História The fault is our love - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Regra do Jogo, Alexandre Nero, Giovana Antonelli, Salve Jorge
Personagens Alexandre Nero, Atena Torremolinos, Giovana Antonelli, Heloísa "Helô" Sampaio Alencar, Romero Rômulo dos Santos
Tags A Regra Do Jogo, Alexandre Nero, Amor, Drama, Giovanna Antonelli, Revelaçoes, Romance, Salve Jorge
Visualizações 68
Palavras 2.043
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - Vamos nos atrasar


Sentindo o toque de Nero, Giovanna percebe seu corpo esquentar com o toque. Vendo que se renderia se não se apressasse, Giovanna fala

G- Nero ... – Sente Nero começar a cheirar seu pescoço, enquanto uma de suas mão vai subindo em direçao aos seus seios que já evidenciava o quão excitada estava.

N- Uhm? – Aperta por cima do vestido o seio esquerdo de Giovanna que ao sentir o toque, joga a cabeça para trás apoiando no ombro de Nero. Com a mão direita, Nero começa a descer o vestido de Giovanna

G- Vamos nos atrasar... – Tenta escapar, mas não consegue

N- Você sabe que a reunião começará as 09:30 – Diz, enquanto desce totalmente o vestido de Giovanna.Num só moviemento, Nero a vira para ficar de frente a ele. Deixando-se envolver, Giovanna sente a mão de Nero por dentro do seu sutiã enquando a outra a puxa pela nuca para um beijo molhado. Sem protestar, Giovanna se envolve num beijo quente que Nero lhe proporcionava. Numa rapidez, Nero solta o sutiã de Giovanna. Vendo aquela visão, Nero, que já estava excitado, sente seu membro pulsar entre a calça. Vendo Giovanna de olhos ainda fechado, Nero vai descendo a boca em direção aos seios dela, e onde vai passando, vai deixando beijos por toda a sua extensão. Sem perguntar nada, Nero abocanha um dos seios e com a outra mão vai apertando.

G- Nero.. Va..mos... nos... atrasar – Fala envolvida no tesão que Nero lhe proporcionava. Enquanto ele estava estimulando seus seios, Giovanna o faz parar e puxa-o para outro beijo. Enquanto beija Nero com prazer, já entregue ao tesão, Giovanna começa a tirar a roupa de Nero. Chegando na calça, Giovanna percebe o  quanto ele estava excitado e decide provocá-lo. – Está excitado, já? – Aperta seu mastro com a mão entre as calças de Nero e o ver gemer. – Ein? Já está com tesão? -  Desabotoa a calça de Nero

N- Você quer ver o quanto estou com tesão? – A joga na cama, deitando-se por cima. Encaixa-se sobre ela e começa a esfregar seu mastro sobre a intimidade dela. Giovanna sentindo a calcinha já molhada, começa a movimentar seu quadril para incentivá-lo a continuar

G- Deixa de tortura, Nero – Fala enquanto sente ele abocanhar seus seios. De repente, alguém bate em sua porta, assustando-os

N- Está esperando alguém? – Olha-a

G- Não que eu saiba – Sai de baixo dele para ver quem era

N- Não acredito – Frustra-se

Giovanna põe um roupão e vai na porta atender a o recepcionista que batia na sua porta rapidamente

R- Giovanna Antonelli? – Pergunta olhando-a

G- Sim? – Responde

R- O carro já chegou e está esperando a senhora pra seguir para uma reunião marcada às 09:30.

G- Eu não pedi carro nenhum. Deve haver algum engano

R- Ele veio direcionado para você e o Alexandre Nero. Seu Alexandre não se encontra. Acredito que já foi. Mas como a senhora ainda está aqui, o carro sai em 30 minutos.

G- Deve ser da empresa em que vou para reunião. Desço em 15 minutos – Adianta-se

R- Certo. – Despede-se

Fechando a porta, observa Nero sentado em sua cama. Vendo aquela imagem, Giovanna sente o corpo arrepiar lembrando do que aconteceu em minutos atrás.

G- Temos que ir – Fala sem jeito

N- Ouvi o recado – Levanta-se indo ao encontro dela

G- Nero, não podemos nos atrasar – Alerta-o

N- Quem disse que vou fazer alguma coisa com você? Eu iria sim, iria fazer um amor bem gostoso com você, mas... – Cheira o pescoço dela – Formos atrapalhados – Cochicha em seu ouvido, vendo ela arrepiar-se

G- Eu não sei como eu fiz isso – Fala olhando nos olhos dele – Não sabia que era tão safado – Presenteia-o com um selinho demorado

N- Safado? – Beija-a com gosto.

