História The First Party (Imagine Park Jimin - BTS) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, Suga, V
Tags Festa, Imagine Jimin, Liahspirit
Visualizações 283
Palavras 1.352
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Festa, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello!!
Volteeeei! EU NÃO MORRI!
Primeiramente, sorry pela demora em atualizar as fics, mas estava preparando isso aqui então...
Segundamente, ANIVERSÁRIO DO JIMIIIIIIIIN! ESSE LINDO, DIVOSO, LACROSO!
Sim, mais uma Twoshort da saga de Twoshorts dos aniversários dos membros!
Stan's do Jimin, se preparem!
Que a festa comece!

~~ Kisses!

Capítulo 1 - The Brazilian girl.


Fanfic / Fanfiction The First Party (Imagine Park Jimin - BTS) - Capítulo 1 - The Brazilian girl.

 

"Não pare, vamos até explodir,

DJ, exploda os auto-falantes,

Esta noite, eu vou a luta,

Até ver a luz do sol,

Tic tac no relógio,

Mas a festa não para, não,

Woah-oh oh oh,

Woah-oh oh oh."

The First Party

(Especial Aniversário do Jimin)

Capítulo 01 - A garota brasileira.

POV's Jimin On

Aish, não aguento mais.

Mantinha meus ouvidos tapados com minhas mãos, enquanto ouvia a professora explicando alguma matéria que eu não conseguia compreender no quadro e me cansando de ouvir Jeongguk em mais uma de suas tentativas de tentar me incomodar.

— E então o Taehyung esbarrou na garota e...

Por mais que quisesse, não queria ouvir o que o moreno tinha á dizer. Porra, ele não cansa não? Eu já conheço muito bem a merda que vai dar. Ele irá me perturbar fazendo eu surtar na frente da sala inteira e ser levado para a diretoria.

— Porra Jeon! 'Cê' não cansa de me irritar? — Interrompi sua historinha —— que digamos de passagem, não ouvi e nem me interessei muito —— e tapei sua boca com uma de minhas mãos, apoiando minha cabeça sobre a mesa. — Quero dormir. — Murmurei e senti algo molhado passar sobre minha mão ocupada, me ergui de imediato observando Jungkookie passando a língua pelo local. — AISH! SEU NOJENTO! — Com a outra mão, tapei imediatamente minha própria boca, observando a sala ficar em um silêncio repentino e a mulher de 65 anos me olhar com o cenho franzido.

— Novamente atrapalhando as aulas, senhor Park? — A mais velha se aproximou de minha classe lentamente causando-me uma onda de pavor ao ver a enorme espinha em seu nariz de bruxa. — Já é a terceira vez hoje.

— N-Não poderia ter uma quarta vez? — Dei um sorriso constrangedor e torto observando seu braço apontar para a saída. Bufei resmungando baixo, levantando da cadeira e indo em direção á porta de saída da sala enquanto não tirava os olhos de Jungkook. Fiz sinais como se insinuassem um "Você tá morto, pirralho!", vendo o olhar da professora cair imediatamente nele.

— Você também, senhor Jeon. — O vi estreitar os pequenos olhinhos pequenos apavorado, ri baixo, pois é babaca, dessa vez não vou me ferrar sozinho.

-x-

— Eu te disse pra ficar quieto, mas nãão, Park Jimin está sempre errado, não é? — Dava sermão no mais novo enquanto caminhávamos em direção á nossas residências depois de receber mais um xingamento e bilhete da tal diretora.

— Claro. Você deveria saber Hyung, que o meu hobby preferido é te irritar. — Mirei meu olhar para seu rosto com fúria, vendo o mesmo sorrir torto.

— Meu hobby vai passar á ser te socar, eu posso? — Ergui o punho cerrado ameaçando socar seu rosto, mas ele se esquivou e foi para trás, com medo. — Cagão.

— Vai se fod...- — Tapei sua boca no mesmo instante, ouvindo-o resmungar.

— Sem palavrões para seu Hyung. — Sorri vencedor e corri rapidamente, deixando-o para trás sem sequer poder ouvir nenhuma palavra que dissera.

— Eaí, Jimin! — Vi Yoongi juntamente com Hobi e Taehyung andando pelo outro lado da rua. Acenei, observando os três virem bater um papo comigo.

— Feliz Aniversário! — Taehyung saltou em minhas costas dando seu famoso sorriso quadrado, enquanto eu resmungava de dor.

— Aish, me solta, viado! — Consegui tirar o mesmo de cima de mim me alonguei, com uma careta de dor bem notável. — E não é hoje meu aniversário.

— Mesmo assim, parabéns! — Mostrou a língua para mim e revirei os olhos, bufando. — Então, vai passar o aniversário em branco de novo?

— Não, ontem estava pensando justamente nisso...

— E o que vai fazer? — Questionou Hobi, me observando com ansiedade.

— Conversei com meus pais ontem, e eles disseram que iriam viajar hoje.

— Porra, de novo? — Yoongi cruzou os braços, aparentando estar no tédio.

— O que eu posso fazer? — Mordi os lábios, suspirando baixo. — Enfim, já que eles não irão estar em casa, eu decidi que farei uma festa.

