História The Girl with Blue Hair 2.0 - Capítulo 5


Escrita por: ~

Visualizações 55
Palavras 2.177
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Harem, Hentai, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hi Guys <3
Boa leitura
Se é novo aqui favorita!
Não se esqueçam de comentar!
Beijos
E vamos ao capítulo!

Capítulo 5 - I Gotta Go


Atlanta, Geórgia, EUA, 16 de Fevereiro de 2017 - Quinta

 

3h50

 

Acordei depois de outro pesadelo, foi como na noite passada, eu acordei chorando.

 

    -Sasa? O que aconteceu? - Chan perguntou e eu me virei de frente pra ele.

 

    -E-e-eu tive um pesadelo… - Respondi e enterrei minha cabeça em seu peito. - Não me deixa, por favor… - Ele me abraçou.

 

    -Calma, foi só um sonho ruim. Tenta dormir mais um pouco, já são 4 da manhã. - Ele falou sonolento. Eu não consegui dormir, fiquei chorando no peito dele até o meu alarme tocar. Eu o desliguei para não acordá-lo e peguei minha roupa indo para o banheiro. Tomei um banho e quando acabei vesti uma roupa íntima preta, uma regata azul clara, um moletom do Mike Wazowski, uma calça jeans preta rasgada no joelho e um All-Star preto. Fiz uma maquiagem e sai do banheiro encontrando Chan dormindo.

 

    -Chandler! - Gritei e comecei a rir quando vi ele pulando da cama de susto. - Você devia ter visto a sua cara! - Falei continuando a rir.

 

    -Que horas são? - Ele falou sonolento.

 

    -São 6:18. - Falei e ele se levantou vestindo a blusa. - Desde quando você tá sem camisa? - Eu perguntei, mas quando ele ia responder eu continuei. - Quer saber? Esquece, vamos tomar café. - Saí do quarto indo para a cozinha. - Oi! - Falei para o outro casal adolescente. - Se pegaram? - Fiz uma cara maliciosa.

 

    -E vocês se pegaram? - Kate perguntou e eu fiz uma cara confusa e aí eu senti mãos na minha cintura.

 

    -Riggs! Tire suas mãos da minha filha! - Meu pai gritou e Chandler tirou suas mãos rapidamente. Peguei uma maçã e a comi.

 

    -Vamos cambada! - Kate falou. - Tchau Norman.

 

    -Tchau pai. - Eu e Mingus falamos juntos.

 

    -Tchau Norman. - Chandler falou e saímos de casa. - Por que seu pai me odeia? - Ele perguntou pra mim.

 

    -Ele não te odeia, mas ele está tentando me proteger, eu estou com ele por menos de 1 semana, você esperava o que? - Falei e ele fez bico.

 

    -Riggs, ele te odeia porque ele sabe que você quer pegar a Blueberry! - Min falou. - Na verdade todos sabemos!

 

    -Mas… Ué, não posso ficar com ela? - Chan perguntou.

 

    -Só se eu quiser, né? - Falei e ele pegou na minha mão e entrelaçou os nossos dedos.

 

    -Pelo amor de santo Deus, alguém me diz que não tem dever! - Sam correu quando nos viu e falou rapidamente desesperado.

 

    -Por que tá tão preocupado assim? - Pensei um pouco. - Entendi! - Falei fazendo cara maliciosa. - Você não tava com a Hana? Pegou ela? - Comecei a rir.

 

    -Para e não, não a peguei. - Sam falou ficando corado. - Vocês a viram?

 

    -A gente acabou de chegar ! - Kate disse. - Por que você não vai procurá-la? Mas você não veio com ela?

 

    -Sim… Por que vocês vieram juntos? - Sam perguntou mudando de assunto.

 

    -Não temos aula agora? - Mingus perguntou e o sinal tocou.

 

    -Matemática, que merda… - Chandler resmungou.

 

    -Eu gosto de matemática… Sou boa em cálculos. - Falei e entramos na sala. - Oi Hana! Sam estava te procurando.

 

    -Sentem-se todos! - Professor Farley falou ao chegar na sala. - Hoje teremos um teste surpresa. - A  turma inteira reclamou. - Calados! Eu darei as duas aulas inteiras para fazerem o teste. Os que acabaram poderão sair e ficar em outra sala que preferirem. - Entregou as provas de cabeça para baixo. - Podem começar, vocês tem uma hora e meia para acabar a prova.

 

Eu virei o teste e comecei a fazê-lo, estava muito fácil, tinha 20 questões, fiz 15 sem dificuldades, as últimas 5 eu tive um pouco de dificuldade, mas nada que eu não conseguisse resolver. Eu acabei a prova e me levantei para entregá-la, eu senti que todos estavam me olhando e entreguei a prova ao professor e vi que só tinham se passado 40 minutos.

