História The gothic girl! - BTS ( Jin ) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, G-Dragon, Got7, Taeyang
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanyeol, Chen, D.O, G-Dragon, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, JR, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, Taeyang, Tao, V, Xiumin, Youngjae, Yugyeom
Exibições 131
Palavras 2.020
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura!✴✴✴✴✴✴

Capítulo 1 - Primeiro dia de Aula!


            ▶M ( Melanie ) ◀


Minha vida sempre foi complicada, as vezes eu queria ser alguém normal logo mudo de idéia quando vejo aqueles humanos na rua, vejo eles andando cuidando de suas vidas como se nada estivesse acontecendo, eles tem uma péssima mania de dizer que mitos antigos, acontecimentos sobrenaturais e esses tipos de coisa são mentiras contadas para divertir o público alvo, uma frase que sempre costumo dizer em relação a isso – Os Humanos Acreditam na Mentira más Não Acreditam na Verdade – a minha vida é um completo baú bem trancado com meus segredos de coisas horríveis que cometi no passado e que pretendo esquecer, pessoas sendo mortas por mim, seus gritos de dor e seus lametos, pedidos de misericórdia era algu que eu costumava ouvi todos os dias e aquilo era música para meus ouvidos aguçados, ao longo dos anos vou adquirindo mais poderes que mal consigo controlar as vezes eu surto e ataco tudo a minha frente sem dó, meus pais sabem sobre mim – Na verdade Meu Pai Sabe Sobre Mim – até por que tudo isso aconteceu por causa dele, minha mãe ainda grávida de mim queria me proteger das garras do meu Pai por conta da bebida, drogas, remédios que ele tomava ele ficava completamente doido batia na mimha mãe todos os dias quando chegava em casa – como sei disso sem ao menos ser colocada pra fora pro mundo? Eu consigo vê o passado, presente e futuro das pessoas quando olho no fundo de seus olhos – vi toda aquela cena do meu pai torturando ela, mimha mãe sabia que ia morrer então ela fez o pior erro de sua vida me entregou para uma bruxa, essa mulher prometeu a minha mãe que faria um feitiço pra que eu conseguice me proteger quando ela morrece, más a bruxa não foi onesta e deu no que sou hj, consigo me proteger? Sim, más não do jeito que minha mãe queria. 

Meu pai ele nunca foi assim um escroto de homem ele já foi um cara super legal e gentil quem visse ele hj diria que ele nunca foi uma pessoa dessas, o nome dele é G-Dregon ( se vc conhece BigBang é ele mesmo ) ele sabe o que eu sou e nunca me maltratou desde que eu nasci, más tbem nunca cuidou direito de mim ele me odeia, digamos que pra caramba, quem cuidou de mim foi meu tio o irmão do meu pai o Taeyang ( Más referência ) ele é uma pessoa muito boa ele sim considero como pai e é a única pessoa no mundo que eu não faria mal, ele tbem sabe sobre mim e sempre me ajuda a controlar os meus poderes que é bem impossível – digamos assim – Nesse momento estou no meu quarto deitada na cama escutando músicas com meu fone, quando alguém abrir a porta com brutalidade – não preciso usar meus poderes pra saber quem é e nem abrir os olhos –.


M ( Melanie ): O que vc quer aqui? - digo seca com os olhos fechados tentando apreciar a música -

GD: Sua inútil hj é seu primeiro dia de aula e vc tá atrasada - Falou com grosseria como sempre faz quando direciona alguma palavra à mim - vc vai a pé não vou te dá carona 

M: Não pedi nada a vc - digo abrindo os olhos e levantando da cama - agora sai do meu quarto - digo e como sempre ele me obedece como se fosse um cachorrinho -


