História The fugitive and the policeman - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Taekook, Vkook
Visualizações 105
Palavras 1.501
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Lemon, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ok gente, acho que essa história tá uma bosta, mas me veio a cabeça então eu fiz ;-;
Enfim...

Capítulo 1 - Confiança


Fanfic / Fanfiction The fugitive and the policeman - Capítulo 1 - Confiança

Eram aproximadamente quatro da manhã. Todos ainda descansavam em suas camas quentinhas e aconchegantes. Bem, nem todos.

Policiais- Bravos homens- realizavam uma perseguição na tentativa de prender um alfa acusado de tentar morder um ômega sem a autorização do mesmo.

O alfa de rosto não identificado, coberto por sua máscara, corria bravamente e por sinal era muito ágil; pulando muros e subindo árvores, despistando a maioria dos soldados.

A maioria, não todos. Kim Taehyung era tão ágil quanto o fugitivo, realizando movimentos eficazes sem tirar o rapaz encapuzado de sua vista.

Ouviu o oponente soltar uma gargalhada irônica e Taehyung Percebeu que o homem estava o guiando para fora da cidade. Mesmo assim ele não desistia, atrás dele estava sua fiel cão policial, Shadow.

Viu o acusado adentrar a floresta e praguejou pisando forte, se ajoelhou na altura do cachorro e acariciou sua pelagem:

_ Me espere aqui querida, se eu te perder, vai ser como perder um filho.

Beijou a testa do animal que o lambeu e sentou-se ali em sinal de espera.

Taehyung não era de desistir, é claro que essa não seria a primeira vez.

Entrou na sombria floresta com passos cuidadosos. Acendeu sua lanterna para lhe auxiliar na visão e continuou a trilha. De certo modo ainda estava com medo. Ele era um ômega, um ômega "indefeso" nas mãos de um alfa perverso em uma floresta escura. As chances de isso dar merda eram completamente altas.

Receoso, Ouviu um barulho de galhos caindo e um alto estrondo, seguido de gemidos de dor.

Correu até lá, já pegando sua calibre em mãos e se aproximando do corpo caído.

_ O que aconteceu idiota?-Indagou o mais velho o apontando o objeto.

_ Ain, eu caí aaah, da árvore- Respondeu mal conseguindo falar.

_ Você está preso por abuso aos direitos de um ômega!

_ M-mas não vê que estou dolorido-O mascarado engoliu em seco.

_ Tire essa máscara!-Ordenou Taehyung e o mais novo a tirou rapidamente em sinal de rendimento.

Ao observar aquele rosto, Taehyung se sentiu nas nuvens. O rapaz era lindo, um rosto como o de um anjo e o cabelo liso dividido no meio, a cor dos mesmos combinavam com os olhos castanho escuros do jovem, além de suas roupas não casuais, porém elegantes.

"Droga, por quê tem que ser tão bonito?".

"Ele é um cretino, prenda-o logo!"

Sua consciência gritava o causando uma forte dor de cabeça. Afinal, ir pela razão ou pela emoção?

_ Onde machucou?-Indagou o ruivo, indo mais pra perto do ferido.

_ Acho que quebrei a perna esquerda-Respondeu gemendo de dor ao ousar tocar no local.

O Hyung estava muito confuso sobre o que realmente deveria fazer. Aquele era um fugitivo cruel, mas estava machucado e era tão belo.

Começou a sentir gotas caírem sobre sua cabeça, era a chuva que já ameaçava começar. Lembrou que havia deixado sua fiel companheira a sua espera e por um momento resolveu ignorar oque era considerado certo. Aquilo era um tanto fora de lei, arriscado, ainda mais pra um policial. Mas quem liga?

Pegou o moreno no colo e o guiou até seu carro, tentando ser o mais cuidadoso possível para os outros soldados não o flagrarem. A pastora alemã rosnava para eles. Não sabia ao certo se era pra ele, por estar acobertando um fora da lei ou para o outro, por ciúmes ou por ser um cretino.

Rapidamente ligou seu carro, colocou o moreno no banco de passageiro e a cadela foi no banco de trás, já dormindo.  Estava exausta, foi uma madrugada cansativa para eles.

_ Como se chama?-Perguntou Kim, tentando cortar o silêncio.

_ Jeon Jungkook e o seu, qual é?-Respondeu respirando ofegante.

_ Kim Taehyung. Poderia me dizer porque fez aquilo com o ômega?-Indagou um pouco irritado, afinal também era um ômega e de certa maneira se sentiu ofendido.

_ Haha -Riu debochado-  Taehyung, são as tentações. Elas são tão fortes quanto um alfa e tão intensas quanto um coito. No fim das contas aquele era só um ômega mentiroso, só queria sexo e não queria arcar com as consequências de copular com Jeon Jungkook.

_ Saiba que um ômega pode ser tão forte quanto parece OK? Além do mais, eu poderia muito bem ter te matado-Desabafou o de cabelos claros num tom severo.

_ Aé? Então por que não matou?-Perguntou Jeon e Kim estremeceu.

Nunca pensou que apenas seis palavras curtas poderiam lhe causar tanto impacto. Por que não matou afinal? Por que não honrou aos ômegas matando aquele sem vergonha?

"São as tentações Taehyung"

Pensou nas palavras do rapaz que apenas esperava a resposta com um sorriso vitorioso.

