História The Girlfriend Of My Best Friend - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Giel
Exibições 45
Palavras 8.003
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Festa, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


HELLO, IT'S ME!!!

VOLTEI CAMBADA HAHA

ME PERDOEM PELA DEMORA, EU ESTAVA A UM FIO DE EXCLUIR ESSA FANFIC POR FALTA DE IMAGINAÇÃO. MAS RESOLVI NÃO FAZER ISSO E DAR UM TEMPO LENDO OUTRAS FANFICS PRA VER SE MINHA CRIATIVIDADE VOLTAVA E OLHA SÓ, ELA VOLTOU!

CASO EU DEMORE A POSTAR NOVAMENTE VOCÊS JÁ SABEM O MOTIVO.

BOA LEITURA!

Capítulo 6 - Eu só quero que você fique bem, mais nada.


Fanfic / Fanfiction The Girlfriend Of My Best Friend - Capítulo 6 - Eu só quero que você fique bem, mais nada.


P. O. V. GIOVANNA


Com os raios de luzes invadindo o quarto e logo atingindo meus olhos, me fez esfregar os mesmos para me costumar com a claridade. Mas é claro as cortinas estavam abertas e eu enrolada nos lençóis. Passei os olhos pelo quarto e logo me deparei com o moreno de cabelo encaracolados adormecido na poltrona, usando apenas uma calça de moletom cinza. Ao tentar me sentar sentir uma fulminante dor que me fez voltar a deitar e encolher novamente nos lençóis. Foi aí que me veio a memória cenas da noite anterior, o que me fez sorrir sem graça e imaginar o motivo daquela dor.


P. O. V. GIOVANNA OF    


Biel: Gi... - disse meio sonolento - Acabou de acordar? - ela apenas assenti e ele se aproxima se sentando na beira da cama.


Gi: O que foi? - ela o encara e sente os dedos de Biel em seus lábios e logo sente os mesmos arder.


Biel: Estão machucados... - diz com a voz fraca - Assim como o seu corpo - ele abaixa a cabeça - Gi me desculpa, não era pra isso acontecer, eu fui longe demais.


Gi: Biel... - ela toca seu queixo levantando a cabeça dele - Não tem porque se desculpar, eu sei que você não faria nada que que eu quisesse.. 


Biel: Jamais! - diz a encarando - Mas... isso não justifica Gi.


Gi: Olha, só aconteceu porque eu também quis. Não acha que era porque eu também queria ir ao mais longe?


Biel: Linda, seu limite não é o meu - ele sorri de lado.


Gi: Mas eu sou mais forte do que pensa - diz sorrindo e lhe dá um empurro de leve fazendo Biel dá risada.


Biel: Falou a garota que desmaiou durante o orgasmo - diz ainda rindo.


Gi: Cala a boca Gabriel! - os dois riem e Biel a puxa para um beijo - Hum... - diz saindo do beijo - Que horas são?


Biel: Quase quatro da tarde.


Gi: O que?! - diz espantada e tenta se levantar mais é impedida pela dor.


Biel: Fica aqui quietinha que eu vou pegar um remédio pra você tá?!


Gi: Tá bom - Biel sai do quarto, mas logo volta com um copo d'água e um comprimido.


Biel: Toma - ele os entrega e Gi toma - Sabe... - ele volta a sentar na beira da cama - Você dormiu muito, eu tava começando a ficar preocupado. Se algo de ruim acontecesse com você por causa dessa estupidez, eu nunca me perdoaria Gi.


Gi: Ei! - ele a olha - Relaxa, eu tô bem - ela sorri pra ele - Biel, a gente usou camisinha?


Biel: Sim, mas eu te dei uma pílula ontem só por precaução e tem uma aí do seu lado pra você tomar, a famosa pílula do dia seguinte.


Gi: Entendi - ela pega a pequena cartela ao seu lado e tira a pílula e logo a engole com a ajuda da água - Assim só por curiosidade... - Biel a olha esperando ela continuar - Porque você tem pílulas?


Biel: Ah não são minhas, mas eu tinha noção do que era - Gi arqueia uma sobrancelha - Eu li a bula.


Gi: Ata, mas porque você tem aqui no seu quarto? De quem era?


Biel: Eu acho que você não vai gostar de saber.


Gi: Gabriel... de quem era?


Biel: Das meninas com quem eu dormia... - diz coçando a nuca.


Gi: E porque você ainda guarda isso?


Biel: De verdade?


Gi: Sim.


Biel: Eu tinha até me esquecido que elas estavam aqui, até que esses dias eu tava procurando umas coisas pra faculdade, foi quando eu abri a gaveta e revirei, aí eu vi umas cartelas perto da caixa vazia de camisinha que eu tenho - ele se levanta e abre a gaveta mostrando a caixa - Eu até ia jogar fora, mas eu tava e tô atolado com as coisas do tcc que acabei nem dando importância. Aí ontem quando eu subi pra pegar o brinquedo lembrei das pílulas e que possivelmente eu iria esquecer de colocar a camisinha com o calor do momento que te dei uma lá na cozinha.


Gi: Entendi... mas só mais uma pergunta.


Biel: Manda.


Gi: Porque você tem esses brinquedos?


Biel: Eu apenas uso eles como castigo, o que foi seu caso. Não sou de usar essas coisas, mas quando se trata de torturar ele é uma ótima ferramenta. Mas eu prefiro o meu ao invés de usar esse de mentira - diz sorrindo e Gi dá risada.


Gi: Você é louco.


Biel: Na maioria do tempo sim.


Gi: Biel eu preciso tomar um banho.


Biel: Pra sua sorte, aqui no meu banheiro tem banheira - ele se levanta - Eu vou encher ela pra você - diz indo até o banheiro e liga torneira e logo volta para o quarto - Vem - ele a pega no colo e entra no banheiro a colocando na banheiro.


Gi: Tá gelada.


Biel: Mas vai ser bom pra relaxar os seus músculos - diz olhando pras pernas dela que havia algumas marcas vermelhas.


Gi: Não fique achando que só eu estou com essas marcas não - diz rindo - Já viu suas costas? E o seu pescoço? - Biel se levanta e vai até o espelho.


