História The fear of freezing in the dark - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Originais
Visualizações 9
Palavras 364
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Poesias, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Heyyy guys tudo bao? Espero que gostem

Capítulo 2 - Onde estou?


Sou arrastada delicadamente perante o fogo da cidade eu estava tão fraca que acabo desmaiando.
Derrepente eu acordo em uma cama desconfortável comparada com as do castelo, em uma barraquinha simples de madeira, apenas com alguns móveis. Tento me levantar mas assim que apoio meus pés no chão sinto uma dor intensa, quando percebo que estou enfaixada e todas as fichas estão ensangüentadas, assim que tento forçar mais um pouco a perna sangue começa a escorrer e eu caio no chão gemendo de dor, estava me segurando para não chorar meus olhos lacrimejavam, ouço passos se aproximando então me arrasta para abaixo da cama, a porta se abre e um homem entra:

-humm... Espera um pouco.... Onde que tá aquela pirralha

-*engole a seco*

Ele sai andando pelo barraco e olha para o chão onde a um rastro de sangue largado por minha perna ele se agacha e me olha:

-heeyyy pirralha! Você não pode fazer tanta força-ele agarra meu braço e me puxa para fora ele encara minha perna- -humm temos que trocar essas faixas pirralha.

Ele gentilmente me (joga) coloca na cama e tira as faixas eu fico nua e vermelha como um tomate. Ele pega um pano molhado e passa sobre minha perna:

-tsick que saco você abriu uma ferida! Olha fica tranquila mas eu tenho que fazer uma coisa. E vai doer!

Continuo assustada quando o vejo mexer em uma caixa pegar um fio de arame fino e uma agulha grossa ele passa o fio sobre a agulha e se aproximou de mim:

-Olha garota ninguém mandou você acordar e tentar levantar se tiver ficado quieta na cama tsick não teria que fazer tudo isso de novo- ele colocou uma cadeira ao lado da cama e se sentou - bem já que se já fez essa merda vamos lá né....

Ele sem dó pegou minha perna e começou a costurar a ferida, era doloroso, e aguniante sentir aquilo, a agulha passava sobre a ferida aberta, eu gritava e gemia com toda a dor, sem nem perceber eu estava chorando:

-PARA DE GRITAR PORRA!

Ele me xingou e após isso fiquei em silêncio, (tentei) desmaiei novamente, pois a dor era insuportável.


Notas Finais


E tá bem curtinha amanhã tem mais :v


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...