História The Exception - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Armin, Castiel, Dakota, Debrah, Kentin, Lysandre, Nathaniel, Personagens Originais, Rosalya, Viktor Chavalier
Tags Drama, Romance
Exibições 62
Palavras 3.966
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hey muito obrigada pelos 25 favoritos !!!
E nós já passamos das mil visualizações muito muito obrigada!!
Espero que gostem do capítulo.

Capítulo 17 - Complet


Fanfic / Fanfiction The Exception - Capítulo 17 - Complet

          P.O.V Castiel Campbell.

1 semana...

Depois que a Meggie cantou , ela não falou mais comigo , sempre vem aqui em casa pra perguntar pra minha mãe se eu estou bem , mas não passa da porta , e da cada dia uma desculpa diferente para não entrar. E eu não consigo me lembrar de nada , eu tento mas sempre fico frustrado por não conseguir.

    ⁃    E como ela tá ?- perguntei pro Lysandre.

    ⁃    Pelo o que a Rosa me disse..-suspirou.- Mal , não vai mais na casa das meninas , e mal fala com elas na escola.

    ⁃    Ela não fala comigo a uma semana.- falei.- O que eu faço ?

    ⁃    Você tem tentado se lembrar ?- perguntou.

    ⁃    Sempre...- respondi.- Preciso me lembrar.

    ⁃    Então já está fazendo o suficiente.- falou.- só precisa esperar um pouco.

    ⁃    E se ela não me esperar ?- perguntei.

    ⁃    Ela vai.- respondeu.

...

    ⁃    Eu não sei porque não posso ficar em casa.- reclamei com minha mãe.

    ⁃    Castiel , eu ainda estou preocupada com você.- minha mãe respondeu.- A não ser que alguém venha ficar com você , não vou pra sua avó e te deixar aqui sozinho.

    ⁃    E se a Meggie vier ?- dei a ideia.

    ⁃    Se conseguir convencê-la.- deu os ombros.- Mas não sei se ela vai falar com você.

    ⁃    Eu tive uma ideia.- respondi indo até a cozinha e depois saindo pela porta da frente.

Fui até a casa dela e toquei a campainha , ninguém atendeu , toquei novamente , nada... Toquei três vezes seguidas até que ela abriu a porta , ficando surpresa por ser eu.

    ⁃    O que tá fazendo aqui ?- perguntou e seu rosto ficou com uma expressão de preocupação.- Você tá bem ?

    ⁃    Sim estou.- respondi.- Pensei que você fosse querer uma maçã , minha mãe comprou e estão ótimas.

    ⁃    Maçã ?- perguntou e sorriu.- Você ainda não lembra né ?

    ⁃    Não , porque ?- perguntei.

    ⁃    A maioria das vezes em que a gente ficava brigados , eu te levava maçãs , e aí a gente voltava ao normal.- ela disse sorrindo enquanto se lembrava.

    ⁃    Preciso que fique comigo lá em casa hoje.- pedi.

    ⁃    Por que ?- perguntei.

    ⁃    Minha avó vai fazer um jantar e eu não quero ir.- expliquei.-E minha mãe não vai deixar eu ficar se você não ficar lá comigo.

    ⁃    Olha eu não sei não...- falou inserta.

    ⁃    Por favor.- pedi.

    ⁃    Tá bom.- se deu por vencida.- Eu já vou só vou trocar de roupa.

    ⁃    Você pode ir de pijama mesmo.- falei já a puxando só dando tempo dela trancar a porta. 

Arrastei ela até em casa entrando com ela logo em seguida , minha mãe logo desceu as escadas e ficou surpresa ao ver Meggie aqui.

    ⁃    Como ele te convenceu ?- perguntou.

    ⁃    Maçã.- respondeu.

    ⁃    Não entendi mas tudo bem.- riu.- Bom Cassy eu já vou indo e o Theo vai comigo , tomem cuidado.

