História The Green Eyes - Capítulo 52


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Ally, Brooke, Cabello, Camila, Camren, Dinah, Fifthharmony, Jane, Jauregui, Kordei, Lauren, Normani, Norminah
Exibições 217
Palavras 2.382
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 52 - Fifty Two


- Dinah, você tem o endereço da Lauren? – Camila perguntou a Dinah que estava verificando o celular.

- Não. Por que? – Dinah disse sem desviar o olhar do celular.

- Por nada, foi só uma pergunta. Eu estive pensando que talvez pudéssemos passar o Natal aqui. Talvez Mama e Sophia possam vir também. – Camila sorriu planejando o natal em Nova Iorque com Dinah, sua mãe e sua irmã. Ela não sabia se Brant e seu pai estariam livres e poderiam ir à cidade, então os deixou de fora da lista.

- Isso seria interessante. O Brant não vai almoçar com a gente? – Dinah perguntou quando o garçom do restaurante do hotel onde ambas estavam hospedadas chegou trazendo a entrada.

- Não. Ele saiu de manhã e disse que tinha algumas coisas para resolver pela cidade. Dinah, me diz que ele não pediu que nenhum segurança ficasse de olho na gente, por favor. – Camila riu para a amiga e fez uma expressão triste. Dinah sabia o quanto ela queria sair por aí sem que os seguranças entrassem em guerra com alguns fãs mais exaltados. 

- Sinto em informar, mas tem dois por aí nos observando. Ainda não identifiquei quem são eles, mas acho melhor assim. – Dinah deixou o celular de lado e finalmente começou a comer. 

- Eu queria não ser tão conhecida por um dia e fazer o que eu simplesmente quero fazer. – Camila enfiou muita comida de uma vez na boca e Dinah gargalhou. Camila nunca mudaria.

Elas terminaram o almoço e saíram pelas ruas mais próximas do hotel. Camila queria ir mais longe e observar tudo o que podia, mas Dinah a manteve por perto com medo de Camila desaparecer de vista. 


A cidade ficava mais movimentada a cada minuto e mais pessoas paravam as duas pedindo por fotos e elogiando o trabalho delas. Dinah ficou extremamente feliz em saber que seu trabalho estava sendo muito bem recebido pela população nacional.

Lauren dormiu até mais tarde naquele dia, mas não porque ela estivesse com sono, mas porque Matheus tinha colocado algo no seu chá esperando que ela se acalmasse em relação a exposição de arte no dia seguinte. 

Ela tinha encontrado o vestido perfeito. Ele se encaixava perfeitamente em seu corpo e até Matheus ficou babando quando Lauren saiu do provador com o vestido. Como ele iria acompanhar Lauren, ela o ajudou a encontrar uma roupa nova para que ele usasse também. Ela fez ele levar algo não tão gay como as roupas que ele costumava usar.

Eram 15h e Lauren parecia mais nervosa que no dia anterior. Matheus tentava fotografar algo para seu novo catalogo e Lauren falava sem parar atrás dele enquanto segurava uma xícara de chá e andava de um lado para o outro. Ele não estava prestando atenção em metade das coisas que ela continuava dizendo, mas concordava com tudo, o que fazia ela ficar mais nervosa quando perguntava se os quadros estavam ruins e ele murmurava um "uhum" de volta pra ela.

Brant se juntou a Camila e Dinah depois das 17h e os três resolveram comer algo em um café próximo ao hotel. Matheus estava na rua tentando pensar em algo novo para seu novo projeto fotográfico. Ele resolveu comprar um café para ele e Lauren, que não o deixava se concentrar no seu próprio trabalho por estar cada vez mais nervosa. Ela tinha permanecido na sala enquanto observava a cidade pela janela do apartamento tentando procurar alguma tranquilidade. 

Dinah avistou Matheus no caixa do café e o observou por alguns segundos até ter certeza de que era realmente ele. Os dois tinham mantido contado desde o ensaio fotográfico que ele havia feito com ela. Camila havia acompanhado Dinah na esperança de Lauren ter acompanhado Matheus, mas a de olhos verdes havia viajado para Chicago e ficou presa por bastante tempo em uma reunião com os organizadores da nova exposição.

- Ei garoto! O que faz aqui? – Dinah cutucou o ombro de Matheus e ele virou rapidamente em sua direção.

- OH. MEU. DEUS! Dinah! – Ele a observou por um momento até que ela o puxasse para um abraço. – Eu moro aqui. Eu não sei se você lembra, mas Nova Iorque me pertence. 

- Eu sei, eu sei. Comprando... – Dinah esperou que ele continuasse. Matheus mantendo seu sorriso mais brilhante.

- Cafés! – Ele virou para a atendente do caixa do café que também esperava que ele terminasse o pedido. – Dois cafés. Coloca dois bolinhos daqueles que eu comprei no outro dia. Eles são maravilhosos! 

