História The fate of life - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Justin Bieber
Tags Ariana Grande, Jariana, Justin Bieber
Exibições 32
Palavras 1.237
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Estupro, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ola meus amores, me desculpem pela demora. Espero que gostem. Boa leitura!

Capítulo 3 - Terceiro Capitulo


Capitulo Três...

Depois de chamá-la de anjo Justin começou com alguns exercícios motores para que ela exercitasse as mãos e facilitar ainda mais os movimentos. Depois de uma hora de exercícios eles terminaram.

- Por hoje é só isso, Anjo. – disse Justin sendo o mais simpático e amoroso possível.
- Obrigada medico de loucos, o senhor foi maravilhoso.
- Senhor esta no céu Ariana, pode me chamar de “você”, por favor.
- Se o Senhor esta no céu, os anjos também.
- Mas Deus envia anjos como você, para salvar a vida de varias pessoas.
- Então eu não sou um anjo, eu nunca salvei ninguém. Você é um anjo.
- Você ainda é jovem e vai descobrir que salvou sim, vidas ou uma vida.
- Tudo bem.
- Ariana, agora eu preciso ir, tenho mais consultas, amanhã eu volto.
- Obrigada por tudo.
- Você não precisa agradecer. Tchau. – ele disse e deu um beijo no rosto dela.
- Tchau... – ela disse só por impulso pois seu corpo e seu coração estavam completamente descontrolados depois daquele beijo.

Conforme Justin tinha dito, ele voltou no dia seguinte, ele voltou á semana toda, voltou varias e varias semanas. E cada dia que se passava os dois ficavam mais e mais próximos. Ariana já conseguia mover os braços e as mãos normalmente e o próximo passo seria com as pernas.

02/11/2016, Paris – França

- Bom dia Anjo. – ele disse ao chegar ao quarto de Ariana.
- Bom dia, medico de loucos.
- Como esta se sentindo hoje? – ele perguntou após dar um beijo em sua testa.
- Ótima. – ela respondeu entusiasmada.
- Que bom que esta animada Ariana, pois precisaremos de toda essa animação nos exercícios que vamos começar hoje.
- O que vamos fazer hoje?
- Vamos começar a exercitar as suas pernas.
- Serio? – ela disse surpresa e animada.
- Sim, mas teremos que sair desse hospital. O que acha?
- Nunca sai daqui. Acho que vai ser legal.
- Eu também acho. – disse Justin com um enorme sorriso no rosto.
- Ola. – disse John ao chegar ao quarto de Ariana.
- John! Que saudade. – disse Ariana e foi andando com a cadeira de rodas ao encontro de John.

No momento em que Ariana abraçou John, Justin sentiu um enorme ciúme subir a sua cabeça. Ele queria tirar John dali a chutes e uns bons socos. Justin ficou incomodado com esse sentimento tão estranho por Ariana, uma coisa que nunca tinha sentido por paciente nenhuma. Somente por ela. Justin fingiu sentir algo e deu a mais simples desculpa, disse que precisava ir ao banheiro, deixando os dois á sós. Ele caminhava pelos corredores do hospital com um mau-humor notável á quilômetros. Não conseguia conter a expressão de raiva e descontentamento. Entrou no banheiro, que estava vazio, apoiou os pulsos sobre a pia e ficou se olhando no espelho.
- O que esta havendo comigo? Nunca senti algo desse tipo por nenhuma paciente. Isso não é possível. Eu não posso estar sentindo ciúme dela.

Ele se olhou fixamente no espelho e repetiu essas palavras varias vezes.

- Você não sente nada por ela. Você não pode sentir nada por ela.

Depois de alguns minutos ele voltou pro quarto e Ariana estava sozinha.

- Onde ele esta? – ele perguntou pra ela com seriedade.
- Ele tinha uma consulta, onde você estava? Porque demorou tanto?
- Estava ocupado fazendo outras coisas enquanto você abraçava seu amigo. – ele disse com certa arrogância se esquecendo de que ela não tinha culpa.
- O que eu fiz? Porque está chateado comigo? – ela perguntou tristonha sem saber o que estava acontecendo.