Biel: Nossa... somos dois animais - diz rindo - Enquanto você fica aí relaxando eu vou fazer algo pra gente comer, tá bom?


Gi: Ok - Biel se aproxima dela e se inclina lhe dando um selinho e logo sai do banheiro.


[..]


Biel: Eu ia levar a comida lá no quarto.


Gi: Mas a fome falou mais alto - diz o abraçando por trás e logo Biel se vira ficando frente a frente com ela.


Biel: Minha blusa ficou muito melhor em você - diz sorrindo - Tá usando minha cueca também?


Gi: Infelizmente não.


Biel: Poxa... - ele faz biquinho.


Gi: Mas é bobo viu - ela dá risada e o beija. Mas logo o beijo é interrompido com o toque da campainha - Tá esperando alguém?


Biel: Não que eu saiba - ele solta ela - Eu vou lá atender.


Gi: Eu vou vestir um short - ela sobe.


Biel: Tá - ele vai até a porta e a abre.


Lipe: E aí cara!


Vyni: Não vai me dizer que acabou de acordar - diz entrando com Lipe.


Biel: É... - ele fecha a porta.


Lipe: A Gi tá aí? - ele se joga no sofá - A Ray me pediu pra entregar esse caderno pra ela - diz colocando o mesma sob a mesa.


Biel: Ela tá lá em cima.


Lipe: E como estão as coisas?


Biel: Normais - ele dá ombros.


Vyni: Desenrola logo o que aconteceu ontem, você foi embora do nada.


Lipe: Rolou de novo?


Biel: Rolou.


Lipe: Sabia! - ele olha para Vyni - Pode pagando!


Vyni: Que merda - diz abrindo a carteira e o entrega cinquenta reais.


Biel: Pera aí, vocês apostaram?


Lipe: Cara você tava estranho ontem, ela te provocou não foi?


Biel: Foi.


Vyni: E vocês estão juntos?


Biel: Não sei, ainda não conversamos... - ele ver Gi descendo.


Gi: Oi meninos!


Vyni: Gi.


Lipe: Fala cunhada - Gi o olha e depois para Biel.


Biel: Não contei nada, mas eles são espertos.


Gi: Entendi - diz rindo.


Vyni: Gi a melhor coisa que você tá fazendo na sua vida é ficar com o Gabriel. Esse filho da puta presta.


Gi: Tá bom - ela olha para Biel que revira os olhos.


Lipe: Ah, a Ray te mandou isso - ele aponta para o caderno sob a mesa.


Gi: Ai obrigada - ela pega o caderno - Bom, eu tenho que subi pra passar isso a limpo.


Biel: Não vai comer?


Gi: Daqui a pouco eu desço pra comer - ela passa por ele, mas Biel a puxa e lhe rouba um selinho.


Vyni: Ui! - todos dão risada.


Biel: Vai lá - ele dá outro selinho nela e Gi sobe.


Lipe: Tá, mas agora eu preciso fazer a pergunta chata.


Vyni: Qual? - ele e Biel o encaram.


Lipe: Quando vocês vão contar pro Renê?


Biel: Eu ainda preciso conversar com a Gi, depois da conversa e da gente resolver tudo, vamos abrir o jogo com o Renê.


Vyni: Tá ligado que não vai ser fácil né?


Biel: Eu sei, mas eu quero ser feliz e fazer a Gi feliz. E não vai ser o Renê que vai me privar disso. Eu sei que o que fizemos não foi o certo, mas cara eu sou louco por essa garota e ele tá pouco se fodendo pra ela. Não me arrependo de ter feito o que fiz e sei que a Gi também não.


Lipe: Você sabe que a gente tá do seu lado pro que der e vier, não sabe?


Biel: Eu sei cara, valeu.


Vyni: E se o babaca do Renê tentar alguma coisa ele tá fodido porque geral sempre vai tá do seu lado, sempre foi assim e é assim que vai continuar sendo.


Lipe: Até porque todo mundo acha o Renê um otário.


Biel: Eu sei disso - diz pensativo.


[..]


Gi: Os meninos já foram?


Biel: Já e você? Já acabou?


Gi: Graças a Deus sim! - diz rindo e se senta ao lado dele.


Biel: Gi acho que a gente precisa conversar né?


Gi: Eu sei... e é disso que eu tô com um pouco de medo.


Biel: Medo do que?


Gi: Não sei, de você ter se arrependido de novo - diz dando ombros.


Biel: Gi eu não tô arrependido de nada que a gente tenha feito. Foi errado, eu sei, mas eu não me arrependo. Eu só fiz o que eu tinha vontade de fazer.


Gi: Eu também!


Biel: Então não fica com medo de eu ter me arrependido. Hoje mesmo eu falei pros meninos que eu quero ser feliz e com você, não vai ser o Renê nem ninguém que vai impedir isso.


Gi: Tá falando sério?


Biel: Tô, mas tem uma coisa.


Gi: O que?


Biel: Nós dois vamos abrir o jogo pro Renê.


Gi: Tudo bem, quanto mais rápido resolvermos isso melhor né?


Biel: Sim.


Gi: E quando vai ser?


Biel: Eu tava pensando de irmos lá no feriadão, o que você acha?


Gi: Por mim tudo bem. Eu só tô com medo da reação dele.


Biel: Ei... - ela o olha - Eu não vou deixar que ele te faça nada, confia em mim?


Gi: Confio - ela sorri pra ele.


[..]


Ray: Vocês vão mesmo abrir o jogo com o Renê?


Gi: Sim, já tá mais que na hora e eu quero me livrar logo disso.


Ray: Você tá mesmo gostando do Biel né?


Gi: Sim, muito pra falar a verdade.


Ray: Vai da tudo certo não se preocupe. Que horas vocês vão?


Gi: Vamos amanhã logo cedo.


Ray: Assim que tudo acabar você liga?


Gi: Ligo sim - ela sorri.


[..]


Lipe: Cara você tá mais do certo.


Vyni: Isso aê, tem que correr atrás da sua felicidade.


Lipe: Vocês vão ainda hoje?


Biel: Não, só amanhã. Não tô afim de pegar a estrada de noite.


Lipe: Ele já tá sabendo que vocês vão lá?


Biel: Lógico que não né.


Vyni: Tudo que eu tenho a te dizer é boa sorte parça.