Vou para o banheiro tomar banho bem gelado, término escovo os dentes e saio indo para o meu quarto, escolho uma saia acima do joelho rosa bebê rodada e uma blusa roxa peluda deixando a mostra um pouco a minha cintura, calço um sapato que parece tênis só que tem salto ( se vc sabe quem é Melanie Martinez e viu o vídeo Carrousel dela, é aquela roupa que ela tá usando ) penteio meu cabelo deixando solto meu cabelo tem duas cores uma roxa com rosa nas pontas e o outro lado todo preto e a jeito minha franja, coloco uma maquiagem bem chamativa como de costume, meu estilo é de boneca criancinha más disso só o estilo mesmo, – como vcs já sabem como eu sou às vezes me inspiro em filmes de terror pra me satisfazer quando estou com raiva e quero matar alguém – Deso as escadas com a mochila nas costas e vejo aquele homem na cozinha, não digo Tchau nem nada – ele não merece nem uma palavra dirigida de mim pra ele – apenas pego uma maçã e saio de casa, a casa onde moro é em um bairro chic de Seul – Sim moro na Coréia, Minha mãe é/era americana e o cara que mora na mesma casa que eu é coreano aínda bem que não pareço nem um pouco com ele – fui andando com meu fone escutando músicas que eu mesma compus que tratam um pouco a minha vida perturbada, vou comendo a maçã quando termino jogo no chão mesmo – não sou eu que limpo – ( eu não sou assim tá :Autora) faltava apenas uma quadra pra chegar na bendita escola que eu estudo desde o maternal – mais uma coisa que não muda na minha vida é a porcaria dessa escola, que por mim deixava em ruínas só que meu tio não deixa – estava andando apreciando a música que eu mesma compus ( em inglês ) e escuto pessoas falando muito alto do outro lado da rua me atrapalhando olho pra vê as pessoas que estavam prestes a serem mortas e vi sete garotos rindo e conversando assuntos bestas – eu escutei, tem uma audição muito aguçada – estavam dando opiniões das garotas mais bonitas da escola – patético – sigo meu caminho e chego na escola atravesso a rua e a aqueles mesmo garotos estavam lá – ou eles são novos ou não reparei neles, nunca reparo em ninguém que não seja em mim e no meu tio –estava atrasada como aquele ogro que mora com migo disse, então tive que esperar o segundo horário pra poder entrar na sala, aqueles garotos tbm estavam no pátio com migo. Fui sentar em uma mesa que achei mais longe deles possível e ouvi eles falando sobre mim, eles diziam que eu era bonitinha e que seria fácil pegar – sinto muita pena da pessoa que tentar isso – Ouço passos se aproximando levanto minha cabeça e vejo todos os seres sentando na minha mesa, olhei pra todos e eles estavam com pensamentos impuros sobre mim, menos um deles que me achava fofa, olhei pra ele mais uma vez e o nome dele é Jin, não liguei e sai da mesa más fui puxada pra sentar de volta, olho pra vê quem foi e vejo um garoto alto de cabelos castanhos que tinha cara de que acabou de nascer.


M: Tira essas mãos sujas de mim - disse puxando mimha mão com brutalidade -

JungKook: Olha ela é brava - diz sorrindo de canto e todos fizeram o mesmo menos aquele tal de Jin -

M: O que querem? - pergunto seca o encarando com um olhar mortal, e li o pensamento dele -

Pensamento JungKook ~on: essa garota não tem idéia de com quem tá mexendo, sou o garoto mais popular todas me querem não é possível que ela resista a isso.

Ri com o pensamento dele , e o mesmo me olha confuso.

JungKook: Tá achando que sou palhaço é? - diz com a voz grossa - tá rindo do quê?

