História The Green Eyes - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Ally, Brooke, Cabello, Camila, Camren, Dinah, Fifthharmony, Jane, Jauregui, Kordei, Lauren, Normani, Norminah
Exibições 249
Palavras 2.404
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 34 - Thirty Four


Camila se virou e entrelaçou os braços no pescoço da namorada, atacando seus lábios em um beijo cheio de desejo. Lauren percorrendo as mãos pelo corpo da namorada e apertando os pontos certos para fazer Camila gemer em sua boca.

- Um dia você vai me deixar louca. – Lauren disse empurrando a menor no sofá. Camila continuava com um sorriso safado nos lábios.

Elas estavam explorando seus corpos ainda vestidas quando o celular de Camila começou a tocar dentro de sua bolsa. Lauren revirou os olhos e respirou fundo quando a menor a empurrou para o lado e levantou indo pegar o celular.

- Oi. – Camila disse ficando séria quando identificou a chamada.

- Eu estou indo para casa agora. Sua mãe disse que passaria mais algumas horas no shopping e eu preciso pegar algumas coisas que deixei na sala. – Alejandro disse do outro lado da linha e Camila seguiu procurando pela sala o que ele poderia querer, parando quando encontrou uma pasta marrom sobre a poltrona perto da entrada da cozinha. 

- Tudo bem. – Ela respondeu olhando para Lauren, que mantinha os olhos nela, talvez examinando suas expressões. 

- Você está em casa ou precisa de um tempo para chegar lá? – Ele voltou a perguntar. Sua voz nem um pouco simpática ou amigável. 

- Eu estou em casa. Você demora? – Camila se jogou no sofá ao lado de Lauren, que deu um sorriso fraco, mas Camila se manteve séria.

- Em três minutos eu chego. Estou no sinal aqui perto. – O pai da garota não esperou mais nada e apenas desligou. Camila olhou para o celular como se não acreditasse que ele ao menos tinha se despedido, talvez ela nem esperasse por isso. Ele era sempre tão assim, que ela não devia se importar mais, e mesmo que não quisesse, ela ainda o fazia as vezes.

- Quem era? – Lauren perguntou colocando a mão sobre a coxa da menor.

- Meu pai. – Camila respirou fundo e fechou os olhos. – Ele está vindo buscar essa pasta marrom e ...

- Okay, eu vou subir e você não precisa dizer que eu estou aqui ou qualquer coisa. – Lauren levantou do sofá e pegou a jaqueta que estava jogada no chão.

- Lauren, seu carro está lá fora. – Camila riu.

- Aii, droga. Então... diz que eu fui no banheiro. Ele não vai querer me ver de qualquer jeito. E nem eu. – Lauren sorriu e sumiu para o andar superior. Camila ficando sozinha sentada no sofá.

Os três minutos passaram e o homem foi pontual. Era incrível como ele podia contar exatamente quanto tempo levaria em seu percurso. Ele pegou outro sinal antes de chegar à praça. Não demorou muito e Camila abriu a porta para ele.

- De quem é esse carro? – Alejandro perguntou parando antes de entrar pela porta e olhando o carro em frente à garagem.

- É da Lauren. – Ela se sentou no sofá e ligou a televisão.

- É um belo carro. A família dela deve ter dinheiro então. – Ele foi ate a pasta e a abriu, vasculhou alguns papeis rapidamente. 

- Pelo amor, não comece com isso agora. – Camila respirou fundo e olhou para o pai.

- Não estou começando nada. Ainda não gosto dessa sua relação com essa garota, e prefiro mil vezes que saia com Austin, ele é...

- Chega! Você não precisa atirar o Autin para mim toda vez que você me ver. Eu não vou terminar com a Lauren para sair com o garoto. Eu a amo e isso é tudo que importa pra mim. Pegue seu dinheiro, essa sua pasta cara e toda essa merda e vá embora.

- Ótimo. Sua mãe lhe criou muito mal ou você é tão estúpida quanto sua "namorada". Um dia vai perceber o que eu digo a você, Karla. O Cabello no seu nome um dia falará mais alto e você irá abrir os olhos. Ou você os abrirá ou sua namoradinha não será burra o suficiente para saber que não é boa o suficiente para você. – Ele jogou os papeis de volta para a pasta e a fechou.

- Pare de jogar isso pra cima de mim. Eu não farei nada e nem ela. Estamos muito felizes e não vamos terminar com...

- O tempo passa rápido, Camila. Um dia. Um dia você abrirá os olhos. Esse relacionamento não é para ser. E sabe o que vou fazer? Eu vou te deixar pensando sobre isso por um tempo. Teremos uma reunião em abril. Eu consegui o contato de um empresário e ele levará um produtor. Parecem ter ficado interessados por você. Pense bem e não faça nenhuma besteira até o próximo ano. Quero suas notas como estão e continue suas aulas. Estamos esperando muito por você no futuro. – Ele sorriu. Um sorriso estranho. Por um momento Camila pensou que fosse um sorriso verdadeiro e que ele realmente acreditava no potencial dela, mas não podia ser. Ele sempre seria aquele homem ganancioso e que colocava dinheiro acima de tudo em sua vida. 