_ Porque eu sou um puta de um cuzão-Praguejou cruzando os braços, se tomando por vencido.

Continuaram o trajeto em completo silêncio. Até finalmente chegarem na casa consideravelmente grande de Tae.

Abriu a porta de forma acelerada e Shadow tomou a frente correndo pela casa.

Jungkook mancava tentando ao máximo não cair, auxiliado pelos ombros de Taehyung.

O mais velho o sentou no sofá e ligou em um programa qualquer na TV, indo até a cozinha fazer "a janta".

Tae não era e nunca foi bom em cozinhar, então pôs pães de queijo no forno e os deixou assando enquanto foi até a sala, se juntando ao menor, que assistia um documentário sobre lobos.

_ Olha, me desculpa, sei que caiu por minha causa-Tae se encolheu, sentindo-se culpado. _ Não Tae, não foi por sua causa. Eu que preciso aprimorar minhas habilidades contra um ômega durão e ágil- Riu deitando a cabeça no ombro do Hyung.

_ O-ok-Respondeu o ômega, um pouco envergonhado.

Afinal que intimidade era aquela? Ele não deixava de ser fora da lei e ser um completo desconhecido, praticamente.

Focou sua atenção no programa, tentando não pensar muito nisso. Não poderia simplesmente falar "Tira a porra da cabeça daí".

Apesar de não gostar muito de alfas nunca os enfrentaria desse jeito.

.

.

.

Após alguns momentos de tensão, finalmente pude ouvi-lo roncar. Finalmente ele adormeceu.

Se levantou lentamente fazendo de tudo para não acordá-lo. Foi em vão.

_ Está com medo de mim Taehyung?-Perguntou Jungkook se aproximando do ruivo.

_ Não, claro que não!-Contrariou.

_ Eu posso sentir Tae. Não quero que tema a mim. Sou seu amigo-Jeon deu um sorriso suspeito lhe estendendo a mão.

O ômega não era nada bobo. Sabia que o alfa estava lhe enganando, seus olhos felinos o denunciavam, assim como suas pupilas que dilatavam.

_ Está mentindo!-Gritou Tae o empurrando.

_ Tae, como quer que tenhamos uma boa relação se você não confia em mim?

_ Ahn... Jeon, vamos cuidar da sua perna ok?-Disse Taehyung mudando rapidamente de assunto.

_ Oh droga! Sem essa de mudar de assunto!

Antes mesmo que Kook pudesse se zangar, acabou por levantar do sofá com força e por sua perna quebrada no chão com potência demais.

_ Aiiiiii!-Gemeu Jungkook, sentando-se novamente no sofá, esbanjando dor.

_ Eu avisei Jeon. Espere aqui, vou pegar os equipamentos.

Dito isso Taehyung subiu as escadas em busca de seu kit de primeiros socorros. Felizmente o achou de maneira rápida e desceu as escadas ansioso. O outro ficou na mesma posição, tentando inutilmente amenizar a dor:

_ Não é assim que vai resolver Kook. Não é como se tivéssemos na Disney-Riu e o moreno o olhou com reprovação.

Pegou o gesso e o colocou sobre todo o local fraturado o envolvendo de maneira perfeitamente certa. Até mesmo ele se surpreendeu. Seria médico sua verdadeira profissão? Terminou finalmente e recebeu um sorriso do menor:

_ Uau, você está sorrindo? Precisamos filmar este momento histórico.

_ Que?! Claro que não!-Disse fazendo uma cara de birra.

_ Sorriu sim-Teimou.

_ Sorri nada!-Continuou.

_ Sorriu nada-Tae o confundiu.

_ Sorri sim! ... Ops, sorri nada!-O Maknae cruzou os braços, e de novo ele foi vencido.

Ambos riram e acabam corando com o ato. Isso era totalmente contraditório: O fugitivo e o policial.

_ Tae?-Chamou o ruivo.

_ Sim?-Respondeu.

_ Você ainda me acha um cara do mal?-Indagou arrancando um arregalar de olhos de Taehyung.

_ ... Não?-Disse Tae com certa incerteza.

_ Então pode pelo menos me dar um aperto de mão? Sabe, como um sinal de paz-Afirmou Jeon com um sorriso.

_ É...-Murmurou inseguro.

_ Vamos lá Tae, tente-Pediu o de cabelos negros.

_ Tá-Tae concordou ainda receoso.

Estendeu levemente a mão. Mas em um movimento acelerado, Jeon pegou a mão do outro e prendeu ambos com uma algema:

_ Filha da...-Praguejou Tae, ainda indignado.

_ Bem feito, quem mandou não confiar em mim. Agora nós dois somos fugitivos-Sussurrou Jungkook, dando uma gargalhada sarcástica.

_ E a chave?-Perguntou Taehyung, preocupado.

_ Está comigo. Mas eu só vou te soltar se fizer o que eu mandar como um bom ômega.

Kim respirou fundo somente pra não acabar dando na cara de Jeon e sendo "punido".

_ Nunca!-Exclamou Tae com um olhar furioso.

_ Ok Taetae, então você é o fugitivo...-Jungkook soltou somente ele das algemas, deixando somente o ruivo preso-... E eu sou o policial.

"Isso que dá confiar em estranhos" pensou Tae.

Mas uma coisa era certa, jamais se submeteria a um alfa.



Notas Finais


Não me mate pfv :3
Sorry pelos seus olhos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...