M: De vc - paro de rir - vc acha que pode ter qualquer uma até eu, só que vc está muito engano se vc acha que sou fácil como essas garotas da escola - digo "garotas" pra não falar palavrão, ele me olha assutado e eu adoro a expressão das pessoas quando faço isso -

JungKook: Como... V-você... Vc leu minha mente por acaso? - pergunta franzindo as sobrancelhas assutado -

M: Eu? Nunca - disse na maior cara de pau - isso é impossível - disse segurando o riso - eu já vou, essa conversa está ficando longa de mais ... JungKook - disse e não só ele como todos os garotos me olharam surpresa Pq? Bom ninguém dá escola toda nem os professores diretora responsáveis sabem os reais nomes deles, eles gostam que os chemem apenas pelos apilidos e como eu sei disso? Vantagens de ter poderes - Tchau - digo na maior falsidade e saio da li rindo da cara deles -


Sento em outra mesa e dessa vez eles não me perturbaram o sinal do segundo horário tocou e fui para sala e que pro meu azar aqueles garotos tbm são – poderia acabar com isso agora mesmo matando todos eles de uma vez más algu me impedia e não sei oq era isso nunca aconteceu – as aulas estavam sendo um tédio grande e eu sempre fui a preferida dos professores por conta de eu sempre tirar nota azul nas provas – outra vantagem de ter poderes – assim era mais fácil dormir na aula e ainda tirar nota azul.


O sinal tocou pro intervalo, sento em uma mesa que ficava de baixo de uma árvore gigantesca – meu lugar preferido – Fiquei lá não costumo lanchar na escola não gosto do lanche da que, escutando minhas músicas preferidas algumas da Marina and Diamonds ( amo as músicas dela :Autora ) encosto minhas costas na árvore e fecho os olhos, passando aquele filme – que no meu caso não era feliz – das pessoas gritando para não machuca-las, a imagem da minha mãe, por um breve momento tudo oq eu passei e estou passando – isso sempre acontece quando me aprofundo na música – sinto alguém do meu lado e abro os olhos vendo aquele garoto de mais cedo – qual era o nome dele mesmo? há Jin Isso o nome dele era Jin – 


M: Oq tá fazendo aqui? - pergunto olhando pra ele com desprezo e seca -

Jin: Fazendo companhia - diz com um sorriso doce que me faz enjuar -

M: Tá agora sai da que - digo voltando a fechar meus olhos -

Jin: Pq vc é assim, seu estilo parece de criancinha más disso vc não tem nada - sinto ele me encara -

M: e oq isso te importa? - digo seca -

Jin: N-nada - diz gaguejando admito que adoro isso -

M: Será que dá pra mim deixar em paz e ir pra onde seus 'amigos' estão - digo já irritada por ele não ir em bora -

Jin: Pq quer tanto que eu vá em bora? - pergunta com a voz baixa -

M: Não gosto de aproximações de pessoas - digo seca e olhando pra ele - agora sai -

Jin: Não - diz autoritário me fazendo levantar as sobrancelhas ninguém nunca resusou uma ordem minha - não vou sair - ele diz e vai se aproximando de mim seu rosto estava a centímetros do meu, más o jogo pra longe com minha telecinése ( poder de mover as coisas com a mente ) ele é arremessado pra longe e todos vão até ele e vejo JungKook e os outros saírem correndo na direção do Jin caído no chão todo machucado me fazendo rir de canto -

JungKook: olha oq vc fez - diz com a voz alterada - VC QUASE O MATOU - disse gritando e todos olharam pra mim -

M: Como uma garota como eu poderia ter feito isso, eu sou uma garota indefesa né KOOK - disse debochada - 

Jin: Ela não fez isso, acho que tropecei em algu escorregadio - ele fala com dificuldade, essa é a desculpa mais bosta que já ouvi na vida más não posso contráriar não é? -

M: Tchau - disse sorrindo e me virando pra sair -

JungKook: Onde vc vai, não vai ajudar? - pergunta com a voz preocupada -

M: Não fui eu que fiz isso e mesmo se fosse não a judaria ele e nenhum de vcs - digo com um sorriso falso me virando e saindo -


No fundo eu estava sentindo um incômodo como se eu precisasse ajudar a quele garoto, mas com certeza era algu falso e passageiro nunca ajudaria nenhum humano isso foi uma promessa que fiz para minha mãe.....





                ▶ CONTINUA ◀

 


Notas Finais


Boa noite!
Boa tarde!
Bom dia!
✴✴✴✴✴✴✴


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...