- Tanto faz. 

- Certo. Eu volto às 17h para buscar sua mãe e Sofia. – O homem saiu pela porta.

Era outubro e Camila teria alguns meses até abril do próximo ano. Ela se sentiu feliz por ter uma reunião com produtor e o empresário. Talvez ter o pai que tinha, fosse ajudar em ter mais oportunidades do que ela teria se não o tivesse. Vamos lá, ela não podia reclamar sobre isso, podia? Ela aproveitaria qualquer oportunidade para realizar seu sonho.

- Ele já foi. – Camila falou encontrando Lauren deitada em sua cama e olhando para o quadro que a mesma tinha feito.

- Você gostou mesmo? – Lauren falou e percebeu que Camila havia ficado confusa. – Dos quadros. 

- Ahh! Claro que sim. Eu os amei. São minhas coisas favoritas. – Ela sorriu e se deitou ao lado da namorada. Lauren aninhando Camila em seus braços

- Quando vai me mostrar uma de suas músicas? – A maior perguntou e Camila se sentiu ficar nervosa de uma hora para a outra. 

- Um dia. – Disse simplesmente e se virou para encontrar seus olhos esmeraldas favoritos em todo o mundo. 

- Muito longe? Eu prometo que vou gostar. – Lauren riu dando um beijo rápido na ponta do nariz na menor.

- Eu sei que você vai gostar. Eu só me sinto insegura sobre elas. Na verdade as ultimas músicas que escrevi... são todas sobre você. – Camila disse incerta sobre Lauren gostar de ter músicas escritas sobre ela, mas quando Lauren abriu um sorriso enorme, ela sentiu seu coração acalmar seu desespero. 

- Sim, eu vou gostar. Olha, eu já gosto mesmo antes de ouvir. – A de olhos verdes puxou Camila para um abraço e manteve seus corpos juntos por longos minutos.

Faltavam 20 minutos para as 17h. Dinah abriu a porta e todas entraram. Dinah jogando as compras no sofá e puxando Sofia para começar uma guerra de cócegas. A pequena gargalhando alto. Sinu e Clara rindo das duas. Taylor se juntou a elas e Lauren ficou perto da porta observando todas sorrindo. 

- Eu não acredito que você me deixou sozinha em casa. – Camila desceu alguns degraus da escada e falou para Lauren.

- Desculpa, amor. Não dava pra te levar. Não ia sobrar espaço para trazer todas pra casa. – Lauren seguiu para frente da namorada e a abraçou pela cintura. – Você estava tão bonitinha dormindo. 

- Pare com isso. – Camila disse e seu rosto corou. Lauren dando um beijo rápido em seus lábios quando Sofia deu um grito alto. 

- Kaki Kaki!! Olha o que a mama comprou para mim. – Sofia puxou um urso de pelúcia rosa de dentro de uma sacola e correu para perto da irmã. 

- Ele é lindo. Eu vou ficar com ciúmes. Por que eu não ganhei um? – Camila fez uma expressão triste e cruzou os braços. 

- A Lauren compro... 

- Hey hey hey!! Lembra o que a gente combinou? – Lauren disse pulando para frente de Sofia e segurando seus ombros para que ela olhasse para ela. A pequena gargalhou e afirmou com a cabeça. – Okay.

- Vamos, Sofia. Precisa arrumar suas coisas. Seu pai vem buscar a gente daqui a pouco. – Sinu disse.

- Eu não quero ir. – A pequena subiu o ultimo degrau da escada e abraçou as pernas de Camila, deixando o urso de pelúcia caído do chão.

- Querida, não faça isso. Você sabe que precisamos ir. Você tem aula amanhã cedo. – A mãe das garotas se aproximou dela e tentou solta-la das pernas da filha mais velha, mas a pequena continuava a apertar mais o abraço e Camila sentia seus olhos começarem a encher de lagrimas. 

- Vamos fazer assim, eu te ajudo a arrumar suas coisas. Certo? – Camila disse tentando ajudar sua mãe a solta-la de suas pernas. – Vamos princesa. 

- Eu não quero ir. Por que temos sempre que ficar tão pouco tempo? – Sofia começou a chorar e Camila quase não podia manter as lagrimas em seus olhos.

- Você sabe o porquê, querida. A Camila vai lhe ajudar com suas coisas. Eu vou pegar minhas coisas lá no quarto e daqui a pouco eu desço. – Sinu se levantou e virou para encontrar Clara com um sorriso triste nos lábios. Ela talvez tentasse entender e sabia o quanto era ruim ter de separar as filhas assim. 

- Vamos, Sofi! Eu vou te ajudar e a Lauren também. Certo, Lauren? – Camila disse e Sofia parou de chorar e olhou para Lauren como se aguardasse uma resposta. A de olhos verdes olhou para a mãe parecendo fazer o mesmo que Sofia.