- Senhorita Lauren não saiu do apartamento? – Dinah riu. Ela não podia ver, mas Brant estava observando os dois desde que ela deixou a mesa. Camila muito ocupada com sua torta de maçã.

- Lauren está planejando algo novo. Ela tem uma exposição amanhã e está nervosa. Eu juro que se ela não parar de falar durante o resto da noite, eu vou trancá-la no banheiro e esquecer que ela existe. Preciso terminar minhas fotos. – Matheus pagou o que havia pedido e pegou a nota que a atendente do caixa lhe entregou. Dinah o acompanhou até o balcão para que ele pegasse o que havia comprado.

- Lauren tem uma exposição amanhã? – Dinah perguntou franzindo as sobrancelhas. Ela não havia visto os artistas que estariam expondo seus quadros, então não estava certa se seria a mesma exposição que iria com Camila e Brant. 

- Sim. Ela está totalmente surtada porque só tem nomes grandes na exposição e ela ainda está caminhando para o lado em vez se caminhar para o alto. E também... – Matheus estava preste a continuar a contar algo mais quando Dinah o cortou o puxando para mais perto, fazendo com que ele quase derramasse os cafés que tinha acabado de pegar, ele arregalou o olhos.

- Que horas é essa exposição, Math? Não me diga que começa às 20h e tem uma pequena apresentação de 30 min. – Dinah falou quase em um sussurro. Ela não sabia muito sobre a exposição, então teve que dizer apenas o que ficou sabendo por Camila.

- Por que está perguntando isso e falando como se estivesse tramando um plano para assaltar o banco? – Ele sussurrou de volta e Dinah deu um sorriso de orelha a orelha. 

- Eu estou tramando algo. Talvez. Mas querido, isso é bem maior que roubar o banco. Camila vai para uma exposição amanhã. Quero dizer, pode ser a mesma exposição da Lauren. Ela disse que tem um pintor em que ela está apaixonada, mas não sabe quem é... Espera, você sabe como a Lauren assina os quadros, certo? – Dinah continuou sussurrando e o sorriso no rosto de ambos ia crescendo cada vez mais, o que deixava Brant curioso sobre o que eles conversavam.

- Claro que sei, eu coloquei alguns quadros dela pra vender na internet. Ela quase me matou quando soube que eu vendi o queridinho dela e... 

- Viado, para de contar história e me diz o que eu quero saber. Como a Lauren assina as telas? – Dinah falou um pouco mais alto o que fez Matheus rir por ela ter o chamado de viado.

- Ela sempre assinou como JL. É tipo... – Novamente ele foi cortado por ela.

- Jauregui Lauren! Como eu fui tão burra e não percebi isso? – Dinah disse como se fosse a coisa mais obvia do mundo e voltou com seu sorriso de plano brilhante. – Eu te mando uma mensagem mais tarde falando sobre o que estou pensando aqui. Não conte a Lauren sobre isso e nem diga que me viu ou que Camila está aqui. Quero que elas se encontrem por acaso sendo que eu e você somos os acasos delas. Chega de ver o rosto de mal fodida da Camila. 

- Dinah, eu te amo! Você sabe disso, certo? – Matheus tentou dar um abraço em Dinah, mas não deu muito certo porque suas mãos estavam ocupadas com os cafés e bolinhos. 

- Ohh, eu tenho um novo fã? – Dinah sorriu com uma expressão fofa.

- O melhor, amor. O melhor! – Matheus piscou e eles se despediram.

Dinah respirou fundo e deu meia volta para a mesa onde Camila e Brant estavam. Ela já tinha milhões de planos para fazer com que Lauren e Camila se encontrassem no dia seguinte e não queria que Brant estivesse por perto para estragar tudo. Ela tinha que ter o plano perfeito.

- Não sabia que você tinha uma queda por pintores, Dinah. – Brant disse segundos depois de Dinah voltar ao seu lugar na mesa.

- O que? – Ela perguntou por não ter prestado atenção sobre o que ele havia dito.

- O cara com quem estava falando, a roupa dele estava suja de tinta por todo lugar. Não sabia que gostava de pessoas com menos classe. – Ele lançou um olhar esnobe para Dinah e Camila revirou os olhos para a conversa que ele estava trazendo a mesa.

- Sério? Bem, eu não posso começar a gostar de pessoas de classe se você estiver me dizendo que pessoas de classe são iguais a você. No caso, eu estaria muito satisfeita com alguém menos esnobe que você. – Dinah riu e ergueu uma sobrancelha mantendo os olhos nos dele. Brant terminou seu café em um gole só e não voltou ao assunto pelo resto da noite enquanto Dinah ainda estava com eles.

Certamente ele iria trazer isso de volta quando estivesse sozinho novamente com Camila no quarto, e ela iria querer poder fugir da conversa, sabendo que ele iria continuar até que o assunto acabasse. Brant não tinha mais tanto assunto quanto antes. Ele tentava se manter firme ao lado de Camila, e fazer com que ela o desejasse como antes, mas ele a perdia mais a cada minuto.

