História The Green Eyes - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Ally, Brooke, Cabello, Camila, Camren, Dinah, Fifthharmony, Jane, Jauregui, Kordei, Lauren, Normani, Norminah
Exibições 236
Palavras 2.977
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 37 - Thirty Seven


- Você poderia pelo menos parar por um minuto e me ouvir? – Lauren estava seguindo Camila dentro do quarto da menor. Camila tentando achar a melhor roupa que tinha para usar na reunião que teria com os produtores musicais. 

- Você não entende, Lauren. Isso é muito importante para mim. Eu nem tenho uma roupa decente para usar amanhã. – Camila voltou ao guarda-roupa e tirou o resto de roupa que tinha dentro dele.

- Você precisa se acalmar e sentar um pouco. Seu quarto está uma bagunça agora. – Lauren lhe deu um sorriso tentando a acalmar.

- Droga, você realmente não entende. Isso é muito, muito importante para mim. Muito mesmo. Cadê a Dinah? Ela disse que me ajudaria. – Camila caminhou até a cama e trocou algumas roupas na mala que levaria. 

- Eu vou ver se ela está lá embaixo. – Lauren saiu do quarto e desceu a escada. – Dinah, ela vai enlouquecer. Você precisa me ajudar. 

- Esse dragão é seu, tente não fazer com que ela cuspa fogo pela boca sobre você. Quando ela fica nervosa saem coisas não tão boas da boca que você adora beijar. – Dinah brincou empurrando Lauren. A de olhos verdes apenas respirou fundo. – Vamos. Você vai gostar de assistir isso. 

- Dinah, mas que droga. Por que você demorou tanto? – Camila disse entrando em desespero por não saber o que vestir. – Eu não tenho uma roupa boa. Me ajude, por favor. 

- Okay! Eu sou sua melhor amiga, você sabe que sempre vou lhe ajudar, mesmo que um dia você vire uma vadia louca e eu fique com muita raiva de você. Eu acho que isso servirá. – Dinah riu entregando a Camila um vestido. 

- Você leu a mente do meu pai ou algo do tipo? Por que ele me mandou usar um vestido quando eu fosse. Eu não tenho muitos vestidos bons. – Camila sorriu analisando o vestido em suas mãos. Era um vestido um pouco curto. Ele era rodado e tinha algum volume abaixo da cintura. Era rendado e um pouco transparente na parte superior. Todo na cor preta. – Dinah, isso é lindo. Onde você comprou? 

- Ahmmm.. Eu desenhei e pedi para uma costureira fazê-lo. Ficou bom? – Dinah perguntou meio sem jeito.

- Você está brincando quando diz que foi você que desenhou, certo? – Lauren perguntou séria. – Dinah, isso está incrível!

- Então é sobre isso que você anda estudando secretamente? – Camila ainda analisava o vestido. Ela realmente havia gostado. 

- Sim, mas ainda não digam a ninguém. Eu não estou certa se serei boa nisso. – Dinah parecia envergonhada. Lauren riu por nunca ter visto a amiga assim.

- Tudo bem, mas saiba que você está indo muito bem. O vestido ficará ótimo na Camz. – Lauren se aproximou da namorada e passou a analisar o vestido junto dela.

- Se você tem um bom vestido, você precisa de bons saltos. A Lauren me ajudou com isso. – Dinah deu a Camila uma caixa de sapatos. Certamente eles deviam ser caros e a pequena descobriu isso apenas olhando a caixa.

- Por favor, Lauren. Pare de ficar me mimando com coisas caras. Aquele urso enorme já te custou muito. – Camila pegou a caixa das mãos de Dinah e a abriu. – Eu não vou conseguir andar sobre isso, nunca.

- Claro que vai. Você precisa treinar um pouco antes. Mas não vai usar meu vestido sem esses saltos. É bom que esteja me ouvindo Cabello. – Dinah riu.

- Vamos, baby. Você vai conseguir. Mas precisa dar um jeito nisso antes. – Lauren apontou para a mala. Camila dobrou o vestido como Dinah havia a entregado e colocou sobre as outras roupas. Os saltos deixaram a caixa e ela os colocou dentro de um saco de pano e depois em um espaço ao lado das roupas que levaria. 

- Talvez você esteja levando pouca roupa. Não acha? – Dinah perguntou.

- São só três dias, Dinah. Ela não vai trocar de roupa o tempo todo. – Lauren falou rindo para a amiga.

- Três dias? Eu pensei que fosse passar duas semanas com seus pais. – Dinah franziu o cenho. Lauren fez o mesmo.

- Na verdade... – Camila virou para encarar as duas. – São duas semanas. Desculpa por não ter te dito antes, Lauren. Eu só fui saber há pouco tempo. 

