Não se preocupe.- ele fala meio curto e grosso.

Depois todos chegaram, o Laito ficou me olhando preocupado também, ele estava diferente, talvez ele já sabia que ia fazer merda. e se sentia culpado....talvez....

- Depois do "almoço" te quero na minha sala.- Reiji falou frio, tomara que não começasse um interrogatório.

-Ok.- falei mais fria que o normal e terminei de comer.

Depois que o almoço acabou, eu segui Reiji até a sua sala.

Ele fez um sinal pra que eu me sentasse na poltrona, e eu acenti.

- Aceita Chá?- ele pergunta, mas eu não sou fã de chá então não aceitei.

- Não Obrigado.....Bom.....porque me chamou?- perguntei

- Gostaria de saber oque houve ontem a noite.- mano como eu ja sabia.

- O-Ontem?- falei meio "inocente"

- Sim, oque eu fiz ontem?- ele falou, só que agora preocupado.

- Olha Reiji, oque passou, passou. Não era você, e não precisamos ficar relembrando coisas ruins...- desviei o assunto

- Coisas Ruins? Que tipo de coisas?....- ele indaga, cara eu sou péssima nisso!

- Você não precisa saber disso, é serio.- meu tom já era apreencivo.

- Está machucada?- ele pergunta e eu só acenti com a cabeça- Sentesse na maca- eu me sentei e ele pegou, band-aids, faichas, remédios, etc

- Posso?- ele pergunta de pode tirar minha blusa pra ver minhas costas, que ele já deveria saber que estavam machucadas.

Reiji On

Eu fui examinar suas costas, e quando vi, estava toda machucada. Alguns ematomas, e o pior. Marcas de chicote, uma muito profunda, era incrível como ela ainda conseguia andar. Ou olhar pra mim.

- E-Está doendo muito?- perguntei ainda surpreso

- Um pouco, mas eu já estou melhor- ela fala apreenciva e desvia seu olhar pra ver a sala.

Quando para seus olhos em um canto. Eu ja havia limpado a sala toda, só esqueci o meu chicote, em cima da escrivaninha. Ela ficou encarando ele, eu ja sabia o porque, eu bati nela, sabia que havia a machucado. Só não tanto assim. Eu sou um monstro!

- Está tudo bem?- falei mais apreencivo

- S-Sim, e-está tudo bem...- ela afirma

Terminei de fazer os curativos, e pensar um pouco, eu nunca vi pelo ângulo do sofrimento deles, para o meu próprio prazer. Finalmente eu entendi a Yui. Isso doi muito, e para um Humano a dor é como a morte.

Continua...


Notas Finais


Foi isso por hj, cap meio curtinho eu sei, mas tudo bem. Obg. GNT se vcs estão passando aqui, comentem, deixem críticas construtivas pra eu melhorar, me elogiam (de preferência) se quiserem, podem comentar oque acharam do cap, ideias pra história, qual Ship vcs mais apoiam pra ficar, e foi isso. Espero postar amanhã, então.
BYE BYE


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...