G- Ta bom... – Termina dando selinhos nele e indo pegar o sutiã e o vestido que estavam no chão – Ta bom de você começar a se arrumar também – Observa-o parado

N- Claro – Continua olhando ela, e logo ela segue para o banheiro para colocar o sutiã e ajeitar-se no vestido. Quando volta, vê Nero já arrumado a esperando.

G- Fecha aqui – Vira-se para ele – E sem cheiro – Adverte

N- Claro, diretora – Sobe o zíper dela e vira-a beijando. – Você ... É... Muito.. Gostosa – Fala, intercalando selinhos a cada término de palavra pronunciada

G- Já de você, eu não posso falar o mesmo – Brinca

N- Não? – Finge se ofender

G- Ainda não testei o produto. Mas posso dizer que é sedutor – Diz, indo para o closet rebolando.

N- Você gosta de provocar, né? – A olha pausadamente

G- Não fiz nada – Finge desentendimento. Depois de cinco minutos, Giovanna estava pronta. Põe o salto e pega a mala de documentos e vai para o quarto ao encontro de Nero que estava entertido no celular

G- Vamos?

N- Claro – Levanta-se e quando a olha, vê o quanto Giovanna está linda e vai ao seu encontro – Você está um espetáculo – A gira – Linda! – Dá um selinho rápido

G- Vai borrar meu batom! – Volta para o closet para ajeitar o batom e volta – Vamos – Abre a porta

N- Claro! – Segue-a

Já no elevador, Giovanna olha para Nero, vendo que sua boca estava borrada de batom o chama

G- Vem cá

N- Claro – Agarra-a pela cintura

G- Para! – Afasta a cabeça dele que já estava indo de encontro a sua boca – Sua boca está melada de batom, seu safado.

N- É? – Faz cara de bobo

G- Deixa eu limpar – Delinia seu dedo sobre a boca de Nero, tirando todo o batom que estava em seu lábio. – Prontinho – Afasta-se

N- Ganho nem um beijo? – Insinua-se

G- Claro que não! – Diz saindo do elevador, rebolando para que ele veja

Vai indo em direção ao carro onde encontra-se com o motorista enviado

M- Bom dia! Sou o motorista enviado pelo Dr. Marcos da Melhores Empresas para vim buscar os dois. – Abre a porta do carro para Giovanna

G- Bom dia, querido! Obrigada – Entra no carro

N- Prazer, Alexandre Nero. Obrigada – Aperta a mão dele e entra.

G- Estamos indo longe demais – Fala rápido

N- Como assim? Não estou te entendendo – Vira-a para que ela o olhe

G- Nos conhecemos ontem, Nero... E... quase transamos – Olha-o fixadamente e séria

N- Sei que nos conhecemos ontem, Gio. Mas eu tenho alguma culpa se eu desejo uma mulher que não conheço direito? – Segura seu rosto

G- Vamos nos conhecer melhor – Sugere – Temos hoje e amanhã

N- Almoça comigo então? – Alisa suas pernas

G- Nero! – Bate na sua mão quando o sente adentrar seu vestido

N- Você está muito gostosa, diretora Antonelli – Sorrir com malícia – Almoça?

G- Claro!

N- E vai jantar também! – Avisa

G- Não, claro que não! – Recusa

N- Porque não?

G- No almoço resolvo. – Vira-se de frente para prestar atenção no trageto

N- Queremos nos conhecer, certo? Temos hoje e amanhã. Então, temos que fazer acontecer – Fala apertando sua mão

G- Nero... também não é assim. Nem sabemos o que vai rolar hoje na reunião.

N- Você não veio acompanhada de ninguém, eu também! O que custa sair comigo? – Insiste – O que custa passar esse restante da viagem nos conhecendo?

G- Tu venceu! Ta certo. Se programe, quero ver se vai valer a pena tudo isso – Desafia-o

N- Você não perde por esperar – Anima-se

M- Chegamos! – O motorista avisa

G- Obrigada! – Agradece quando ele abre a porta para ela sair

N- Até mais! – Sai do carro e segue para a recepção

Fazem o check in e seguem para a sala de reuniões

Durante toda a reunião, Nero e Giovanna se olham de relance. Giovanna se perde nos pensamentos, lembrando do que aconteceu entre ela e Nero logo pela manhã e sente o corpo arrepiar com os pensamentos não percebendo que o Sr. Marcos chamara sua atenção a tempo

M- Senhora  Antonelli? – Chama-a pela terceira vez

G- Sim, sim! – Alerta-se e se recompõe – Sim, o que falou?

M- Perguntei se sua empresa já fechou com a filial

G- Lhe dou essa resposta em cinco minutos, permita-me – Levanta-se para sair – Ligarei agora para minha advogada, ela que analisa todos os convites de filiais – Esclarece sua saída

M- Sim, claro. Fique a vontade – Libera-a

Saindo da sala, Giovanna liga imediatamente para Amora, que atende sem demora

- Oi deusa. Manda a real

- Ocupada?