Lipe: Qualquer coisa caso acontecer algo lá, é só me ligar.


Vyni: Eu também. Se aquele filho da puta tentar algo contigo ou com a Gi, eu e o Lipe vamos lá e quebramos ele.


Biel: Não precisa disso.  Mas enfim, tô indo.


Lipe: Até segunda! - Biel acena pra ele e sai da universidade.


[..]


Gi: Oi! - diz ao ver Biel entrando na casa.


Biel: Oi linda - ele dá um selinho nela.


Gi: Já preparei tudo que você me pediu pra amanhã.


Biel: Que bom - ele abre a mochila - Droga eu esqueci minha pasta na facu.


Gi: É muito importante o que tem lá?


Biel: Sim, são os projetos do tcc. Eu vou ter que voltar lá.


Gi: Tá bom.


Biel: Enquanto eu vou lá, você bem que podia prepara uma pipoca pra gente assistir um filme né?


Gi: Na sala ou no seu quarto?


Biel: Aonde você quiser - ele a puxa pela cintura agarrando a mesma.


Gi: Então me solta.


Biel: Não antes de te dar um beijo - ao dizer ele a beija - Não demoro - diz após solta-lá.


Gi: Acho bom - os dois sorriem e Biel sai. Gi vai até a cozinha e logo coloca a pipoca no microondas, depois abre o armário tirando os ingredientes para fazer brigadeiro, até que escuta a porta sendo aberta - Nossa você foi rápido, tô fazendo brigadeiro pra gente, você pode subi e escolher o filme - diz enquanto mexia a panela. Estranhando Biel não ter lhe respondido Gi olha para trás pra ver se o vê - Biel? Biel pára de graça!


Renê: Não é o Biel linda - diz entrando na cozinha e Gi deixa a panela cai no chão - Calma linda eu não queria te assustar.


Gi: O que você tá fazendo aqui Renê?


Renê: Ué, aqui ainda é a minha casa. Eu vim passar o feriadão com você e ver pessoal - ele se aproxima dela - Vai me dizer que não sentiu a minha falta? - ele abraça ela mas Gi não corresponde - O que foi?


Gi: Nada, deixa eu limpar essa sujeira - diz tentando se soltar dele.


Renê: Depois você limpa, vem cá que eu tô morrendo de saudade - ele beija o pescoço dela.


Gi: Renê pára, eu não quero! - ela consegue se afastar dele.


Renê: Não tá com saudade de mim? - diz confuso.


Gi: Eu só quero limpa essa sujeira! - diz mudando de assunto.


Renê: Depois eu te ajudo a limpar isso, vem, vamos lá pro quarto - ele tenta puxar a mão dela, mas Gi a desvia - O que tá pegando Gi?


Gi: Eu não quero!


Renê: Porque você não quer?


Gi: Porque eu não quero! - diz exaltada e se assusta com o microondas apitando.


Renê: Tá esperando alguém? - ela o encara - Pipoca e brigadeiro. Você tá esperando alguém?


Gi: O Gabriel.


Renê: Ele não tá em casa?


Gi: Foi na faculdade, mas já deve tá voltando.


Renê: Então vamos aproveitar que a casa tá vazia e matar a saudade vem.


Gi: Eu já disse que não Renê! Que merda!


Renê: Você nunca foi de negar fogo Gi.


Gi: Sempre tem uma primeira vez pra tudo.


Renê: O que tá acontecendo? Você tá diferente, nem um beijo você me deu.


Gi: Talvez seja porque eu não queira te beijar.


Renê: Tá bom, o que foi que eu fiz?


Biel: Gi cheguei! - Renê sai da cozinha - Renê?


Renê: E aí mano! - ele abraça Biel.


Biel: O que você tá fazendo aqui?


Renê: Vim passar o feriadão aqui. Tava com saudade da minha gata, de você e do pessoal.


Biel: Ah... - ele olha pra cozinha - O que houve? - pergunta a Gi que nega com a cabeça.


Renê: Mas então, qual é a boa de hoje?


Biel: Não sei, tem que ver com os moleques.


Renê: Beleza, eu vou subi e tomar um banho. Daqui a pouco eu desço pra gente conversar - ele olha pra Gi - Vamos linda?


Gi: Não, eu vou limpar aqui.


Renê: Gi...


Gi: Eu já disse que não! - Renê solta sua mala e caminha até ela.


Renê: Vamos pro meu quarto, nós dois temos muito o que conversar.


Gi: Eu já falei que eu não vou - diz entredentes.


Renê: Quer mesmo que eu te leve a força? - diz segurando o braço.


Gi: Solta você tá me machucando.


Renê: Então vamos pro quarto.


Gi: Eu não quero ir pro seu quarto, eu não quero transar com você. Você ainda não entendeu?


Renê: Você não tem o que querer! - ele a puxa mas Biel o segura.


Biel: Solta ela Renê - diz calmo.


Renê: Lek não se mete.


Biel: Eu falei pra soltar ela.


Renê: E eu mandei você não se meter - diz encarando Biel - Agora sai da minha frente, nossos desentendimentos sempre terminam numa boa transa, relaxa ela só tá fazendo cu doce - ele puxa Gi, mas Biel o impede de subi - Qual é cara?


Biel: Renê não me faça perder a paciência, solta logo a Gi!


Renê: Eu quem tô perdendo a paciência, sai da porra da frente! - ele empurra Biel que o empurra fazendo com que ele solte Gi.


Biel: Você tá bem? - pergunta a Gi após notar o vermelhão no braço dela.


Renê: Qual é a tua Gabriel?


Biel: A minha? - ele se aproxima dele - A minha é que eu não vou deixar você tratar ela desse jeito. Ela não é o seu objeto sexual, se ela disse que não quer, é porque ela não quer. Você não é ninguém pra obrigá-lá a transar contigo. 


Renê: Eu transo com ela a hora que eu quiser e não vai ser você quem vai impedir isso.


Biel: Você nunca mais vai tocar nela - Renê dá risada.


Renê: Não fala merda.


Gi: Eu e o Gabriel estamos juntos.


Renê: O quê? - pergunta surpreso.