— Falou em festa, já 'tô lá! — Ri baixo pelo comentário de Hoseok. Ele sempre foi o mais festeiro quando se tretava de nosso grupo. Ás vezes, até cabulava noites que eram para estudar para a prova do dia seguinte para ir em festas.

— Então vou precisar da ajuda de vocês, tenho que comprar algumas coisas.

— Vodka, cigarros, roupas provocantes, luzes no cabelo... — Observei Taehyung falando sozinho enquanto apontava para seus dedos.

— Quando falam em festa esse aí já arruma uma lista no cérebro... — O pálido comentou rindo da expressão avoada de Tae, concordei com seu comentário, pois era verdade, quando falavam que algum evento iria rolar o de mexas verdes já começava á imaginar um pequeno papel em sua mente, como se estivesse anotando tudo o que iria comprar ou fazer. Mais uma característica de um membro de nosso grupo. — Vai convidar quem?

— Planejo convidar as pessoas de algumas de nossas salas, resumindo, a metade do colégio.

— Pelo jeito a coisa vai ser boa. — Ouvi uma voz balbuciar atrás de mim, me virei e dei de cara com Jungkook todo suado e ofegante. — Você me paga por me deixar pra trás, anãozinho.

— AISH! SEU BASTARDO! — Soquei fraco seu braço, visivelmente irritado. Odiava quando me chamavam de baixinho, isso fazia eu não me sentir superior, de alguma forma. — NUNCA MAIS ZOMBE DA MINHA ALTURA! — Ouvimos uma risada baixa há centímetros de distância, o meu olhar —— incluindo o dos meninos —— pararam imediatamente em uma garota morena de cabelos longos e um pouco ondulados. Sua altura podia ser comparada com a minha e um pequeno sorriso de lado estava em sua face bela.

Sim, eu conhecia ela.

Seu nome era __________, ela era da mesma sala que eu, inclusive. Nunca sequer nos falamos mas sempre nos observávamos de longe, sem muito interesse um pelo outro. Ela era brasileira e se mudou há alguns meses para Seul, por causa da condição de sua família. Não conseguia negar, ela era muito bonita, muito mesmo. Uma das garotas mais bonitas de toda a escola e que presumo que alguns garotos já tentaram namorá-la.

Bem, eu não sabia ao certo se desejava a mesma. Nunca batemos realmente um papo para nos conhecermos melhor, eu não sabia o porquê, mas apenas a observava de longe.

Não, definitivamente não é isso que você está pensando. Não sou do tipo de clichês de filmes românticos em que as pessoas não tem coragem para falar com as garotas. Eu vi esse filme um dia, e definitivamente o cara estava com uma cara de cu.

Não me julguem. A ideia não foi minha, Taehyung sempre vem me mostrando algumas ideias para conquistar garotas achando que algum dia algo milagroso vai acontecer e dará certo, mas as pessoas —— incluindo ele —— devem saber que a vida real é bem diferente de filmes de ação, drama ou até mesmo aqueles romancezinhos de colegial. Na realidade os caras caem na porrada e tentam de todas as formas conquistar seu crush. Ah, também tem aqueles que ficam trancados no quarto ouvindo Evanescence esperando que a garota bata em sua porta e lhe dê um beijo. Vou confessar para vocês, por uns 2 anos, eu fui um cara assim.

Saí de meus desvaneios com Jeongguk estalando os dedos na frente de meu rosto.

— Jiminie!!!!! — Ele chamava com sua voz arrastada, logo fazendo-me retirar sua mão da frente do meu rosto e ver que a garota não estava mais ali.

— P-Para onde ela foi? — Por algum motivo desconhecido por mim, gaguejei.

— Ela seguiu andando faz uns 2 minutos. — Yoongi observava seu relógio, logo dando sua atenção para mim.

— Ela é linda... — Os olhos de Tae brilhavam como nunca havia visto antes, eu franzi o cenho, idiota.

— Não é aquela brasileira transferida? — Hoseok questionou e todos soltaram um "aaah" em coro.

— Ah, é ela sim, agora eu me lembrei. — Jungkook estalou os dedos como se aquilo fosse óbvio.

— Eu irei convidar ela. — Todos miraram seus olhares imediatamente para mim, com os cenhos franzidos.

— 'Tá apaixonadinho pela brasileira Jiminie? — Jungkook fez uma voz provocativa com um sorriso malicioso.

— E se eu estiver? Qual o problema? — Todos estreitaram os olhos após minha fala.

De fato, eu tinha expectativas tão boas para aquela festa do que para qualquer coisa em minha vida.

Continua...


Notas Finais


Uii, vai dar bom nessa festa? Vo mentir não, eu gostar.
E aí Spirits? Curtiram? Estão com expectativas tão boas quanto as do Jimin?
Sim, o próximo é o hot, vou tentar me dedicar á ele, ok? O capítulo final sai amanhã!
Gostou dessa história do Jimin? Eu estou escrevendo outro imagine com ele, quer ir lá ver?
https://spiritfanfics.com/historia/prisioner-imagine-park-jimin-bts-8555675

Meu perfil: @LiahSpirit

Um beiJIN e até!! ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...