 

    -Para onde você vai Senhorita Reedus? Eu preciso anotar aonde os alunos vão. - O professor perguntou quando eu estava prestes a sair.

 

    -Eu vou para a academia. - Falei baixo para não atrapalhar ninguém, saí e fui direto para o vestiário. Entrei lá e abri o meu armário. Tirei o meu moletom, o meu tênis, a minha calça, vesti um short preto, meias pretas e calcei o tênis. Saí do vestiário e fiz um coque no cabelo indo para frente do saco de pancada e comecei a tentar criar a letra de uma música enquanto socava.

 

 

Cigarettes and tiny liquor bottles

Just what you'd expect inside her new Balenciaga

Viral mess, turned dreams into an empire

Self-made success now she rolls with Rockafellas

 

 

Fiquei cantarolando essa parte até ir criando as próximas e foi assim até eu criar a letra inteira.

 

 

New Americana

 

Cigarettes and tiny liquor bottles

Just what you'd expect inside her new Balenciaga

Viral mess, turned dreams into an empire

Self-made success now she rolls with Rockafellas

 

Survival of the richest, the city's ours until the fall

They're Monaco and Hampton's bound

But we don't feel like outsiders at all

 

We are the new Americana

High on legal marijuana

Raised on Biggie and Nirvana

We are the new Americana

 

Young James Dean

Some say he looks just like his father

But he could never love somebody's daughter

Football team loved more than just the game

So he vowed to be his husband at the alter

 

Survival of the richest, the city's ours until the fall

They're Monaco and Hampton's bound

But we don't feel like outsiders at all

 

We are the new Americana

High on legal marijuana

Raised on Biggie and Nirvana

We are the new Americana

 

We know very well who we are

So we hold it down when summer starts

What kind of dough have you been spending?

What kind of bubblegum

Have you been blowing lately?

 

We are the new Americana

High on legal marijuana

Raised on Biggie and Nirvana

We are the new Americana

We are the new Americana (we know very well)

High on legal marijuana (who we are)

Raised on Biggie and Nirvana (so we hold it down)

We are the new Americana

 

Acabei de cantar e senti mãos na minha cintura e uma respiração quente em meu pescoço.

 

    -Chandler? O que você está fazendo? Eu tô toda suada. - Falei me virando para ele. - Uau! - Exclamei olhando para a barriga de Chandler que estava à mostra.

 

    -Música legal, você que compôs? - Perguntou.

 

    -Foi… - Ele me puxou para um beijo, mas eu o afastei. - Não, não, não! Você não pode ficar me agarrando por todo lugar, especialmente, na escola. - Falei, saí da academia e fui ao vestiário. Tomei um banho e vesti a roupa que vim para a escola, saí do vestiário e encontrei o Chandler arrumado do lado de fora.

 

9h55

 

    -Finalmente! Eu estou te esperando faz muito tempo. - Chandler reclamou se levantando e segurou a minha mão, entrelaçando os nossos dedos.

 

    -Desculpa se eu demoro no banho. Eu tenho um cabelo que precisa de cuidados. - Falei e começamos a andar em direção à cantina.

 

    -O meu cabelo também! Já viu o tamanho dele? - Perguntou.

 

    -Claro, vejo todo dia! - Respondi.

 

    -Você quer matar aula? - Perguntou parando de andar.

 

    -E vamos para onde? - Perguntei.

 

    -Podemos ir para a minha casa… - Respondeu.

 

    -Ok… Eu só vou falar com todo mundo e a gente vai. - Falei e peguei meu celular.

 

~ Você adicionou Sam.Elicad ~

~ Você adicionou Hana.Loirinha ~

Hi Guys! ~ Euzinha

Cadê vc? ~ Kate.Lindona

Então era isso q eu queria falar. ~ Euzinha

Kd vc? ~ Min.Gostosão

E o Riggs? ~ Sam.Elicad

Tô indo pra casa do Chan. Bye Guys. ~ Euzinha

Chandlecca! Hj tem *emoji com carinha safada* ~ Sam.Elicad

Cala a boca! ~ Euzinha

Cala a boca Elicad! ~ Chan.Gato

Nossa! Treta no WhatsApp! Bem lgl! ~ Hana.Loirinha

A gnt tá indo, então… Tchau. ~ Chandler.Gato

Bye Guys! ~ Euzinha

 

Guardei meu celular no bolso da calça e fui com Chandler à casa dele.

 

10h15

 

    -O que você quer fazer? - Ele perguntou quando entramos.

 

    -Eu não sei… - Falei e me joguei no sofá.

 

    -Você é folgada. Vamos pro meu quarto. - Ele disse e eu ergui os braços. - Muito folgada! - Me pegou no colo.

 

    -Por que você malha? - Perguntei fechando os olhos.

 

    -Por que você luta boxe? - Respondeu com outra pergunta e me colocou na cama dele.