    ⁃    Tá bom.- respondi enquanto ela me dava um beijo no rosto e um abraço na Meggie. 

Ela saiu e depois de ouvirmos o barulho do carro , ficamos nos olhando , vi que ela parecia sem jeito.

    ⁃    Desculpa.- pedi.

    ⁃    Porque ?- perguntou confusa.

    ⁃    Eu não sei...- suspirei.- Só que parece que tudo o que estou fazendo é errado.

    ⁃    Ei...- ela tocou meu rosto 'Quando foi que ela chegou tão perto ?'- Nada disso é sua culpa.

    ⁃    Então por que se afastou ?- perguntei.

    ⁃    Castiel , dói estar perto de você e não poder te beijar como antes , ficar perto como antes , dizer que te amo.- abaixou a cabeça encostando sua testa em meu queixo.- Não poder dizer tudo o que quero dizer.

    ⁃    Não tem que ser difícil.- respondi.- Só tem que ser nós dois.

Não dei tempo dela responder e a beijei , ela tentou me afastar mas desistiu rapidamente , retribuindo meu beijo , suas mãos foram para o meu pescoço , puxando os fios de cabelo da minha nuca , fazendo meu corpo arrepiar. Nos separamos pela falta de ar. 

    ⁃    Eu acho que me apaixonei por você de novo.- soltei.

    ⁃    Como tem certeza disso ?- perguntei.

    ⁃    Não sei...- sorri.- Mas eu to apaixonado por você.

Beijei ela de novo , segurei suas pernas as colocando em volta da minha cintura , a coloquei contra a parede , colando nossos corpos.

    ⁃    Castiel...- gemeu 'Essa garota quer me deixar maluco!'

    ⁃    Deixa eu continuar.- pedi.

Ela olhou nos meus olhos e aproximou seu rosto , escovando seus lábios nos meus , aceitei isso como um sim , segurei ela firme e comecei a andar em direção ao sofá , me sentei com ela no meu colo ainda nos beijando. Nos separamos pela falta de ar e nos olhamos , sorri para ela e a mesma retribuiu , levei minhas mãos até a barra de sua blusa a tirando de seu corpo logo em seguida. Sorri ao ver seu sutiã vermelho e lembrei como gosto dessa cor , levei um mão ao seu ombro abaixando uma alça e distribuindo beijos pelo seu ombro nu , e percebi que ela se arrepiou.

Ela pois suas mãos em minhas costas pecando minha camiseta para cima e eu a ajudei para tirar levantando meus braços , senti seu olhar queimando meu peitoral , se aproximou e beijou meu peito , seus beijos molhados só me deixavam mais animado para continuar. Levei minhas mãos ao fecho de seu sutiã o abrindo e o deixando escorregar por seus braços , levei calmamente uma mão a um de seus seios e apertei levemente , me surpreendi quando ela colou sua mão sobre a minha me forçando a apertar mais forte. Minha outra mão que não estava ocupada levei até sua calça , a colocando por dentro e acariciando sua intimidade sobre a calcinha , ouvi ela gemer o que me instigou a continuar , levei meus lábios ao seu seio direito e ela gemeu alto.

    ⁃    Ainda nem comecei e já está toda animadinha.- brinquei.

    ⁃    Idiota...Aah.- falou entre seus gemidos.

Com sua ajuda tirei sua calça e sua calcinha juntos , os joguei para algum canto da sala , perdi o ar quando a vi inteiramente nua na minha frente , 'será que prestei atenção na nossa primeira vez ?'

Tirei minha calça ficando apenas de box verde escuro , a deitei no sofá , e comecei a beijar seu corpo comecei por seu pescoço , depois a curvatura de seus seios , sua barriga até que a mesma me puxou para cima me roubando um beijo.

    ⁃    Tem certeza ?- ela me perguntou.

    ⁃    Era pra mim estar perguntando isso.- respondi.- Você quer isso ?

