História The good boy - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 11
Palavras 1.822
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Escolar, Seinen, Shounen, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - The madness


Fanfic / Fanfiction The good boy - Capítulo 2 - The madness

Cap 2

 

Depois de um tempo no desacordado no capo do carro Kai acorda com uma freada  brusca do carro, ele se remexia dentro do capo tentando abri-lo mas estava fortemente trancado, se passa uns 15 min e o carro para, kai ouve um barulho da porta do carro se abrindo e fechando rapidamente, passos se aproximam lentamente e a tensão de kai aumentava cada vez mais, ele estava se tremendo como se estivesse em cima de um bloco de gelo, a porta do capo se abre e ele vê o homem agora sem capuz, com  um rosto cheio de cicatrizes e com a cabeça raspada, o homem vira para ele e fala:

-Então você acordou pirralho, vem logo e não dá um piu-  o homem  pega kai pelos cabelos e começa o arrastar pelo chão enquanto ele grita:

-Me solta seu arrombado, socorro alguém me ajuda!!!!!!!!!!

O  homem solta uma risada e fala - Cala a sua boca sua menina chorona aqui ninguém vai conseguir ouvir seus gritos de garotinha.

Kai presta atenção no lugar a sua volta, ele ve um rua totalmente deserta, com casas totalmente abandonadas e destruídas, porém mas ao longe ele viu um grupo de mendigos q estava sentado ao longe em uma fogueira e grita:

- Ei vocês  me ajudem pelo amor de deus, ele vai me matar! - diz Kai em desespero

Os mendigos apenas ignoram com se fosse um dia normal para eles.

O homem joga kai para frente com  força fazendo ele bater a cabeça na parede como força, depois disso ele saca um faca de seu bolso dizendo:

- Olha aqui seu merdinha se você não calar sua boca eu arranco o seu pau fora seu lixo, fecha o bico.

Kai chega perto da cara dele e diz:

-Depois que eu sair dessa merda eu vou te caçar pro resto da minha e vou fazer você sofrer pelo que você fez com a minha mãe, seu porco- Ele cospe na cara do homem com um olhar de raiva incontrolável.

O homem fica quieto por alguns segundos, e em uma ato de furía extrema dá um soco na boca de kai fazendo sagrar muito, depois ele levanta cai e o encosta na parede dando varíos socos em seguida na barriga, o deixando muito tonto, depois disso ele vira um ultimo soco em kai fazendo o garoto cair ir no chão.

-E agora muleque vai fazer gracinha ?

Ele puxa o garoto para uma casa de portão de ferro, e continua o arrastando por um corredor sujo cheio de comida estragada, sacos plásticos, e um cheiro horrivel com se tivesse morrido alguém ali, tonto kai tentava olhar bem o lugar, sem forças não conseguia se mexer direito, porém ele percebeu uma coisa, o lugar onde estava tinha revestimento para abafamento de som, ele já viu um desses antes para comprar na internet, e sabia que ninguém de fora iria conseguir ouvir oque se passa-se lá dentro, isso o fez pensar que tipo de coisas horrorosas que acontecia lá dentro, logo o homem chega em uma porta e joga Kai para dentro do quarto falando:

-Se divirta com o doutor, seu muleque.

O homem fecha a porta de ferro do quarto, e kai ouve um barulho de tranca, logo sem seguida ele levanta apoiando em seu braço, quando ele olha para frente ele ve um cenario horrivel, o chão todo manchado de sangue, e afrente uma cadeira de dentista bem quebrada,  a frente ele ve uma bancada cheia de instrumentos de médico machandos de sangue e pedaços de corpos como, braços, rins, pernas, dedos e outros órgãos a mais.

Assustado ele começa a gritar e bater na porta como louco querendo sair do quarto:

-Por favor não me deixe aqui eu vou morrer, me tire daqui agora!!!!!!!!!!!!!

Lágrimas começam a cair de desues olhos enquanto ele sentia um medo que nunca sentira na vida, "será que eu vou morrer agora" "Eu sempre fui um bom garoto por que isso está acontecendo comigo", esses eram os pensamentos que viam em sua cabeça enquanto chorava no chão,  nesse mesmo momento uma porta no fundo do quarto se abria e de lá saiu um homem de altura mediana, vestindo uma roupa de médico manchada em sangue, seus cabelos eram longos e verdes amarrados por um cordão e seu oculos  manchado com goticulas de sangue resaltava cada vez mais seu semblante macabro, esse homem dá uns passos na direção de Kai e abaixa para olhar diretamente nos olhos do garoto, dizendo:

-Você é meu novo amigo que veio brincar comigo ?

-Eeeeeeeu só..... quero..... ir pra casa- diz o jovem soluçando e com muito medo

-Por que você quer ir pra casa brincar comigo é bem mais divertido você vai ver- diz o homem levantando seu óculos - Não me apresentei direito não é.... meu nome é doutor kuragi, ou só doutor se preferir- dizia ele dando um sorriso - Aquele brutamontes que te trouxe era o seiji.

-Praaazerrr, eu soooooou  Kaiiiii - Dizia o garoto um pouco mais calmo.

No momento q ele fala isso o doutor pega sua cabeça e taca na parede com força gritando:

-NOME RUIM! NOME RUIM!, VOCÊ VAI SE CHAMAR HIDEKI AGORA.

Kai chorando levanta sua cabeça com medo e fala:

-Por favor não me faça mal

-VOCÊ NÃO ENTENDEU MULEQUE VOCÊ VEIO AQUI PRA BRINCAR.

-Brincar de que ? - dizia Kai curioso

-Bom vamos começar com o meu favorito- O doutor se levanta e vai até a mesa - Essa brincadeira aqui é boa pra quem tá começando a brincar!