 

    -Porque eu quero ser forte… - Falei e ele se sentou na cama.

 

    -Mas você é forte! Já viu tudo pelo o que que você passou? Não são todos que aguentam isso. - Falou e eu me sentei.

 

    -Mas, tipo… E se eu não fosse assim? Eu fico pensando como seria se eu sempre estivesse aqui. - Falei.

 

    -Nós estaríamos juntos até hoje… - Disse.

 

    -Pelo menos estamos jun… - Eu estava falando quando fui interrompida por um beijo. No começo estava calmo, mas começou a ficar mais e mais rápido, eu subi em seu colo sem parar o beijo. Ele colocou suas mãos em minha cintura e pude sentir seu membro rígido. Me separei dele por causa da falta de ar. - Eu acho melhor a gente parar…

 

    -Ok. - Ele disse e eu sai de seu colo.

 

    -A gente pode jogar videogame? - Perguntei e ele me olhou.

 

    -Você é perfeita! - Ele falou e se levantou pegando os controles. - Quer jogar o que?

 

    -Mortal Kombat, você tem? - Perguntei.

 

    -Tenho. - Ele falou e se sentou na cama. - Senta aqui. - Ele falou e eu me sentei entre suas pernas.

 

    -Eu vou com o Scorpion. - Falei.

 

    -Então eu vou com o… Vai o Sub-Zero mesmo. - Ele disse e o jogo começou.

 

    -Eu ganhei! - Exclamei e me levantei e comecei a fazer uma dancinha. - Eu sou muito boa!

 

    -Saiba que eu deixei. - Ele falou e eu o olhei.

 

    -Sei… Riggs, a pessoa que acha que me engana. Eu ganhei, porque sou boa! - Falei e lhe dei um selinho. Jogamos mais algumas vezes até começar a anoitecer.

 

    -Tá com fome? - Ele perguntou se levantando.

 

    -Tô. - Falei e ele pegou na minha mão e me puxou até a cozinha.

 

    -Você fica aí que eu vou fazer um sanduíche. - Chandler falou, mas eu o segui.

 

    -Mas eu quero ajudar. - Falei e ele me pegou no colo e me pôs em cima da bancada.

 

    -Eu vou fazer o sanduíche e você vai ficar aí. - Ele falou, mas antes de sair da minha frente eu entrelacei minhas pernas em volta da sua cintura.

 

    -Eu quero… - Eu ia falar, mas ele me interrompeu com um beijo, ele colocou suas mãos na minha cintura e as minhas mãos foram para a sua nuca, o puxando para mais perto. Nos separamos depois que o ar foi preciso.

 

    -Você… Fica… Aí… - Ele falou pausadamente e foi para a outra bancada, depois de alguns minutos os sanduíches estavam prontos, ele me deu um e ficou com o outro.

 

    -Tava muito bom! - Falei quando acabei de comer.

 

    -É claro que tava bom, eu que fiz! - Ele falou convencido e me pegou no colo me levando ao seu quarto.

 

    -Por que você é assim? - Perguntei olhando em seus olhos.

 

    -Porque… Sasa… - Ele me soltou e olhou diretamente nos meus olhos. - Eu te amo.

 

    -E-eu… - Falei e ele pôs suas mãos em minha cintura. - Eu preciso ir… - Peguei minhas coisas, saí como um furacão da casa dele e fui para a minha.

 

19h47

 

    -Que cara é essa Blueberry? - Min perguntou quando entrei em casa.

 

    -O Chandler… Ele… Ele disse que me ama. - Respondi me sentando ao lado dele. - A gente mal se conhece… E-eu tô confusa. - Ele me abraçou.

 

    -É óbvio que ele te ama! Como não te amar? - Falou. - Ele só não quer te perder de novo.

 

    -Ok, mas… Eu não sei. - Me levantei e gritei. - Ele não me conhece e eu não o conheço!

 

    -Vocês podem não ter passado mais de 10 anos juntos, mas vocês se conhecem! - Min gritou.

 

    -É Mingus, nos conhecemos tão bem! - Falei sarcástica. - Porra Mingus! Nos conhecíamos com 5 anos! Você acha mesmo que vamos nos lembrar de tudo que já conversamos? Quando eu vi todos vocês nem os reconheci!

 

    -Claro que não, mas você não pode falar que não se conheciam! - Gritou também.

 

    -Que merda de gritaria é essa? Dá pra escutar vocês da rua! - Meu pai falou alto entrando na casa.

 

    -Eu só vou dormir, boa noite. - Falei subindo as escadas correndo, ignorando quando Mingus e meu pai me chamavam. Entrei no quarto e tranquei a porta. Coloquei meu celular para carregar e me joguei na cama, depois de alguns minutos eu já estava dormindo.

 

[…]

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado. Comentem para me avisar de qualquer coisa, como melhorar e essas coisas! Bye Guys!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...