    ⁃    Tudo que eu quero tá bem na minha frente.- respondeu e eu a beijei.

Retirei minha box , peguei uma camisinha no bolso da calça e coloquei , beijei seus lábios levemente e a penetrei. Ela gemeu com a primeira estocada , enquanto eu me contive em apenas um suspiro , ela é tão apertada , eu não precisaria nem me mover para gozar. Comecei com movimentos lentos , até ela pedir para eu ir mais rápido , gemíamos juntos , nossos corpos tragavam litros e litros de ar , sua mãos foram de minha nuca até minha costa , arranhando ela , eu podia sentir arder mas não me importava.

    ⁃    Aah... Castieeeel...-gemeu manhosa.

    ⁃    Não faz...Aah...isso...Aah comigo Meggie...-murmurei.

Aumentei mais a velocidade dos meus movimentos , meu clímax já estava próximo e pelo jeito que o corpo da Meggie tremia ela também estava , continuei estocando até que ela gemeu mais alto chegando ao clímax me levando junto.

Ficamos por um tempo deitados , havíamos trocado de posição e eu estava deitado e ela sobre mim , enquanto eu acariciava as costas da mesma. Meu olhos estavam pesados mas eu estava bem cansado. 

    ⁃    Porque está fazendo isso?- me perguntou.

    ⁃    Isso o que ?- perguntei.

    ⁃    Se forçando a ficar acordado.- respondeu.- Por que ?

    ⁃    Porque se eu dormir... Você vai embora.- falei baixo por causo do sono.

    ⁃    Quer ver como eu te faço dormir ?- perguntou sorrindo e eu sorri cansado em resposta. Ela se aproximou e beijou minha testa , depois minhas bochechar , as pálpebras dos meus olhos me obrigando a fechar os mesmos e depois depositou um selinho nos meus lábios.

_____________________________________

No outro dia...

Me mexi no sofá enquanto acordava , senti falta de um certo peso sobre mim e abri os olhos rapidamente , constatando que ela não estava mais lá , me sentei no sofá e olhei para o chão , nenhum sinal de suas roupas e as minhas estavam dobradas sobre a mesinha de centro , senti meu olhos arderem é um dor de cabeça enorme me invadir. 

            Flashback On 


    ⁃    O que está acontecendo aqui ?- me perguntou pasma.

    ⁃    Estou tentando pegar meu cachorro.- falei correndo ainda atrás do Dragon. Até que ele parou e se sentou ao lado dela.

    ⁃    Oi gracinha.- falou se abaixando e fazendo carinho na cabeça dele.- Andou dando trabalho pro seu dono foi ?

    ⁃    Você não vai fazer nada ?- perguntei surpreso e e ela me olhou confusa.- Não vai gritar comigo , reclamar da cerca , nem detestar o Dragon?

    ⁃    Primeiro que eu não tenho motivos pra gritar com você , segundo é apenas uma cerca , acho que consigo consertar , e terceiro , Dragon é adorável .- falou sorrindo ainda acariciando Dragon que apenas aproveitava o carinho. - É um pastor de bauce não ?

    ⁃    Conhece a raça ?- perguntei me sentando sentando ao lado do Dragon.

    ⁃    Meu pai tinha um.- falou sem entrar muito no assunto.

    ⁃    Legal.- respondi sorrindo.- Sou Castiel.

    ⁃    Sou a Meggie.- me falou sorrindo.- E você deveria ir embora.

_____________________________________


    ⁃    AAAAAAH SEU MALUCO.- falou tacando um chinelo em mim.

    ⁃    Aí cacete !- falei passando a mão no braço onde o chinelo acertou.- porque você tacou um chinelo em mim ?

    ⁃    Porque você tá no meu quarto ?- perguntou ainda assustada.

    ⁃    Você deixa a porta destrancada.- respondi sorrindo sarcástico.

