História The Estrange Girl - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Beatrix, Carla Tsukinami, Christa, Cordelia, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Diabolik Lovers
Visualizações 99
Palavras 1.457
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


GNT, voltei. Obg por tudo. Não vou enrrolar muito,então sem mais delongas a Fic.

Capítulo 11 - Bad Dreams


Fanfic / Fanfiction The Estrange Girl - Capítulo 11 - Bad Dreams

Homura On

Depois que o Reiji fez uns curativos nas minhas costas, ele não disse mais nada e eu sai.

Estava indo a cozinha tomar uma água, quando vejo um vulto.

- Quem está aí?- indaguei com raiva, estava pronta pra sacar minha espada a qualquer momento.

Senti uma espécie de abraço por trás, e alguém respirando perto no meu pescosso.

- Olha só quem eu achei, minha bonequinha- senti alguém cochichando no meu ouvido.

- F-Fumito?- esperava nunca mais ouvir aquela maldita voz- O-Oque faz aqui?- perguntei com medo.

- O cheiro do seu sangue continua ótimo. Poderia eu provar?...- ele provoca.

-Não!- falo mais alto, piso no pé dele, o mesmo solta um gemido de dor, o empurro com as costas, ele tenta me abraçar de novo, e começamos a bater nos armários, eu tenho força pra me defender, sozinha.

- Morra desgraçado!- peguei uma faça de cozinha e enfiei no braço dele, eu ri ao vê-lo contorcer de dor.

- Agora, será castigada- ele me prensa no chão ficando por cima, ele irá me morder.

- P-Pare!!! Socorro!!- eu gritei, não podia mata-lo ali, seria perigoso.

- Oque está acontecendo aqui?!- Reiji chega e fica puto da vida ao vê-lo tentando me morder.- Homura!!- ele da um soco no Fumito e ele desaparece. - Oque foi isso?! Quem era ele?!- ele pergunta com raiva.

- E-Eu, me desculpa.- Eu achei fofo ele tentar me proteger, então fingi quase começar chorar.

- Você é minha! Seu sangue é meu, entendeu?!- ele fala com raiva e crava suas presas no meu pescosso.

- Kyaa- dessa vez não segurei o gritinho de dor.

Ele me solta e me encara assustado- M-Me desculpa. Eu me descontrolei. Mas lembre-se, seu sangue é meu! Você é minha!- ele falava possessivo nunca o vi assim e isso me assustou um pouco.

- E-Eu entendi- falei fingindo estar gaguejando

- Ótimo, agora saia daqui!- eu sai correndo pro meu quarto, mano que treta loka é essa? Uma memória começou a se passar na minha cabeça.

FlashBack On

Eu estava exausta. Amarrada com corrente sobre uma maca de metal, em um salão completamente branco. Pela primeira vez, havia conseguido invocar minha espada, e matar meu primeito Demon, isso me deixou exausta. Eu ainda era fraca comparada a como eu sou hoje, nem me curar direito eu conseguia ainda.

Escuto passos vindo em direção a sala, era ele.

Fumito Hamashi, tinha 18 anos, e era um vampiro. Ele realizava experimentos comigo, pra que eu me tornasse mais forte.

- Você se saiu muito bem hoje...- fala deitando sua cabeça na minha barriga.

- Arigatô, Fumito.- falei triste, porque se eu não agradecesse seria castigada.

- Oque é isso?- ele fala mais sério ao ver um corte no meu braço.

- O Demon me cortou, m-mas eu estou bem.- falei com medo.

- Cure-se- ele ordena.

Eu ainda não havia desenvolvido minha habilidade de cura instantânea, e ele dizia que me tornaria forte. Era um psicopata louco. Era um usuário de Ki classe A, e invocava uma espada, assim como eu. E além disso era um vampiro

- F-Fumito, e-eu nao consigo.-falei enchendo mais olhos de água

- Eu disse curesse- ele ordena, em tom de voz que me dava medo.

- M-Mas..- ele me interrompe.

- Sem, mas. Faça oque eu mandei. Ou vai ter que se curar disso...- ele sorri sadicamente, e aproxima suas presa do meus pescosso. O mesmo o morde, causando uma grande dor.

- F-Fumito S-Sama, está doendo.- falei deixando lágrimas escorrerem dos meus olhos.

- É pra doer, agora cure-se, ou vou morder em outro lugar.- eu consigo começar o processo de cura mas ainda não é o bastante pra fechar o ferimento.

- Ainda não é o bastante- ele morde o meu ombro, causando ainda mais dor.

- Urgghhh- eu finalmente consigo curar, só o corte no braço, não as mordidas.

- Bom...quero estas mordidas estejam curadas até o fim do dia, ou... terá que se curar de algo pior....- faz uma voz assustadora e eu começo a chorar.- Não chore-ri e seca minhas lágrimas com os polegares- Estou te deixando mais forte, minha bonequinha de porcelna..., você é só minha...- dá um riso sádico e se retira.

FlashBack Off

Por sorte consegui fugir daquele lugar, lá eu aprendi tudo oque sei sobre minhas habilidades e como usa-las.

Estava um pouco assustada, o Reiji não era daquele jeito, já limpei minha mordida e iniciei um processo de cura, na velocidade quase mínima, coisa que eu aprendi lá também.

