História The Florest - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Hashirama Senju, Hidan, Itachi Uchiha, Izuna Uchiha, Kabuto, Kakuzu, Kisame Hoshigaki, Konan, Madara Uchiha, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Pain, Personagens Originais, Sasori, Tobirama Senju, Zetsu
Tags Akatsuki, Ashuindra, Deidara, Hashimada, hashirama, Hidan, Itachi, Kabuto, Kakuhida, Kakuzu, Kisaita, Kisame, Konan, Madaobi, Madara, Mari, Obito, Obizet, Orochimaru, Orokabu, Pain, Painkonan, Sasodei, Sasori, Tobiizu, Yaoi, Yume, Zetsu
Exibições 81
Palavras 3.196
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá senpais! <3
Acho que vcs que não me seguem não estavam esperando por capitulo desta fic né!?
Mas boas noticias, estou de volta e aqui está um capitulo fresquinho pra vcs!! 😊
Pra recompensar o atrasa o cap tá grandinho! <3
Postando de madrugada criatura? Sim, mas é que eu queria postar logo! Eu ansiosa sempre! :/
Espero muito que gostem deste capitulo, como sempre feito com carinho! <3
Tenham uma boa leitura! ^-^

Capítulo 5 - Os Sentimentos de Uma Marionete


Fanfic / Fanfiction The Florest - Capítulo 5 - Os Sentimentos de Uma Marionete

O grupo de shinobi’s está espalhado neste pequeno ponto da floresta, mas não o suficiente para que Mari não veja a todos.

Alguns ali estão realmente preocupados com a situação de Deidara, apesar de Mari dizer que ele já está melhor, isso não amenizou a preocupação de Sasori, que provavelmente ficará assim até o loiro acordar, outros não se importam com aquela situação do loiro e apenas conversam ou brigam com os companheiros.

A garota de olhos castanhos observa a todos atentamente para não perder nenhum de vista, este lugar é muito grande para correr tal risco.

Sasori vela atentamente Deidara que ainda está desmaiado.

“Oh Dei, acorde logo... Por favor!”

Ele suplica em seus pensamentos, enquanto acaricia a bochecha do mais novo.

Konan conversa com Pain sobre a situação de Deidara um pouco preocupada enquanto o ruivo tenta acalma-la.

-Mas será que ele está bem mesmo!? Ele está demorando muito para acordar!

Konan disse apreensiva.

-Acalme-se Konan, sei que ele está bem! Logo ele acordará e vai voltar a ficar explodindo as coisas!

Pain disse sorrindo para a azulada, que retribuiu o sorriso querendo acreditar firmemente naquelas palavras.

Kisame e Itachi conversam sobre a incomoda presença de alguns ali.

-Quando eu penso que as coisas estão bem essa víbora repugnante aparece para me incomodar!

Itachi disse suspirando.

-Não se de ao trabalho de se importar com a presença dele Itachi-san, não vale a pena!

Kisame disse mais para si do que para o Uchiha, coisa que não foi percebida pelo mais novo.

Hidan sussurra para si mesmo para acalmar-se e não acertar Kakuzu com sua foice por estar contado de novo aquele dinheiro.

-2.345, 2.346, 2.347

-...CARALHO, SEU VELHO DÁ PORRA, QUER PARAR DE CONTAR ESSA MERDA!?

Hidan grita acertando sua foice no chão com força, ao lado de Kakuzu.

Kakuzu para de contar por um momento e olha para o albino.

-Hidan por que você não volta a se mutilar e me deixa em paz!?

-Ora seu velho filho da

-2.348, 2.349, 2.350

O mais velho continua a contar apenas para provocar o albino, já que tem plena consciência da quantia. Enquanto isso Hidan fica cada vez mais vermelho de raiva.

Zetsu discute consigo mesmo, por não parar de se preocupar com Obito.

Z/b- Será que o Tobi está bem!? Como será essa Yume que está supostamente cuidando dele!?

A parte branca perguntou pensativa e um pouco desconfiada.

Z/p- Eu não tenho ideia de como ela seja, mas POR QUE RAIOS VOCÊ SE IMPORTA IDIOTA!? Esquece ele por um segundo ao menos!

Z/b- Eu sei que você também quer saber como ele está!

A parte branca disse baixinho.

Orochimaru não desvia a atenção de sua presa, enquanto elabora formas de captura-la.

-Talvez eu finalmente consiga uma forma de roubar o receptáculo perfeito que será o corpo do Itachi-kun!