- Pra você, sempre estarei livre

- Seria demais eu estar pensando em transar com um cara que fiquei hoje?

- Está se referindo ao Alexandre?

- Sim!

- Não amiga. Não seria demais. Eu penso em transar com caras que eu nem se quer fiquei - Sorri

 - Amora – Sorrir – Hoje pela manhã, quase transamos – Sussura pra que ninguém ouça

- MENTIRAAAA – Grita – Conta isso direito! Quero saber de TUDO – Enfatiza

- De noite eu te conto tudo, preciso falar com você urgente e preciso desligar logo. Ainda estou na reunião. – Esclarece – Sobre aquele documento que te entreguei da filial de arquitetura, você já analisou?

- Ainda não. – Mente

- Amora! – Repreende-a – Você sabe que já era pra ter  analisado isso!

- Esqueci na sua casa, mana – Inventa

- Você tem as chaves de casa, sua fedelha – Irrita-se

- Pra quê você queria essa resposta? – Quer saber

- Dr. Marcos me perguntou se já tenho uma decisão para alguma filial. Ele quer adicionar no relatório universal da empresa

- Diga a ele que já tem a escolha, mas que quer manter sigilo por enquanto. – Dá a idéia

- Ótimo, Amora! Boa ideia – Convece-se

- Mais alguma coisa?

- Não. Só me ligue pela noite. E não ligue cedo, faça- me o favor – Brinca

- Ligarei a hora que eu quiser, mas... como tenho um encontro hoje, quer dizer, uma reunião, eu ligarei tarde, INFELIZMENTE – Enfatiza o final

- Ta certo, beijos Amora – Desliga

Ao entrar na sala, todos a olham com um olhar curioso. Afinal, todos naquela sala tinha o interesse de ser filial da sua empresa, pois era uma empresa financeiramente disputada. Quando senta-se, Marcos pergunta a Giovanna:

M- Qual sua resposta, dona Antonelli? – Quer saber

G- Sim, Sr. Marcos! – Lembra-se – Já temos a escolha para a filial de nossa empresa. Junto com minha advogada, decidimos não divulgar a empresa filial pelo fato de que não ocorreu uma reunião com o diretor da mesma.Como temos 15 convites, a escolha foi difícil e sigilosa, mas podemos mudar de escolha pelo fato de não ser anunciado quem vai ser nosso filial. Mas, na próxima reunião, já estará decidido e divulgado a filial da Gio Engenharia. Temos reunião marcada com a filial na segunda-feira, mas não é nada certo. Contudo, lhe garanto que na próxima reunião, direi quem será nossa filial – Finaliza

M- Ótimo! Vou deixar pendente sua ficha universal da empresa. Seja breve! – Adverte-a – Nossa próxima reunião está marcada para daqui a um mês! – Lembra-a

Acabado a reunião, Dr. Marcos chama a atenção de todos

M- Os carros que foram buscar vocês estará na frente da empresa os esperando para levarem ao seus respectivos destino. Como todos voltarão só na segunda-feira, a empresa se preocupou com o lazer de todos enquanto a viagem não termina. Alexandre Nero e Giovanna Antonelli foram o único casal que a empresa trouxe. Mas não foi nada pessoal, foi pela reputação da empresa e, falo isso esclarecendo. Como podem ver, as empresas representantes de São Paulo e Rio de Janeiro foram dois homens, as representantes de Goiás e Destrito federal foram duas mulheres, somente Curitiba foi um casal. Todos estão hospedados em hotéis destintos. Portanto, os convites que lhe fora seraparados foram escolhidos com cuidado e cautela. Peguem o envelope e bom fim de viagem! E sim, o carro estará sempre a disposição de vocês. – Despede-se deles

Saindo para a recepção, Giovanna se assusta quando Nero chega ao seu lado de repente a fazendo esquecer do que falava outrora com a recepcionista

G- Me assustou – Sussura

N- Alexandre Nero – Apresenta-se para a recepcionista – Onde assino para pegar meus convites? – Pergunta

R- Boa tarde seu Nero – Insinua-se – Assina aqui – Mostra-o. Giovanna vendo aquela cena, se incomoda e sai em direção ao carro.

N- Pronto! – Anuncia

R- Ótima viagem – Entrega o envelope dos convites e da-lhe um guardanapo com seu número escrito

N- Obrigada! - Nero pega o envelope junto com o guardanapo, sem se importar com o que havia escrito nele segue para o carro onde encontra Giovanna de cara fechada


Notas Finais


Será que Giovanna aceitará sair com ele depois do ciúmes precoce que ela teve? Será que ele vai perceber que ela está com ciúmes? E o guardanapo?
ATT: Não sei se amanhã postarei. É feriado e pretendo sair.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...