    ⁃    E você é um lunático !- falou irritada.- Sai daqui agora ! 

    ⁃    Tá bom.- respondi e me aproximei de uma estante que tinha no meu quarto pegando um caderno que estava escrito 'diário'. - Mas isso vem comigo !

_____________________________________


    ⁃    O que você está fazendo aqui ?_ perguntei sussurrando.

    ⁃    Ué eu estudo aqui.- me respondeu.

    ⁃    Ah eu mereço.- respondi deixando meu corpo escorregar na cadeira até ele ficar meio deitado na mesma.- A pessoa mais chata que eu conheço , agora é a minha dupla.

    ⁃    Não é como se eu tivesse adorado ser sua dupla.- me respondeu bufando.

    ⁃    Calada tábua !- falei irritado.

    ⁃    Tábua ?- perguntou irritada.- Tábua ?!

    ⁃    É, isso é o que você é uma tábua.- falou.

    ⁃    Seu idiota !- falei bravas

    ⁃    Tábua ! Tábua ! Tábua !- falei rindo e ela revirei os olhos. 

_____________________________________


    ⁃    Você está bem ?- perguntei preocupado.

    ⁃    Melhor impossível.- respondeu irônica.- Primeiro você invade a minha casa , rouba o meu diário , me tranca no meu quarto e agora eu quase caio escada abaixo por que sua namoradinha está com ciúmes. 

    ⁃    De nada viu ?-falei revirando os olhos.

    ⁃    Muito obrigado !- respindeu revirando os olhos e continuou a subir as escadas sem olha para trás. 

_____________________________________


    ⁃    Belo pijama.- falei sorrindo de canto.

    ⁃    Eu to cansada Castiel.- respondeu frustrada.

    ⁃    Olha eu não vim te provocar nem nada , vim te devolver isso.- respondi me estendendo meu diário.- Sinto muito pelos seus pais. 

    ⁃    Castiel vai embora.- falou sem olhar para minha cara

    ⁃    Meggie...- eu o interrompi.

    ⁃    VAI EMBORA!- gritou , eu olhei para ela  confuso e depois sai batendo à porta. 

_____________________________________


    ⁃    Então.- falei.- Vamos conversar sobre isso ou vai continuar me ignorando ?

    ⁃    Acho que prefiro te ignorar.- respondeu sem olhar para mim.

    ⁃    Será que você pode pelo menos me explicar por que ficou daquele jeito ?- perguntei irritado.

    ⁃    Ué você não leu o meu diário ? Já deve saber de tudo.- me respondeu irritada e olhando para mim.

    ⁃    Então toda essa frescura é por isso ?- perguntei. 

    ⁃    Sério ? Frescura ? Você soube meu diário lê tudo que tem lá e ainda chama isso de frescura ?- perguntou indignada.- E não , não é só por que disso.

    ⁃    Então é pelo o que ?- falei irritado.

    ⁃    Não te interessa.- respondeu se virando.

    ⁃    Aaah eu não te entendo.- falei bufando.

    ⁃    A gente se conhece a menos de uma semana , você não tem que me entender.- falou.

_____________________________________


    ⁃    LEVANTA.- gritou entrando na sala e eu cai do sofá com o susto.

    ⁃    O que você pensa que estava fazendo aqui ?! E como entrou ?!- perguntei bravo.

    ⁃    A cerca continua quebrada e sua porta aberta , e eu preciso falar com você.- falou sentando no sofá.

    ⁃    E quem disse que eu quero falar com você ?- perguntei cruzando os braços. 

    ⁃    Não pedi sua opinião.- respondeu e eu revirei os olhos.- Não rolou nada entre eu e o Nathaniel.

    ⁃    E quem disse que eu me importo ?- perguntei irritado mas eu já estava baixando a guarda. 

    ⁃    Bom é o que parece.- falou se levantando e ficando cara a cara comigo.

