História The first love (Imagine Jimin) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags First Love, Imagine Jimin
Exibições 57
Palavras 1.033
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ecchi, Escolar, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Esse vai ser um ep. meio... Sei lá, algumas confissões..
Espero que gostem <3

Capítulo 4 - Confissões e responsabilidades


_A algum tempo atrás.._

 

    Jimin P.O.V On

 

    Eu e S/N criamos uma amizade mesmo depois de eu ter esbarrado nela e ter sido meio grosso com ela. Não era uma amizade muito íntima, mas fazíamos trabalhos em dupla, conversamos sobre nós e descobri que nós temos muitas coisas em comum. Percebi que S/N não é uma garota chata e irritadinha como aparenta ser. Ela é simpática, fofa e além de tudo, gentil e linda. Confesso que me apaixonei por ela depois de conhece-lá melhor. Ela era uma pessoa que nos conquistava a cada dia, uma pessoa que a gente não se enjoava.

       Acordei em mais um dia normal. Bom.. Nem tão normal assim. Deixe-me explicar. Eu acordei e fiz toda aquela higiene pessoal necessária, me arrumei ao máximo possível, e desci para fazer minha comida, pois já era de maior e podia morar sozinho. Fiz meu café da manhã e comi, peguei a mala e saí, indo em direção ao colégio, pensando em S/N. Fiquei pensando no que conversar, como agir e essas coisas pra não fazer feio na frente da pessoa que eu gosto.

         Cheguei no colégio e procurei a menor, e não a achei em nenhum lugar, bateu o sinal e eu entrei na sala para ter as aulas. Fiquei perdido todas as aulas olhando para a porta que estava aberta pra ver se S/N vinha, e nem sinal dela.

      Os dias foram passando e eu esperando por S/N que não aparecia. Logo depois de um tempo, uma das pedagogas do colégio vieram informar os nossos professores que a S/N havia se mudado. Quando eu soube, fiquei muito triste, passei a achar que nunca mais iria olhar para outra mulher e que nunca mais iria ver S/N. Com esses pensamentos em mente, encontrei meu rosto em lágrimas “por que diabos estou chorando por S/N?” me perguntei e logo obtive resposta “por que você a ama, Park Jimin!”.

        Alguns anos passaram, no caso só dois anos e fui morar em Seul após terminar os estudos, pois meu pai tinha acabado de abrir uma empresa lá.

    Todo esse tempo eu saí com várias garotas por pedido de meu pai, porém, nenhuma delas substituíra S/N. S/N era única aos meus olhos e coração, e de lá ela nunca saiu desde que entrou.

 

Jimin P.O.V Off


 

S/N P.O.V On

 

    Percebi que o Kookie estava emburrado por eu ter atendido o celular bem na melhor parte enquanto estávamos à sós, e então subi em seu colo.

 

S/N: Kookie-yah! Oppa! -sussurrei em seu ouvido em forma de gemido-

 

JK: Sim, S/N?.. -respondeu depois de um tempo, porém ainda meio seco, mordendo o lábio disfarçadamente, aparentando estar gostando da situação-

 

S/N: Ah.. Oppa! Desculpa.. Não fique chateado comigo.. -me aproximei de seu ouvido novamente- Eu sei que você gosta disso.. -rebolei em seu colo algumas vezes, parecendo gostar de provocar o maior.- Mas já está na hora de ir dormir..

 

    Saí de cima do colo do maior e ouvi um suspiro de desaprovação, pois odiava quando S/N provocava e não terminava o trabalho. Sorri de canto e puxei o maior até o quarto para dormimos. O deitei na cama, e fui em direção ao meu guarda roupa e coloquei meu pijama curto e colado pra provocar ainda mais o maior. Me deitei e dormimos de conchinha até amanhecer e eu sentindo algo duro em minha nádega, porém, ignorei pois eu já sabia o que era.

     Continuei minha vida normal, muitos altos e baixos, mas eles são normais em nossas vidas.

 

                       _Quebra de tempo_

 

     Se passaram quatro anos desde 2012, evoluímos muito desde então. Terminei a faculdade, já estava trabalhando fazia um ano e meio como estagiária em uma recepção de uma imobiliária um tanto quanto grande. Fui juntando dinheiro para comprar um apartamento perto do futuro emprego que quero arranjar. Lá estão contratando e eu tenho confiança de que eu vou conseguir uma vaga, pois eu tenho potencial para toda essa responsabilidade.

      Pelo fato de ter saído cedo de casa, e ter que me virar sozinha pelos cantos da casa da minha irmã e da grande cidade de Seul, sem meus pais, eu amadureci muito e assumi responsabilidades na minha vida, e então eu resolvi tomar mais uma decisão e ganhar uma nova responsabilidade. Morar completamente sozinha e ter o meu próprio serviço de carteira assinada.

      Acordei, fiz minha higiene pessoal, coloquei uma camisa social lilás e uma saía preta básica que batia no joelho. Coloquei um salto baixo vermelho, deixei meu cabelo solto e fiz uma maquiagem. Primer, base, pó, blush, lápis de olho preto, delineador preto, rímel preto também, pó translúcido e por fim, um batom vermelho. Me olhei no espero “tá tão linda pro primeiro dia de trabalho!” sim, era o meu primeiro dia de trabalho. Eu já estava na minha própria casa nova com todas as minhas coisas.

       Desci e fui ver o que tinha pra mim fazer de café.

 

S/N: Ahnn.. Eu acho que vou comer uma panqueca.

 

       Peguei os ingredientes, e a frigideira, deixei a mesma pré-aquecida, fiz a massa e comecei a fazer as panquecas. Coloquei elas num prato e levei a mesa. Peguei um suco de laranja natural na geladeira e me sentei a mesa. Terminei todo o meu café, retoquei o Batom, peguei minha bolsa com o currículo, a chave de casa e meu celular, pois um táxi me esperava em frente meu apartamento. Segui destino ao meu futuro trabalho. Era as 09:30 que eu deveria estar lá para começar a minha entrevista. Cheguei era 09:10.

       Eu estava com medo de que ele já não me aceitasse só olhando meu currículo, mas estava confiante de conseguir a vaga. O Sr. Kim era um grande empresário, de muito sucesso, da mesma forma que eu queria ser. Todo mundo diz que ele assumiu o lugar de seu pai nos negócios quando ele morreu, e que o pai dele se chamava Kim Yeon, então os chamavam de Sr. Kim. Pelo fato dele ter morrido e o filho ter assumido o cargo, o filho se renomeou como Sr. Kim. Mas todos sabem que o novo Sr. Kim tem um nome verdadeiro, mas ninguém sabe qual é.

 

        Descobrir o nome dele foi uma surpresa..”


Notas Finais


Espero que tenham gostado sz
Qualquer coisa(ex: erro ou alguma dica que vocês tenham pra me dar) é só me avisar <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...