O sannin disse sorrindo maliciosamente.

Kabuto ajeitou os óculos desconfortável pelo falatório constante de Orochimaru sobre o Uchiha.

-Talvez Orochimaru-sama...

Kabuto disse tentando acreditar firmemente que tal ideia seria falha.

Hashirama e Madara não estavam brigando pela primeira vez desde que chegaram, mas isso era pelo simples fato de não estarem dizendo nada.

Hashirama não o fazia porque eles sempre acabavam brigando e não queria discutir agora, ele apesar de sempre o fazer, não gosta de brigar com o Uchiha, mas parece que ele adora não concordar com absolutamente nada! Ele observa o lugar, admirando-o, enquanto algumas antigas lembranças resolvem voltar a sua mente, lembranças de quando conheceu seu “amigo”.

Madara por sua vez não estava interessado em nada, talvez em poder ir embora o quanto antes, afinal a presença do Senju é profundamente irritante! Ou ao menos é o que sua mente quer convence-lo, mas no fundo, bem no fundo onde ele guarda as coisas que não agradam seu orgulho, ele sabe que isso não é nem um pouco verdade! Mesmo com as constantes divergências, estar com ele era incrivelmente... Bom.

“Ok, eu estou ficando louco!”

Madara pensou, afastando os pensamentos anteriores.

Mari está sentada no auto de uma árvore acompanhada de Smille, ela observa o grupo prestando agora um pouco mais de sua atenção para Madara e para Hashirama que divagam em silencio.

As semelhança deles com seu pai e seu tio são impressionantes e as faz ter muitas dúvidas do porque disso.

“O que será que eles tanto pensam?”

Mari perguntou internamente.

“É até estranho vê-los sem discutirem ou se provocarem!”

A garota pensou sorrindo, sua curiosidade sobre os dois apenas aumenta, mas ela não quebraria seu código por mera curiosidade. Agora é hora de ocupar a mente com outra coisa.

“O conselho de Smille não parece ser em nada ruim... Talvez eu deva tentar!”

A garota pensou descendo da árvore, calmamente ela vai na direção de Sasori e Deidara, ela chega em silêncio e se aproxima do ruivo.

-Posso me sentar?

Ela pergunta chamando a atenção do ruivo, que antes olhava para Deidara atentamente.

-Claro!

Ela sorriu em resposta e se sentou ao lado do ruivo.

-Não se preocupe Sasori, ele está bem!

Mari disse amigavelmente.

-Eu sei que já disse que ele está, mas ele está demorando muito para acordar, isso está me preocupando!

Sasori disse voltando a olhar para o loiro.

-Ele é muito importante pra você não é?

Sasori se assustou com o questionamento.

“Está tão visível assim?”

Se sua pele agora não fosse madeira, ele com certeza estaria corado.

-C-claro ele é meu companheiro a muito tempo e... É normal eu me preocupar com ele!

Mari sorriu pela reação um pouco previsível do ruivo.

-Não precisa ficar com vergonha!

-V-vergonha do que?

O ruivo disse desviando o olhar.

-Sasori, a muito tempo aprendi a importância de guardar os segredos dos outros! Vou lhe contar uma coisa sobre mim, não é realmente um segredo, apenas ainda não havia contado a vocês, mas quero que saiba.

O ruivo virou-se para ouvir ela.

-Eu sou uma telepata.

Sasori obteve uma expressão ligeiramente surpresa ao ouvir as palavras de Mari.

-Você é uma telepata!? ... Então você pode tipo ler mentes?

A garota assentiu.

-Então prove, leia minha mente!

O ruivo disse cruzando os braços.

-Tá bom!

A garota fechou os olhos e tocou na têmpora direita do ruivo.

-Bom agora você está se questionando internamente se eu estou realmente falando a verdade sobre ser uma telepata, mas antes você pedia em silêncio ao Deidara que ele acorde logo, pois você sente falta dele, de todos os momentos, até mesmo dos que te irritavam! ... Estou certa?

Ela disse se afastando do ruivo e abrindo os olhos. Sasori assentiu com uma expressão surpresa.

-Então é por isso que você sabe qu-

-Me desculpe por interromper, mas não, eu não precisei ler sua mente para saber Sasori, eu tenho um código sobre minhas capacidades, e se você não tivesse pedido ou deixado eu não leria sua mente!

-Mas então como sabe que eu

-Está em seus olhos Sasori, está escrito neles que você gosta do Deidara!

Mari disse sorrindo, o ruivo ficou visivelmente envergonhado.