    ⁃    Mas eu não ligo.- respondi me aproximado e deixando nossos rostos bem perto. 

    ⁃    Eu e o Nathaniel estávamos procurando o cachorro da diretora.- começou a falar.- Só que ele se bateu na minha perna e eu acabei caindo e por impulso segurei no Nathaniel e ele acabou caindo junto comigo. 

    ⁃    Não pedi uma explicação.- falei

    ⁃    É mas eu dei.- falou meio irritada.- Cara eu não te entendo , do nada você fica todo irritado e revoltadinho com o mundo , e na outra hora está gentil e me chamando pra sair.

    ⁃    Acha que quando eu te chamei pra ir no parque , era um encontro ?- perguntei.

    ⁃    Claro que não , idiota.- me empurrou para longe e saiu da minha casa. 

_____________________________________


    ⁃    O que veio fazer aqui ?- perguntou sem me olhar.

    ⁃    Você não aparece na escola a uma semana , no mínimo eu estou preocupado.- falei me sentando no sofá virado para ela.

    ⁃    Eu te deixei preocupado ?- perguntou.

    ⁃    Não só a mim , mas também ao resto de pessoal.- falei.- Parece que eles sentem falava de uma coisa chata na escola.

    ⁃    Você está lá , já tem chatice demais então.- falou e eu ri.

    ⁃    Porque sumiu ?- perguntou chegando mai perto dela.

    ⁃    Porque agora vocês sabem .- disse e suspirou.- Não queria que soubessem agora.

    ⁃    Porque não ? Não confia em nós?- perguntei.

    ⁃    Confio , é só que não me sinto confortável com o assunto sendo os meu pais.- falou e levantou a cabeça me olhando um pouco.

    ⁃    Hey não dá se sentir assim.- falei e acariciei seu cabelo , mas logo parei.- São seus pais , uma hora tem que falar sobre eles e quando for essa hora é melhor ser com os amigos.

    ⁃    Eu é que... Eu... Não dá...- falou e suspirou.

    ⁃    Vai voltar pra escola ?- perguntei tentando mudar de assunto.

    ⁃    Porque ? Você sente muito a minha falta ?- perguntou sorrindo 'Que bom ver esse sorriso.'

    ⁃    Não sonhe.- falei rindo.- Tábua.

    ⁃    Tomate .-falou fingindo estar brava.

    ⁃    Tábua.- falei.

    ⁃    Tomate.- respondeu.

    ⁃    Tábua.

    ⁃    Tomate.

    ⁃    Tábua.

    ⁃    Tomate.

    ⁃    Aaaaah cansei.- falei e puxei ela pela cintura e comecei a fazer cócegas nela. 

    ⁃    Castiel....Para.... Aí caralho... Eu vou fazer xixi...- falava entre risos.

    ⁃    Está livre mocinha mas só por enquanto.- falei soltando ela.

    ⁃    Valeu tomate.- falou ainda soltando risos.- Aí minha barriga.

    ⁃    Se você ficar com falta de ar o problema é seu.- falei rindo e ela revirou os olhos.

    ⁃    Falou o cara que estava me fazendo cócegas.- falou. Ficamos um tempo em silêncio.- Ele foi aumentar o volume do rádio.

Ela me contou tudo o que aconteceu e eu lhe dei conforto.

_____________________________________


    ⁃    Por que sempre foge de mim ?- perguntei a assustando.- Porque nunca ouve o que tenho pra dizer.

    ⁃    Castiel eu...- a interrompi.

    ⁃    Você só sabe dizer como se sente mas não tenta saber como eu me sinto.- falei nervoso e ela se levantou ficando de frente comigo.- Eu estou um caco Meggie , droga você aceitou vir no baile com o Nathaniel , você só tem me evitado , eu tinha o total direito de me sentir confuso , você sempre cortava qualquer iniciativa que eu tomava , você ficava dizendo para sermos apenas amigos e do nada fala que me ama , eu só fiquei sem saber e tudo o que eu quero agora tá aqui , bem na minha frente , o único problema é que ela foge tão rápido que eu nunca consigo dizer que a amo.