Biel: Isso mesmo que você ouviu, eu e a Gi estamos juntos. Eu queria te contar de outra forma, mas depois do que aconteceu, eu tô pouco me fodendo!


Renê: Vocês só podem tá de brincadeira com a minha cara.


Biel: Não cara, eu e a Gi estamos juntos mesmo.


Gi: Enquanto você estava lá fodendo as suas vadias e achando que a boba aqui estava te esperando. A boba aqui acordou pra vida.


Renê: E resolveu dar pro cara que se dizia meu melhor amigo. Vocês dois não valem nada.


Biel: Falou o cara que vivia traindo a namorada. Você não tem vergonha na cara Renê?


Renê: Te pergunto o mesmo Gabriel. 


Biel: Admito que não foi certo da minha parte ter feito o que eu fiz, mas cara quer saber? Foda-se! Você não tava dando a mínima pra Gi, vivia traindo ela e ela não merece isso. Então aconteceu da gente ficar e eu não me arrependo, agora eu realmente não me arrependo. Por mais que a minha consciência pesasse por ter feito isso contigo, eu logo lembrava que você não vale porra nenhuma, uma menina como a Gi merece um cara que esteja com ela com inteiro, que seja somente dela e não dela e de várias mulheres. Você nunca soube dá valor a ela, mulher gosta de ser respeitada e de se sentir única e amada e pela conversas que eu tive com a Gi, você nunca agil como tal com ela. Eu não quero brigar contigo e acredito que nossa amizade agora tenha acabado, mas de verdade? Eu não ligo.


Renê: O oscar de amigo filho da puta vai para você! - diz batendo palmas - Sempre soube que você tinha uma queda pela Gi - diz rindo - Porque você acha que eu comecei a namorar com ela? Porque eu queria te ver sofrer seu babaca, te mostrar que eu sou melhor que você e sempre fui. Desde o tempo de criança. Eu quem entrei para a melhor faculdade, eu quem peguei a garota que geral queria, inclusive você. Eu sempre fui melhor que você, em tudo! 


Biel: Se te faz bem pensar que é melhor que eu, vá em frente cara, eu não me importo, na verdade eu não tô aí. Eu nunca quis ser melhor que ninguém. A única coisa que eu te falo é o seguinte, você vai ficar bem longe da Gi, não vai tentar nada com ela, porque se você tentar aí sim você vai se ver comigo e eu juro por Deus que não vou ter dó e nem piedade - ele encara Renê - Mais uma coisa, você pode devolver a casa ou continuar pagando, mas sozinho, eu vou embora dessa cara.


Gi: Eu sempre soube que você não prestava Renê, mas namorar comigo só pra fazer o Gabriel sofrer foi muita filha da putagem com ele e comigo. Mas acabou que eu nunca me apaixonei por você e sim por ele, você querendo ou não nos aproximou e veja onde estamos.


Renê: Eu quero mais é que vocês dois se fodam!


Biel: E como vamos! Mas a casa é toda sua como eu disse! - ele segura a mão de Gi e os dois caminham até a escada.


Renê: Você acha mesmo que as coisas vão ficar assim? - Biel olha pra trás - Você fode com a minha mina, diz isso na minha cara e acha que fica por isso mesmo?


Biel: Eu já disse que não quero brigar - diz se afastando de Gi.


Renê: Eu tô pouco me fodendo pra isso, mas isso aqui não vai ficar barato Gabriel - diz se aproximando dele - Eu vou quebrar a tua cara!


Biel: Gi sobe...


Gi: Mas Biel.


Biel: Pequena sobe, eu não quero que você veja isso.


Renê: Isso linda, sobe. Não vai ser nada legal você ver seu amante apanhando feito um condenado.


Biel: Pode ir Gi e tranca a porta - diz encarando Renê e escuta os passos de Gi na escada - Renê eu não quero te machu... - ele é interrompido com um soco.


Renê: Tu vai sair daqui direto pro hospital seu filho da puta! - ele vai pra cima de Biel que desvia de seus golpes - Vamos Gabriel, lute! Ou tá com medo?


Biel: Eu não quero te machucar caralho!


Renê: Mas eu tô louco pra quebrar essa sua cara - ele empurra Biel contra a parede tentando enforcá-lo, mas Biel o golpeia o deixando cambaleando - Filho da puta - diz passando a mão no nariz que sangrava - Isso não fica assim - ele tenta ir pra cima de Biel que apenas desvia - Luta caralho! - diz ao ver Biel apenas se desviando dos socos - Você nunca vai ser melhor que eu, eu sou o único que a deixo louca na cama - Biel o encara - Eu sou o único que faz do jeito que ela gosta - diz rindo - Não você seu otário - Biel lhe dá um soco - Olha ele tá bravinho, é porque sabe que o que eu tô falando é verdade.


Biel: Não Renê, nem tesão por você a Gi sente mais - Renê fecha a cara e tenta acertar vários socos em Biel que se esquiva de todos - Foi o meu nome que ela gemeu noite passada, gemeu não, gritou!


Renê: Filho da puta cala essa boca!


Biel: Foi tão intenso ontem que ela até desmaiou - ele encara Renê - Agora me diz, isso já aconteceu com você?


Renê: Eu vou te matar!


Biel: Não você não vai, não consegue nem acertar um soco, quem dirá me matar. Quer saber cara? Eu não vou me submeter a isso, não vou te bater porque eu não vou ganhar nada com isso e nem você. Apenas aceite que a Gi você perdeu, talvez você não seja o melhor em tudo, até porque não sabe como tratar uma mulher.


[..]


Gi: Lipe?


Lipe: Fala Gi.


Gi: Lipe pelo amor de Deus, venha aqui pra casa rápido. O Renê tá aqui, ele já ta sabendo de tudo. Ele e o Biel estão lá embaixo brigando, eu tô desesperada.


Lipe: Calma Gi, tenta se acalmar.


Gi: Eu tô com medo do Biel se machucar.


Lipe: Relaxa em relação a isso, meu medo é o estado do Renê. Eu chego aí em cinco minutos.

 
Gi: Ta bom - ela desliga.


[..]


Renê: Você nunca vai ser melhor que eu, seu merda invejoso.


Biel: Eu nunca tive inveja de você Renê, graças a Deus!


