História The forbidden fruit - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Peças Infernais, Os Instrumentos Mortais
Personagens Camille Belcourt, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jonathan Christopher Morgenstern, Lilith, Magnus Bane, Simon Lewis
Tags Clace, Clastian, Livros, Shadowhunters, Tmi
Exibições 44
Palavras 539
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Fantasia, Hentai, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Incesto, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oii gente. Voltei! Sexta tem novos caps, e vou vim com tudo! Kkkk, espero q tenham uma boa leitura!💚

Capítulo 18 - Caçada


-Mate-o -Digo, irritada. Subo as escadas para chegar ao trono e, quando finalmente chego, sento.


Ana olha para mim, abrindo um sorriso de aprovação. Ela ergue a espada e enfia a espada no peito de um caçador de sombras qualquer. Ou um humano? Era difícil distinguir quando uma pessoa não presta atenção no protocolo.


Uma mão segura a minha e por um momento, penso ser Sebastian. Quando finalmente lembro que ele sumiu, afasto a mão da única pessoa que seria capaz de subir ali e fazer aquilo.


Jace.


Jonathan herondale. O primeiro amor da minha vida e o único motivo pelo qual eu ainda permaneço em pé todos os dias. Minha âncora, é o que ele tem sido ultimamente.


-Se saiu bem novamente -Ele sussurra e isso me faz sorri, satisfeita.


-Sou a rainha do Edom. O que esperava? -Sussurro de volta. E dessa vez, ele sorri.


Depois de quase dois meses de Sebastian desaparecido, as pessoas perceberam que deveriam seguir com suas vidas. Sendo Assim, me treinaram para tentar me fazer forte.


Mas o quao forte que eu era por fora, eu era frágil por dentro. Aparências enganam e agora é quando percebo que esse ditado mundano está certo.


-Faz cinco meses, Hoje -sussurro para Jace, forçando-me a olhar o homem morto a minha frente. Com um simples assobio de Ana, três crepusculares aparecem para limpar o sangue e levar o corpo embora.


-Cinco meses que você está viva -Jace rebate -E hoje é quando a estrela mais linda nasceu.


Uma risada escapa de mim. Um risada de verdade, vindo em épocas de escuridão. Eu conseguia sentir os olhares de surpresa das pessoas em mim, mas eu ignorava. Era isso que eu fazia na maior parte da minha vida. Ignorar as coisas.


-Eu não quero nada de aniversário -Digo, rindo baixo.


Jace nega com a cabeça e me pega pela mão, guiando-me para fora do trono. Levanto e deixo ele me guiar. Passamos por Ana, e vejo ele lançar um olhar demorado para ela. Seguro um risada. Jace gostando dela?!


-Okay, só não chora -Ele brinca rindo e saímos da sala do trono. O louro natural me guia entre os imensos corredores do local, até chegarmos no quarto dele. O mesmo abre, dando passagem para eu entrar primeiro.


Entro assim que ele abre espaço e olho ao redor. Estava uma bagunça! Pela primeira vez, o quarto dele ficava assim.


-Jace! -Digo rindo, mas ele apenas dá uma risada forçada e aponta para a parede.


-Pode olhar


Então, olho e sinto meu coração acelerar. Lá estava Sebastian, com a espada da nossa família, lutando. Abaixo, havia enunciados de jornais. Enunciados velhos, pelo visto.


-O que é isso? -Sussurro, me aproximando e começando a passar a mão pelas centenas de imagens de Jonathan na parede, incrédula.


-Melhor presente de aniversário, ne? -Ele diz, um pouco feliz. Pela primeira vez, Jace estava feliz e não era para me animar. Era para si mesmo.


-Clarissa,Hoje começa oficialmente a procura por Jonathan! -Jace diz,batendo Palmas orgulhoso. Para meus movimentos, apenas para encara-lo.


-Como assim? -Pergunto, confusa.


-Eu acho que sei aonde ele está. E iremos atrás dele hoje -Ele responde, dando uma piscadela para mim.


E Então, meus olhos se enchem de lágrimas.


Notas Finais


Ficou pequeno, mas, que comece a "Caça a Sebastian" façam suas apostas aonde ele pode está! Kkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...