    ⁃    O que ?- perguntou surpresa.

    ⁃    Eu sou a porra de um garoto apaixonado por você tá legal ?- perguntei irritado.- Eu não sei como chegamos nisso , mas não consigo e nem quero sair disso , porque , eu amo você.

    ⁃    Você...me...ama?- perguntou tentando assimilar tudo.

    ⁃    Mais do que já amei a mim mesmo.- falei e a beijei.

_____________________________________


    ⁃    Você poderia pelo menos colocar em um filme legal.- falei deitando a cabeça no seu colo.

    ⁃    Tipo o que ? Um porno ?- perguntou me fazendo rir. 

    ⁃    Porno é o que eu quero fazer com você.- respondi.

    ⁃    Sai daqui.- me empurrou do seu colo , me fazendo cair no chão.- Ridículo.

    ⁃    Quanto amor.- falei me levantando do chão.

    ⁃    Você nem sabe o quanto.- falou e riu.

_____________________________________


    ⁃    Quando isso vai acabar ?- perguntou.-Quando vamos poder querer estar um com o outro sem ter alguém para tentar afastar a gente ?

    ⁃    Eu não sei...- respondi me sentando ao seu lado.

    ⁃    Então porque não desistimos logo disso ?- perguntou me olhando.

    ⁃    Porque a remota chance de podermos dar certo , é muito melhor do que viver sem discutir com alguém só porque amo você.- respondi com certeza.

_____________________________________


    ⁃    Nossa.- falei e ri.- Eu quero que esse Cream Burle se transforme em uma pessoa , para eu levar ela pra Las Vegas e me casar com ela.

    ⁃    Você é tão bobo.- falou rindo.

    ⁃    Você me adora.- falei rindo.

    ⁃    Mas sobre o casamento em Las Vegas.- falou.

    ⁃    O que tem ?- perguntei.

    ⁃    Será que eu posso entrar ?- perguntou e eu ri.

    ⁃    Pode ser a dama de honra.- falei fazendo ela rir. 

_____________________________________


    ⁃    Quando soube que mandava bem na guitarra ?- perguntou acariciando meu peito nu enquanto eu fazia carinho em suas costas.

    ⁃    Foi uma noite a três anos atrás , eu ainda não conhecia a Debrah.- falei.- A Rosa me convenceu a entrar numa loja de bebidas pra comprar energético antes de um show que eu e o Lysandre havíamos conseguido , eu entrei e tinha um cara comprando uma garrafa de whisky.

    ⁃    Era ele ?- perguntou.

    ⁃    Sim , era o meu pai.- falei com remorso na voz.- Ele nem me reconheceu , passou por mim como se eu não fosse ninguém , eu lembro que depois disso eu incendiei o palco  , eu não estava me importando se estava tocando bem ou não , eu só precisava extravasar. E no final as pessoas gostaram , eu nunca tinha tocado tão bem. 

    ⁃    Gostaria de ter visto isso.- falou mudando de posição e ficando apoiada com a cabeça em uma mão ainda acariciando meu peito. 

    ⁃    Sabe eu sempre me julguei um cara sozinho.- falei acariciando seu rosto.

    ⁃    Você não tá sozinho.- falou dando um leve beijo em minha mão. 

    ⁃    Eu sei...- falei e ela me deu um selinho. 

_____________________________________


    ⁃    Tão séria.- falei a puxando para o meu colo.

    ⁃    Não queria que você se metesse em uma briga.- falou cabisbaixa.

    ⁃    Hey eu to sempre aqui.- falei acariciando suas costas.- Sempre que precisar é só chamar. 

    ⁃    Eu sei...- falou suspirando.- Te amo.

    ⁃    Também te amo.- falei e dei um beijo em seu ombro. 