Renê: Até parece - diz rindo - Sempre quis ter a Gi, mas é a mim quem ela queria.


Biel: E não quer mais.


Renê: Já que você gosta de resto, faça bom aproveito.


Biel: Ela não é o seu resto. Ela é uma garota incrível pela qual eu tô disposto a ter do meu lado e fazer feliz. Ao contrário de você, eu só tenho olhos pra ela e posso te garanti que nunca irei trai-lá.


Renê: Não é a toa que você é um bostão - diz rindo.


Biel: O bostão que conquistou a Gi.


Renê: Filho da puta - ele parte pra cima de Biel, mas Lipe entra na casa e o segura.


Lipe: Já deu!


Biel: O que faz aqui?


Lipe: A Gi me ligou desesperada.


Biel: Vou lá em cima pegar minhas coisas.


Lipe: Hã?


Biel: Vou embora dessa casa Lipe.


Lipe: Entendi.


Renê: Me solta Lipe! - diz se soltando dele.


Lipe: Até que ele pegou leve com você - diz olhando o estado de Renê.


[..]


Biel: Gi? - ele bate na porta e logo ela abre o abraçando - Calma.


Gi: Você tá bem?


Biel: Tô - ele entra no quarto - Pega as suas coisas, nós vamos sair dessa casa.


Gi: E pra onde nós vamos?


Biel: Relaxa tá bom? - diz olhando pra ela - Eu tenho um apartamento perto do seu colégio, vamos pra lá.


Gi: Ta bom - ela começa arrumar as coisas dela e Biel as dele.


[..]


Lipe: Pra onde vocês vão?


Biel: Pro meu apartamento.


Lipe: Vocês querem ajuda?


Biel: Ajuda a Gi colocar as coisas dela no meu carro?


Lipe: Claro - ele pega uma caixa.


Renê: O que você vai dizer ao seu pai Gi?


Gi: O que eu vou dizer ou não pra ele não te desrespeita - ela pega uma caixa e sai da casa sendo acompanhada de Biel.


Lipe: Porque ele tocou no assunto sobre o seu pai Gi?


Gi: Porque ele sabe da minha relação com o meu pai, mas se fizer algo...


Biel: Aí eu acabo mesmo com ele - diz interrompendo ela e entrando no carro.


Lipe: Vejo vocês mais tarde?


Biel: Cola lá em casa mais tarde?


Lipe: Fechou! - ele fecha a porta após Gi entrar no carro e ver Biel dando partida no mesmo.


[..]


Biel: Seja bem-vinda! - diz ao abrir a porta do apartamento.


Gi: Nossa Biel! É muito mais bonito que aquela casa - diz olhando em volta.


Biel: Gostou?


Gi: Eu amei! - ela o olha - Porque morava lá e não aqui?


Biel: Ah, lá ficava mais perto da faculdade e eu e o Renê sempre tivemos o plano de morar juntos na faculdade, então...


Gi: Nossa, aqui é muito melhor. Quem foi que decorou?


Biel: Sua sogra - Gi o olha sorrindo.


Gi: Ela tem muito bom gosto.


Biel: Sim ela tem.


Gi: É... aonde fica o banheiro?


Biel: É a terceira porta a esquerda. Vem, eu vou te mostrar o apartamento - diz abraçando ela por trás e eles caminham pelo apartamento - Aqui é o nosso quarto - ele abre a porta e o mostra.


Gi: Ele é a sua cara!


Biel: Eu sei - diz rindo e a vira - Aqui é o quarto de hóspede. Ali - ele aponta - É o banheiro e o último é outro quarto. Que na verdade tá mais pra o quartinho da bagunça.


Gi: Entendi - ela se solta dele - Eu preciso mesmo ir no banheiro.


Biel: Vai lá, que eu vou pegar as malas e levar pro quarto.


[..]


Lipe: Quando a Gi me ligou desesperada preocupada contigo, eu fiquei preocupado com o estado do Renê - diz rindo.


Vyni: Mas pelo o que o Lipe disse tu nem chegou a da uma cossa nele né?


Biel: Eu falei pra ele que eu não queria brigar, muito menos machucar ele. Mas ele fazia questão de me provocar, que teve uma hora que eu o soquei sem dó.


Vyni: Mas assim, a Gi não sabe que você sabe lutar?


Biel: Acredito que não - ele dá ombros.


Lipe: Ela não faz ideia, a coitada tava toda desesperada. Sério não faz mais isso com ela cara.


Vyni: E como ela tá?


Biel: Agora ela tá bem, tá dormindo. Tomou um banho e foi deitar. Mas em relação a briga, ela não viu, eu pedi pra ela subi e se trancar no quarto. Não deixaria ela presenciar aquilo, por mais que eu não quisesse brigar. Mas o pior de tudo foi as coisas que ele me jogou na cara, a amizade nunca foi verdadeira.


Lipe: Como assim?


Biel: Ele só começou a namorar com a Gi porque percebeu que eu tinha uma queda por ela e só fez isso pra ver mal. Pra mostrar que era melhor que eu, porque ele acha que é - ele ri - Só rindo mesmo.


Vyni: Ele disse isso?


Biel: Disse. Mas enfim, não quero mais ficar falando disso. Mudando de assunto, vocês vão fazer o que?


Lipe: Mais tarde o pessoal combinou de  ir ao pub, tá afim?


Biel: Não, vou ficar em casa. A Gi também não vai querer saber de sair, eu ouvi ela falando com a Ray no celular dizendo que queria apenas descansar e vou ficar aqui com a ela. Tirando a parte que vamos ter dar uma geral aqui né? - diz olhando em volta - Tá tudo empoeirado, não tem comida, enfim. Feriadão vai ser em casa mesmo.


Lipe: Já parou pra pensar que vocês dois vão morar oficialmente juntos? Como um casal?


Biel: Sim e eu tô adorando isso - ele sorri.


Vyni: E vocês já estão namorando?


Biel: Ainda não deu tempo de pedi, mas eu vou fazer tudo bonitinho, até porque ela merece.


Lipe: Assim que se fala. A sua mãe quem vai gostar de saber que você finalmente sossegou - diz rindo e Biel também ri.


Biel: Ela vai mesmo - ele sorri.


[..]


Gi: Oi...


