História The Greatest - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Drama, Lgbt, Massacre, Mistlee, Morte, Orlando, Sia, Violencia
Exibições 16
Palavras 873
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Mutilação, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Bom, para começar eu fiz essa "fanfic" inspirada no Massacre de Orlando, onde uma boate foi atacada por um terrorista e muitas pessoas morreram e ficaram feridas. Eu tentei deixar o mais leve e sensível possível já que se trata de um acontecimento trágico recente, mesmo assim eu espero que gostem.
Eu me inspirei também muito na Sia que fez uma música em homenagem as vítimas do atentado chamada The Greatest, por isso o título.
Os personagens são fictícios, mas eu tentei expressá-los da maneira mais realista possível.
Quaisquer erros na história serão arrumados eventualmente.

Capítulo 1 - Capítulo Único


”Mãe, o que vai acontecer comigo quando eu morrer? ”.

“Você vai se tornar uma estrela querido”.

”Mas uma estrela é muito pequena. Eu quero ser grande! ”.

“Então você vai se tornar na Lua”.

 

Minha mãe me dizia que quando morríamos nos tornávamos estrelas, porém eu nunca quis ser uma estrela. Eu achava que estrelas comparadas com tudo que existia no universo eram tão pequenas e insignificantes, que eu não gostaria de me tornar uma, assim eu dizia que queria me tornar na Lua.

 

Então eu olhei para o meu lado e uma bela garota havia se sentado ali. Ela devia ter por volta dos vinte anos. Era alta, tinha cabelos castanhos compridos e um rosto no mínimo gentil.

 

— Oi. – Sua voz era bem baixa, provavelmente estava tímida. — Sou Jane.

 

— Jack. – Estendi minha mão para cumprimentá-la, vendo cicatrizes em seu pulso. — O que faz por aqui Jane?

 

— Apenas matando o tempo. – Seus olhos pareciam levemente inchados e abaixo deles havia uma fina linha vermelha. — Desculpe se estou te atrapalhando. Eu vi você sozinho e quis puxar assunto.

 

— Não se preocupe com isso. Estou bem sozinho como já notou. – Ela sorriu, não só com seus lábios, mas com seus olhos também.

 

— Então somos dois. – Seus olhos abaixaram, indo direto para suas mãos que repousavam em seu colo. — Minha namorada terminou comigo hoje. Eu só queria conversar com alguém. Desculpe.

 

— Meu namorado terminou comigo ontem. Então digamos que você vindo aqui ajudou nós dois. – Então ela sorriu de novo e até o fim da noite ela permaneceu com aquele sorriso.

 

***

 

Jane e eu conversamos durante muito tempo ali. Algumas garrafas de cerveja e conversa jogada fora e parecia que minha noite estava feita. Eu não planejava estar com Jane aquela noite, não planejava estar com ninguém para ser honesto, mas no fim Jane valeu o resto da minha noite.

 

— Aquele cara não para de olhar para você. – Jane deu uma jogada de cabelo, indicando a direção, então eu olhei.

 

Meus olhos foram de encontro aos dele. Ele era alto, moreno, e tinha um sorriso encantador. Seus olhos eram bem escuros e ele me olhava não de uma maneira maliciosa, mas de uma maneira divertida.

 

Passei longos segundos olhando para ele e ele retribuindo meu olhar, até que em certo momento ele se desencostou da parede onde estava e veio andando em minha direção. Jane já estava se levantando do banco onde estava, mas eu segurei seu pulso contra o balcão levemente, fazendo-a permanecer ali.

 

— O que está fazendo?! – Seu sussurro desesperado me fez querer rir.

 

— Se acalme. Não quero que vá embora.

 

— Oi. – Ele já estava ao meu lado, sorrindo para mim com aqueles enormes dentes brancos.

 

— Olá. – Tentei mostrar desinteresse, embora que minha curiosidade sobre ele fosse maior que tudo. — A que devo a honra?

 

— Apenas queria conversa com você. – Ele se apoiou no balcão com aquele olhar galante como se já tivesse me ganhado. Já podia sentir Jane vibrando ao meu lado.

 

— Muitas pessoas querem conversar comigo essa noite. – Dei uma leve olhada para Jane, então voltei minha atenção no moreno em minha frente.

 

— Bom, não é para menos. – Arqueei uma sobrancelha, levemente confuso. — Você parece ser um cara interessante. Além do mais, quanto mais você conversa, mais seu sorriso fica bonito.

 

Pude ouvir Jane suspirar ao meu lado e então dei uma leve risada. Não sabia se aquela havia sido a cantada mais idiota ou a melhor que já havia ouvido na vida. Tudo que eu podia pensar era que aquela noite parecia muito melhor do que eu havia imaginado que seria.

 

— Qual seu nome? – Olhei para ele, estendendo minha mão.

 

— Nick. E você? – Ele segurou com força minha mão, fazendo-me abrir um sorriso um tanto malicioso.

 

— Jack. É um prazer conhecê-lo.

 

***

 

Em um momento, em uma pequena fração de segundos, minha noite foi de uma das mais interessantes para uma das mais aterrorizantes da minha vida. Em um minuto eu estava pegando bebidas no bar com Nick e em outro Jane estava me puxando para o banheiro, gritando que havia alguém armado na boate matando todos. Apenas quando chegamos no banheiro e trancamos eu vi que Nick não estava lá. Meu primeiro instinto foi tentar sair e procurar por ele, mas Jane me impediu dizendo que se eu fosse lá fora morreria.

 

Eu não queria acreditar no que estava acontecendo, nenhum de nós queria. Então nos sentamos no chão frio do banheiro chorando em silêncio, enquanto ouvíamos os gritos e tiros do outro lado da porta. Minhas lágrimas pareciam como pedras caindo no chão. Eu nunca poderia acreditar no que estava acontecendo naquela noite, mesmo que eu soubesse que ela viria de alguma forma. Eu sinto que jamais estaria pronto para lidar com aquilo.

 

Então Jane e eu trememos quando ouvimos batidas fortes na porta e então ela se abrindo. Eu agarrei com força a mão de Jane, enquanto olhava para o homem armado em minha frente. Seu olhar era frio e opaco, não havia nada além disso nele. Ele era vazio.

 

Ele se aproximou de nós dois e ergueu a arma, e nesse momento eu só pude pensar: “Será que eu vou me tornar na Lua? Porque se for, eu não quero brilhar numa noite como essa".


Notas Finais


Deixei algumas pontas soltas como os cortes da Jane, o que aconteceu com eles no fim e o que aconteceu com o Nick. Mas isso fica por conta da sua imaginação. O que você acha que aconteceu?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...