-T-talvez eu goste mas... Mas não acho que isso seja recíproco.

Sasori sussurrou com o olhar baixo.

-Talvez você devesse tentar descobrir!

-Não, isso está fora de questão! Não quero que eu seja motivo de olhares de pena ou... De nojo vindos do Deidara!

Sasori disse voltando a olhar o loiro de forma apreensiva.

“Isso eu não suportaria...”

-Sasori, não pense assim, você está sendo muito pessimista!

-Estou sendo realista! Até parece que Deidara me corresponderia, alguém que sempre o tratou mal, que o ignorou tantas vezes, que só briga com ele, um idiota com esperanças tolas!

Sasori disse em um misto de raiva de si mesmo e melancolia.

-Sasori!

Mari disse pegando na mão do ruivo fazendo ele olha-la.

-Você não pode ficar deduzindo as coisas assim! Você está se desencorajando a ter a chance com o Deidara ao pensar que ele nunca lhe corresponderia, nunca é tempo de mais Sasori, nunca é o tempo que você ficará sem saber a sua resposta sobre isso se continuar com esse medo da rejeição, você tem que arriscar! A vida pede que nós demos o primeiro passo, mas as vezes já estamos tão atrasados que temos que correr, Sasori eu vi em sua mente, você acha que a arte é a beleza eterna, e se tornou uma marionete para viver a eternidade, mas você quer ficar todo este tempo sem nunca saber qual seria a resposta do Deidara? Sasori para alguém visivelmente impaciente, você não acha que já esperou demais para tentar?

Sasori olhou para baixo com todos os questionamentos.

“Será que ela não está certa?

-Sasori você já esperou muito tempo desde que descobriu o porquê seu coração palpita ao estar perto deste loiro, já está na hora de acordar e continuar a caminhada, porque você pode ter parado de caminhar, mas o Deidara já está lá na frente!

Mari disse apertando a mão do ruivo.

-T-talvez eu tenha esperado demais, mas eu tenho medo de a resposta ser não, mesmo brigando o tempo todo agora estou muito próximo dele, não queria que isso tivesse que mudar!

Sasori olhando para Mari.

-Talvez não precise, mas você que terá que descobrir!

Mari disse sorrindo olhando para Deidara, que começava a despertar.

-Vou deixar vocês sozinhos!

Mari disse se levantando e deixando os dois a sós.

Deidara abriu os olhos devagar tentando acostumar com luz.

-D-danna? Un

Sasori sorriu ao ouvir a voz do loiro.

-Dei! Dei você está bem? Como está se sentindo?

Sasori perguntou euforicamente segurando na mão do loiro.

-Eu estou, só me sinto pouco cansado, o que aconteceu? Un

Deidara disse se sentando.

-Isso não importa, mas sim que você está bem agora!

Sasori disse sorrindo para o loiro, Deidara retribuiu o sorriso sem entender muito bem o porquê de tanto alivio da parte do ruivo.

-Está tudo bem Danna? Você parece preocupado demais! Un

Sasori olhou para baixo observando sua mão junta a de Deidara, respirou fundo antes de responde-lo.

-Deidara, você foi picado por uma cobra muito venenosa e ficou mal, mas a Mari, o Orochimaru e o Kabuto te ajudaram, mas mesmo assim eu fiquei muito preocupado com você!

Deidara sorriu.

-Não se preocupe Danna, eu estou bem! Fico feliz por ter se preocupado comigo. Un

O loiro sentia-se muito mais feliz do que demonstrava, Sasori nunca pareceu se importar muito com nada além de suas marionetes, mas ele estava ali agora, feliz e aliviado por Deidara estar bem.

-Eu não sabia que se preocupava comigo... Un

Deidara disse um pouco envergonhado, fazendo Sasori sentir-se um pouco mal, ele nunca demonstrava nada, e Deidara achava que ele não se importava por causa disso, ah, mas o loiro não sabe como está equivocado!

-Sabe Dei...

Sasori começou reunindo coragem para dizer tudo o que precisava, tanta coisa que ele esperou demais para dizer, está na hora de arriscar, na hora de voltar a caminhar.