- Tudo bem. Eu vou com a Taylor pra casa e você pode ir mais tarde. Só não esqueça seu horário. Também tem aula amanhã. – Clara piscou para Sofia e a menor riu levantando e abraçando a perna de Lauren. Todas riram.

Clara e Taylor se despediram de todas e logo foram embora. Dinah correu para a cozinha e decidiu fazer algo rápido para que ela, Camila e Lauren jantassem. Sinu desceu depois de um tempo com suas coisas já prontas.

- Você gostou do presente que eu te dei? – Lauren perguntou para Sofia.

- Sim. Mama disse que vai colocar um negocio para eu poder ver a Kaki em vídeo. – A menor respondeu sorrindo grande.

- Sim, ela tem que fazer isso. – Lauren riu junto e Sofia pulou em seu pescoço a abraçando forte.  – Você é tão fofa. 

- Ahhh!! Ela ficou vermelha. – Camila puxou a irmã e fez cócegas nela. Sofia gargalhando alto.

- Seu pai chegou. Vamos. – Sinu disse levantando do sofá e guardando o celular na bolsa. – Sofia, você sabe que precisamos ir. 

- Mas mama... – A pequena disse com os olhos enchendo de lagrimas novamente. 

- Por que você não vem passar uma semana aqui com a Camila nas suas férias? Ela vai gostar muito. – Lauren sugeriu e Camila sorriu para a menor. 

- Certo. Você volta para passar uma semana com a Camila nas férias, mas agora precisamos ir. Não queremos deixar seu pai esperando, queremos? – Sinu pegou suas coisas e as levou indo em direção a porta. – Camila, pode trazer as coisas dela?

Camila ajudou levando as coisas de Sofia até o carro. A pequena começou a chorar novamente e fez um escândalo enorme para não deixar a irmã. Lauren assistindo pela janela da sala. Depois de finalmente deixar a irmã mais calma dizendo a ela que elas se veriam em breve nas férias. Camila assistiu o carro sumir pela rua.

- Hey hey hey, não chora. Por favor, Camz. – Lauren abraçou a namorada quando Camila voltou para dentro de casa chorando.

- É horrível quando ela tem que ir embora. Eu não queria ter que a deixar ir ou me afastar dela. – Camila se deixou chorar mais no ombro da maior. Dinah apareceu e sorriu fraco para ela. Era sempre assim quando elas tinham que dizer adeus. E nunca ficava mais fácil.

- Você vai poder vê-la mais vezes quando sua mãe conseguir entrar no aplicativo pra você falar com ela. Vamos lá, pare de chorar. – Lauren abraçou Camila até que ela ficasse mais calma e parasse de chorar totalmente. 

Elas comeram o que Dinah havia feito. Lauren e Dinah tentando ao máximo animar a menor. Perto das 20h, Lauren decidiu que era hora de ir embora e se despediu da namorada e da amiga. Ela prometeu que voltaria para levá-las à escola na manhã seguinte.

A semana passou rápido. Todas estavam super focadas sem seus estudos e aulas extras. O próximo ano seria o ultimo e se elas quisessem recuperar e terminar o ano com notas altas o suficiente para entrar em uma boa universidade, essa era a hora. 

Camila ficou feliz em saber que Austin havia começado um relacionamento com uma garota da escola de música. Eles pareciam felizes e assim Austin a deixaria livre de vez. A de olhos castanhos ia cada vez melhor em todas as suas aulas. Sendo quase sempre o destaque da sala e sempre assunto entre os professores. Ela era um potencial e tanto.

Lauren viajou com os pais no final de semana. Ela manteve contato quase o tempo todo com Camila. Elas sempre estavam trocando mensagens ou se falando por chamada. Foi uma viagem tranquila até Lauren descobrir o motivo real da visita a outra cidade.

- Você me prometeu que não nos mudaríamos por mais de um ano. Por que estamos aqui? – Ela gritou com Mike enquanto todos voltavam para o carro. Chris pareceu ficar furioso também.

- Querida, não temos nada confirmado. Essa pode ser minha oportunidade de subir ainda mais na minha carreira. Teremos uma casa bem maior, com uma piscina grande. Nino poderá correr bastante e todos teremos bem mais espaço do que antes. As coisas seriam melhores. – Mike tinha uma voz suave e tentava ao máximo o seu melhor para fazer todos entenderem. 

- Isso só seria bom para você. Eu finalmente fiz novas amizades como você queria. E eu tenho uma namorada lá. Você sabe o que é isso? São duas horas de viagem até aqui. – Todos entraram no carro e Lauren bateu a porta. – Chris também está namorando. Não pense só em você

- Eu não estou pensando só em mim. Mas teremos algo melhor e...

- Não precisamos de algo melhor papai. – Taylor colocou as mãos no ombro do pai e lhe deu um sorriso pequeno.

- Eu não posso deixar a Camila. – Lauren limpou algumas lagrimas que caiam de seus olhos.

- Vamos conversar sobre isso melhor em casa. – Clara disse ligando o radio do carro e deixando que só as músicas ecoassem durante toda a viagem de volta. Todos permaneceram em silencio total durante todo o percurso.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...