Biel: Olha quem acordou - diz vendo ela se sentar ao lado dele - Como você tá?


Gi: Bem melhor depois de ter descansado - ela o olha - Você ficou fazendo o que?


Biel: Tava conversando com as caras, eles vieram aqui enquanto você dormia.


Gi: Ah...


Biel: Cê tá com fome? Eu fui no supermercado.


Gi: Eu tô, muita pra falar a verdade - diz rindo.


Biel: Vamos pra cozinha?


Gi: Você vai cozinhar?


Biel: Pra você? - ela assenti - Sempre! - ele se levanta e puxa ela que lhe dá um selinho - Então o que você quer comer?


Gi: Me surpreenda Gabriel - ela se senta no balcão o olhando.


Biel: Então tá - ele se sorri.


[..]


Gi: A comida estava uma delícia - diz se sentando no sofá.


Biel: Que bom que gostou - ele se senta ao lado dela com uma taça de sorvete na mão - O que você acha da gente assistir um filme?


Gi: Só se eu escolher.


Biel: Não sendo filme de romance tudo bem.


Gi: Mas também não vai ser de terror.


Biel: Ação e aventura?


Gi: Já que não temos muita opção né?


Biel: Mas bem que você podia deixar eu escolher um de terror pra gente ficar agarradinho.


Gi: Mas a gente pode ficar agarradinho assistindo o filme de romance também.


Biel: Mas não seria a mesma coisa.


Gi: E porque não? - ela o olha.


Biel: Porque no de terror estaria de agarrando pra te proteger e no romance a gente ia ficar só abraçados.


Gi: Ah mas a gente pode até ficar trocando carinho.


Biel: Esse carinho te levaria pra minha cama?


Gi: Gabriel!


Biel: Eu tô brincando - diz rindo.


Gi: Sabe... - ele a olha - Eu vou gostar de passar esse feriadão com você.


Biel: Ah é?


Gi: Aham! - ela lhe dá um selinho.


Biel: Sabe que eu também - diz puxando ela pro seu colo.


Gi: Não - ela volta se sentar no sofá - Vamos assistir o filme, depois quem sabe a gente pensa nisso.


Biel: Sério?


Gi: Coloca o filme Gabriel - diz rindo.


Biel: Fazer o que né... - ele dá play no filme.


Gi: Gabriel?


Biel: Hum? - diz prestando atenção no filme.


Gi: Eu não sabia que lutava.


Biel: Tem muita coisa sobre a minha pessoa que você não sabe linda - diz olhando pra ela e Gi faz uma careta.


Gi: Não me chama de linda, o Renê me chamava assim.


Biel: Tem muita coisa sobre a minha pessoa que você não sabe amor - Gi abre um sorriso e lhe da um selinho.


Gi: Verdade. Mas desde quando você luta?


Biel: Desde pequeno - ele respira fundo - Não sei se você sabe, mas eu e o Renê já sofremos bullying.


Gi: Sério?


Biel: Sim, no fundamental. Devíamos ter uns doze pra treze anos, foi aí que eu resolvi aprender a lutar, não pra bater e sim pra me defender.


Gi: E o Renê não?


Biel: Ele até sabe, mas nunca foi a fundo com isso. Já eu me apaixonei pela luta, se eu não quisesse ser engenheiro com certeza eu ia ser lutador profissional. Mas isso agora ficou apenas como um hobby.


Gi: Entendi. Mas que tipo de luta especificamente você luta?


Biel: Ah, eu aprendi de tudo um pouco.


Gi: E de qual você mais gosta? - Biel dá risada.


Biel: Eu gosto muito de taekwondo.


Gi: Você bem que podia me ensinar uns golpes né?


Biel: O que? Tá sofrendo bullying na escola? - diz risonho.


Gi: Não seu bobo - diz rindo - Mas então, você me ensina?


Biel: Claro. Quando você quiser.


Gi: Tá bom - ela volta a prestar atenção no filme, mas seu celular toca - É o meu ou é o seu?


Biel: O meu não é - diz apontando pro mesmo que estava ao seu lado em cima do sofá. Gi se levanta indo até a mesa de centro.


Gi: Ai droga... - ela atende celular - Fala.


XxX: Onde você tá?


Gi: Pra quê quer saber?


XxX: Aonde você tá Giovanna? - diz nervoso.


Gi: No meu namorado.


XxX: Que eu saiba o Renê não mora mais aqui na cidade.


Gi: E quem disse que ele ainda é meu namorado?


XxX: Se não tá com o Renê, onde tá?


Gi: Já disse, na casa do meu namorado! - diz irritada e Biel a olha.


XxX: Eu quero que você venha pra casa.


Gi: Mas eu não vou!


XxX: Você não tem o que querer, você é minha filha e tem que me obedecer!


Gi: Como se você se importasse com o fato de eu ser sua filha.


XxX: Chegue antes da meia-noite, é uma ordem!


Gi: Você não manda em mim!


XxX: Você ainda é menor de idade, então sim, eu mando em você! Já está avisada, antes da meia-noite.


Gi: Espera sentado! - ela desliga.


Biel: O que foi?


Gi: Adivinha?


Biel: Era o seu pai?


Gi: Aquele infeliz quer que eu vá pra casa.


Biel: E você vai?


Gi: Claro que não Gabriel! Eu não sou louca de ir pra aquela casa, eu sei muito bem do que ele é capaz de fazer.


Biel: Ei... - ele se aproxima dele - Eu nunca soube ao certo o porque de vocês não se darem bem - diz olhando pra ela.


Gi: Não quero falar sobre isso - ela se solta dele e se senta no sofá.


Biel: Tudo bem - ele se senta ao lado dela - Mas saiba que pode confiar em mim tá?


Gi: Eu sei, mas é que eu não gosto de falar mesmo sobre isso Biel - diz com os olhos marejados - E não quero que você sinta pena de mim depois que souber.


Biel: Eu jamais vou sentir pena de você amor - ele dá um beijo na testa dela.


Gi: Vamos mudar de assunto?


Biel: Claro, só não quero ver você assim tristonha - ele limpa as lágrimas do rosto dela e Gi o abraça.


Gi: Ele já me fez muito mal... - Biel a olha.


Biel: Como assim?