-Toc Toc- alguém bate em minha porta

- Pode entrar-digo com uma voz triste, o ocorrido fez muitas memórias ruins voltarem a minha mente.

O Reiji entra e tranca a porta, oque me deixou assim.......preocupada.

- Oque foi?- falei cabisbaixa, fiquei com um pouco de vergonha da reação do Reiji aquela hora.

- Goumen, eu me descontrolei, aquela hora na cozinha. Pode não ser lua cheia, mas eu ainda sou um vampiro, é difícil controlar meus impulsos de machucar as pessoas...- ele fala com um olhar mais preocupado, mas mantendo sua postura

- Tudo bem. Era só isso?- Eu estava assim.....COM RAIVA!

- Me perdoa?- PARA TUDO BRASIL, O REIJI DISSE OQUE???????

- E-Eu..- antes que eu pudesse terminar de falar, ele se aproxima de mim.

- Não fale nada. Só me considerarei perdoado depois disso..- ele chega perto do meu rosto, e sela nossos lábios em um beijo. Mano?? Eu beijei o Reiji? !!??!? O Reiji me beijou???!!

O beijo era calmo, aos poucos eu comecei a retribuir, ele fica por cima e mim, prendendo meus pulsos,sem interomper o beijo. Eu ja havia consedido passagem a sua língua, tornando um beijo mais selvagem.

Sinto sua mão deslizando na minha cintura, e subindo de leve a minha blusa.

Eu resmunguei baixinho, ele passa a mão por baixo da minha blusa chegando mas minhas costas, me prensando contra o corpo dele. Eu estava meio assustada mas era bom beija-lo. Se isso for contar. Eu perdi meu BVL, com o Reiji. Por que eu não queria contar o Laito, na noite de lua cheia em que ele me obrigou a beija-lo e eu nem beijei ele, só fiquei toda assustada.

Ele interompe o beijo e estica os braços ainda por cima de mim.

- Essa foi sua punição por quase ter deixado outro vampiro te morder.- ele da um sorriso sadico.

Oque me deixou confusa...Ele gosta de mim? Ou estava aí brincando comigo? Eu não vou pensar nisso. Esquece talvez fosse só isso. A noite passou tranquila e eu dormi, meio incomodada, com o acontecimento de hoje. (Autora-Chan: acharam que ia ter Hentai foi?...*aquela carinha*)

FlashBack/Sonho On

Eu estava caida no chão, enrrolada em um cobertor pelo frio, em uma cela, completamente branca. Cheia de alguns cortes, do último castigo, dessa vez por não ter matado um Demon, dessa vez ele era mais forte e eu não consegui.

Escuto a porta de metal da cela se abrir.

- Ora, ora. Bonequinha, parece que já recebeu sua punição, por quase quebrar...- da um sorriso sádico.

- E-Eu falhei... goumen..- falei cabisbaixa.

- Eu não tolero falhas, te treino para ser a melhor. Somente a melhor. Até você chegar ao meu nível.....mas tanto faz você já foi castigada- fala meio irritado- Agora eu estou com fome me alimente.- ele ordena novamente com um sorriso.

Eu não me mecho ou saio de lá, não vou a dar a ele a satisfação, de me ver oferecer o meu pescosso.

- Então quer que eu faça todo o trabalho? Tudo bem..- da um daquele risinhos sadicos.

Me pega pela cintura, entrelaçando minhas pernas em seu abdômen, me carrega até a cama, e me joga nela, sentando em minhas pernas e segurando meus pulsos.

- Está tão linda hoje bonequinha, será só uma questão de tempo até você se entregar a mim.- da outro riso

- N-Não...- falo com medo da situação.

- Shhhhh, calada.

Ele levanta minha blusa até a metade da minha barriga, e morde a lateral da minha cintura.

- K-Kyaaaa- eu grito, aquele lugar doia muito.

- Continue, adoro ouvir seus gritos de dor.- ele da outro riso.

Ele sobe mais, e abaixa um pouco a minha blusa mordendo o colo do meu seio.

- K-Ky-ya- falo já sem forças e sem sangue, apago.

FlashBack/Sonho Off

- Ei você está bem?!- acordo e vejo o Subaru em cima de mim me chacoalhando.

- Oi? Oque foi?- falei meio desentendida.

Ele sai de cima de mim, e se senta ao meu lado.

- Você estava gritando...- ele fala mas eu o impeço de proceguir.

- Foi só um pesadelo nada mais.- falo fria.

- Mas você estava gritando coisas estranhas..- ele fala apreensivo

- Que coisas?-falo meio alarmada

- Tipo "socorro", ou "pare"- ele tentou imitar minha voz, ficou tão kawai, que eu apertei as bochechas dele o fazendo corar.

- Oque está fazendo?- ele fala envergonhado.

- Você está tão Kawai, assim.- continuei a apertar suas bochechas.

- Hum?~Subaru Loading~

20%,40%,80%,100%.

- N-Nos temos aula se arrume.- ele fala como se quisesse sair correndo dali o mesmo desapareceu, e eu me arrumei e fui pra limusine, onde todos os em esperavam.


Notas Finais


Obg por ler mais um cap.
Comentem porque eu amo ler seus comentarios.
Aparência Fumito:https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/originals/d4/9f/1c/d49f1c399cbcb8be221e4484fef273f3.jpg


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...