História The Ghost Girl (Imagine Yoongi-Suga) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, Tao, V, Xiumin
Exibições 38
Palavras 1.369
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Senhor Tarado


Corrir para fora da casa do Suho, eu necessito ver o meu corpo, já que estou no plano espiritual acho que posso fazer contato com ele. Fechei os olhos e comecei a pensar no meu corpo, no quanto eu precisava vê-lo.

Logo sentir um vento passar sobre mim, abrir os olhos e vi que estava num quarto de algum hospital, olhei para cama e logo meus olhos marejaram, eu estava atordoada, meu coração estava quebrado.

Meu corpo estava branco, perdendo a melanina, meus cabelos estavam desidratado, caíam pouco a pouco, ele apenas respirava por causa de aparelhos mas eu nem se quer abria os olhos. Rios de lágrimas escorriam no meu rosto, toquei em meu corpo do qual estava deitado naquela cama. Logo um flashback veio em minha mente.

Flashback On

Estou atrasada, super atrasada, caramba o chefe vai me matar e hoje é logo audiência dos Cullens. Botei meu blase rapidamente e peguei as chaves do carro, fechei a porta do meu apartamento e fui pegar um elevador.

Batia o meu pé sem paciência, cheguei no estacionamento e corror até meu carro, abrir o mesmo e dirigi até o lado de fora do edifício.

O transito estava uma bosta, dirigi, dirigi, até a rodovia perto do meu trabalho, logo passei meu carro até a linha do trem e por um burro motivo meu carro estancou ou prendeu o pneu em algum trilho.

Passei a mão na minha testa e bufei, comecei a ligar o carro mas sempre morria, meu coração gelou ao ouvir a sirene tocar avisando que algum trem viria, tentei várias vezes ligar o carro mas como sempre morria.

Logo vi o trem ao meu lado, fiquei nervosa, comecei a tentar tirar o cinto mas imperrou, parecia que tudo estava planejado para minha morte, comecei a gritar, ligar o carro e puxar o cinto mas foi tudo em vão, logo sentir um forte impacto ao meu lado e meu rosto e ao encontro do volante, apaguei.

Flashback Off

Limpei as lágrimas que saíam sem parar, fiquei um tempo ali com meu corpo até um enfermeiro e um médico abrirem a porta, eles passaram por mim e pararam em frente a cama.
O médico suspirou e pegou sua prancheta.

-Tão jovem mas estar por um fio na vida..- Ele suspirou novamente.

-Mas o senhor não disse que o tipo de sangue dela recebe qualquer outro tipo de sangue? Não podemos salvá-la?- O enfermeiro de cabelos negros perguntou.

-Sim é fácil, o que é difícil é achar algum doador, ninguém vai dar um coração para ajudar a pobre moça..- Meus olhos marejaram novamente.

-E o que faremos?-

-Vá preparando os papéis!- O médico suspirou e saiu.

-Infelizmente não vamos no ver mais srt. ______, teremos que desligar os aparelhos se seu irmão concordar..- O enfermeiro pareceu triste e saiu.

E-eu não quero morrer, não agora senhor, a-alguém tem que me ajudar, o-o cara lá consegue me ver e me escutar, ele pode me ajudar, ele precisa me a-ajudar, limpei as lágrimas e voltei para o apartamento do mesmo jeito que cheguei no hospital.

Não havia ninguém no meu apartamento, entrei no meu quarto que o tarado havia tomado. Me sentei na cadeira a frente da escrivaninha e avistei um caderno ali, abrir o mesmo e vi algumas coisas escritas, pareciam poesias e eram bem profundas e bonitas, foi o tarado que compôs?!?

Logo a porta se abriu e acabei por tomar um susto, era o tarado. Ele parec.. Ah, ele estava embriagado, tirou o casaco e o jogou no chão, fechou a porta e eu logo me levantei e o mesmo me olhou.

-Ah, é você..- Tirou os sapatos.

-Tarado.. Eu preciso de sua ajuda!- Falei.

-Todo mundo precisa!!- Resmungou ao se deitar na cama.

-É muito importante, eu não morrir mas eu posso se você não me ajudar!- fiquei à sua frente.

-Não diga..- murmurou e virou-se para a parede.

Subi na cama e comecei a balançar-lo.

-Por favor sr. Tarado, eu juro fazer o que você quiser!!- Insistir.

-Aishh garota me deixa!- Ele tirou minhas mãos dele.

-Então eu vou ficar aqui cantando!- Cruzei os braços.

-Você não ousaria!- Ele virou para me encarar.