_____________________________________


    ⁃    Eu fui me encontrar com a Debrah ontem.- soltei e ela ficou surpresa.

    ⁃    Por que ?- perguntou.

    ⁃    Ela disse que tinha uma proposta pra mim.- respondi.- Ela disse que o produtor dela precisa de um novo guitarrista. E...

    ⁃    E ela pensou em você.- me interrompeu.

    ⁃    Meggie é uma chance única.- falei. 

    ⁃    Uma grande chance.- falou sarcástica.- Uma grande chance de ser feito de idiota por ela.

    ⁃    Meggie é sobre minha carreira que estamos falando.- passei a mão pelos cabelos.- Podemos pensar em alguma coisa.

    ⁃    Tá então deixa eu te falar o que eu pensei.- falou nervosa.- Vai embora com ela , e esquece o que tivemos , vai atrás da sua chance única.

    ⁃    VOCÊ NÃO TÁ NEM ME DANDO ESCOLHA.- gritei.

    ⁃    VOCÊ NÃO QUER UMA ESCOLHA.- gritou de volta.- Você só quer ter certeza que quando voltar , eu vou estar aqui esperando que nem uma idiota. Só que Castiel , você vai estar com ela.

    ⁃    Isso não significa nada.- falei.

    ⁃    Significa.- falou.- Você sabe que significa.

    ⁃    Meggie não estrague o que temos.- pedi.

    ⁃    Estragar o que ?- perguntou irritada.- Você nunca nem me pediu em namoro. Não dá pra estragar o que nunca existiu.

    ⁃    Não fala assim....- ela me interrompeu.

    ⁃    Foi bom te conhecer Castiel Campbell.- falou e ia se virar de costas mas pareceu lembrar de uma coisa.- Pra uma primeira vez , foi incrível.

    ⁃    Meggie...- ela não ficou para ouvir.

                 Flashback Off.

E lá estavam elas , minhas memórias , eu não podia acreditar , elas voltaram , finalmente , agora preciso encontrar a Meggie , mas um banho primeiro seria bom.

Me levantei e fui até o banheiro do meu quarto , mas estranhei quando ouvi que ele estava ligado , entrei lentamente no banheiro e lá estava ela , o box estava fechado mas podia ver o contorno de seu corpo. Ela não tinha ido embora , tinha ficado , suas roupas estavam na pia , e ela só estava tomando um banho. 

    ⁃    Pensei que você tinha ido embora.- falei a fazendo perceber que eu estava aqui.

    ⁃    Foi mal...- falou.- Eu precisava de um banho.

    ⁃    Também preciso.- falei entrando no box com ela.

    ⁃    Hey esse banho é meu.- falou sorrindo.

    ⁃    Nosso banho agora.- falei sorrindo de volta.

Tomamos banho e de vez em quando nos beijávamos , depois saímos e fomos nós vestir , ela colocou uma camisa minha e eu apenas uma cueca e bermuda. 

    ⁃    O Dragon tinha passado pro su jardim...- falei e ela me olhou confusa.- No dia em que nos conhecemos , ele quebrou a cerca.

    ⁃    É foi isso.- confirmou.- Pera aí você se lembra ? 

    ⁃    Eu lembro de tudo agora.- falei e ela sorriu.

    ⁃    AÍ MEU DEUS !- falou me abraçando forte e eu retribuo o abraço dela.- Graças a Deus.

    ⁃    Eu te amo.- falei ainda a abraçando.

    ⁃    Eu senti tanta falta.- falou e fomos nos afastando lentamente.- Eu te amo tanto. Nunca mais faça isso comigo , por favor. 

    ⁃    Calma , eu to aqui agora...- falei acariciando seu rosto.- Vou estar aqui pra sempre...


Notas Finais


Espero que tenham gostado
Acabou a bad Castiel recuperou a memoria
Comentem !
Kissus


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...