O doutor pega um cabo com uma especie de motor e cabos, aclopados a um agarrador de metal e fala:

-VAMOS BRINCAR DE APAGÃO.

Kai assutado começa a se arrastar pelo chão tentando fugir de kuragi, porém estava muito fraco com o gol que tomou a uns minutos atrás, o doutor  vira kai e coloca a o pregador em seu pescoço dizendo:

- HORA DE FRITAR!!!!!!!!!!!!!!

Uma descarga elétrica desce por Kai o fazendo retorcer por inteiro, lágimas começam a cair de seus olhos enquanto seu corpo ficava eletrizado pela choque grande que  tomava, sem aguentar muito ele logo cai no desacordado, o doutor olha pra o corpo de Kai desmaiado e diz:

-Agora a brincadeira vai começar!!!!!!!

Depois de algumas horas Kai acorda, ele estava amarrado na cadeira que existia no quarto, algumas cordas fracas eram o que o prendiam naquele lugar, porém ele estava apenas de cueca, ele viu ao lado uma mesa cheia de facas pinças e alicates todos manchados com sangue, vendo aquilo ele tenta se soltar das cordas o mais rapído possivel, porém o doutor logo chega para interromper a fuga.

-Olha o meu  menino já acordou,  já está melhor da nossa ultima brincadeira hideki?

Kai fica queieto com um expressão de ódio.

-AAAAA  já sei por que você está emburrado hideki, não gostou da brincadeira, mas fica tranquilo eu preparei uma bem melhor pra você - O doutor pega  um alicate - Essa brincadeira se chama esmaga osso - Diz o doutor já  esmagando um dos dedos de Kai com seu alicate.

Nesse momento Kai da um grito de dor dizendo:

-Pareeeeeeeeeeeeeeeeeee por favor, pareeeeeeeeee.

Ele se remexia na cadeira enquanto Kuragi esmagava um dedo da outra mão, ele não sabia oque fazer, estava sem saída e teria que aguentar o máximo possível a tortura daquele monstro, por isso ele começou a pensar em momentos felizes de quando era pequeno, para assim não ceder a loucura e não se tornar um louco igual aquele homem           

- VAMOS VER SE VOCÊ ESTÁ COM CARIE! -Assim o doutor pega e arranca um dente de Kai, ele o arrancou da parte mais funda da boca pois sabia que lá era o lugar aonde as pessoas mais sentiam dor, Kai não conseguia aguentar de tanta dor que ele estava sentindo, ele gritava sem parar, porém o doutor outro dente de kai dessa vez da parte de baixo.

Kuragi se afastou da cadeira e a diz:

-VOCÊ GRITA MUITO MOLEQUE, VOU FAZER VOCÊ ficar QUIETO!!!!!

Ele vira um golpe em  Kai fazendo ele de novo desmaiar.

E assim se seguiu por alguns dias, ele torturava Kai das mas diversas formas o cortando e costurando, fazendo ele ficar afogado em um balde de agua cheio de sangue, porém o doutor havia cometido uma falha, ele tinha dado um golpe tão forte em Kai que havia afrouxado uma das cordas que segurava os braços do garoto, percebendo isso ele pegou uma faca  que estava na mesa ao lado e a escondeu  em baixo do braço, ele estava esperando o doutor voltar para esfaquea-lo e dar um fim a esse pesadelo que ele vivia.

Depois de algumas horas esperando o doutor finalmente depois de ter dormido, ele chega em Kai e diz:

-Tá emburrado porque hiroshi ? - Kai apenas continua olhando fixamente nos olhos dele. - Eu te fiz uma pergunta muleque!- diz o doutor inclinando sua cabeça para frente.

Nesse momento Kai não perdeu tempo, logo levantou seu braço e com um movimento sua faca passou pelo pescoço de kuragi o cortando, o doutor rapidamente recua para traz colocando sua mão no pescoço para estancar o sangramento, nisso Kai se solta da ultima amarra e avança na direção do doutor o esfaqueando na barriga, Kuragi gemia de dor enquanto Kai o esfaqueava sem nenhuma expressão, raiva era tudo que ele sentia naquele momento, suas emoções tinham se perdido nos ultimos dias que havia passado naquele quarto.

Depois de uns 2 min Kai parava de golpear o doutor, se corpo estava no chão todo cortado e dilacerado, sangue jorrava da sua barriga sem parar, olhando o corpo do doutor Kai dá um cuspe nele e fala:

- Experimente essa brincadeira ai.

Ele vai até o quarto aonde o doutor ficava, ela procurou suas roupas, depois de alguns minutos procurando as achou, e também uma chave e um revolver de calibre 38 com todas as balas no pente, ele destranca a porta do quarto, e logo que sai no corredor ele ve uma sala com a porta aberta, e dela uma barulho de televisão saia, ele com a arma em punhos entrou lá dentro e viu seiji, o homem que o trouce para lá, sentado assistindo televisão, ele logo aponta a arma para cabeça dele e fala:

- Eu te disse que ia te matar, seu filho da puta!

Nisso ele dá um tiro na barriga de seiji o fazendo cair no chão, gemendo no chão seiji e olha para kai e diz:

-Agora você entende oque ele fez comigo.......

Kai ignora completamente o fala de seiji dando varíos tiros em sequencia dizendo:

-Isso é pela minha mãe- Ele dá o primeiro tiro -Isso é por todos aqueles que você trouxe para cá -  Ele dá o segundo tiro - E isso é por ter me tornado um monstro tão horrível quanto você.


Notas Finais


Espero que tenha gostado, vou tentar postar toda sexta feira sem falta <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...