-Tenta, que você nunca irá dormir!- Sorrir de lado.

Ele franziu o cenho.

-..okay, mas quero que lembre que não estou fazendo por você e fará tudo o que eu quiser!- Chato.

Assenti sorrindo.

-Obrigado senhor tarado!- Ele riu.

-Agora, vem aqui e dorme comigo, mas se fizer barulho eu te mato!- Rir.

Me sentir constrangida mas mesmo assim me deitei em sua frente, ele fechou os olhos serenamente e dormiu, confesso que o tarado é muito fofo dormindo.

________ Pov's Off

Yoongi On

Acordei com uma borra dor de cabeça, peguei o lençol e cobrir meu rosto, uma boa quantidade de luz batia naquele quarto, aishh, sem contar que tenho que ajudar aquela garota chata.

Rolei, e rolei mas não conseguir dormir, joguei o lençol e me levantei, tirei a blusa e a joguei no chão. Fui até a porta do banheiro e abrir, liguei a torneira e lavei meu rosto mesmo não querendo acordar pra vida.

Peguei minha escova de dente e pus o creme dental, comecei a escovar meus dentes.

-Ah, oh no, no, no, no..- Me assustei ao ouvir uma voz feminina vindo da banheira.

Me aproximei e abrir a cortina de banho, me deparei com a ______ tomando banho.

-AAAAAAH SEU TARADO!!- Cobriu seu colo com os braços.

-Aishh, dá para parar de gritar?- Cuspir um pouco -Sem querer- de espuma de pasta de dente.

-Eca, além de tarado, não tem educação..- Pegou a toalha ao seu lado.

Revirei os olhos.

-P-pode se virar?- Ela fez um sinal com as mãos para me virar.

-Não quero!- Sorri de lado.

-Aishh, por favor!- Ela fez bico.

Suspirei e virei, ouvir o barulho de água e logo ela passou por mim enrolada na toalha, segurando a mesma para não cair.
Confesso até que ela faz bem o meu tipo -Apenas o físico mesmo-, pernas grossas com algumas gostas de água, mordi o lábio involuntariamente.

-Hey!- A chamei e ela se virou -De onde você é?-

-Brasil!- Saiu.

Wooow, adoro brasileiras, sorrir de lado, acho que posso ter algumas noites quentes.~Yang xin lin - Kjkjj, brasileiras em (>•~•)> aaaahh que delícia, assim eu não resisto(Comentários por Hector)

Acabei de escovar meus dentes e lavei meu rosto, peguei uma toalha e fui esfregando em meu rosto enquanto voltava para meu quarto. Tirei a toalha do rosto e me deparei com a _______  em minha frente, com um short curto, curto mesmo jeans, e uma blusa folgada que era amarrada ao pescoço e continha um belo de um decote, que sei.. Para Yoongi, se controla.

-Não tinha outras vestes?- Perguntei fazendo minha típica cara de nojo.

-O que tem nessas?- Ela perguntou confusa.

-Vulgares demais, não gostei!- Saí de perto dela senão irei me descontrolar.

-Não foi o que sua aura dizia!- Ela cruzou os braços fazendo os seus dois seios se roçarem.

Mordi os lábios e coloquei uma blusa.

-Não sabe nada da minha aura! Mas me diga logo o que quer! Estou sem paciência!- Me sentei na cama.

-Estou no hospital em coma..- Arregalei os olhos -Sofri em um acidente de trem..-  Seus olhos marejaram -E-eu era tão obcecada pelo meu trabalho que acabei..- Não terminou.

-Mas como eu vou te ajudar?- Perguntei.

-Daqui a um mês vão fazer meu irmão assinar um papel para desligarem os aparelhos e eu preciso voltar para o meu corpo antes do praso..- Ela suspirou.

-Certo, então, pelo menos ainda temos algumas semanas para pensar em algo..- Falei.

-Você tem razão..- Ela sentou-se ao meu lado.

Olhei para ela pelo canto do meu olho, eu não podia negar uma coisa, ou duas pelo menos, ela era muito gostosa e bonita.

- pensando em mim sr. Tarado?- Perguntou.

-Primeiro: Não e Segundo: não é sr. Tarado, é Min Yoongi, ou Suga!- Falei com o cenho franzido.

-Tanto faz, ainda é um tarado!- Não aguentei e a prensei na cama - vendo, tarado!! Agora me solta seu pervertido!- Ela tentou se soltar mas falhou.

-Vai acar com as consequências garotinha, o tarado vai te punir!-

CONTINUA...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...