Após aquela pergunta ter sido feita por Ariana, Justin sentiu um enorme remorso tomar conta de si por ter sido tão grosso com ela.

- Me desculpe Anjo, você não fez nada. Perdoe-me.
- Tudo bem.
- Já podemos ir?
- Sim!
- Ótimo, então vamos!

No caminho da clinica de fisioterapia, Justin e Ariana trocavam olhares amorosos um com o outro, mas sem nenhum dos dois saberem o que estão pensando.

- Ela me faz tão bem. Mas porque ela me deixa assim? – pensava Justin.
- Ele é tão lindo e muito legal. Deve ser um homem incrível pra se passar o resto da vida grudada no pescoço dele. – ela pensava, e sorria com seus pensamentos bobos.

- O que foi, porque esta sorrindo? – ele perguntou após Ariana sorrir com seus pensamentos.
- Por nada. – ela disse sem graça.
- Me diga Anjo, quero saber.
- Eu só pensei em uma coisa engraçada, só isso. – ela sorria enquanto falava. – Fico feliz quando estou com você.
- Estava rindo por isso? – ele ri. – Estar com você é a melhor parte do meu dia Ariana.
- Ah para, vai me dizer que prefere ficar comigo do que com sua namorada?
- De onde você tirou isso Ariana? Eu não tenho namorada.
- Claro que tem. Uma vez você me disse que tinha que encontrar uma tal de “Jazzy”.
Risos vindos de Justin.
-
Porque esta rindo? Em bobo, fala. Porque esta rindo?
- Ariana, Jazzy é minha irmã caçula. Naquele dia, nos dois tínhamos um almoço marcado para falar-mós do aniversário surpresa da minha mãe.
- Ah. Não sabia, me desculpe.
- Não precisa se desculpar anjo. E eu prefiro sim ficar com você ao invés de qualquer outra pessoa. Olha já chegamos.

Depois de chegarem, Justin ajudou Ariana a se sentar na cadeira de rodas e foi á levando ate o local onde seriam feitos os exercícios. Enquanto estavam andando pela clinica, Justin ia mostrando alguns equipamentos que Ariana usaria na sua recuperação. Quando chegaram na sala onde Ariana começaria com os exercícios perceberam que a enfermeira responsável pela sala não estava no local. Então decidiram começar os exercícios logo de uma vez.

No Hospital...

- Sonia, onde está Ariana? Acabei de sair do quarto dela e ela não estava. – perguntou John na recepção do andar.
- Ela saiu com o doutor Justin Bieber, pensei que o senhor soubesse.
John respira fundo em tom de insatisfação. – Muito obrigado Sonia, me avise quando ela chegar. – disse ele serio.

Na sala do Dr. John...

- O que ela está fazendo com ele? Ela deveria ter me avisado quando fui ao seu quarto mais cedo. – John fica enfurecido e joga todas as suas coisas que ficam em cima de sua mesa no chão e grita loucamente.

Na clinica de reabilitação...

- Ariana, vamos começar com esse aqui. – diz Justin mostrando o equipamento.
- O que eu tenho que fazer?
- Primeiramente você vai ter que sair dessa cadeira.
- Como é que é? – Ariana pergunta surpresa.
- Isso mesmo que você ouviu mocinha. Vem, eu te ajudo... – Disse Justin estendendo as duas mãos para ela.
- Justin, não.
- Sim!
- Não me deixa cair. – diz Ariana estendendo a mão para ele.
- Eu não vou!

Justin segura fortemente à mão de Ariana, passando confiança pra ela. Ele á puxa para perto dele e á segura pela cintura, deixando-os coladinhos um no outro. Ariana olhava  para baixo.

- Eu estou com medo... – ela disse enquanto ainda olhava para baixo.
- Não tenha medo, confie em mim. – ele disse olhando pra ela.

Justin coloca seu dedo indicador no queixo de Ariana e levanta sua cabeça, deixando-a cara a cara com ele. Eles se olhavam no olhos, podiam sentir o respiração um do outro. Podiam sentir o amor.  


Notas Finais


Gostaram? Comentem o que acharam porque isso me motiva a escrever mais e mais. Beijos,


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...