-Como sabe, agora eu sou uma marionete, mas isso só era para significar como uma mudança física, mas eu deixei de ser humano até por dentro. A muito tempo que não demonstro sentimentos, como se tivesse desaprendido a fazer isto, como se eu os tivesse perdido! Mas um dia algo mudou, e eu voltei a sentir... E só percebi o que aquilo que apareceu em mim significava muito depois. Deidara diferente do que pensa, eu me importo com você, me importo e me preocupo muito! ... Nunca demonstrei tanto, porque tinha medo disto, porque isso era parte do que eu comecei a sentir depois de muito tempo. Um dia percebi que isto que sentia era algo muito forte, avassalador e que estava me consumindo, percebi que era amor... E percebi que era por você!

Sasori disse olhando nos olhos azuis do loiro, Deidara nem conseguia acreditar em tudo que tinha ouvido, aquilo era verdade?

-D-danna...

Deidara sussurrou sem conseguir dizer nada a mais que isso.

-Só que quando percebi isso fiquei com medo de te amar, porque eu nunca achei que isso seria algo que você poderia corresponder, então tentei me afastar, mas não pode ficar longe de você, pois quando tentava, ficava com saudade até de nossas discussões bobas... Pois você sempre foi muito importante pra mim! Você representa as cores vívidas que vieram alegrar minha vida, que a muito era compostas por apenas tons pastéis, você veio para trazer deleite a uma vida solitária e vazia, você veio como os primeiros e mais belos raios de Sol de um amanhecer, minha vida não faria sentido sem você ... E quando vi você mal, com a possibilidade de falecer, eu fiquei com medo de você ir e eu nunca te contar, por isso estou aqui agora para te dizer que... eu amo você Deidara!

Deidara ficou estático em um primeiro momento, mas mesmo seu estado de pura surpresa não impediu que um sorriso espontâneo decorasse sua face.

Ele realmente havia ouvido o que sempre imaginou em seus mais doces sonhos, mas de forma muito mais verdadeira, profunda e envolvida de sentimentos do que ele jamais poderia imaginar.

Sasori disse que o ama.

-Danna... Desde a primeira vez que eu te vi você despertou minha curiosidade, eu queria saber mais sobre aquele que se escondia no Hiruku, queria saber quem era, queria saber quem realmente era, e quando vi você pela primeira vez... Eu não vi apenas um homem, eu vi a mais bela arte que já tinha visto, mais bela do que qualquer uma de minhas esculturas, vi seus traços finos, cabelos rubros, olhar sereno, quando eu vi você algo que nunca tinha sentido apareceu dentro de mim, algo que demorei pra entender, mas quando percebi o que era, eu fiquei triste, pois você nunca nem olhava para mim, sempre muito centrado em suas coisas, então eu sempre te irritei para conseguir sua atenção, e mesmo brigando comigo, a cada conversa e discussão eu fui descobrindo mais sobre, e quando vi eu estava apenas me afundando mais em uma paixão que eu via como absurda, mas eu já havia me jogado do precipício, não havia mais volta e eu nem queria voltar, pois amar você era algo tão bonito, que mesmo nunca acreditando na chance de ser algo recíproco eu me afundei em meio a este sentimento avassalador que começou a fazer parte de mim e mesmo que eu quisesse não poderia mais tira-lo ou descarta-lo...

Deidara dizia olhando nos olhos rubros indo para um tom castanho, com um sorriso que ele não conseguia desfazer, descrevendo como podia tudo o que precisava, tudo o que sempre precisou dizer ao Akasuna.

-Danna eu te amo, sempre te amei, desde que consigo me lembrar me sinto assim perto de você e isso só aumenta! ... Eu posso sempre dizer que a arte é algo espontâneo, que nos surpreende e logo se esvai, como uma explosão, mas eu sei que isto que sinto aqui...

Ele pegou a mão do ruivo e apoiou em seu próprio coração.

-Durará para sempre!

Ele disse com uma lágrima escorrendo em meio ao seu sorriso, por poder finalmente dizer tudo o que sentia pelo ruivo.

O ruivo sorriu, o primeiro sorriso verdadeiro que dera em muito tempo, um sorriso apaixonante! Ele se aproximou do loiro, puxando com delicadeza o rosto dele. Suas respirações pesarosas, pela ansiedade do próximo ato, uma troca de olhares profunda e envolvente que silenciosamente permitia que prosseguisse a vontade a muito plantada e enraizada em seus corações, que se debatiam contra a caixa torácica pela ansiedade.

Os lábios finalmente encontraram-se, os lábios macios e acolhedores do loiro receberam a frieza emadeirada do ruivo, de forma apaixonante o beijo foi aprofundado, sem guerras por domínio, mas sim em uma sincronia que suas línguas faziam, carregando o pesar do intenso sentimento carregado por ambos, não é afoito, é profundo, envolvente e apaixonado, é o mais puro amor guardado por tanto no mais profundo de suas almas, é desmedido e recíproco.