Gi: Ele não é uma pessoa boa - abre um sorriso sem vida - Ainda tem soverte? - diz mudando de assunto.


Biel: Tem... - diz ao ver Gi se levantando e indo pra cozinha.


[..]


Lipe: Você acha que a Ray sabe?


Biel: Elas são melhores amigas, com certeza deve saber de algo.


Lipe: Cara, porque você não espera ela estiver pronta pra te contar?


Biel: Ela não vai me contar, ela mal consegue tocar nesse assunto. E eu não quero forçar ela a me contar.


Lipe: Então espera o tempo dela, não seja afobado.


[..]


Gi: Tá assistindo o que?


Biel: Um filme, senta aqui - ele bate a mão no sofá e Gi se senta ao lado dele.


Gi: Não é de terror né?


Biel: Não, é de investigação. Essa menina foi abusada e o detetive tá tentando achar o suspeito, mas ela não colabora.


Gi: Não tem outro filme pra assistir não?


Biel: Ele tá quase no final - diz olhando pra ela - Já vão descobrir quem abusou dela.


Gi: Eu não gosto de filme assim.


Biel: Também não gosto, mas esse me chamou atenção. Eu quero ver o que vai acontecer com o desgraçado que abusou dela.


Gi: O que você faria?


Biel: Eu acho que eu matava Gi. Se algum dia eu tiver uma filha e ela fosse abusada, eu ia até o inferno se fosse preciso pra matar o desgraçado. Isso é uma coisa que eu não aceito.


Gi: Eu vou pro quarto tá?


Biel: Tá bom... - ele a olha - Você tá bem?


Gi: Tô sim - ela força um sorriso e vai pra o quarto.


[..]


Biel: Oi Ray!


Ray: Oi Biel, a Gi tá aí?


Biel: Ela acabou de pegar no sono, mas entra!


Ray: E como tá sendo vocês morando juntos?


Biel: Tá ótimo - diz sorrindo - É... Ray - ela o olha.


Ray: O que?


Biel: Você e a Gi são amigas a muito tempo certo?


Ray: Sim, porque?


Biel: Eu queria conversar contigo - eles vão pro sofá.


Ray: O que foi?


Biel: Eu preciso te fazer uma pergunta.


Ray: Tá, pode fazer.


Biel: Você sabe o motivo da Gi não se dá bem com o pai?


Ray: Po-porque você quer saber disso? - diz nervosa.


Biel: Você sabe Ray?


Ray: Ah... hã... coisa de família Biel - diz toda atrapalhada.


Biel: Não, ela me disse que ele não é uma pessoa boa. Ray me diz por favor.


Ray: Biel é um assunto delicado, quem tem que te contar sobre isso é ela e não eu.


Biel: Mas ela mal consegue tocar nesse assunto e quando toca ela foge.


Ray: Então é porque ela não tá preparada pra falar sobre isso com você.


Biel: Além de você, quem mais sabe sobre isso?


Ray: Eu, a Júlia e o Renê - Biel respira fundo e se levanta.


Biel: Então ele sabe...


Ray: Sabe né, eles namoravam. Mas tenta entender, é um assunto muito delicado pra ela Biel.


Biel: O pai dela maltratava ela? - pergunta a encarando.


Gi: Oi Ray - diz aparecendo na sala - Tá tudo bem aqui? - pergunta ao perceber o clima tenso.


Ray: Acho melhor eu ir, o Biel precisa conversar contigo - ela dá um abraça em Gi e vai embora.


Gi: O que houve?


Biel: Eu tava conversando com a Ray sobre você.


Gi: Sobre mim?


Biel: Gi, seu pai te maltratava?


Gi: O que?


Biel: Gi eu preciso saber o que há entre você e o seu pai.


Gi: Biel não...


Biel: Amor confia em mim, se abre, você sabe que pode me contar tudo.


Gi: Eu não quero falar sobre isso... - diz chorando.


Biel: Ele te fez algum mal Gi?


Gi: Chega! Pára por favor...


Biel: Gi... - ele se aproxima dela, mas ela se afasta e caminha até a porta e sai - Gi! - ele sai atrás dela.


[..]


XxX: É, você ainda tem amor à sua vida - diz rindo ao ver Gi entrando.


Gi: Me deixa em paz! 


XxX: Aonde você pensa que vai?


Gi: Pro meu quarto - ela tenta passar mas ele a impede - Sai da minha frente.


XxX: Vamos conversar Giovanna.


Gi: Eu não tenho nada pra conversar com você!


XxX: Senta ai! - diz ignorando ela.


Gi: Fala logo o que você quer.


XxX: Que bom que você sabe que eu quero alguma coisa - diz rindo e se aproxima dela.


Gi: Não!


XxX: Cala boca!


[..]


Lipe: Pra onde você acha que ela foi?


Biel: Quero está errado mas eu acho que ela foi pra casa do pai dela.


Vyni: E isso não é bom, certo?


Biel: Não mesmo! - ele pára o carro em frente a casa do pai de Gi - Eu vou tirar ela de dentro dessa casa - diz saindo do carro e os dois o acompanham - Gi! - ele bate na porta - Gi!


Vyni: Gabriel! - Biel se vira o olhando e vai até ele vendo uma janela aberta. Logo os três entram.


Lipe: Estão ouvindo isso?


Vyni: É choro não é?


Biel: Gi! - ele sobe correndo - Meu Deus!


Vyni: Que porra é isso?


Biel: Tira suas mãos dela! - diz indo pra cima do pai de Gi - Tirem ela daqui! - ele volta a olhar para o pai de Gi - Seu desgraçado! - ele começa a soca-lo.


Lipe: Eu vou ligar pra polícia - diz pegando o celular.


Vyni: Biel se acalma caralho! - diz tentando tira-lo de cima do pai de Gi.


Biel: Desgraçado, nojento! - ele se levanta e vai até Gi que tremia - Ei... - ele se abaixa a olhando - Tá tudo bem amor... - diz abraçando ela e escuta os soluços dela. Biel respira fundo tentando não chorar - Veste isso - ele tira o casaco e coloca nela.


Lipe: A polícia tá vindo. Vai ficar tudo bem Gi - diz olhando pra ela.


[..]


Ray: Como ela tá?