Matheus voltou para o apartamento e quase não conseguiu esconder o brilho provocante que tinha nos olhos quando entrou pela porta. Lauren quis perguntar o motivo de ele está tão animado depois de tomar café, mas talvez fosse só a cafeína fazendo efeito. 

Ela tentou novamente se acalmar e contava até dez para puxar mais ar aos pulmões. O café acabou esfriando depois de um tempo, e novamente o corpo dela voltou a ficar frio e ela teve de vestir algo para se manter aquecida.

O clima ia ficando mais frio com a proximidade de dezembro e só de lembrar que passaria mais um Natal sentada na frente no notebook enquanto desejada Feliz Natal aos seus pais, Lauren perdia o animo para a festividade e toda a comemoração de fim de ano.

     ...

- Amor, eu sei que talvez eu tenha colocado um pouco mais de calmante no seu café, mas você precisa acordar ou vai acabar perdendo a hora na exposição. – Matheus tentou acordar a amiga calmamente e com um sorriso leve no rosto, mas nada de calmo seguiu depois disso.

Lauren corria para todos os lados enquanto procurava algo para vestir, então depois sua bolsa e finalmente revirava a sala a procura de suas chaves sendo que Matheus as segurava fazia 2 minutos do lado da porta. 

Ela tinha marcado hora no salão, então metade do seu dia estava comprometida lá. Matheus cuidaria do resto se algo estivesse em desordem, ela poderia confiar nele sobre isso. Depois de sair agradecendo aos deuses por ter um amigo como Matheus, Lauren desceu as escadas correndo, pois achou que o elevador estava demorando demais para chegar ao seu andar.

Camila estava na varanda por 15 minutos enquanto Brant ainda não tinha notado sua não presença na cama ao seu lado. Ela se apoiou no parapeito e observou não as ruas movimentadas lá embaixo, mas sim a calmaria que estava o céu, o ar frio batendo contra sua pele já gelada. Não se incomodou com o frio e permaneceu lá até que Brant saltasse da cama e gritasse seu nome, a trazendo de volta para onde deveria estar.

- Tenho uma reunião às 14h. Você pode sair com a Dinah enquanto eu termino de resolver tudo aqui. Devo estar de volta às 17h novamente e... – Foi tudo o que Camila prestou atenção. Ela deixou que ele falasse sozinho o tempo todo e então teve que vestir algo e descer, pois a fome havia chegado.

Dinah já estava os aguardando no restaurante do hotel. Ela deu um sorriso bobo para Camila e um sorriso enorme para Brant, que estranhou o fato de Dinah estar lhe dando esse sorriso e por ela estar extremamente animada durante a manhã toda.

Ela havia reservado um horário no salão mais próximo do hotel, checando com Matheus se Lauren não iria para o mesmo. O encontro deveria ser de noite e Dinah não poderia estar mais animada e poderia até tentar negar o fato de também estar com medo. Lauren não tinha mostrado nenhum sinal de preocupação com Camila enquanto falava com ela, mas quando Matheus contou a Dinah que Lauren vinha ligando para Camila apenas para ouvir sua voz, fogos de artifícios explodiram dentro dela.

- Mila, eu acabei de mudar o vestido que você usará essa noite. – Dinah disse sorridente e Camila apenas se certificava de que Brant estava fora de vista por algumas horas.

- Por que fez isso? Eu tinha gostado daquele. Ele simplesmente...

- Não te serve para essa noite. Confie em mim. Você deve ter visto o nome dos artistas que estarão presentes hoje na exposição, certo? – Dinah ergueu uma sobrancelha e Camila franziu as delas.

- Eu olhei rapidamente. Brant disse que não quer que eu saia com mais de 3 quadros para ter em casa em mente, então não me animei muito sobre quem vai estar ou não hoje a noite. – Camila tirou o celular do bolso e o abriu para tirar o chip.

- O que está...? – Dinah riu confusa sobre o que ela estava fazendo.

- Brant vai tentar me mandar mensagens e ligar achando que eu me importo sobre o que ele está fazendo nessas malditas reuniões. Eu não dou à mínima. – Ela revirou os olhos e Dinah a puxou para fora do hotel.

- Quando voltarmos mostro o vestido que usará hoje. Ele irá ficar perfeito em você e a ocasião não poderia ser melhor. – Dinah jogou Camila para dentro do carro onde o motorista as aguardava. Camila gritando enquanto ela lançada para dentro. 

Camila, Dinah e Lauren passaram suas tardes se preparando para a noite. Matheus encontrou um antigo namorado na rua e acabou indo parar na cama do rapaz num piscar de olhos. Brant enviando mensagens não recebidas por Camila, ela estava se divertindo com "besteiras" com a amiga.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...