- Tudo bem. Mas por que tanto tempo? Não é só uma reunião? – Lauren perguntou pegando algumas roupas jogadas no chão e colocando sobre a cama. Dinah sentou na cadeira próxima da porta do quarto e observou Camila ficar tensa.

- Na verdade, se eles gostarem de mim, então terei que ficar mais tempo e mostrar no que sou boa. Meu pai vai ter alguns jantares importantes também e pensou que fosse bom se eu o acompanhasse. – Camila fez o mesmo que Lauren e pegou o resto de roupas jogadas no chão. Ela precisava dar um jeito no quarto antes de sair.

- Ahh.. Tudo bem então. Espero que tudo dê certo. – Lauren deu um beijo rápido nos lábios da namorada. – Eu acho que preciso ir agora. Vocês sabem, minha mãe vai enlouquecer se eu não ajudá-la com essas coisas do aniversario do meu tio. Você me liga quando chegar lá?  

- Claro. Se você não puder atender, eu deixo uma mensagem e você ouve depois. – Camila se aproximou de Lauren e a abraçou. Ela tentou aliviar a tensão que estava sentindo sobre tudo aquilo no abraço da namorada, mas sabia que não seria o suficiente e teria que trabalhar sua mente para se manter tranquila até a hora da reunião.

Lauren se despediu dela e de Dinah e voltou para casa. Ela passou o resto da tarde ajudando sua mãe a preparar uma festa surpresa para seu tio. Taylor se negou a ajudar porque realmente não gostava dele. Ela sempre dizia que suas brincadeiras eram sem graça e não se importava muito com tudo o que estava acontecendo.

Camila terminou de arrumar o quarto e sua mala. Ela tinha dito a Dinah que ainda tinha algumas roupas em casa e qualquer coisa poderia sair com sua mãe para comprar coisas novas. As 19h um carro chegou para levá-la para casa dos seus pais. Ela se despediu de Dinah e entrou no carro.

- Lauren, eu posso falar com você agora? – Mike perguntou entrando no quarto da filha. A festa rolando no andar inferior. Ela afirmou com a cabeça e ele entrou.

- Você sabe que eu não vou, certo? – Ela disse quando ele sentou ao seu lado na cama.

- Querida, você não pode ficar aqui sozinha? – Mike disse tentando pegar a mão da filha, mas ela puxou sua mão para outra direção.

- O Chris vai enlouquecer quando souber. Ele também não irá. – Lauren estava triste e chateada por seu pai ter aceitado o emprego na cidade que ficava a duas horas de distância dali. 

- Ele não terá escolha. O Chris não tem idade o suficiente para ter alguma escolha de não querer ir. – Mike estava sério, talvez nervoso.

- Você me prometeu que não aceitaria. – Lauren sentiu os olhos encherem de lagrimas.

- Eu prometi que tentaria achar um jeito. Mas o fato é que eu não consegui, é o melhor que posso fazer agora. Os Romans vão transferir a empresa para Chicago. Isso são seis horas de avião. O melhor que podemos é isso. Desculpe querida, mas não tive escolha. – Mike colocou a mão sobre a perna da filha. – Não chore, Lauren. 

- Eu não quero ficar a duas horas de distância da Camila. A gente já está tentando encontrar tempo para poder se ver direito com todas essas aulas extras e estudos para os exames do fim do ano e para a universidade. – Ela soluçou entre as palavras e se aproximou do pai, o abraçando e chorando em seus braços. Ela sabia que a culpa não era dele, e que ele realmente tinha feito a melhor escolha. Ela não queria se mudar para outra cidade, e muito menos para Chicago que eram mais seis horas de avião.

- Vocês ficarão bem, querida. Vocês ficarão. – Mike disse acariciando o cabelo da filha e a abraçando de volta. Ele não queria ter de fazer isso, mas essa foi a melhor opção. 

Lauren esperou que Camila a ligasse naquela noite para avisar que havia chegado na casa dos seus pais. Ela ficou preocupada quando não recebeu nenhuma ligação. Era madrugada e ela não sabia se Camila havia chegado bem em casa ou se tinha acontecido algo durante o caminho.

- Alô! – Dinah disse do outro lado da linha com uma voz de sono. – Quem é?

- Sou eu. – Lauren disse como se fosse obvio. – A Camz te ligou para dizer se chegou bem? 

- Não. Que diabos, Lauren. São 2h da manhã. Você deveria estar dormindo, não acha?

- Desculpa. Mas eu preciso saber se a Camila chegou bem. Ela disse que me ligaria assim que chegasse lá e ela não me ligou. – Lauren pareceu desesperada. Dinah sentou na cama e se espreguiçou.