Separaram-se minimamente, com as testas coladas, as respirações anelantes e os batimentos cardíacos errôneos, eles sorriem com os olhos fechados, com os dedos entrelaçados eles apenas deixam que sua mente guarde cada pedaço desta lembrança, assim como as sensações obtidas por meio dela.

-Assim como as mais belas obras que são conservadas até o fim, mas mesmo depois deste, nunca serão esquecidas, sei que este amor que sinto por ti assim será, uma chama que nunca se apagará até mesmo depois de mais uma explosão!

Sasori disse fitando o azul brilhante dos olhos do outro, que através daquele céu que ele chama de orbes, pode se ver que não há um sorriso só em seu rosto mais também em sua alma.

-Eu te amo Sasori!

Deidara disse por fim abraçando o Akasuna.

-Eu te amo Deidara!

Sasori disse retribuindo o abraço.

...

Um pouco afastadas dali Mari e Konan observam furtivamente a linda cena de declarações de amor sem conhecimento do casal.

Elas voltam aos outros que olham para elas de forma interrogativa ou de aparente raiva.

Mari estalou os dedos, fazendo todos arfarem podendo sentir o ar novamente.

A garota havia impedido todos inclusive ela de falarem, para que nada pudesse interromper a “reconciliação” de Sasori e Deidara.

-Meu Kami-sama eles são muito lindos!!

Mari e Konan disseram em uníssono, dando pulinhos infantis e alegres.

-Eles quem?

Hidan perguntou sem intender nada do que estava acontecendo, ou até mesmo por que não conseguia falar a momentos atrás.

-Quem mais poderia ser? O Sasori e o Deidara, eles são os únicos que não estão aqui.

Itachi disse com tedio na voz, aquilo era extremamente óbvio, mas Hidan sempre entendia as coisas rapidamente!

-Ai eles são muito fofos, faz tempo que eu torcia pra eles se acertarem!

Konan dizia animada para Mari.

-Ai gente eles são muito perfeitos! E tão românticos, nunca ouvi nada mais lindo em minha vida!

Mari dizia suspirando lembrando da cena.

-Então quer dizer que as bixas revoltadas finalmente se assumiram?

Hidan perguntou, todos da organização já sabiam que eles suspiravam um pelo outro a tempos.

-Lógico que não né Hidan! Você ainda ta aí posando de machão.

Kisame disse fazendo os outros rirem.

-Vai se fuder seu tubarão de merda! Não sou como você e seu querido “Itachi-san” não o chupador de rola!

Hidan disse irritado, fulminado Kisame com o olhar.

-Não pode nem falar a verdade que a albinazinha já desce do salto né Hidan?

Pain disse arrancando rizadas de todos menos do dito cujo.

Antes que Hidan voltasse a xingar, Konan interviu.

-Parem de brigar seus ridículos, vocês estão é com inveja do Deidara e do Sasori, por que eles não são enrustidos que nem vocês, seus idiotas!

A azulada disse de braços cruzados olhando nervosamente para os outros.

-Inveja do que louca!?

-Eu ein Konan ta me estranhando!?

-Osh as idéia desta garota!

-Inveja de dois Bambi? Tenhamos dó!

-Você acha que tá falando de quem ein Konan!?

-Tenha mais respeito comigo o pirralha! Tá achando o quê!?

Diversos comentários indignados vieram dos Akatsuki’s, Konan apenas os ignorou, pois ela espera ansiosamente pelo dia que eles possam ser dados como palavras vazias.

-Com certeza a estadia de vocês será a mais divertida em muito tempo!

Mari disse rindo.

Continua...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Goooood!!
Sasodei is real! <3
Claro que o casal mais fofo seria o primeiro a dar o primeiro passo né?
Eu gostei muito de escrever sobre eles, são tão fofos! ^-^
Espero que tenham gostado tanto quanto eu! :p
Eita caramba a Mari é uma telepata? O.o bem louco não? Mas é um tipo de "poder" que eu gosto e acho interessante, nada mis justo que dalo a "mim"!
Será que eu mereço comentários? 😊
Fica a criterio de vocês! ❤
Galerinha qe gosta de hashimada eu postei uma one deles esses dias leiam: https://spiritfanfics.com/historia/correnteza-6950192
Espero que gostem dela tbm! ❤
Bom gente beijinhos e até os próximos! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...