Biel: Mais calma... - diz com a cabeça baixa - Tiveram que dá um calmante pra ela.


Ray: E o Roberto?


Biel: Aquele desgraçado tá na delegacia, o Lipe e o Vyni ainda estão lá.


Ray: Ele chegou a fazer alguma coisa com ela Biel?


Biel: Graças a Deus eu cheguei a tempo Ray - diz chorando - Ela chorava... - ele respira fundo - Eu queria matá-lo.


Ray: Eu te entendo Biel.


Biel: Desde quando isso acontece Ray?


Ray: Desde que a mãe dela se foi...


Biel: Porque ela nunca denunciou ele?


Ray: Por medo... querendo ou não aquele infeliz é o pai dela e a única pessoa que ela tem.


Renê: Cadê ela? - diz aparecendo na sala - Como ela tá Ray?


Ray: Ela tá bem, calma.


Renê: Aquele desgraçado... ele chegou a fazer alguma coisa com ela? - pergunta olhando para Biel que que assenti negando - Eu vou matar aquele filho da puta! - diz nervoso.


Ray: Renê se acalma!


Renê: Eu posso ver ela?


Biel: Ela tá dormindo, aplicaram calmante na aveia dela.


Renê: O que ela foi fazer na casa dele?


Biel: Ele tinha ligado pra ela falando que queria que ela fosse pra casa, ela disse que não ia mas depois mudou de ideia... eu fui atrás dela e quando cheguei lá vi aquela cena. Como aquele desgraçado tem coragem de tocar nela?


Renê: Ele é doente...


Biel: Doente ou não, isso não me impediu de dá uma bela surra nele.


Renê: Ele tá na delegacia?


Biel: Tá, o Lipe e o Vyni foram pra lá. Daqui a pouco eu vou lá também.


Ray: Se você quiser eu posso ficar com ela.


Biel: Valeu Ray.


Renê: Eu te faço companhia, não tenho nada pra fazer mesmo - Biel o olha.


Biel: Quando ela acordar me avisa tá?


Ray: Pode deixar - Biel olha para Renê mais uma vez e logo sai.


[..]


Delegado: Então Gabriel, me conte tudo o que aconteceu.


Biel: Ele tinha ligado pra Gi mais cedo dizendo que queria que ela fosse pra casa e a Gi disse que não ia. Eu sempre soube que eles não tinham uma boa convivência, mas nunca soube o porquê. Tentei descobrir, mas a Gi nunca falava ao certo ou então fugia. Até que depois de uma conversa nossa que ela não gostou muito, ela saiu lá de casa e foi pra casa dele. Eu fui atrás com meus amigos, porque eu sabia que ela não tava nada bem e que tava escondendo algo. Foi quando eu cheguei na casa dele e escutei o choro dela, subi e então vi aquela maldita cena, ela jogada na cama sem blusa e ele em cima dela. Aquilo fez meu sangue ferver, ver minha namorada quase sendo abusada pelo próprio pai.


Delegado: Então você o bateu.


Biel: Sim. Não me diga que não meu lugar o senhor não faria o mesmo. Como o senhor reagiria ao ver a pessoa que mais gosta naquela situação? 


Delegado: Eu te entendo Gabriel.


Biel: A minha preocupação maior é a Gi. O que vai acontecer com ela?


Delegado: A moça ainda é menor de idade.


Biel: Por pouco tempo, daqui algumas semanas ela faz dezoito.


Delegado: Pelo o que eu soube do pai, eles não tem nenhum parente próximo.


Biel: O que isso significa?


Delegado: A Giovanna precisa de um tutor durante esse tempo até completar a maior idade.


Biel: Eu posso ser o tutor dela. Tenho casa, emprego, o senhor pode conferir, mas não leva ela pra nenhum abrigo pelo amor de Deus. Eu me responsabilizo por ela sem problema algum.


Delegado: Você gosta muito dela né?


Biel: Muito!


Delegado: Preciso que o seu advogado compareça aqui para te orientar e te ajudar caso você tenha dúvidas sobre ser o tutor temporário da moça.


Biel: Eu vou entrar em contato com ele. Eu já posso ir? É que a Gi pode acordar a qualquer momento e eu queria estar ao lado dela.


Delegado: Pode ir.


[..]


Ray: Olha quem finalmente acordou - diz sorrindo para Gi.


Renê: Como você tá?


Gi: Bem - ela olha em volta - Cade o Biel?


Ray: Ele foi na delegacia, mas já deve tá chegando.


Gi: E como ele tá?


Ray: Preocupado né?! Mas vocês dois vão ter muito tempo pra conversarem.


Gi: Eu sei...


Ray: Relaxa Gi, o Biel só quer o seu bem. Ele jamais te julgaria. Até porque, o Renê que é o Renê não te julgou, não vai ser o Biel que é completamente louco por você que vai te julgar.


Renê: Ei! - os três dão risada - Fico feliz que você esteja bem - diz segurando a mão dela.


Biel: Oi... - diz entrando no quarto e ver Renê e Gi de mãos dadas - Como você tá?


Gi: Bem.


Ray: Bora Renê! - diz puxando ele - Amanhã ela vai ter alta - diz para Biel.


Biel: Tá bom.


Ray: Tchau amiga.


Gi: Tchau.


Renê: Tchau linda - ele dá um beijo na testa dela e sai com Ray. Biel respira fundo se aproxima dela.


Biel: Tá acordada há muito tempo?


Gi: Não... a gente precisa conversar né?


Biel: Amanhã a gente conversa amor, agora eu só quero você descanse.


Gi: Você tá bravo comigo? Chateado ou algo do tipo?


Biel: Não meu amor - ele dá um selinho nela - Eu só quero que você fique bem, mais nada.


Gi: Deita aqui comigo.


Biel: Não pode Gi - diz rindo.


Gi: Só um pouquinho - diz dando espaço pra ele e Biel se deita ao lado dela - Eu quero ficar abraçadinha com você, isso me trás paz - Biel sorri e abraça ela.


Biel: Eu tô aqui meu amor e prometo te proteger sempre. Nada de ruim vai te acontecer - ele dá um beijo no topo da cabeça dela.
 


Notas Finais


NÃO ESQUEÇAM DE COMENTAR!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...