- Certo. Eu vou tentar ligar pra ela agora. Continue na linha. – Dinah discou algumas teclas do celular e Lauren permaneceu esperando. Depois de 2 minutos, Dinah voltou a falar com ela. – A Mila não está atendendo a porcaria do celular. Espere mais um pouco. Eu vou ligar para a mãe dela do telefone.

- Certo. – Lauren esperou um pouco mais. Dinah estava demorando para voltar a falar com ela. Ela encerrou a chamada e ligou novamente para Dinah, querendo chamar a atenção da amiga e dizer que ainda estava esperando por noticias. 

- Lauren, desculpa a demora. A Mila chegou bem sim. Eu estava falando com a Sinu, ela contou que a Mila chegou e ela e a Sofia passaram algum tempo se divertindo até que caíram no sono no meio da sala. Se não fosse por mim, elas provavelmente teriam dormindo ali no tapete. – Dinah gargalhou.

- Ahh, que bom então. Estou mais tranquila agora. – Lauren respirou fundo e sorriu leve.

- Você está bem? – Dinah perguntou quando parou de gargalhar.

- Sim, claro. – Lauren respondeu rápido. 

- Okay, você pode passar aqui amanhã depois da aula e me contar o que diabos aconteceu. Me deixe dormir agora. Ahhh! Não esqueça, você me deve uma carona para a escola por essa noticia da Mila. – Dinah riu novamente.

- Tudo bem, Dinah. Boa noite! Desculpa ter te acordado. – Lauren riu também.

- Sem problemas, Jauregui. Vá dormir. Sua mulher está bem e já está dormindo. Faça o mesmo. – Dinah falou e encerrou a ligação.

Lauren demorou mais algum tempo para pegar no sono. Ela acordou totalmente mal humorada pela manhã. Não havia dormido o suficiente e estava cansada com toda a festa de aniversário da noite anterior. Pensou que talvez pudesse faltar a aula, mas havia prometido a carona para Dinah. 

Ela se revirou e se contorceu na cama varias vezes. Demorou mais três minutos na cama e por fim, se levantou. Se preparou para seu dia com um banho gelado, tentando despertar totalmente o corpo. Depois de se vestir e pegar a mochila para escola, desceu a escada e encontrou sua família sentada a mesa.

- Pensei que teria de ir mais uma vez e ver se não tinha morrido no banheiro. – Taylor falou animada. Chris estava com a cara fechada e olhava apenas para o próprio copo de suco sobre a mesa. 

- Bom dia a todos! – Lauren disse e se sentou para comer algo.

Taylor era a mais animada na mesa. Mike tentava estabelecer algum tipo de conversa com Chris, mas ele nem ao menos olhava em seu rosto. Lauren decidiu que teria de ter uma conversa com o irmão mais tarde. Se era difícil para ele, então para Lauren isso iria a matar, mas ela tinha que parecer forte e cumprir o dever de irmã mais velha.

Ela deu carona para os dois. Depois de deixá-los em frente a escola, ela parou por um momento e observou Chris abraçando sua namorada. Lauren a tinha visto algumas vezes. Ela era realmente uma garota bonita e ela ficou feliz que a garota fosse boa para seu irmão. O abraço foi apertado e durou bastante tempo. Era como se aquele fosse ser o ultimo abraço da vida dos dois. 

Imaginou como seria contar a Camila que ela teria de se mudar. Ela não sabia quanto tempo ainda teria com a namorada. Se a mudança seria em breve ou demoraria alguns meses. Ela não podia ficar com isso na cabeça, tinha muita coisa para se pensar. Nem ao menos tinha escolhido para onde iria no próximo ano.

Um carro buzinou atrás de Lauren e um homem barbudo gritou para que ela saísse do caminho. Assim ela fez. Foi para casa da amiga e Dinah já estava a esperando do lado de fora.

- Eu iria te matar se você atrasasse mais um minuto. – Dinah entrou jogando a bolsa no banco traseiro. – Como você está Jauregui? Não parece muito bem.

- Eu estou com sono. – Lauren desviou a atenção da amiga para poder voltar seu caminho e ir para a escola. 

- Certo. Você me fala quando me trazer de volta para casa. – Dinah riu tentando descontrair a amiga.

- Cadê seu namorado, Dinah? – Lauren olhou para ela rapidamente. Dinah com um sorriso estupidamente brilhante no rosto. 

- Ele ficou na cama. Ele acorda um pouco mais tarde para o trabalho. – Ela riu tirando o celular do bolso.

- Eu não acredito que você passou a noite com ele. – Lauren revirou os olhos.

- Você pode passar o dia e a noite fodendo a Mila e eu não posso fazer isso com meu namorado na minha cama? Qual seu problema? – Dinah empurrou o ombro de Lauren e ela riu.

- Você não precisa me falar sobre sua noite com ele. Normani e Ally ficaram bem mais felizes com todos os detalhes que você ainda tem em sua mente. – Lauren estacionou em um espaço vazio no estacionamento da escola. 

- Ahhh, são tantos detalhes. – Dinah gargalhou pegando a bolsa do banco de trás e saindo do carro. 

Elas se encontraram com as outras duas amigas. Dinah contando os detalhes que Normani e Ally precisavam saber. Normani era a mais empolgada. Lauren tentou não prestar atenção sobre o que as amigas falavam. Ela realmente não se sentia mais confortável quando a conversa eram garotos.

- Mani, Mani... Pode dar um jeito para o James voltar a jogar essa semana? O time vai ter um jogo super importante e o cara não quer jogar no lugar do Austin. – Um dos jogadores do time de basquete da escola havia se aproximando delas.

- Tudo bem. Eu não vou te garantir nada. – Normani piscou para o garoto.

- Por que o Austin não vai jogar? – Dinah perguntou. 

- O cara viajou e vai passar duas semanas fora. Tem a ver com esse negocio musical que ele curte. Vai ver uns caras importantes e tem uns jantares com o pai. Passou a semana passada inteira falando sobre isso. O garoto é legal, mas se acha demais sobre tudo. Deve ser um filho bonitinho de terno e gravata sendo o fantoche do papai. – O garoto gargalhou. 

Lauren se sentiu incomodada em pensar que talvez fossem os mesmos jantares que Camila iria. Os pais dos dois eram amigos, então era quase certo que eles fossem se ver ao menos uma vez durante aquelas duas semanas. 

- Eu vou ao banheiro. – Lauren disse enquanto o garoto continuava falando de como Austin se gabava de tudo o que tinha. Era bem como Lauren imaginava que ele fosse de verdade.

Ela lavou o rosto e o secou com uma toalha de papel. Algumas garotas entraram no banheiro e logo Lauren saiu. Ela não estava com vontade de ouvir as conversas das garotas dentro de um banheiro. Parecia ser sempre a mesma coisa. Lauren pensou que aquele podia estar sendo um dos piores dias para tudo. Ela estava sem paciência para tudo e não queria fazer nada. Apenas voltar pra casa e passar o resto do dia conversando com a namorada.

"Camz, amor! Eu espero que esteja bem e que sua reunião hoje pela tarde seja perfeita como você espera que seja. Eu estou sentindo a sua falta. Te amo! Dá um abraço na Sofia por mim. *-* Lauren." Ela enviou enquanto estava indo para a sua sala. Não que ela esperasse realmente que Camila fosse responder, ou talvez ela esperasse pelo menos um pouco. Mas não obteve uma resposta imediata.

Lauren teve de aguentar o resto das aulas sozinha. Era incrível como tudo ficava realmente mais chato sem a Camila. Todo mundo era tão chato naquele momento. Ela trocou algumas mensagens com a Alexa durante as aulas, mas o professor a tinha repreendido e ela teve de deixar o celular de lado e tentar prestar atenção nas aulas. 

- Lauren, não esqueceu, certo? – Dinah perguntou agarrando o braço da de olhos verdes e caminhando com ela até o estacionamento. 

- Eu não estou com muita vontade de conversar, Dinah. Se importa de fazer isso amanhã? Eu preciso dormir um pouco. – Lauren disse enquanto procurava a chave do carro dentro da mochila. Dinah soltou o braço dela para que ela procurasse melhor.

- Amanhã você não vai se livrar de mim. Isso tudo é saudades da Mila ou tem algo a mais? – Elas entraram no carro e Lauren deu partida no motor.

- Amanhã, Dinah. Amanhã. – Foi tudo o que Lauren disse o resto do caminho. Dinah decidiu não perguntar mais nada por agora.

Depois de deixar a amiga em casa e voltar para a sua, Lauren estacionou o carro e foi para seu quarto. Taylor estava jogando vídeo game na sala e nem percebeu quando ela chegou. Talvez Clara estivesse terminando o almoço, mas a garota não sentia fome alguma. 

Jogou a mochila no chão do quarto e tirou os tênis, se jogando na cama logo em seguida. Decidiu que era hora de ligar para Camila. Ela só teria de ir para a reunião as 2h da tarde e Lauren precisava saber como ela estava. Todas as chamadas caíram na caixa de mensagem. Lauren acabou dormindo um tempo depois de desistir das ligações.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...